quarta-feira, junho 08, 2005

A banda sonora cresce:)

O Portocroft acrescentou Let it Be e Eleanor Rigby. A primeira é de uma beleza abandonada que nos faz suspeitar que McCartney já pressentia o fim dos Beatles. Mas Eleanor Rigby é um m-o-n-u-m-e-n-t-o:). A canção da qual George Martin disse: "Paul não a teria conseguido escrever se não tivesse conhecido John":).

49 comentários:

PortoCroft disse...

Caro Prof. m8,

A Eleanor Rigby, para mim, é das melhores musicas de 'The Beatles'. E, nenhuma outra faria tanto sentido aqui no seu blogue.;)

Hoje por hoje, tenho a certeza que o George Martin diria qualquer coisa como:

"Composta especialmente para o Murcon".;)

Tão só, um pai disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Tão só, um pai disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
PortoCroft disse...

The Beatles
Eleanor Rigby
(Lennon/McCartney)

Ah, look at all the lonely people
Ah, look at all the lonely people

Eleanor Rigby picks up the rice in the church where a wedding has been
Lives in a dream
Waits at the window, wearing the face that she keeps in a jar by the door
Who is it for?

All the lonely people
Where do they all come from?
All the lonely people
Where do they all belong?

Father McKenzie writing the words of a sermon that no one will hear
No one comes near
Look at him working, darning his socks in the night when there's nobody there
What does he care?

All the lonely people
Where do they all come from?
All the lonely people
Where do they all belong?

Ah, look at all the lonely people
Ah, look at all the lonely people

Eleanor Rigby died in the church and was buried along with her name
Nobody came
Father McKenzie wiping the dirt from his hands as he walks from the grave
No one was saved

All the lonely people (Ah, look at all the lonely people)
Where do they all come from?
All the lonely people (Ah, look at all the lonely people)
Where do they all belong?

Tão só, um pai disse...

PortoCroft, obrigado pela letra.

Sobre os que abandonamos e ignoramos.

Isso é mais importante do que o encontro do Paul com o John, que o fariam, cada um à sua maneira, individualmente. Se melhor ou pior, ninguém sabe, nem me interessa muito.

A canção é sobre algo, um drama diário, que eles, pelo seu conhecimento e vivência, mais do que retratarem, denunciaram. Situações de pobreza extrema, abandono e solidão.

lobices disse...

All the lonely people
Where do they all come from?

...
...não seremos nós também parte desse "lonely people"
...vindos duma "solidão" para aqui?
...de onde vêm todos eles?
...de onde "vimos" nós?
...se aqui nos encontrámos
...se é aqui que estamos
...
...eu sei que isto nada tem a ver com o espírito da canção, mas apeteceu-me fazer um paralelismo
...e, viva Portugal que acabou de ganhar
...uma boa noite para todos
...vou dar à sola
abreijos

PortoCroft disse...

É isso, TSUP.

É um retrato fiel duma sociedade industrializada e pouco solidária, geradora de muitas solidões. Onde até o clero (wiping the dirt from his hands as he walks) é posto em causa.;)

Maite disse...

Meus Senhores

Como diria a Andorinha "subscrevo"
na integra todos os vossos comentários :)

lonely people disse...

Father McKenzie
Ah, look at all the lonely people

E&E disse...

JMV boa música e boa chave
Portocroft esta letra não é pichilin

PortoCroft disse...

e&e,

Esta não é peixelim, não.;) É porventura a mais concisa e incisiva; mais melódica e harmónica, música de 'intervenção social' que conheço.;)

E&E disse...

é e é, tem toda a razão e bem sabe q ela é tudo isso, desde há uma cabazada de anos - hoje os estilos são outros e eu não trocaria nada pela Moony com Acrobats ou por Röyksopp com So Easy.

PortoCroft disse...

e&e,

A 'So easy' tenho aqui (estou a ouvi-la);) Fantástico. Outros tempos. Nem é que agora não apareçam boas musicas. É que o final da década de 50 e toda a de 60, foram uma coisa...inigualável, em termos de quantidade e qualidade. Depois chamam-nos saudosistas.;)

Pamina disse...

