domingo, julho 01, 2007

Domingo à noite.

Nunca idealizei Diana, os olhos eram escorregadios e a cumplicidade com a imprensa evidente. Mas gosto dos "filhotes" e é bom escutar o Sailing do velho Rod Stewart:).

P.S. Devo informar que em Vieira do Minho já existe um café chamado Dr.House! Aquela gente até conhece os meus vícios!

55 comentários:

Xelim's Skull disse...

...excepto os de raciocínio

Fora-de-Lei disse...

Agora só falta, por exemplo, uma cervejaria denominada "O ninho da águia"... ;-)

andorinha disse...

Boa noite.

Diana também nunca me encantou. Muita pose no meio, eventualmente, de alguma sinceridade.
Uma pessoa como qualquer um de nós com defeitos e virtudes, ponto.
Nunca percebi a idolatria...

Quanto aos putos também estamos de acordo: gosto, são putos normais do século XXI.
E o William é um giraço!:)

Café Dr. House em Vieira???
Estou a ver que Vieira está a ficar muito cosmopolita:)

andorinha disse...

FDL (11.38)

Bem pensado.
Que tal abrirmos lá um negócio?
Dois benfiquistas, capacidade empreendedora, "massa" é coisa que não falta...que dizes? Alinhas?:)))))

Sirk disse...

Boa noite.
Tu tens bom gosto, Andy. Reriro-me ao William, claro. :)

goncalo disse...

O que me chamou mais a atenção foi o título "Domingo à noite", precisamente o momento da semana em que fico, para usar o paleio dos Psi, numa espécie de "sub-depressão". Nunca percebi com rigor o motivo, mas é difícil, ainda para mais sem futebol. Ó maldita dependência!...

Também gostei de ver o Rod Stewart, sobretudo com o "Maggie". Muito bom. Subscrevo a simpatia pelos Príncipes e a desconfiança em relação à Princesa...

thorazine disse...

Ontem por acaso vi o "infanity house" e parti-me a rir: o Hugh Laurie e o Robert Sean Leonard (Dr. Wilson) são hipocondríacos! LOLOLOL

Confessaram que cada vez que estão a gravar um novo episódio começam a ter todos os sintomas do paciente principal! LOL Aliás, o H.Laurie disse que tem(!) uma ténia na cabeça (a do primeiro episódio!). ;)))))))))

Sirk disse...

Qual "Reriro-me" qual carapuça...valha-me nossa Senhora das Teclas.

goncalo disse...

Ó Thorazine,

Se não fores, tem alguma compaixão pelos hipoconcdríacos... Não sabes o que sofrem... Para citar o nosso prof., já ficamos satisfeitos quando percebemos de manhã que acordámos))))....

andorinha disse...

Gonçalo(12.13)
:) Loooooooooooooooooooool

Quanto à sub-depressão de domingo à noite, não estás só, há muita gente a fazer-te companhia...:)

goncalo disse...

Andorinha,

Já suspeitava, mas é bom saber...

thorazine disse...

Gonçalo,
não sou...mas um dos meus melhores amigos é! Sei o que "vocês" sofrem..

E apesar de ter compaixão, às vezes só dar para rir das artimanhas da mente: o que um instinto de sobrevivência em overload pode fazer! LOL

No caso do Dr House é hilariante saber da sua hipocondria depois da "imagem" que a sua personagem criou! :D :D

Carlos II disse...

Como sabem, sou monárquico. Mas nunca gostei daquela família.
Do Rod Stewart, gosto do tema "Sailing", mas o álbum "Every Picture Tells s Story", meu Deus!
O Elton John a não ser o álbum "Elton John" e o "Goodbye Yellow Brick Road".
Mas aquele rapaz negro o Puff Daddy é de considerar.

vitoscano disse...

Gostei de ver o espectáculo dedicado á princesa Diana,pena foi a porcaria de transmissão da RTP,grupos que são anunciados pelo Julio Isidro que os vamos ver e ouvir e quando começamos a ouvir acabam, pois a RTP esteve a passar publicidade é ridiculo.Entrevistas para que?Não chegava irem comentando as imagens que vinham de Wembley(eram bons convidados ao menos isso).E deixar de transmitir para dar o telejornal(era importante por causa da presidencia da União Europeia admito)esta mal,no minimo devia naquele espaço de 1h.40m passar para a RTP2.Já estou com medo da transmissão do Live Earth.
Café chamado Dr House que coisa engraçada.

