quinta-feira, março 24, 2005

Boa Páscoa

Apesar de levar a "besta" para Cantelães, quero desde já desejar a todos uma Boa Páscoa. E agradecer o carinho com que me receberam na blogosfera, tenho uma curiosa sensação de "privacidade pública", como se vocês me proporcionassem uma tertúlia à moda antiga:). Um abraço,
Júlio.
(Sinto-me cada vez menos "professor". O que me parece denotar de alguma sabedoria. Já não era sem tempo!).

59 comentários:

Madalena disse...

Cada vez mais colega de blogue, não é?
Eu mantenho-me na condição de fã!
Boa Páscoa!!! Doce Páscoa!

amie disse...

Boa Páscoa!

Mantenhas disse...

Não em vão se diz antiguidade é um posto.
Posto na escala da sabedoria e do conhecimento.
Santa Páscoa para todos, para si (no seu canto de lãs) e para a sua ‘besta’que já me é querida também pelos momentos que me faz ‘parar’.
Reunifiquem, fortifiquem, reproduzam.

Paz Cal Mantenhas

rodrigo terra disse...

Fico contente de saber que a experiência de manter (criar é fácil) um blogue está a ser gratificante para si. Eu posso dizer o mesmo, embora não fizesse a mínima ideia do que ia escrever quando comecei o meu.
Boa Páscoa!

João Mãos de Tesoura disse...

Solte a "besta" na serra de Cantelães e, já que estamos na Páscoa, vá ao Santuário da Senhora da Fé abençoar o Murcon... se vir um cabrito, não se faça rogado, deve ser no prato!
Boa Páscoa!

Eva Lima disse...

o tom "professoral" ainda se nota...boa Páscoa e liberte a "besta"!

lobices disse...

...uma Santa Páscoa para ti Professor... não, não te deves sentir "menos" Professor; és e pronto... a forma como cada um de nós te vê, é diferente é certo, mas és profe, por isso aguenta com isso mas que foste muito bem vindo a este "lado", lá isso foste porque como figura pública que és tiveste a "coragem" de dar a cara e permitir estes comentários destes "chatos" que têm a mania que têm sempre alguma coisa para contar... porém, isso tu sabes fazer: ouvir para além de bem falar e, agora, bem escrever...
...um abraço Júlio

Papo-seco disse...

Tertúlia não implica diálogo?

Talvez não me engane se disser que gostariamos de o ver por aqui, nem que fosse só de vez em quando.

Boa Páscoa.

maria_arvore disse...

Obrigada e desejo também uma Páscoa muito docinha... cheia de ovinhos de chocolate com prendinhas. (não estou a fazer trocadilhos que nesta casa sou muito educada).

Parece-me apenas que uma vez professor, se é professor para sempre pelo que, só posso agradecer por nos incluir na esfera privada. :)

grzl disse...

pela companhia que me tem feito, muito obrigada.
Boa Páscoa e um abraço

Ipse ego disse...

O sucesso deste blog não constitui uma surpresa para mim.
"Filho" de um comunicador nato, o que seria de esperar?

Feliz Páscoa.

nikonman disse...

Boas amêndoas!

Anónimo disse...

No Centro Cultural Paço Arquiano a Cultura está sempre à sua disposição

"Sim, eu, a mulher superior com toda a minha mentalidade esclarecida, sou afinal como todas as fêmeas, sucumbindo à necessidade genésica do macho!" - Tita dos Pés Sujos in "O Meu Bajoulo"

www.riapa.pt.to

Odete disse...

O Papo-seco tem razão...:)
Boa Páscoa!

Anónimo disse...

Caro professor

É sempre um prazer lê-lo.
No outro dia ouvi-o na Antena1 falar sobre a análise quimica da mulher. Sorri. Desculpe-me professor mas senti falta daquela voz doce, calma e serena dos programas de televisao...imagino q os programas de rádio não possam ser tão descontraidos

Desejos de uma boa e santa Páscoa.

Maite

jeso disse...

Boa Páscoa com muitos coelhinhos (travestidos de galinhas).
É sempre um prazer "ouvir a sua voz". :-))

monalisa disse...

Boa e santa Páscoa,caro professor,que seja também um tempo de meditação,parece-me que o destino até a isso convida.Obrigada eu pelos boms momentos aqui passados.
Feliz Páscoa,também a todos os que por aqui passam.

