quinta-feira, março 09, 2006

O day after de uma mulher:(.

Menina Maria,
Desta vez é tarde para lhe pedir ajuda – escrevo do exílio, em Vigo. Tão triste, tão triste, que nem me apetece ir ao Corte Inglês ou às lojas da Calle del Príncipe. E de relações cortadas com o Sousa!, o sacana – perdoe a linguagem… - foi longe de mais. Imagine a menina que ontem, para variar, o senhor doutor estava optimista. Até foi buscar umas iscazitas ao Frise para eu não ter trabalho por ser o Dia da Mulher, benza-o Deus!
(Que cá para mim era melhor os homens tratarem-nos sempre bem e deixarem-se destas mariquices de cow-boys portugueses uma vez por ano… A menina viu o filme? Até onde chegará esta podridão? E não me venham dizer que a culpa é do chinoca, alguém lhe deu o arame para fazer uma trampa daquelas. Um Óscar… E falar de amor, menina, falar de amor, até fiquei eu de olhos em bico!)
Mas o senhor doutor fê-lo com boa intenção, da maneira que o educaram não se pode exigir mais. Sentou-se no sofá e disse ao Sousa “o que lá vai, lá vai, Sousa, de qualquer forma não o apanhei nas matas de Cantelães, faça também um tabuleirinho para pouparmos a Gertrudes e vamos ver a bola juntos”. Bonito, não acha? E abriu uma garrafa de Bacalhoa, os olhos do Sousa brilharam tanto que eu disse para os meus botões – “não é lampião, mas parece”.
O jogo não começou muito bem para o senhor doutor. Por isso, ele bebeu dois copos de rajada e mostrou aquela cultura de que tanto me orgulho, é uma honra trabalhar para um homem assim. Virou-se para nós com um sorriso muito calmo e disse: “Já dizia Séneca – os postes fazem parte da baliza e quem lhes acerta é porque não sabe meter a bola lá dentro”. Estava tão cordial, que fingiu não ouvir o Sousa rosnar que “tantas vezes o cântaro vai à fonte…”
Veio o golo do Simão e ele impecável, não se pôs aos pulos nem fez aqueles manguitos – ou pior… - horrorosos ao Sousa. Deu-lhe um forte abraço e disse - “Sousa, somos ambos portugueses, aproveitemos esta vitória que se desenha e a posse do novo Presidente da República para enssetarmos (é assim que se escreve?) um novo capítulo da nossa relação laboral e afectiva”. Um senhor, menina, um senhor! E o Sousa calado como um rato. Eu estranhei, conheço o bicho - é um biltre, como a menina diz daquele político americano que tem nome de árvore, arbusto ou floresta, já não me lembro. E não é que estava mesmo a preparar uma sujeira?
Veio o intervalo e o senhor doutor virou-se para ele e pediu – “Ó Sousa, isto merece um champanhezito. Vá à adega e traga uma garrafa de viúva Quelicote para celebrarmos no fim do jogo”. (A menina conhece a fulana? Olhe que mulheres viúvas – e casadas… - a mandar presentes a homens não são de fiar!) Bom, mas adiante. O Sousa levanta-se e diz com um ar muito sério – “e o senhor doutor bebe quando voltar? Deixo-lhe uma tábua de queijos e o champanhe no ferapê, quer?”. O senhor doutor olhou para ele varado e respondeu – “voltar de onde, homem de Deus? Daqui não saio. Mesmo que fosse ter com os meninos para ver a segunda parte arriscava-me a perder uns minutos do jogo e isso nem morto!”. E o Sousa com um ar pesaroso – “é que a mesa-redonda na Faculdade de Medicina está marcada para as nove e o patrão costuma ser pontual…”.