Alba disse...

Depois da vaga de emoções há 10 anos, uma semana de muito choro, muita vigília, muito arrebatamento, teria de existir um retrocesso.

O Príncipe Carlos foi bem aconselhado, a Camila foi aparecendo de forma discreta e sóbria, os príncipes cresceram e são simpáticos, a Princesa Diana, ora, a Princesa morreu.

É curioso, muita gente que agora se sente defraudada com Diana, há dez anos, antes do acidente, não comungava por ela paixão arrebatadora.

O que motivou aquela explosão de dor foi, sim, o choque provocado pela tragédia - uma mulher bonita, rica, mãe de dois rapazinhos, divorciada e aparentemente apaixonada pelo namorado recente morre em brutal acidente.

Pelo meio havia paparazzi, um túnel, um motorista embriagado (viríamos a saber depois). Mas o essencial foram as imagens de Diana na praia, dias antes, os filmes captados pela segurança do Ritz, os destroços do Mercedes e as flores, o mar de flores junto do Palácio de Kensington. E as lágrimas, claro.

Foi isto que nos chocou.

Diana era imperfeita?
Certamente, nós também!

Há dez anos, depois do acidente, os seus defeitos não foram impeditivo de chorarmos Diana.

Ela era bela, jovem e muito rica.
Era mulher mais fotografada do mundo. Tinha sido mal-amada.

Não é esta, muitas, vezes, a matéria de que, após uma morte violenta, são feitos os ícones?

O tempo, por seu lado, relativiza, reconstrói, baralha.

Diana voltou a ser aquilo que era, para nós, um mês antes do acidente.

Vamos culpá-la da derrota das nossas ilusões?

AQUILES disse...

Vícios? Em Vieira do Minho?
De séries de TV, é claro, no remanso da lareira.

A Menina da Lua disse...

Café Dr. House??:))

Este pessoal do norte não dorme..."cum carrago":)))

É curioso notar o dinânico nível de empreendorismo das gentes do Norte; a atenção, a rapidez e a pertinência com que respondem no negócio não tem muito a ver com as gentes do Sul...o que nos vale é que nos sentimos e nos identificamos todos como portugueses:)

Com isto não quero dizer que não aprecie igualmente os do sul, como é o caso dos alentejanos que aprendi a gostar e a valorizar durante uns tempos que vivi em Evora. Afinal são as diferenças que nos permitem complementaridades que nos enriquecem e valorizam como portugueses.

Quanto ao mega concerto em homenagem à Lady Di, não vi mas a avaliar pela presença do Rod Stewart e do Elton Jonh se calhar valia a pena:)

Falando de música e concretamente do Cool Jazz Festival em Oeiras, hoje temos a participação do "Gotan Project"...muita sofisticação à volta do Tango...and I like it :)

Manuel da Gaita disse...

Um café chamado Dr. House. Isso é porreiro. Já não cafés como antigamente que se chamavam Central, ou República, ou mesmo 25 de Abril... Agora têm nomes catitas a armar ao pingarelho.

No Quénia o pessoal tem a mania de atribuir às espelunca (sejam cafés ou mercearias)o nome de filmes.
Assim, podemos encontrar a mercearia Rambo III ou o café Apocalipse Now...

Podemos observar isso numa coisa a que os quénianos chamam estrada, que liga o aeroporto a Mombassa... No entanto, não vos aconselho a frequentar esses cafés. É que as quénianas são muito atrevidas.

Por isso não admira que cá também se comece a usar esta moda quéniana... Estamos cada vez mais no 3º Mundo, e o Quinto Império tarda a chegar.

Quanto ao concerto não vi porque estava na bela região da Murconlândia em missão de cortesia e confaternização com a minha avó. Comi uma excelente Francesinha no Capa Negra.

CêTê disse...

"os olhos eram escorregadios" eram de facto!tornando a meu ver a cumplicidade com a imprensa não desejada mas sim necessária.
Uma vitima da monarquia e das suas regras, fragilizada pelas mudanças a que foi sujeita (que se sujeitou)- tão infeliz como qualquer astro rei que tantas vezes admiramos sob os holofotes e que julgamos feliz e realizado.
Genuínamente ou não preocupada com as vitimas das minas e com os mais frágeis, merece só por isso a minha admiração.