Portocroft,

Também lhe quero dizer que foi muito boa ideia colocar a letra.
Concordo com os seus comentários das 8.41 e 9.36.

Na altura, eu não tinha "bagagem" nem suficientes conhecimentos de inglês para compreeder esta canção e só uns anos mais tarde comecei a apreciá-la devidamente.
Se fosse cinema, podia ser um filme de Mike Leigh, não acha?

PortoCroft disse...

Pamina,

Obrigado. Pareceu-me que seria mais fácil seguirem o que ele canta.

Mike Leigh? Secrets & Lies? Combina, sim.;)

Pamina disse...

Portocroft,

Pois. O cronista das "ordinary people".

E&E disse...

portocroft

Parece-me que falamos de coisas diferentes (embora nenhuma delas seja peixelim).

Dizia eu que, hoje, não trocaria nada pela cadência da Moony (Monica Bragato), que tem uma popsong Acrobats (2003) de q se faz facilmente um download na net (5MB); nem pelo chill'out do duo norueguês Röyksopp em So Easy (4,7MB tb na net) do album Remind Me (2002).

Estaremos realmente a falar do mesmo?

PortoCroft disse...

e&e,

Estamos sim. Por isso disse: "Nem é que agora não apareçam boas musicas". ;)

Tenho o album dos Royksopp e estava a ouvir. A musica da Moony desconheço.

andorinha disse...

Que posso dizer eu de original?
Nada, só que a banda sonora está espectacular.
Duas canções que me fazem recuar até aos tempos da minha adolescência!
Abençoados anos 60 - e se isto é nostalgia e saudosismo, deixá-lo.:)

circe disse...

Boa noite a uns
Bom dia a outros,

Sobre a música: hoje em dia temos, na fornada actual portuguesa, músicas e letras tão ou mais (porque adaptadas à
actualidade)eloquentes, mas longe de mim renegar
a importância e a missiva
das aqui referenciadas;
Quanto aos livros (ontem, mas estive 12 h de plantão), só posso pronunciar-me agora:

Quando comprei o "Fazes-me falta" da Inês, fiquei desiludida ao concluir que não era acerca de dinheiro...LOL
e quando acabei de ler "Muros" fiquei mais que convencida de que o título não era apenas uma
localidade na Galiza...:(

Anónimo disse...

Fica melhor com o Naked. Deves ter tirado da algibeira o único filme do Mike Leigh que viste. Com o Secrets and Lies não combina ó tanso.

circe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
circe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

credo. o jmv afinal é tão humano como os demais? Curioso, não sabia. A avaliar pela vassalagem que lhe prestam quase que parece o super-homem. Eu até gosto dele e assim, mas agora com esta da circe fiquei mais descansada. O gajo é um gajo como nós.

circe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
circe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

(que silencio)

circe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

ó rapariga tu atina. Um tipo a mais um tipo a menos, que diferença faz. Eles não são todos o mesmo?

circe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
OOPS disse...

OOPS

Estou no filme errado

Vou ali e já venho

a empregada da limpeza disse...

arre

Vou para outra sala aspirar e limpar o pó

PortoCroft disse...

Anónimo das 12:36,

Gosto de ti pá. Tens veia cómica. Do Mike Leigh, tens razão, vi pouca coisa. Excepção feita a quase todas as curtas-metragens que, vez por outra, passam na TV Inglesa.;)

Aliás, até ando a estranhar o gajo ter deixado de ir beber o 'cappucino', como habitualmente, no Café Nero do Soho's. Será que lhe aconteceu alguma coisa?;)

PortoCroft disse...

Circe,

'Ganda' pedra chavala.;))))

Fazes-me lembrar aquela musica do Mário Mata, que dizia assim: Não te cures não / Vais ver onde vais parar!...;)))

Agora vou para a minha 'piscina' (Ok. Ok. Tem só as dimensões da minha banheira mas tambem, se fosse maior, afogava-me) que já estou atrasado.;)))))))

o jornaleiro disse...

bolas
desculpem, já cheguei tarde mas vou só deixar aqui o jornal e não faço barulho nenhum que estão todos a chegar aí.