AL disse...

Eh pá, és mesmo o JMV? Gostei e aconselho. Vais como referência para os meus blogs. Se me quiseres visitar, não custa nada.
http://pirilau.blogs.sapo.pt
http://kpopper.blogspot.pt
Manda sempre. Estou em Braga, mas fui nascido e criado na Maia até aos 30.
Sou dragon.
Boa Páscoa!

Luís F. Simões disse...

É um prazer vir aqui ler, reflectir, etc.

Por vezes, alguns textos são bastante herméticos, e muitos dos "egos auxiliares" ;) ajudam a descodificar a mensagem ou a dar uma perspectiva diferente da mesma - deverá ser por este último sentido que te sentes menos professor! Deixa lá, eu não deixo de me sentir aluno.

Boa Páscoa. Abraço

Anónimo disse...

Lendo os comentários acho que o ppl ainda n pescou que a "besta" é o computador portátil!!! ; ))))))
loooooooooooooooooooooooooooooooool

vulgo "laptop" aka "notebook"

AmigaTeatro disse...

Boa Páscoa! :)

e eu vou lendo este blog...aos poucos! ;)

Sofia disse...

Balneário feminino, após uma aula de step/localizada, vulgo ginástica.
Discutia-se o filme "Shall we dance?". E, os actores, claro!... De Richard Gere, passando, vagarosamente, por Sean Connery, George Clooney, e isto só para mencionar alguns dos "charmosos".
Eis senão quando, alguém exclama:
- Ok, fiquem lá com todos eles, que eu prefiro o meu professor Júlio Machado Vaz.

Silêncio geral. Até os chuveios emudeceram...

- Como?, seu professor?, conhece-o?
- Claro, da rádio, da televisão. Tenho aprendido muito com ele. Que me perdoe o pronome possessivo e a familiaridade virtuais. - disse ela, rindo.

E o ruído regressou.

E isto a propósito de «se sentir cada vez menos "professor"», mas nosotros sentimo-lo com muito gosto. Quanto à «sabedoria»!... Alguma?! Só agora?! Está visto, quer mimos. Modéstia a mais também é pecado e logo nesta época pascal. Que o Senhor o acompanhe e lhe perdoe!
Durma bem, Professor (disse 8h seguidas?). Abençoado repouso. Bons sonhos!
Uma Santa Páscoa para todos e,um abraço, para si.

Bastet disse...

Boa Páscoa e não se esqueça deste seu e nosso espaço onde o aguardamos sempre com carinhosa expectativa.

Cris disse...

Boa Páscoa!

Se queres sentir realmente o mundo dos bloguistas, atreve-te um pouco mais e deixa umas palavras por onde fores gostando de passar. Desculpa o atrevimento, mas acredita q essa sensação de bem-estar se intensificaria!
N sou psicóloga, o pouco q percebo do assunto é apenas por gostar da área, mas tu sabes melhor q eu q se "viajares" por aí um pouco e deixares um pouco de ti, com a honestidade e verticalidade q te são próprias vais dar mais valor ao significado do "retorno"...

beijito

nikita disse...

Você faz-me lembrar um médico francês que eu conheci, o Dr. Gentis que se passeava pelos congressos acompanhado das suas meninas(os). Era giro de ver

Loucura disse...

Uma boa Pascoa com muitas amendoas!

Maria do Céu disse...

E porque diabo não haveria de fazê-lo... Vai certamente fazer vovas e interessantes descoberta nisto dos blogues. Voltarei mais vezes. Parabéns, por ter decidido fazer esta partilha de escritas. Beijinhos.

Anónimo disse...

Boa Páscoa, Professor Murcon!
O blog só tem dois meses e já a fazer uma primeira análise???
Gosto de vir aqui, ler as fantásticas “postas”, comentar, ler os comentários...
Não gosto de vir aqui e ler as fãs a bajulá-lo excessiva e gratuitamente, e ver que (ainda) não se atreve a entrar na discussão. Eu percebo que este blog não é anónimo (o meu é, por isso coloco lá o que me dá na gana, sem preconceitos, nem medos).
SonecasS do Melhor que Prozac!!!>

P.S. Mesmo estando em Vieira do Minho, use a “besta” e entre na discussão!

Raquel disse...