Julguei que dava um ataque ao senhor doutor. Virou-se para o meu homem e disse-lhe – “mas então não é amanhã que vou ao ISMAI? Você marcou-me uma mesa redonda para hoje à noite, jogando o Benfica?”. O Sousa continuou com ar de cangalheiro a divertir-se à brava por dentro, jurou que nunca lhe passara pela cabeça que o Benfica chegasse tão longe na Taça dos Campeões e lembrou que era a Faculdade em que o senhor doutor se formara e fora o Professor Mota Cardoso em pessoa a convidar, um velho amigo, falara há meses, quem podia prever que aqueles…, aqueles… - aqui engasgou-se! – aqueles heróicos jogadores do Benfica se trans-sendêcem?
A menina não imagina como o senhor doutor saiu de casa. Agarrou-se a mim – com todo o respeito! – e disse-me: “Gertrudes, e se não volto a ter oportunidade de recordar as vitórias do Benfica da minha adolescência? Peça ao Sousa que me envie o resultado por sms”. E nem uma palavra mais dura para ele, menina, ainda lhe disse para acabar o Bacalhoa. O que ele fez consolado, mas sempre a incitar o Liverpool e a cantar uma canção que eu não conheço, o refrão diz “vocês nunca caminharão sozinhos”. Cheguei a pensar que estivesse a referir-se ao senhor doutor, lá fora numa noite de chuva, sujeito a ser assaltado e violado nalgum sinal brumelho.
E depois aquele nanico italiano marcou o segundo golo e ele gritou – “cosa-se, já passaram!”. Fez um sorriso mau como as cobras e disse-me que para o senhor doutor ter uma alegria maior lhe ia pregar uma partida giríssima. Nem tive tempo de perguntar o quê, mandou-lhe um sms a dizer que os bifes tinham marcado terceiro nos descontos, como o Benfica na Amadora. Estava eu a pedir que não demorasse a repor a verdade dos factos – aprendi isto na televisão… - quando o telefone tocou. Era da Urgência. O senhor doutor tinha tido uma síncope quando estava a explicar a um aluno a importância da Antropologia na relação médico-doente. Levaram-no de charola para a reanimação, ele voltou a si e, segundo disseram, enquanto lhe faziam o eléctricocardiograma repetia que o deixassem morrer e pedissem ao LFV – quem é? – que emprestasse a águia Vitória para lhe deixar cair as cinzas no riacho de Cantelães. Foi então que um interno, quase em lágrimas, lhe disse que ia sobreviver. Talvez um bocadinho xoné, porque o sangue fugira do cérebro por uns minutos, mas pronto para festejar mais vitórias do Benfica. Como a de hoje (ontem…).
Diz quem viu que o senhor doutor largou um rugido, arrancou os fios todos do aparelho e se pôs de joelhos a gritar “iésssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss”. Mas depois… Ficou gélido, agradeceu aos colegas o cuidado deles e assumiu a responsabilidade da alta que lhe não queriam dar. Disse que tinha umas contas a ajustar com um gandacíssimo filho de uma curta (isto nem é linguagem dele, menina!). O Sousa pousou o telefone, emborcou a garrafa da tal viúva…, e fizemo-nos à estrada. Com ele a rosnar que, se calhar, desta vez tinha exagerado.
E cá estamos em Vigo. Mas seguimos! O senhor doutor enviou-lhe um sms a falar de uma série qualquer em que um médico chamado Quimbal perseguia um maneta pela América fora. Terminava assim: “mais depressa o Veiga e o Pinto da Costa fazem as pazes do que eu te perdoo. Procurar-te-ei por todas as Casas do FCP pelo mundo fora e em cada uma do Glorioso estará o teu focinho com uma gorda recompensa por baixo. Prepara-te para seres dragão de ouro a título póstumo, sacana!”.
O Sousa marcou viagens para o Japão via Madrid. Diz que vai fazer um curso intensivo de artes marciais…Adeus, menina, que Deus a proteja. E reze por mim, que ainda por cima odeio aquela coisa chamada xuxi!