Tão só, um pai disse...

Circe,

Tu és um astro bonito e luminoso. Conheces e sabes a grande força que te envolve. Afinal, "... AS MULHERES SÃO DE VÉNUS". Não fujas, não? É que o sistema solar com um astro a menos, não tem piada nenhuma.

TsuP (um meteorito muito pequenininho ao pé de ti, daqueles que já nem se desfazem, quando entram na atmosfera).

Tão só, um pai disse...

P.S.
... mas não sou TRANSPARENTE ... tu vê lá no que te metes, ó alminha ...

Isis disse...

Relativamente a Eleanor Rigby, conhecem a versao do Caetano Veloso? Se a musica ja era boa, imaginem-na com um saborzinho acustico e tropical... deliciosa.
Cumprimentos

Naïf-circe disse...

PortoCroft,
Ganda pedra, dizes bem. Era muito
pesada - estou mais leve oh se estou.
Por quem és, diz-me, aqui e agora:
Daqui a 20 anos, vais OLHAR para nós, os teus leitores, amigos, companheiros de estrada e VÊ-LOS,
ou vais andar sempre de óculos escuros cm o Abrunho (ó pra ele, outro que JÁ não me conhece!),
a fugir do ruído das luzes?

Há que dizê-lo com frontalidade :
sou tudo menos politicamente correcta - e a pergunta não carece
de resposta;)

And now, let's take a cup of tea.

PortoCroft disse...

Naïf-circe??? ;)))

A tua pergunta não se põe. Não gosto de óculos escuros. Raramente os usei (excepto na neve). Nunca hei-de ter leitores, porque nunca hei-de ser escritor. A menos que com a idade mude, sou demasiado indisciplinado para isso.;))))

Entendo-te. 'When we have to go...we have to go'. Mas, bem que poderias ter arreado o 'calhau' noutro sítio, Néra?;)))))))))))))))

Anónimo disse...

ihihihihihihihihihihihihihihihihih
(saí de serviço)
ihihihihihihihihihihihihihihihihih

Ti Jacinta do Tricô disse...

ai ti dona circe, atão o homem foi-se brincar consigo aos médicos e depois não quis mais nada? ai minha senhora mas que homem tão brejeiro ai use-me e abuse-me julinho ai dê-me, dê-me, dê-me com os pés e dê-me com tudo o que tiver para me dar ai santíssima ai dê-me para eu não me esquecer nos próximos vinte anos ai santíssima ...

Anónimo disse...

Candidato do PS à Câmara de Lisboa

“Papá, papá…mamã bóbó”

www.riapa.pt.to

empregada da limpeza disse...

Raios
Como não pude apanhar os cacos hoje de madrugada, vim aqui limpar isto à hora do almoço e vejo que já se fartaram do xinfrim.
Até amanhã

ND, aka GoTo disse...

Caros Professor e PortoCroft:

Parabéns pela escolha!

Aceitam pedidos?
Que tal o Grande Sérgio?


Um abraço.

Anónimo disse...

PC
como se fosse só um problema de indisciplina.
Lucilia

PortoCroft disse...

Lucilia,

É isso. Depois há tudo o resto. O saber que, muito remotamente, poderias ter a tentação de ler alguma coisa que escrevesse, julgo que seria o suficiente para travar tal intento.;)

Deve ser terrível a sensação de lançar pérolas a porcos.;)

Naïf-circe disse...

Just in time, as always, PortoCrof,

E não foi por falta de avisos, man, mas que queres, os alarmes, de terem tão pouco uso, estavam em stand-by...

Ah, liberdade, liberdade, o supra-sumo da vida!

A todos - ao 3º dia consecutivo, ainda estão 7 cigarros na saleta.

Vou guardar, com data, esta box de
Chesterfield vazia-para memória futura!

Bom fim de semana, carpe diem ;)

António Pedro Ribeiro disse...

Parabéns pela ideia da inclusão das músicas, e pela escolha!