terça-feira, janeiro 01, 2008

Tcham, tcham, tcham, tcham!

Deu dois passos rumo à porta, pé ante pé, receando despertar algum vespeiro assassino de putas e chulos, “agarrem-no, que foge sem pagar!”. E haveria com que pagar? Arrepiado, meteu a mão no bolso (deixando a consciência para mais tarde…) - a carteira estava lá. Em contrapartida, nem sinal de preservativos, que outros preços se arriscava a pagar pelo que não sabia se acontecera? Parou. Bolso, logo calças… E o resto, amarrotado mas de guarda à pele, galinácea e não de frio. Estava portanto vestido. Porque se não despira ou por alguém lhe ter coberto a nudez, tão pecaminosa como flácida e inútil? A julgar pelo profundo desconsolo adormecido que reinava entre pernas a segunda hipótese… tinha pernas para andar!
Como ele fazia, até a mão direita afagar a maçaneta da porta, com gentileza temerosa de rangido atroador naquele silêncio afiado. Em silêncio e sobressalto a retirou e deu um passo atrás, mais depressa não o faria se queimasse. Não era o caso. Simplesmente girava, cúmplice de dedos que não os seus. Sem dúvida à míngua de óleo, mas sobretudo com uma lentidão exasperante. Preparou-se para desculpa apressada ou murro optimista, mas não porquês. As respostas que se danassem, precisava sair dali e atropelaria quem lhe atalhasse o caminho. Mesmo em teórica passadeira para peões!, o medo que crescia dentro de si preparava-o para tudo.
Menos para ela…

29 comentários:

AQUILES disse...

Ah!
Sempre temos uma que apanha os cacos destroçados por outras.

A Menina da Lua disse...

"o medo que crescia dentro de si preparava-o para tudo.
Menos para ela…"

Isso é um bom sinal!...pode querer dizer pelo menos duas coisas; que não está "perdido" e que está pronto para tomar decisões sejam elas quais forem e ainda que afinal a outra é mesmo importante nem que seja pela simples razão de lhe ter provocado eventual sentimento de culpa.

Oh Professor!

Francamente! estou a gostar imenso deste seu suspense literário:))

andorinha disse...

Boa noite.

Continua o deleite..., o suspense aumenta...o mistério adensa-se... e eu continuo a curtir:)

Aquiles,

Mas quem te disse que "ela" é uma mulher?
Pode não ser...

moon disse...

Hello!

Mas que é isto? Temos produção literária?!:) E eu não estou a 'pescar' nada, para já...:((

Então Feliz 2008!! E como o povo diz que Natal é até aos Reis, desejo-vos aquilo que desejo para mim: muito BOAS FESTAS... em todo o corpo...!:))))
Beijos: CHUAC!!

AQUILES disse...

Andorinha

Não há hipótese de não ser. Desde que a Menina da Lua lançou a outra ...; agora esta :):):):)
Só pode ser aquela que, apesar de tudo, está sempre lá para, não só apanhar os cacos, mas também para impor o seu proteccionismo, que é o seu triunfo. Ela, em que nem sempre reparam, está nas horas certas para os ampararem. É esse o seu domínio. E ele chora sempre.

Fragmentos Culturais disse...

Embora não seja este o tema... um excelente Ano 2008!

Boa-noite!

non! mon amour! disse...

O simpático e muito ousado Dono do meu segundo Blogue favorito :) este :
http://cus-judas.blogspot.com

comentou por aqui algures, que VExa andaria por terras de Angola ~~

Seria nesta história ?

que tudo se passou num prostíbulo nacional ultramarino ?

E o olfacto aos berros :) seria do aroma forte das frutas e das flores tropicais invadindo o quarto pela janela ampla ?

E o sabonete (?) cheirava a essência de óleo de palma ?


Gostava mesmo muito de saber :) porém sem qualquer pressa ~

non! mon amour! disse...

"Então Feliz 2008!! E como o povo diz que Natal é até aos Reis, desejo-vos aquilo que desejo para mim: muito BOAS FESTAS... em todo o corpo...!:))))
Beijos: CHUAC!!"

Moon,

Feliz Ano de 2008!!! retribuindo os votos :) :) :)

cabecinhapensadora disse...

Apostamos que era a gata parda. Uma noctívaga. Não. Não podia. As gatas não rodam maçanetas de porta. Deixa ver...podia ser só a empregada gorda do café da esquina. Onde desaguara depois de muita noite. Que o tinha rebocado até aos fundos, e, mercadoria depositada, assomava ao quarto sem uso por férias de locatária...mas perde o inesperado romantismo. Se calhar é melhor outra hipótese.
Medo??? talvez mais curiosidade de 'deixa ver o que se segue, surpreende-me, realidade'
Bom Ano 2008! Com algumas surpresas agradáveis

Fora-de-Lei disse...

Eu fartava-me de rir se do outro lado da porta lhe aparecesse um travesti, daqueles muito ranhosos, tipo paneleiro de urinol... ;-)

CêTê disse...