28 comentários:

olga disse...

Muito me fez rir!!!
Mas estou solidária com o Sousa, afinal sou do FCP, e foi só uma brincadeirita!!

lena disse...

loooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooool
>;D********

beijos!!! benfica!!!! ainda não recuperei!!!! eehhhhhhhhhhhhh!!!!
vivaaaaaaaaaaaaa!!!! benfiiiiiicaaaaa!!!

LOL

fora-de-lei disse...

Professor, desculpe lá dizê-lo, mas o senhor já me começa a meter raiva com tanta comiseração... Quantas vezes é que eu já lhe disse para não ter contemplações com esse andrade desgraçado ? Olhe que quem o avisa, seu amigo é... ;-))

Conserto disse...

Puxando dos meus galões de completamente ignorante da nobre arte do futebol, devo dizer que além de seguir, tal como a maioria dos aficionados, as intrigas, os ódios e os insultos intrínsecos a este desporto. Gosto de saber os resultados dos cinco grandes (esta dos cinco foi subtil).
E só posso dar os meus parabéns ao Benfica por esta corajosa e gloriosa vitória. Em primeiro lugar porque foi contra os antigos campeões, em segundo porque eram ingleses em terceiro porque foi no campo deles e em quarto porque já chateia que o ambiente futebolistíco esteja demasiado consensual.
Resta dizer que só a meio do jogo é que percebi que os de azul é que eram os benfiquistas (decididamente vou ter de estudar mais)

lobices disse...

...deixe lá, a culpa não é do Sousa
:))

moon disse...

LLLLLOOOOOOOLLLLLL...

Tss, tss, tss...

Não o percebo, a sério que não!
Então em vez de dar um pulito a terras de sua Majestade, assistir à história a ser feita em directo e ainda ter a oportunidade de jantar (e quem sabe:)com a sua Maria mete-se nestas...
Santo Deus...!

moon disse...

Gertrudes,
tenha lá paciência. Homens...

Essência disse...

Eu que não tenho comentado, hoje, depois de me rir às gargalhadas, tenho que ser solidária com o fora-de-lei...
Professor, desta vez não há desculpas!! BENFICAAAAAAAAAA ;)Bj Star

alice disse...

Professor,
espero que se divirta tanto a escrever como nós nos divertimos a ler!

ap

DasAntas disse...

O Sousa pediu asilo político cá em casa. Desde ontem, que está agarrado a um dragão, que é a pega da tampa de um jarrão Companhia das ìndias. Venha buscá-lo, senão o homem ainda mo parte.

sereia disse...

Prof.,
Ri que me fartei!!!
Li, mas imaginando as cenas, como num filme. Coitado do Sousa. O melhor é ficar por terras asiáticas e, mesmo assim, não sei..
Mas que ele é mauzinho, é!!
Estou convencida, que até o sangue que lhe corre nas veias é azul.
Imagino uma qualquer final entre FCP e SLB; Cantelães desaparecia do mapa, não???? E a Gertrudes (?), não quero nem pensar.

Parabéns e, não deixe de nos dar conta, destes seus "arrufos" com o Sousa.

Pamina disse...

Boa tarde.

Ai, estou muito chocada com o que o Sousa fez. Foi muito feio.:(
A briga no outro dia, pronto, ainda teve desculpa, porque se exaltaram ambos e, temos que ser justos, houve uma certa provocação, mas isto!!!!!! Isto foi "In cold blood"! Que maldade! Ainda por cima depois do patrão, pondo em prática os ensinamentos da doutrina cristã ("perdoar a quem nos tem ofendido" and all that), ter feito as pazes com ele e o convidar para verem o jogo juntos, regado com os melhores vinhos! Não há direito! Cá para mim, a marcação da mesa redonda para o mesmo dia foi menos inocente do que ele pretendeu aparentar. Sem querer meter a foice em seara alheia, parece-me que o homem tem comportamentos de natureza psicopata.
Coitada da Gertrudes, tenho muita pena dela. Mas é o costume, os homens fazem-nas e as pobres das mulheres é que pagam.:(
Quanto ao Japão, na minha opinião, o que ela tem a fazer é deixar-se de preconceitos contra o sushi, às tantas ainda perde uns quilinhos, vou fazer aqui um aparte, parece-me que ela é mesmo um bocadinho preconceituosa relativamente aos orientais, pois chama "chinoca" ao Ang Lee, já parecia o anónimo do outro post que lhe chamou "chinês enfezado", mas adiante, portanto, quando estiver toda esbelta, podia aproveitar a estadia para comprar um daqueles kimonos lindos de morrer, como usam as gueixas, e já agora, combinar com uma para lhe dar umas aulazinhas práticas. Assim, não só se vinga da história do Sousa com a senhora do jardim, mas, quando regressar a Portugal, se quiser tornar-se independente pode abrir um massage parlour para cavalheiros de posição, numa zona chique de Vieira. É boa ideia ou não é?

