quarta-feira, março 15, 2006

Perdidos? Nós? São intrigas da oposição!

Homens não admitem estar perdidos


Um estudo realizado para o Royal Automobile Club (RAC), que presta um serviço de seguros e assistência automóvel na Grã-Bretanha, revelou ontem que os condutores britânicos do sexo masculino sempre tiveram problemas em admitir que estão perdidos e, normalmente, demoram duas vezes mais que as mulheres a perguntar o caminho.

Os homens esperam até 20 minutos antes de se decidirem a perguntar o caminho, enquanto que as mulheres não esperam, em média, mais que 10 minutos. Os 10 minutos de diferença, segundo a sondagem, causam um aumento de tensão entre os casais, como revela a maioria dos inquiridos, cerca de 64%, que admitiram já ter discutido no carro por essa razão.

No total, a resistência dos homens britânicos em admitir que estão perdidos fá-los desperdiçar, em média, perto de seis milhões de horas por ano no carro. Apesar deste facto, apenas 27% dos casais inquiridos pelo RAC revela preparar a viagem com alguma antecedência.


JN.

25 comentários:

andorinha disse...

Boa tarde.
Já não é a primeira vez que leio uma notícia deste género, portanto, deve ser verdade.:)
Mas não consigo perceber o porquê da relutância dos homens em admitirem que estão perdidos e por isso pedirem indicações.
Se estiverem numa zona que não conhecem, não é muito mais prático pedirem ajuda às pessoas dessa zona?
Onde fica a tão falada racionalidade dos homens?

Até mais logo, gente.:)

b' disse...

comigo é ao contrário!!!

geralmente é o meu co-piloto que diz 'não queres perguntar ali àquele senhor o caminho?´e eu 'NÃO!'

também geralmente sou eu que conduzo, mesmo no carro dele...

será que somos uma excepção?

Andorinha, quanto à racionalidade, acho q se perde no momento em que se sentam ao volante :)))

os homens, eu não
tenho um bom sentido de orientação :)

fiquem bem

moon disse...

"a resistência dos homens britânicos em admitir que estão perdidos fá-los desperdiçar, em média, perto de seis milhões de horas por ano no carro."

Ah, bom... Deve ser por isso que eles, os homens, costumam chegar tão tarde a casa, andam perdidos... Tadinhos!:))))))))

Há que lhes comprar um GPSR, com urgência!

maloud disse...

Desconheço, se aqui já informei, que cá em casa eu sou o poder legislativo. Claro, que tenho outros {isto é mais ou menos uma ditadura}, mas para o post, o que interessa é este. Um dos primeiros decretos que publiquei, é que se prepara tudo ao pormenor. Donde, até há pouco tempo, eu estudava o itinerário ao detalhe, munia-me dos mapas e lá íamos. O que me atura, que tem alguns poderes executivos, seguia por onde eu mandava. Claro que às vezes falhávamos uma viragem, porque ele gostava de andar a 200 e a minha voz não ultrapassa o limite de velocidade {pois é Prof., quando uma vez disse na TV que o portuga lá fora levanta o pé, fartei-me de rir. Pensei mesmo convidá-lo a percorrer essa Europa connosco}, mas eu como o conheço, já tinha essas falhas previstas e em dois tempos estavamos no rumo certo.
Até que chegou o GPS. Eu ia descansar, porque o satélite, espécie de estrela dos Reis Magos, lá nos depositaria no sítio. O problema é que em França há aldeias com o mesmo nome no mesmo departamento e a deliciosa engenhoca levou-nos até uma, sem hotel de charme, para eu aniversariar {aniversario sempre longe da pátria e muito principalmente longe das minhas mâe e sogra}. Como sempre os homens, por mais inteligentes que sejam, acham que as geringonças electrónicas nunca falham, principalmente se perceberem o seu funcionamento. Depois de uma troca de mimos, e de eu me afirmar mil vezes superior ao satélite, e declarar os americanos uma cambada de incompetentes{nunca perco uma oportunidade}, lá consegui convencê-lo que seria melhor telefonar para o hotel e obter informações. Isto demorou no mínimo um quarto de hora, porque ele achava melhor introduzir novas coordenadas, isto é, baralhar de novo e tornar a dar. Agora vamos de GPS {estas férias deixou-nos à porta do Turismo de Habitação em St. Rémy Pce}, mas, não vá o diabo tecê-las vou sempre agarrada aos Michelins.

Angie disse...

Pois, é a tal anedota que corre:
« - Porque é que, de entre milhares de espermatozóides, só um é que consegue chegar e fecundar o óvulo?
- Porque foi o único que não se importou de perguntar o caminho...»

Sempre adorei a "alegoria"!!!
Verdade para o ridículo dos pruridos quanto ao sentido de orientação masculino.
Verdade para que certas "skills" masculinas não são as que mais depressa conquistam as mulheres.

politically correct disse...

Why do people make generalizations about male and female behaviour?

Here is a theory: because it's easy.

A generalization or stereotype is often made from feelings of irritation or annoyance, which can lead to feelings of superiority. It's easier to "find fault" for your feelings in others than to take responsibility for them. Trying to improve our own conditions by learning to cope with them can be hard work. Complaining and making generalizations is a way of coping. It can even be fun but probably won't improve conditions.

Sometimes we see things in other people that remind us of something we don't like about ourselves. It triggers us to make a criticism / generalization. It doesn't just happen with gender issues. Any group will do, for example, national identity; religious groups; racial groups; people in our own town, but from the wrong side of the town, etc.