Boa Páscoa:)

FDV disse...

bons dias de páscoa.

bom apontamento do papo-seco.

cumprimentos.

Mitsou disse...

Boa Páscoa, Profe. Nós é que agradecemos a sua vinda para a blogosfera. Assim, de braços abertos e com esse sorriso que tão bem lhe conhecemos. Beijinhos.

Anónimo disse...

o papo-seco e a sonecas tem razão!
Boa Pascoa.

yulunga disse...

Feliz Páscoa para si Dr. Murcon

Sofia disse...

"...Minho ou da baixa do Porto. A simplicidade é a mesma!
Cá estaremos atentos às suas ruminações...

P.S.: Nota-se muito que sou fã???"

"Gosto de vir aqui, ler as fantásticas “postas”, comentar, ler os comentários...
Não gosto de vir aqui e ler as fãs a bajulá-lo excessiva e gratuitamente, e ver que (ainda) não se atreve a entrar na discussão. Eu"

E os outros é que são bajuladores!!!!!

Os Demitidos
(Jorge Palma)
...
Estás demitido,obviamente demitido
arrasas a obra alheia
às vezes usas pseudónimo
tu és um crítico de merda

E assim vamos vivendo...

Julio Machado Vaz disse...

Se me disserem qual é a discussão, eu entro:)

Anónimo disse...

Eu entendo que as pessoas gostem muito de si, entendo mesmo. E entendo que o queiram mostrar, e que usem os comentários como forma de estabelecerem uma relação consigo, de entrar num aparente diálogo. Não há como a blogosfera para nos ajudar a criar uma sensação de proximidade, mesmo que não real.

Mas, sinceramente, tb entendo o Prozac. O Portugês é uma língua que se presta à bajulice, ao delicodoce. E às vezes, aqui, nem acredito bem no que estou a ler. Só me lembro daqueles cães que se põem nos tabliers dos carros, condenados a abanar a cabecinha, ad infinitum. Somos assim tão pequeninos? Somos todos amiguinhos, assim de repente? E tratamo-nos por tu, assim também de repente? Tem graça num país tão pouco informal e tão preocupado com as aparências e o que dirá a D. Ermelinda, onde todos são tão zelosos das suas habilitações, e onde todos se esforçam tanto para manter cada macaco no seu galho. Mas a verdade é que cada macaco tem o seu galho e eu, pelo menos, não percebo. Viva a proto-intimidade.

"Se me disserem qual é a discussão, eu entro:) "
Fez-me rir.

Anónima em Lisboa (continuo a não gostar de ser anónima, mas continua a não me apetecer ver o meu blog descoberto. Se tivesse um email, mostrava-lhe quem sou. [Mas percebo que não tenha] Assim, paciência.)

Odete disse...

A anónima de Lisboa tem razão em quase tudo o que diz.

"Se me disserem qual é a discussão eu entro" é uma forma de passar a bola cá para este lado novamente:)
Como já disse, acho que o Papo-seco tem razão, gostávamos de o ver mais por aqui, ou seja, que interviesse também a propósito de algum ou alguns dos comentários.
Assim o que acontece é que nós lemos os seus posts, lê os nossos comentários, mas depois não há seguimento e poderia haver.Penso que isso enriqueceria ainda mais o blog. Numa tertúlia todos falam, todos se ouvem e contestam ou não o que ouvem, não é assim?
Ora aqui está um tema para discussão:)

Mariana disse...

Feliz Páscoa. :)

lobices disse...

...olá Professor!...Bom dia de Sábado, dizem que de aleluia, mas não sei, não sou versado nessa matéria ainda que cristão confesso por educação assumido...
...dizes: " que entras se souberes qual é a discussão..."
...o que se está a verificar AQUI, ou seja no teu blog, é uma imensa empatia entre NÓS e "aquilo" que TU és: uma pessoa que capta a atenção dos OUTROS...
...por isso "gostamos" de ti (e o facto de alguns, como eu, te tratarem por tu é até, se me permites, uma deferência, como quem diz, esta é a nossa casa e não a minha ou a tua) e por isso estamos aqui presentes a participar com as nossas angústias em palavras escritas transformadas para mascarar o grito que tanto desejámos fazermos ouvir...
...o que, implicitamente, está impresso nos ditos cujos ditos, é apenas um "pedido" de que também TU "entres" na "discussão" fazendo uma espécie de contraditório (está na moda, não?...) ou, ainda melhor, visites os nossos blogues e por lá "deixes" uma palavra de "afago"...
...entra Júlio, entra, mesmo sem saberes qual é o assunto!...
...um abraço
...
...um P.S.: adoro todos os que brotam palavras mas admiro todos os que dão a cara!...