Cê"M"Tê LOL disse...

Que raiva não poder deliciar-me agora a lê-lo professor :[[[[[[[[
Mas deve estar delicioso- ainda por cima com o resultado não fictício de ontem! Veja lá que eu quase torci pelo Benfica! bjnhs

Su disse...

fez-me bem ler....ri-me...
jocas maradas

andorinha disse...

Boa noite.

Simplesmente delicioso!
Palavras que encantam e nos fazem sorrir.
Adorei.:)

andorinha disse...

Conserto,
"Resta dizer que só a meio do jogo é que percebi que os de azul é que eram os benfiquistas."
Looooooooooooooooooooooooool

Moon (1.18)
Tens toda a razão, mas às vezes aos homens não lhes ocorre o óbvio.:))))))

Angie disse...

Num dia em que tudo corre mal, só um texto destes para nos repor as -inas (oxitocis, dopamis, adrenalis,e todo o material em défice) no respectivo sítio
Está simplesmente demais!
Chorei a rir.
Estou reconciliada com a existência!

Angie disse...

Que horrrrror, a minha heresia! Dizer que tudo hoje me tinha corrido mal.
Claro que não, houve aquele momento inesquecível logo pela manhã!
Mas talvez por isso, a factura para tal presente matutino foi pesada.
Tudo o resto foram anti-climaxes, percebo agora.
(professor, não se zangue, isto das opiniões é uma coisa lixada. Mas que dá sal à vida!)

Vanda Baltazar disse...

Professor,
Claro que a vida não podia ser tão desiquilibradamente madrasta ;)

Yeeees :) SLLLLLLLLB :)

É bom ter voltado a ter tempo para o ler...o mais importante, continua a correr bem!!! :)

Abracos Lampiões!!

Ameninadalua disse...

OH! Professor que grande maldade esta do Sousa! :)))))

E ainda por cima neste jogo em que devíamos ser todos benfiquistas...
Até eu fui...juro!

Quanto à Gertrudes, coitada! vive nesse dilema terrível; tem de estar do lado do marido apesar de querer estar do seu lado...mas que situação difícil...o que vale é que a Maria lá serve de "ponte" :))

Mas que bela brincadeira esta do seu texto...O fim do dia não podia ter sido mais divertido...:)
É melhor do que ir ao cinema:)))

philosophos disse...

em terras de sua majestade, majestosos são os republicanos da dinastia de viriato. Umas vezes de quinas ao peito, outras na pele de dragão, águia ou leão. Ainda bem que lhes deixamos antes o chá para que possam curar as eternas ressacas que a fúria lusa provoca. Parabéns pela crónica. Sou um Sousa incapaz dessas malandrices. Primeiro homem, depois Viriato e finalmente Dragão.

nenhures disse...

Boa Gertrudes
Vou por si. Nada de xuxis nem de
mulheres viúvas – e casadas… - a mandar presentes a homens ... não são de fiar!
lembranças ao esposo
Até outro dia

limousine disse...