Não concordo com o "títalo".;P

Deveria ser só "Tcham, tcham";))))

Quem será ela afinal?

A senhora do bar, como supôs a cabecinhapensadora. Se não é ela pode ter sido muito bem ela que chamou a outra ela?
E esta ela quem é? mulher, amiga amante, irmã? Ou as 1ª 3 são uma só?


Ela ficou especada à entrada. Fez um scanner visual, certamente procurando vestígios de outra fêmea. “Não sabes o risco que corro e o transtorno que isto me deu, anda vou deixar-te na baixa.” Eu, segui-a, sem conseguir articular uma palavra que fosse. A porta abrira para uma escada em madeira ressequida estreita que descia em caracol. No primeiro patamar, virou o braço para trás e deu-me o meu telemóvel- “Foi assim que me contactaram- teleforam para o nome “amigo do peito”, francamente! “ “Obrigada , não sei o que dizer”-respondi a medo.

;))))

A Menina da Lua disse...

Fora-de-lei:(

Não seja tão pessimista homem!
Nem quanto ao protagonista, nem quanto aos outros que tal como qualquer um de nós têm direito à vida:)

Diga lá se não era bem mais interessante imaginar que acontecesse um empolgante e arrebatador "lovely meeting" de reconcialiação e reeencontro com a tal especial?:)

Fora-de-Lei disse...

A Menina da Lua 12:35 PM

"Diga lá se não era bem mais interessante imaginar que acontecesse um empolgante e arrebatador "lovely meeting" de reconcialiação e reeencontro com a tal especial?"

E logo num pardieiro daqueles...

yes! my love! disse...

cabecinha pensadora,

aproveitando o sono tardio de tão noctívaga e parda felina :)

acho que o misterioso personagem está com medo da própria sombra :)

imaginando coisas tal o estado de confusão :) em que se encontra ou encontrará :) :)

a consciência porém, funcionando na perfeição, a memória admitindo a nudez pecaminosa do corpo que a nega, um especial sentido de humor que brinca com o ponto de chegada ou será que de partida (?) de um processo circular, em que a mais pura flacidez e inutilidade se transformam, na maior das mentiras, à velocidade de um desejo;

duas meras verdades indisfarçáveis e incontestáveis, porém tão importantes :) que só um Homem :) para achar que se autonomizam do todo, perdendo em intensidade erótica, o que muito naturalmente ora se ganha e ora se perde em utilidade férrea!

Ficamos assim, num terrível :) dilema : será que a natureza adormeceu mesmo de des/consolo vencida (?)

"A julgar pelo profundo desconsolo adormecido que reinava entre pernas a segunda hipótese… tinha pernas para andar!"

Mas por quê (?) pensar que não se tratava de um consoladíssimo adormecimento?

para poder fugir à realidade que mais o assustava ? ou, de ter de contar com um mais do que possível contágio ? ou o de não conseguir evitar imaginar
todo o prazer que podia ter sentido, e que certamente envergonharia quão atenta, consciência cristã ? Não (?)

" Não era o caso. Simplesmente girava, cúmplice de dedos que não os seus. Sem dúvida à míngua de óleo, mas sobretudo com uma lentidão exasperante. Preparou-se para desculpa apressada ou murro optimista, mas não porquês."

Fujamos então à tentação dos porquês !

"As respostas que se danassem, precisava sair dali e atropelaria quem lhe atalhasse o caminho."

Hmn tanta pressa de sair! pode significar, pelo menos :) outra tanta vontade de ficar!


" Mesmo em teórica passadeira para peões!, o medo que crescia dentro de si preparava-o para tudo.
Menos para ela… "

E aqui, eu tenho de concordar! ninguém está preparado para travar :)) num momento destes !

Aliás, uma passadeira de gente, que se atravessa entre nós e o nosso destino, num momento tão inoportuno, mesmo só em teoria, é uma coisa péssima :) :) :)

eu diria que um verdadeiro castigo dos deuses :(

e se assim for, podemos estar perante um grande pecador ! porém, mui bem disfarçado de cristão bem comportado ;)

( que eu ainda não me esqueci daquela primeira visão :) do bidé qual pia baptismal !!! )

A Menina da Lua disse...

Claro que não era ali!

Seu murcónico mais rabugento de aquem e dalem mar.:)

Até por ele já está completamente de saída! não só pelo desconforto mas principalmente pela decisão...

andorinha disse...

Bom dia.

FDL (12.03)

Nem o espírito natalício amoleceu esse coração empedernido?:)))

Quanto aos pardieiros, são sitios tão bons como quaisquer outros.:)
Eu adoraria ter um encontro amoroso num:)))) Loooooooooooool

CêTê disse...

ANDORINHA! Ai valha-me Deus! Tu pousaste em fio descarnado, ou quê?
loooooool

Teka disse...

