segunda-feira, julho 23, 2007

Mas não se perde a guerra em todo o planeta da mesma forma:(.

O mundo está a perder a guerra contra o HIV, diz conselheiro de Bush
Anthony Fauci, o principal conselheiro de Bush no campo do HIV, afirmou ontem, numa conferência em Sydney, que o mundo está a perder a batalha contra o vírus


Segundo avança a BBC, Dr. Fauci admite que muitos progressos neste campo foram feitos, mas as estatísticas indicam que mais pessoas são infectadas do que aquelas que são tratadas.

«Por cada pessoa que se coloca em terapia, seis ficam infectadas. Estamos a perder o jogo, o jogo dos números», disse Fauci na conferência que reúne os maiores especialistas mundiais em HIV.

O acesso a medicamentos anti-retrovirais é um factor a considerar. Os números têm vindo a subir (há três anos apenas 300 mil pessoas tinham acesso, no ano assado já tinham 2,2 milhões), mas as novas infecções continuam a ultrapassar o esforço de tratamento.

«Apesar de estarmos a fazer grandes progressos no acesso aos medicamentos, é claramente na prevenção que devemos apostar», disse Fauci, também director do Instituto de Alergias e Doenças Infecciosas, dos EUA.

Contudo, a área da prevenção fica afectada pela ineficácia de acções de distribuição de métodos contraceptivos. Em países sub-desenvolvidos, apenas 15 por cento da população tem acesso a este tipo de produtos, segundo informa a BBC.

Os participantes da conferência assinaram uma declaração, cujo objectivo é aumentar a investigação na área, propondo Programas de HIV que impõem 10 por cento de investimento em pesquisa.

A mensagem central da Declaração de Sydney é assim alertar os governos para a necessidade de investir na pesquisa na área do HIV.

SOL com agências

10 comentários:

Fora-de-Lei disse...

"O mundo está a perder a guerra contra o HIV, diz Anthony Fauci, o principal conselheiro de Bush no campo do HIV"

Para compensar esta má notícia, Anthony Fauci deveria ter dado uma boa notícia. Mas como ele não a deu, faço eu aqui eco da mesma: mais tarde ou mais cedo, o mundo irá ganhar a guerra contra o pior virús à face do planeta, o qual dá pelo nome científico de George Bush.

andorinha disse...

Boa tarde.

Enquanto as pessoas não se convencerem que têm que zelar elas próprias pela sua saúde a vários níveis e especificamente neste, não tenho realmente muita esperança de que a situação melhore.
Continua a prevalecer o estafado "Só acontece aos outros..."

Apesar de estarmos a fazer grandes progressos no acesso aos medicamentos, é claramente na prevenção que devemos apostar», disse Fauci, também director do Instituto de Alergias e Doenças Infecciosas, dos EUA."

Exacto. Enquanto não se conseguir isso, nada feito:(

Manolo Heredia disse...

Quanto custa tratar todos os infectados com Hiv no Burundi?
Qual a percentagem dessa verba relativamente ao PIB desse país?

São uns sonhadores !

JFR disse...

Reproduzo aqui o comentário de FCXA publicado, hoje às 21,57 no PosIt! (julgo que por lapso):

A circuncisão reduz para metade os riscos de infecção pelo vírus da Sida (HIV), segundo resultados, publicados na revista médica britânica The Lancet, de duas experiências efectuadas no Quénia e no Uganda O efeito protector da circuncisão pode estar ligado à transformação da mucosa, rica em células imunitárias alvo do HIV, que recobre a glande.

Após a operação, uma camada protectora de células epiteliais, semelhantes às que cobrem a pele, forma-se sobre a mucosa, “o que limita a entrada viral nas células alvo do HIV que se encontram por baixo”, afirmam Robert Baley, da Universidade de Chicago, e os seus colegas que participaram no estudo levado a cabo no Quénia.

Agência LUSA

CêTê disse...

jfr, essa notícia tem um efeito perverso, como facilmente se deduz quando é tida a população alvo. Depois o método em si também acarreta perigos diversos pois a ser vulgarizada em ambiente tribal...

FDL, loooool, de facto!

Não faço grande fé nas intenções das Indústrias farmaceuticas...;(

Inté

Migmaia disse...

Boa tarde,

Nada de novo, infelizmente é a confirmação da tendência dos últimos anos.
Choca-me que, mesmo nas sociedades mais evoluídas, se invista mais na investigação de fármacos, do que na prevenção da doença.
E parece-me que, o G.W.B., entre os muitos défices apresentados, também ouve e lê muito mal! Só pode…
De positivo, o aumento do nº de pessoas tratadas. Que continuam a ser muito poucas. E de escassos recursos.
O exemplo dado recentemente pelo Brasil, que retirou a patente, a uma multinacional americana da indústria farmacêutica, da molécula mais utilizada para o tratamento de doentes seropositivos, contribuiu significativamente para que mais pessoas pudessem ser tratadas.
Educar, foi, é e será, o caminho mais seguro para o futuro!

JFR disse...

cêtê:

Eu limitei-me a colocar aqui um comentário que, erradamente, foi publicado no PostIt!. Ou seja, fui um mero instrumento de transferência, logo, os comentários deverão ser dirigidos ao autor do comentário original (FCXA). Até porque não tenho sobre aquela notícia, conhecimento que possibilite ajuizar do seu conteúdo.

stiletto disse...

Concordo plenamente com a Andorinha, a situação só se irá reverter quando as pessoas se convencerem que são responsáveis pelos seus actos e pela sua saúde. Não se pode confiar na sorte! Mas os governos têm que continuar a apostar na prevenção e na educação para a saúde! O caminho tem que ser este!

AQUILES disse...

SE se anda a perder a batalha da instrução, da educação, da cidadania, só pode haver outras perdas consequentes. Se não se aposta na prevenção por via da educação e da instrução, as outras prevenções vão, com certeza, falir.

Unknown disse...

...eu como tenho a mania das teorias da conspiração, esta new é mais uma do Bush para contrariar a ideia do make love not war; ele prefere fazer a guerra e por isso este estudo diz para não se fazer amor, metendo-nos medo
...:)))
...agora, fora de brincadeiras: não é só o HIV que está matando o Mundo: é a fome, a guerra, a falta de água, o isto, o aquilo... ao fim e ao cabo, nós, o Homem daremos cabo de nós mesmos, um dia
...somos os actuais Dinossauros que se extinguirão por uma razão ou outra
...o Mundo tem dinheiro e potencialidades para resolver a fome, por exemplo, mas dá mais dinheiro gastá-lo na guerra e noutras coisas
...