Julio Machado Vaz disse...

Intimidade é uma palavra de enorme peso, levo anos a empregá-la (e talvez mais alguns a arriscá-la em pleno:)). Nã sou hipócrita, fico grato a quem me diz que o que escrevo lhe estimulou os neurónios. Será isso bajular? Mas para obter o quê? Prefiro pensar que esses comentários são tão espontâneos cpomo os insultos com que fui mimoseado ao longo de vinte anos de vida pública. Claro que não somos todos "amiguinhos", mas já seria bom que pudéssemos trocar opiniões sem receio de "rasteiras", não acham? Quando voltar ao Porto vou escrever sobre o caso Schiavo. Porque estar vivo e ter uma vida não é a mesma coisa e a Medicina se depara com questões éticas que o Julgamento de Hipócrates não podia prever. Bom Sábado.
Lobices: o meu mail não chegou?

Sofia disse...

Bom Sábado para todos! E para descontrair...
Algures neste nosso País e numa época actual.
(qualquer semelhança com .... é pura coincidência)
Uma multidão irada rodeava uma mulher pecadora, estendida no chão.
Ouve-se uma voz:
- Quem nunca tiver errado, que atire a primeira pedra!
E um indivíduo olhou para a mulher, hesitou, tornou a olhar e zás!
Acertou-lhe em cheio.
Estupefacto, alguém pergunta?
- Mas... Tu nunca erraste?
- Desta distância, não!:)
Um abraço,

Anónimo disse...

Professor Murcon fico muito contente por vê-lo aqui nos comentários!

Quanto à “comentadora” Sofia:
Sofia, apenas Sofia (sem mail nem blog) said...
"...Minho ou da baixa do Porto. A simplicidade é a mesma!
Cá estaremos atentos às suas ruminações...
P.S.: Nota-se muito que sou fã???"
"Gosto de vir aqui, ler as fantásticas “postas”, comentar, ler os comentários...
Não gosto de vir aqui e ler as fãs a bajulá-lo excessiva e gratuitamente, e ver que (ainda) não se atreve a entrar na discussão. Eu"
E os outros é que são bajuladores!!!!! (...) E assim vamos vivendo...”
Sim, sobre o Professor JMV eu disse isso tudo e algumas coisas mais (pode ir ver o resto, é bem vinda ao meu blog!).
Sim, sobre as bajuladoras eu disse isso e poderia ter dito algumas coisas mais. Acho que não contribuem para a discussão. São um género que respeito, mas permita-me que não goste. Formam ruído, apenas ruído. Sou fã do Professor JMV mas de uma forma diferente do que poderia ser (mas não sou, feliz ou infelizmente já não tenho 15 anos) do George Clooney ou do David Beckham. Percebe? E assim vamos vivendo? Acha??? Boa Páscoa para si...

Só uma achega para a discussão (um pouco ao lado, é certo): ser anónimo pode possibilitar dizer algumas coisas que não se faria sob uma verdadeira identidade. Compreendo o Professor JMV: tem uma imagem, uma carreira e um nome a defender. Lá porque é “modinha” ter um blog não se pode “esticar muito”... Esta é a minha perspectiva.
Imagine o que é escreve sobre um assunto mais picante ou mais sério. No dia seguinte dar uma aula e ouvir um malandreco de um marmanjo de vinte anos lá do alto da ultima fila do anfiteatro a mandar umas bocas à professora... Seria pouco confortável! Aqui está uma vantagem em esconder a identidade atrás de um nick... ;) Faço-me entender?

Cumprimentos
SonecasS do Melhor que Prozac!!!

Marília disse...

Um dia destes, se não lhe der muito incómodo, explique-nos porque é que maltrata o pobre do computador chamando-lhe "besta" (!!!).
Eu, por exemplo, chamo-lhe "estúpido" mas, confesso, só nas ocasiões em que a linguagem dele me escapa. I.é, por ignorância.
Boa Páscoa também para si

lobices disse...