Quanto aos filhotes... sei não! Do mais velho até gosto mas do mais novo a simpatia que nutro é a mesma que se tem por uma cria do Rei da Selva irreverente a fazer-se passar por cria de hiena...


Mas foi bem lembrado! Olhe prof. ;))))) até ficava bem na NG este seu artigo!
Just Kidding

Marx disse...

Habituei-me a ler, na montra do meu quiosque, que os «filhotes» são doidos por borga. No caso do mais novo, teria sido, até, esse incorrigible skill que originaria a recusa das chefias militares em enviá-lo para o Iraque. Contra o que a maioria dos media, pelo menos os do meu quiosque, quereriam. Que também costumam escrever que terão, por isso, saído à mãe. Já não é assim?

A Menina da Lua disse...

CÊ TÊ

"Genuínamente ou não preocupada com as vitimas das minas e com os mais frágeis, merece só por isso a minha admiração".

Concordo! cada vez dou mais importância aos actos e a resultados porque as palavras muitas vezes "voam com o vento":(

Manuel da Gaita disse...

Toda a gente com a idade deles se diverte, anda à porrada, namora, bebe uns copos e de vez em quando faz umas asneirolas.
Fico contente que esses putos sejam assim...
Como sou repúblicano, acho arcaico toda a monarquia, mas os bifes é que sabem o que é melhor para eles

Xelim's Skull disse...

Diana vítima dos paparazzi?

Fosse ela uma sadomasoquista... Veja-se o caso da Angelina Jolie, que nem de um mísero Xelim teve piedade... (Mais informações on my profile)

Diana Ícone? Diana Bela? Diana etc?

É. É a insonte insossa!

penelope disse...

Esperemos que nesse café, os comes e bebes sejam mesmo o que parecem ser e não esquivos e enigmáticos como as maleitas que o Dr. House trata :)

Vinyl disse...

Eu não gosto nada deste novo visual da Joss Stone... E levar com o Elton John... bom, a sra. gostava... Por outro lado, eu diria que quando a Rainha patinar, não vão fazer uma coisa destas de certeza. Lá como cá, as prioridades são cor-de-rosa...

andorinha disse...

Boa tarde.

Manuel,
"Toda a gente com a idade deles se diverte, anda à porrada, namora, bebe uns copos e de vez em quando faz umas asneirolas.
Fico contente que esses putos sejam assim..."


Não poderia estar mais de acordo, como já disse em cima.
Alguns excessos são próprios da idade.
Ainda bem que são assim e que não vivem numa redoma de vidro.

Só não te perdoo uma coisa: teres estado na Murconlândia e não me teres convidado sequer para um café:))))))) Lol


4:38 PM

Laura disse...

Bem, do fenómeno Diana já nem posso ouvir falar.
Concordo: -venham os filhos, sim! Tipos simpáticos, normais, conscientes do seu papel, inteligentes e amigos entre si. Que, aliás, metem pai e mãe num chinelo, quer-me bem parecer....
Segundo um comentador, filhos amigos (ou inimigos) são produto do papel exercido pela Mãe (qualquer mãe). Acho que percebo bem a ideia, mas o Professor é quem deve saber explicar isso muito bem!

Nisto tudo, acho que os radicalismos são uma patetice. Uns odeiam-na (em particular os monárquicos de gema, que viram nela a subversão do (des)equilíbrio sacrossanto príncipe- princesa), outros adoram-na (o tal "povo" que dela fez rainha?).

Para mim ela não foi anjo nem diabo.
Foi produto de 1 feitiço solidário entre fadas madrinhas e bruxos da corte, que escapou das mãos dos inventores e adquiriu vida própria (como o Pinóquio com Gepeto...)

A casa real inglesa "desencantou-a" algures para 1 filho encalhado, mas não esperava que ela "se encantasse" tanto com o castelo, os brocados, e o seu povo.
E ainda pasmaram mais quando o seu próprio encanto irradiou com a força primária e insensata dos romances cor de rosa que a mãe da madrasta escrevia...
Se fosse da classe média, chamavamos-lhe 1 deslumbrada ou 1 reecarnação da Evita Péron...