Basically, we'll criticize anything that is different from the way we want it to be.

yulunga disse...

Boa tarde maralhal.

Ai o que me irrita irem buscar estudos fora quando cá temos a mesmissima situação.
Se estou com todo o tempo do mundo adoro andar perdida, diverte-me, e a minha frase é: sempre para baixo e para a direita a algum sitio havemos de ir dar.
Se tiver alguém à minha espera não espero 10 minutos sequer para perguntar e detesto ser co-pilota de alguém que não pára para me deixar perguntar.
GPS... Bem no primeiro jantar do Murcon tinhamos e isso não foi impedimento para que não nos tivessemos perdido. Terá sido porque a senhora "falava britânico"?

CêTê disse...

"Os 10 minutos de diferença, segundo a sondagem, causam um aumento de tensão entre os casais|"
estamos a falar de quê? LOL Ah, pois. É verdade sim senhor! E para estacionarem? Quanto mais lugares vagos houver maior é a indecisão deles, e o critério da escolha incompreensível. Dequalquer modo... viva a diferença.
Por causa das diferenças lembrei-me do "Back Mountain". As ovelhas não entraram na história, pk? (agora que vi o filme vou ler os comentários que já aqui foram feitos ...)
Bom fim de dia para tooooooodos

mulhergorducha disse...

Confesso que não me surpreende. Há qualquer coisa dentro de cada homem que o impede a admitir que está perdido e a perguntar indicações pelo caminho. As mulheres - e eu sou prova disso - têm muito menos problemas em admitir a "falha" e a recorrer à ajuda mais próxima.

porta disse...

Quantos minutos mais levarão os homens da UK que invadem o Iraque a perguntarem qual o caminho mais rápido para casa?

Conserto disse...

Hos ómens nunca se perdem. Comessou com os reis magus e continua no Sócrates.
Ás vezes não sabem o que andam a fazer e para honde vão, mas là vão seguindo o seu caminho.

Conserto disse...

O problema dos GPS é que não foram feitos em Portugal, se não o Min. da Admnist. Interna já os tinha currigido

andorinha disse...

Estou desolada.
Fomos eliminados com um golo irregular.:(((((((((((((((((((((

maloud disse...

AVISO IMPORTANTE

Em França nada de ultrapassar os 185. Acima disso 3.000€ e carta apreendida.
O último gendarme que nos multou, nós qualquer dia conhecêmo-los a todos, deu-nas a informação.

nenhures disse...

eles são sempre um achado

fora-de-lei disse...

andorinha 10:52 PM

Estou desolada. Fomos eliminados com um golo irregular.

Tens razão. Mas olha que houve um gajo do Guimarães que foi expulso à pala de uma tanga do Petit. E nem contra 10 conseguimos lá chegar...

Anyway... Viva o GLORIOSO !!!

Pamina disse...

À laia de resposta ao Politically Correct das 2.05, não gosto nada de generalizações, mas neste caso a minha experiência confirma que este comportamento dos senhores condutores é mesmo generalizado e comum a várias idades e nacionalidades. A resposta que costumo ouvir à minha sugestão de: "Pára aqui e pergunta o caminho neste café" é: "Pr'a quê? Ainda sabem menos do que eu", seguido de: "Dá cá o mapa. Tu pensas que eu não sei ler um mapa?!"
Tanto desperdício de energia, por causa do egu, como diria a Gertrudes.:)

andorinha disse...

Fora de lei,
Tens razão, isso é verdade.
Mas escrevi-te no post de cima, fiquei preocupada por não dares sinais de vida.:)))))))))))

Vanda Baltazar disse...

...Ainda não fui ao lado de nenhum homem, que reconhecesse rapida e afavelmente, que se tinha perdido, ou, ainda mais simples...que tinha passado distraído um cruzamento...

Pode ser que o defeito esteja em mim. Na má escolha de...condutor!

;)

Isabel Pietri disse...

Eu, quando me perco, gosto de tentar descobrir o caminho sem perguntar. É um jogo.

E tb gosto de consultar mapas.

Só em última instância é que pergunto. Qdo estou atrasada, pergunto. Quando não estou atrasada e me convenço (demora tempo, demora tempo... ;-) ) que não há MESMO mais nenhuma solução, pergunto.

E sou mulher. Quer dizer, pelo menos pareço. ;-)))

E já viajei com vários homens que querem perguntar logo à primeira. Posso dar o contacto de alguns, se alguém quiser... :-))))

Hehehehehe...

Isabel

CêTê disse...

"E já viajei com vários homens que querem perguntar logo à primeira. Posso dar o contacto de alguns, se alguém quiser... :-))))"´

Bora lá então.Tenho algumas amigas "encalhadas" e outras que não sendo amigas gostatia mesmo de as ver dar UMA GANDA VOOOOLTA LOL

CêTê disse...

Consultem lá: (divertam-se)

http://www.infonegocio.com/xeron/bruno/adam.html

CêTê disse...

divirtam-se, divIrtam-se,....

Ó meninadalua não me deixe aqui sózinha.;P

Vanda Baltazar disse...

cêtê fui e ...
uaaaah uaaaaaaaaaah
este também estava perdido!!!!!! ;)

Isabel Pietri disse...

"Bora lá então.Tenho algumas amigas "encalhadas" e outras que não sendo amigas gostatia mesmo de as ver dar UMA GANDA VOOOOLTA LOL"

Hehehehe... Faz o itinerário, faz o itinerário... :-) De certeza que não se perdiam!!!! :-))))

:-))))

Isabel