...olá Professor: mais uma vez hoje mas para agradecer (ali em baixo em rodapé de um comentário) a referência a um mail... a verdade é que são neste momento, 18,20 e nada tenho em nenhuma das minhas caixas; agradeço imenso que utilizes, por favor, a caixa para quimnogueira@yahoo.com em vez da do hotmail...
...abraço e continuação de boa estadia em Castelães...

Sofia disse...

Olá! Será isto a que chamam Tertúlia?
Comentadora anónima, agradeço e retribuo os votos de Boa Páscoa!
Agradeço, sobretudo, a pouca idade que pensa que eu tenho. Foi o meu espírito jovial e brincalhão que a induziu em erro. E mais, não me serve a carapuça de bajuladora. Não pretendo, porém, ser a única comentadora de um blogue que nem sequer me pertence! e AINDA bem que nem todos os comentários são tão bons como o seu, senão, como poderia sobressair?
Sabe quantos anos tem o Sean Connery? Setenta e cinco! Não gosto de jogadores de futebol, mas não tenho nada contra quem gosta. Prefiro André Agassi que também já não tem 15 aninhos!!!
Mas, principalmente, gosto, admiro e aprecio gente inteligente, e se à inteligência se juntar beleza interior/exterior, charme, honestidade e verticalidade, que mal há em que alguém o aprecie?
E se, a quem são dirigidos os elogios e/ou abusos (como o tratamento por tu???), não gostar, não necessita que falem por ele, pois não? Será que não há aí uma pontinha de ciúme?

Agradeço ao meu pai o chamar-me Sofia, modéstia à parte, acho um bonito nome. A minha mãe queria chamar-me Albertina - agora até tinha direito a canção do Variações - ou Joaquina. Felizmente, não tinha nenhuma avó chamada Anónima.

Sofias há muitas, professores também! E que responsabilidade estes últimos têm na educação dos nossos filhos! Sei que não é fácil lidar com “um malandreco de um marmanjo de vinte anos” mesmo sendo nosso filho. Que ambivalência de sentimentos! Não se pode deixar de ser pai, mas... Já pensou em mudar de profissão? Eu sei que a vida está difícil e que tem que se deitar mão ao que aparece! É minha opinião que certas profissões, nomeadamente as relacionadas com saúde e educação, deveriam ser submetidas a testes psicotécnicos periódicos.
Já ouviu falar em tolerância? Que tal praticar?
Percebeu?
Beijinhos,

Odete disse...

Lobices, concordo totalmente com o teu P.S. "adoro todos os que brotam palavras mas admiro todos os que dão a cara!...".
Também eu. Dizerem-se coisas a coberto do anonimato quanto a mim só revela cobardia, lamento mas é o que eu acho.
Já é tempo de nos deixarmos de picardias e "indirectas" que serão apenas uma perda de tempo.

Odete disse...

Sofia não achas que já estás a ocupar espaço demais com comentários tão descabidos, para não lhes chamar outra coisa?
Afinal a ciumeira estará onde? E a tolerância é só de esperar dos outros?
Sei que não fui a visada por estes disparates, mas é lamentável que se use o blog para isto.
CRESÇAM, gente.

katraponga disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
katraponga disse...

Boa Páscoa, professor Murcôn!


:)

Katraponga

Anónimo disse...

PENSAR E FALAR SÃO DUAS FACES DE UMA MESMA MOEDA: O SER HUMANO. SEM PODER EXPRESSAR O QUE SENTIMOS, TEMEMOS E DESEJAMOS, SOMOS AMPUTADOS DE UM DIREITO FUNDAMENTAL, O DE NOS REALIZARMOS PLENAMENTE DURANTE O TEMPO DE VIDA QUE TEMOS NO NOSSO PEQUENO PLANETA. A LIBERDADE DE EXPRESSÃO É O EXERCÍCIO DESSE DIREITO.
A LIBERDADE DE EXPRESSÃO SÓ OBRIGA A UMA COISA: PRESERVÁ-LA.
FNAC Portugal, 3 de Maio de 2003

lena disse...

t num era preciso gritar, ó anónimous ;)



feliz páscoa e oxalá que chova mais
:)

lena disse...

tb, digo :)

Carlos disse...