Ora, ora! O feitiço virou-se contra o feiticeiro... sempre foi a minha opinião!

thorazine disse...

Bem..consegui arranjar o vídeo do infanity! Podem ver aqui !

Não consegui gravar de início pois ainda é um esticão da sala até ao pc mas as partes mais interessantes estão aqui! ;))

thorazine disse...

Ah..é engraçado a relação que se cria com as personagens confundindo-as, por vezes, com os actores. Fiquei "espantado" ao ver o o "Foreman" a rir-se tanto..;)))))))

Laura disse...

Vieira do Minho contratou o Dr. House para o SAP?.......
:):)

Absolutamente imperdível foi na minha opinião, a entrevista que o Hugh Laurie deu no programa do James Lipton (CBS). Aquele que decorre no Actor’s Studio.

- Flashback sobre a carreira dele em conversa e imagens. - A passagem por Eton e Cambridge. - A família presbiteriana. - A fixação no pai (médico). – O desprendimento tocante com que revelou o desamor da mãe por ele. - A reprovação do seu casamento, –E por fim, o Dr. House em todo o seu esplendor.
Em tudo, um sentido de humor como só os inglese cultos conseguem. Foram uns momentos deliciosos!
A acabar, tocou piano e cantou.
QUEREMOS MAIS!

Se não viram e gostam do House, a entrevista está inteirinha no youtube (em 4 partes!!)
AQUI:
http://video.google.com/videoplay?docid=6588372849954504907&q=INTERVIEW+HUGH+LAURIE&total=62&start=0&num=10&so=0&type=search&plindex=0

andorinha disse...

Thora,

És uma jóia, miúdo:)
Ontem por acaso consegui ver uma parte, mas já não apanhei o início.
Assim fica completo:)

Afectos disse...

Sempre me pareceu demasiado rebuscada para ser verdadeira. E é bem verdade ver nela esse desviar do olhar!

andorinha disse...

Acabei agora de ver a entrevista de Hugh Laurie e digo já, mais logo vou rever:)
Uma delícia, mesmo. Imperdível, concordo.

Laura, obrigada pela divulgação:)

Manuel da Gaita disse...

Ó Andorinha:
Ainda pensei nisso, mas como andava por lá o Sócrates a fazer das suas, achei melhor pirar-me antes que ele me constituisse arguído como blogger que sou.

CêTê disse...

Sirk, acho que para ti... LOOOOL o papa do miúdo era mais indicado!
(Desculpa ontem a saída a galope)

CêTê disse...

Prof, eu se fosse a si desconfiava das intenções dos donos do café! Então não seria de baptizar "Drº JMV"?;p

CêTê disse...

(genuinamente sem cadeira!) Onde pára a/o corrector ortográfico (pk não Hortográfico?LOL) que me/nos molestava aqui??????????????????

CêTê disse...

Srik, que nome se chama o café que se inspirou nas tuas preferências?LOL
(já que não posso meter-me com mais nínguém...)

Fora-de-Lei disse...

Interrogo-me: que comentários aqui surgiriam sobre Diana se JMV tivesse expressado uma opinião claramente favorável à personalidade da pobre infeliz ?

irneh disse...

Dr. House também me faz perder o sono. Tento ver todos os episódios.
Quanto a Diana, pergunto: o que leva uma jovem de 20 anos, elegante, bonita, "simpática" a escolher um sapo, digo, um príncipe? De certeza que foi amor puro. Daqueles do tipo "Prometo amar-te e ser-te fiel até que a morte nos separe!".
Ele é que foi sempre um traidor, um adúltero. Mas também quem é que podia resistir ao charme de Camila?!!!

Manuel da Gaita disse...

Ó Fora-de-Lei:
Já mudaste aquele teu último post no teu blog? Vá lá, faz um cujo tema seja "equipa do F.C. Porto regressa de pequenas férias e cheia de ambição para a próxima época".
Claro está que o opinion maker Júlio, e porque é bom hospitaleiro, põe a música e a gente dança... resigno-me a isso!
Credo, a mulher morreu há quase 10 anos e ainda estão a discutir a personalidade dela. Uma coisa é certa: era boa como o milho e era contra as minas anti-pessoais, facto que muito me agrada na condição de potencial futuro utente.

Alba disse...