Professor Júlio Machado Vaz no seu melhor. Será que vamos ter romance?
Olhe que ainda me estou a deleitar com o "Amor É..."
Um ano com muita saúde, paz e AMOR pois então!
Um abraço

cabecinhapensadora disse...

Yes, my love,
Que nome! melhor que: sim, meu amor. Só melhor. Sem que se perceba porquê, o amor em língua materna parece sem graça, descamba. Torna-se um pouco melhor quando se substituem as palavras. Pões um, gosto de ti, e sentes-te confortável; qualquer, amo-te, está sempre apertado. Fazer o quê?!é uma coisa que nem o acordo resolve (esse malvado acordo ortográfico)
Primeiro: o teu discurso é muito cheio de nuances. e depois a gente não sabe bem qual é a cor. Mas nem tudo é para entender, né? Ou muita coisa é para cada um entender como quer, esse é um dos sinais do bom autor. Dar a quem lê a possibilidade de se ir inventando. A escrita é parte do milagre de sermos uns com os outros.
Parabéns, por ela.
E se não for uma passadeira de peões?
E se for apenas a garota das tranças, a ciganita que espreita em todo o lado e tem mesmo só a infância a empurrar-lhe a curiosidade?! ham...?!

thorazine disse...

Bom ano!! :))))

Tou a gostar das aventuras deste nosso John Doe! :)

PS- http://www.youtube.com/watch?v=clY47exTeIQ&feature=related
(Só é pena o vídeo estar dividido...:()

thorazine disse...

olhar,
aquele baixo e guitarra dos Straits é uma delícia.. :)))

E agora num resgisto bem diferente vejam esta espantosa fusão "OciOri": http://www.youtube.com/watch?v=r7ium-W2DS0&feature=related

blogico disse...

giro era se "ela" fosse a mulher dele... :)

Olhar disse...

Thora
É fixe é, mas para ouvir eu prefiro o tema em estúdio está mais puro
o som:)

Blógico
Pelo tamanho da surpresa do tipo..., não me espantaria se fosse a ex:))))))
Mas não..., se calhar é mas é uma lindíssima!,(carregue de beleza a mulher) desconhecida...

andorinha disse...

Cêtê,

Isto ainda são efeitos da passagem de ano:)))))))) Loooooool

Xelim's Skull disse...

O PortoCroft está vivo, e muito feliz num cantinho de a-a-a-a-mor, a-a-a-a-mor!

Poderás encontrar o PortoCroft aqui,

http://portocroft.cultarte.com/

Ele agora está mais meigo do que nunca! Eu ia chama-lo para regressar ao Murcon, mais ainda agora que eu estou cá para o proteger, mas ele agora está tão feliz. Se não se acreditam visitem o blog e vejam por vós próprios.

Fora-de-Lei disse...

thorazine 5:33 PM

Há muitos que até são bons mas só muito poucos são virtuosos. Mark knopfler é um deles...!

Su disse...

..cheguei....tcham..tcham......:))

pois cheguei no oito..feliz ano:)

jocas maradas .....sem murros...mesmo que sejam optimistas:)))))))))))))))

Su disse...

prof.....estes postes são propositados.....tanta imaginação....................nos comentários:)))))))))))))))

imagino.o ....gargalhando com alguns:)

maralhal.....quem quiser....xanax ou tabaco....venha atrás de mim.....
+ jocas maradas
sem

yes! my love! disse...

"Yes, my love,
Que nome! melhor que: sim, meu amor. Só melhor. Sem que se perceba porquê, o amor em língua materna parece sem graça, descamba. Torna-se um pouco melhor quando se substituem as palavras. Pões um, gosto de ti, e sentes-te confortável; qualquer, amo-te, está sempre apertado. Fazer o quê?!é uma coisa que nem o acordo resolve (esse malvado acordo ortográfico)"

Cabecinha Pensadora,

ainda não tinha agradecido a sua gentileza para com as minhas palavras! e ainda bem que gosta deste nickname! eu também gosto dele, para teclar !

Mas não para amar ! eu amo mesmo em Português e sinto-me muito confortável amando em Português, e usando o verbo AMAR!

E se vc ainda não consegue dizer

- eu amo-te,
meu querido ou minha querida !

ou

- eu amo-te, meu amor!

sem deixar de sentir esse aperto, ou um certo desconforto ao pronunciar as palavras mágicas :)

que a mim, só fazem sentir um enorme conforto ao dizê-las :)

talvez seja, por ainda não ter amado dessa forma tão especialmente portuguesa :)

que só o verbo AMAR, pode expressar em toda a sua plenitude e intensidade !

E se, e quando isso, um dia lhe acontecer,

verá como não existe no Mundo uma forma mais bela de dizer e sentir o AMOR!

E que,

são os Ingleses os Franceses os Italianos os Espanhóis e até os Brasileiros ( com o seu Português do Brasil :)

que precisam adoptar a magia do nosso verbo AMAR ! e não o contrário ~~