Oh meu grande MURCON:
também eu sou um infantil no mundo blogosférico. Mas dá-me para escrevinhar umas palavras soltas, sem pretensões, apenas para dar gozo à alma e às cabecinhas dos indicadores esquerdo e direito!
Se te apetecer, quando saires do sofá onde agora te vejo, dá uma olhada pelo endereço:

http://faztudo.blogspot.com/

Nos meus FAVORITOS já cá canta o "MURCON".

Transmontano emigrado em Lisboa é assim!
PS: a "cria" e suas "crias" chegaram bem?

Maria de Fátima disse...

A chuva é insuficiente; o que nos vai fazer bem - a todos - é uma boa trovoada,relâmpagos florescentes,saraiva até,os sons
poderosos - e majestosos - da Natureza, que nos distraiam de vozes e ruídos, que nos fascinem, que nos devolvam ... a paz!
Confesso: já estou viciada neste
blog - todos,mas todos os comentários me são edificantes,porque espontâneos, e gosto desta tertúlia.
Gracias ao nosso Murcon por este
espaço de encontro, e um domingo de
paz para vosotros,con cariño. Circe

Anónimo disse...

A chuva é insuficiente; o que nos vai fazer bem - a todos - é uma boa trovoada,relâmpagos florescentes,saraiva até,os sons
poderosos - e majestosos - da Natureza, que nos distraiam de vozes e ruídos, que nos fascinem, que nos devolvam ... a paz!
Confesso: já estou viciada neste
blog - todos,mas todos os comentários me são edificantes,porque espontâneos, e gosto desta tertúlia.
Gracias ao nosso Murcon por este
espaço de encontro, e um domingo de
paz para vosotros,con cariño. Circe

Jorge disse...

Meu Caro:
Ainda bem que se sente cada vez menos professor, o que prova em definitivo que o é.
O que agora há demais é disso: professores. De resto ainda não deseperei de um destes dias ver professores de patologia da pestana,defracturas do cúbóide,cáries do primeiro molar inferior esquerdo e ...,..., sabe-se lá mais do quê?
Garanto-lhe que não visto uma pele nem escolástica nem reaccionária!
O sr. pensará!
Claro que já adivinhou que temos a mesma profissão e a propósito disso mesmo digo-lhe, que de outra forma, também eu, por definitiva opcção político filosófica, uma vez regressado de uma Universidade estrangeira de grande prestígio, o não quis ser, continuando contudo a encarnar essa figura de uma forma metafórica, na medida em que afastado de uma carreira que alguns adivinhavam promissora e que frotalmenete recusei mesmo sugeitando-me às criticas severas dos meus filhos, todo o resto da minha vida tem sido consumido a transmitir a experiência que essa formação me trasmitiu,conjuntamente com o conhecimento e experiência de um percurso de uma vida de um estudo atento à evoluçaõ da ciência médica. Desejo-lhe uma Pásco se possível na boa companhia de um delicioso folar trasmontano.
Jorge

Jorge disse...

Meu Caro:
Ainda bem que se sente cada vez menos professor, o que prova em definitivo que o é.
O que agora há demais é disso: professores. De resto ainda não deseperei de um destes dias ver professores de patologia da pestana,defracturas do cúbóide,cáries do primeiro molar inferior esquerdo e ...,..., sabe-se lá mais do quê?
Garanto-lhe que não visto uma pele nem escolástica nem reaccionária!
O sr. pensará!
Claro que já adivinhou que temos a mesma profissão e a propósito disso mesmo digo-lhe, que de outra forma, também eu, por definitiva opcção político filosófica, uma vez regressado de uma Universidade estrangeira de grande prestígio, o não quis ser, continuando contudo a encarnar essa figura de uma forma metafórica, na medida em que afastado de uma carreira que alguns adivinhavam promissora e que frotalmenete recusei mesmo sugeitando-me às criticas severas dos meus filhos, todo o resto da minha vida tem sido consumido a transmitir a experiência que essa formação me trasmitiu,conjuntamente com o conhecimento e experiência de um percurso de uma vida de um estudo atento à evoluçaõ da ciência médica. Desejo-lhe uma Pásco se possível na boa companhia de um delicioso folar trasmontano.
Jorge

li_belinha disse...

Oh Doutor....
Faz favor vá cortar o cabelo, estive a vê-lo na Tv...e não fica bem...com essa gadelha.

lena disse...

:D