sábado, março 12, 2005

Agradecimento

Obrigado a todos pela "palmada nas costas". Mas um agradecimento especial - e aliviadíssimo! - ao Peter. Descobrir que se influenciou a escolha profissional de alguém é uma responsabilidade enorme, ainda bem que ele não está arrependido.

Frase do dia - À sombra da sua ausência brincam filhos da memória.

8 comentários:

th disse...

Ontem não consegui meter nenhum comentário e apetecia-me, coisas da net...cuidado Dêerre eu não gosto de dar palmadinhas nas costas, e outros haverão como eu. Esperamos que não nos desiluda, precisamos de posts à altura dos programas que nos levaram a ser seus fãs...fico à espera, th

Francis C. Afonso disse...

Amigo Júlio. Desejo-lhe coragem para quando enfrentar o meu consórcio António Macedo, depois do seu Porto ter sido celindrado. Recomendo-lhe como conforto que leia o livro postumo do notável Manuel Vasquez Montaban,
"FUTBOL: UNA RELIGION EN BUSCA DE UN DIOS".

Sofia disse...

Salvé 12 de Março
Um abraço
E biba o Benfica!!!

jocapoga disse...

Perante dois posts colocados no mesmo dia, um com uma frase provocante, para exercitar os neurónios, e o outro com cheiro a futebol, os comentários fugiram todos para o último. Porque será professor, ou antes, porque será leitores???

Anónimo disse...

É como diz o Mário Cláudio : qualquer jogador de 3ªdivisão é + conhecido que um escritor, mesmo depois de um prémio de reconhecimento! Mas que desatenção,malta, não saberem que o nosso Murcon é red.
É sabido que não há bela sem senão...
Por menor que seja, é um pormenor.
Bom domingo a tds os morcões!Circe

Anónimo disse...

É como diz o Mário Cláudio : qualquer jogador de 3ªdivisão é + conhecido que um escritor, mesmo depois de um prémio de reconhecimento! Mas que desatenção,malta, não saberem que o nosso Murcon é red.
É sabido que não há bela sem senão...
Por menor que seja, é um pormenor.
Bom domingo a tds os morcões!Circe

maria_arvore disse...

A brincadeira enche os dias para não se sentir a dor da ausência. Moldar a tristeza em humor é sinal de sobrevivência.

Ou simplesmente, tristezas não pagam dívidas e para a frente é que é caminho.

mood disse...

Mal posso acreditar!Ainda hesitei pensando que se podia tratar de um nome atribuído para esconder a verdadeira identidade do autor..mas não.
E, não querendo preencher este espaço com assuntos que não tem directamente a ver com um blog nem com as razões que motivam a escrita na blogoesfera, não posso deixar de referir que o professor foi também uma referência na minha escolha profissional (pela psicologia). Com doze anitos gravava os programas do Sexo dos Anjos para ver no dia seguinte enquanto os meus amigos pelavam-se por gravar clips da mtv( que também gostava..lol..não digo que não).
Não percebia metade das coisas porque a linguagem estava para além da minha compreensão de pré-adolescente mas a metade que 'apanhava' fascinava-me!!Sou muito sensível à sua forma de escrever e comunicar. A forma como o faz diz-me muito. Por isso muito obrigada.
Continuação de bom blog e um beijinho