Gertrudes:
Deixou-me em terra...Mas eu compreendo que eu daria muito nas vistas e correm perigo de vida.
Venho dar-lhe alguns conselhos amigáveis:
- Já que está em Vigo, faça uns quilómetros e não se esqueça de se ir encomendar a Santo (Santiago).
- Aproveite e desforre-se no marisco, antes da tortura do xuxi.
(a gripe ainda não chegou aos moluscos e bivalves)E se se sentir mal, peça uma rádiocuspia na urgência espanhola (eles estão um pouco atrasados nos meios auxiliares de diagnóstco, mas não admira, também lá entra-se com qualquer nota nas faculdades de medicina, é caso para desconfiar...).
- Meça a atenção diariamente na farmácia. E a do Sousa também. Cuidado com a máxima. Já não são novos e o extresso não ajuda nada.
- Nos piores momentos, leia a Rosalia. Sabe que ela era de Padrón, terrinha acolhedora e modesta que por acaso também era a do Camilo Cela? Boa comida.
Enfim! Aproveite a Galiza, é a nossa segunda terra! Com excepção daquele senhor pequeno que tiranizou a Espanha durante décadas (mas era 1 sabidão) por lá só há boa gente e nem a Opus Dei teve grande saída.

Nota: Olhe, não se preocupe com a tal Viúva.
Bem pior era se fosse o outro, o Perinhão, que ainda por cima é Dom, veja lá! E o professor não gosta nada dessas coisas da fidalguia. Já viu? Facada por facada, antes com uma viúva do que com um broquebeque qualquer. Não acha? Vamos lá a levantar essa moral!

Viúva Coquelicote disse...

Oh Gertrúria encantadora,
em pânico não entreis,
sou viúva vitalícia,
e deixarei à Galicia,
sete mil contos de réis.

Recomendações para si, seu fiel Esposo e seu abnegado Patrão.

Limousine disse...

Ó Viúva Coquelicote:
Que querida que me saiste!!!!
Tu conheceste o Capote?
O do filme! Tu náum biste?

Por causa da Limousine
Fiquei a gostar de ti!
Mais vale uma Jacqueline
Do que um Perinhão... que é bi.

Ai Galiza, ai Galiza,
Fundo mistério é o seu
Chega a ter saudades dela
Qum nunca nela viveu!

Galiza, tens mais encanto
Na hora da despedida
E as lágrimas do meu Souza
São a luz que te dá vida!

Ó professor, professor!
Duas coisas tem de fazer:
Ao meu Souza perdoar
E aprender... a perder!

viúva Coquelicote (em paxeio em Vigo) disse...

Oh querida Limougine!
Exe Capote eu náum bi…
Xó bi um de popeline
que tiña o meu falexido
cumprado em xaldo em Orly! (no aeropuorto, já xe bê…)


De qualquer modo agradexo
pola prove estrofe miña
teres mostrado o teu aprexo;
e axim boltei aqui
pra te dexar um gran xi,
e ao Xulito un gran bexo!!!

limousine disse...

Cuidado co'a pronúnxia!
Então o Júlio é Xulito?
Cruzes, credo, vade retro
Que o home num é um santo
Mas com o xeu gabarito
Num tem que xegar a tanto!

Olhe, xabe o que le digo?
Se coija alguma ele fosse
era o contrário de xulo! (em nome do Pai,do filho, do...Amen)
Proque elas - o mulherio -
Abusam daquele doce...
'Té o Souja fica fulo!

Fajem-se a ele, as malucas!
Umas santas, e outras não...
Co'a desculpa das conxultas
Andam xempre num baibém!
Agarram-se ao meu patrão
Tiram-le tudo o que tem!

CêTê disse...

Prognóstico:
A Maria revela ao professor qu está à espera de um rebento (de quem é só em "capítulos" próximos)
A Sr.ª D. (que o respeitinho é muito lindo) Gerturdes vira beata depois de arraaer forte e feio no Sousa e no professor numa crise de TPM.
O professor passa a gerir a Mindinha com duas auxiliares de cozinha de arromba. Como coca-enólogo emprega um ilustre murcónico...
O Sr. Sousa é convidado para participar num programa da RTPN - "TV Sexual" auxiliado por duas assistentes da Galp