E eu acrescento uma coisa: será que as pessoas tímidas têm de ser penalizadas?
Quase todos os tímidos têm os tais "olhos escorregadios" e Diana, na sua complexidade, era especialmente tímida.
Ela precisava de agradar- seduzir ou ser "anjo de uma causa" para sentir-se "amada" mas, debaixo desse namoro com as câmaras estava uma mulher muito insegura. E muito tímida.

Manuel da Gaita disse...

Phonix! ao charme de Camila resiste qualquer homem, mesmo que seja ceguinho! Só um gajo que usa saias vê qualquer de belo na Camila... provavelmente a dentuça alva e afiada

Manuel da Gaita disse...

Ó Mestre e Opinion Maker Júlio:
Pode colocar um post novo? Estou farto de falar acerca de cadáveres cheios de personalidade e boas intenções.
Qualquer dia teremos a beata Diana

yulunga disse...

Bom dia maralhal.
Diana apanhada em pose deselegante e repetindo os mesmos sapatos que usou na festa de aniversário de seu filho William.
Esta seria uma das noticiazinhas de caca mas que levaria meio mundo a correr para as bancas só para ver de que modo a princesa tinha colocado os pezinhos.
Este meio mundo foi, para mim, quem "matou" a Diana e que logo após o acidente tratou de apontar o dedo aos paparazzi.
Uma profissão que existe porque alguém consome avidamente o seu trabalho.
Nunca idolatrei a Diana, nem nunca comprei revistas propositadamente por conterem uma noticia acerca dela mas sentia alguma admiração por ela.
A Rainha é uma pessoa inabalável, fria, completamente isenta de sentimentos, cheia de protocolos ridiculos que escondem uma realeza decadente e podre.
A Diana quando surgiu aparentava uma pessoa timida e facilmente manipulavel. Acho que saiu melhor que a encomenda. Aos poucos foi-se fortalecendo e mostrou ser forte, irreverente, humana. Humana ao ser solidaria, ao admitir erros, ao mostrar fraquezas.
Adafou totalmente a Rainha, dai o seu mediatismo. Acho que com isso gostasse-se ou nao dela não nos era indiferente e era respeitada.
Os putos são bacanas.
Dr. House, tanto gosto da personagem como do tipo de personalidade. Humor sarcastico, arrogante q.b. e inteligente, porque é preciso ser-se inteligente para se ser arrogante sem correr o risco de ser mal educado. Gosto de pessoas assim.

yulunga disse...

P.S. Não vi o concerto. Fui comer caracois :-)

andorinha disse...

Fora de lei(10.21)

"que comentários aqui surgiriam sobre Diana se JMV tivesse expressado uma opinião claramente favorável à personalidade da pobre infeliz ?"

Estás a insinuar o quê?
Que não temos opinião própria? Ai, ai...mau seria.

E ainda não me respondeste no último post, continuo à espera.
Como é? Respondo-te e nada?
Não gosto de ser ignorada:))))

Manuel,
Tu és um tipo muito impaciente, não és?:)

yulunga disse...

Ai, ai Passarinha da Primavera
por vezes as pessoas nao ignoram, são distraidas.
Estive imenso tempo sem cá vir, entrei, cumprimentei e tu nadica de nada :-)
Até hoje tenho estado à espera de um olá teu.
Tás perdoada. Eu sei como és distraida.
Beijinhos

yulunga disse...

Adafou coisa nenhuma. Abafou!

andorinha disse...

Yulunga,

:)

Não sou nada distraída, só às vezes, mas não foi esse o caso.
Eu cumprimento sempre toda a gente, portanto tu estás incluída.
E como tu és da casa, independentemente do tempo que estejas sem cá vir, foi como se tivesse falado contigo ontem:)

Mas fico mais aliviada por saber que estou perdoada:)

Beijinhos

andorinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andorinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula disse...

Eu,confesso, já idealizei o Prof.
Hoje, com os olhos da vida um pouco mais abertos, apenas o posso apreciar pelo que me é dado conhecer...nada mais!
Gosto do que escreve, do que fala, do que pensa...mas nem sempre estou de acordo com tanta "sabedoria". É preciso dar algum espaço á saborosa "ignorãncia" pelo imprevisto que nos pode proporcionar!

me disse...

...e o que acha o julinho do doutor house?