quinta-feira, junho 30, 2005

Cuidado com as generalizações, a blogosfera é como a botica:)

A propósito de alguns comentários: é verdade que se torna preocupante a frequência com que muitas pessoas se "exilam" na net e fogem ao (outro) mundo. Mas seria um óbvio exagero definir os que por aqui aparecem, opinam e estabelecem entre si laços mais ou menos profundos e gratificantes como "falhados relacionais". Falo por mim: este blog é hoje parte importante na minha vida, mas arranjo tempo para ele à custa de muito equilibrismo, não lhe sacrifico um minuto de vida útil ou gostosa:).
Aqui, como "lá fora", há de tudo como na botica.

72 comentários:

Delírio da Loirinha disse...

Caro Professor!
Estou plenamente de acordo consigo... No entanto ja passei por uma fase em que a blogger andava com problemas e não me permitia publicar e honestamente isso deixava desesperada. Pensando racionalmente achei isso ridiculo, Como ficar dependente da blogosfera? Com o tempo comecei a publicar ao sabor do tempo disponivel e não como uma obrigação de publicar todos os dias.... Assim estou muito melhor... tudo o que é obrigação perde a piada...
Beijinhos doces
Delirio da Loirinha

Didas disse...

Certíssimo! Eu por exemplo, lá porque estou convencida que sou uma bola de naftalina e passo os dias fechada na gaveta das cuecas, não quer dizer que tenha problemas de ordem relacional! Nada disso!

Maite disse...

Professor
Então estava aí?!;) Ás vezes esquecemo-nos (falo por mim, claro) que eventualmente poderá estar a ver-nos. Gostei desta sua ruminação de hoje. E diz muito bem, Professor...não façamos deste hobby uma obsessão. Mas tenho que admitir que, às vezes, torna-se viciante e que é preciso muita força de vontade para "despegar" daqui.

(bolas, Delírio, fez-me apagar uma série de coisas para não estar a repetir) :)

Acho que é por isso, Delirio, que eu não crio um blog. Fazer-me-ia perder imenso tempo, teria que andar sempre a pensar o que postar, a pesquisar coisas interessantes para cativar pessoas, andar numa ansiedade para ver se teria ou não muitos visitantes. Sinceramente não tenho paciência para isso e nem tempo :(

escrevinhador disse...

Caro professor:
Subscrevo. Palavra a palavra.

Ester disse...

Didas
Tenho que o(a) cumprimentar porque essa da 'bola de naftalina passando os dias fechada na gaveta das cuecas' fica-me para o dia.

É magistral, tanto ou mais que qualquer metáfora do Lobo Antunes.

lobices disse...

...permito-me fazer minhas as palavras do Profe JMV
...
...porém, aposto, que TODOS vão dizer o mesmo!...
...:)

lobices disse...

Ester at 11.51 AM:
...
...na verdade é "magistral" essa "tirada" do bola de nafta na gaveta das cuecas!... Também tiro o meu chapéu (que não uso) a tal metáfora...
...porém
...não seremos, na verdade, todos nós essa "bola" dentro de uma qualquer "gaveta"?...
...e
...por o sermos é que vimos aqui DIZER que não senhor, que o nosso mundo não é este?
...as palavras do JMV são uma verdade que todos vão assinar por baixo... mas
...há em todos nós uma bola de naftalina numa qualquer gaveta de roupa "interior", quanto mais não seja, o âmago de nós mesmos...
...

lobices disse...

...agora tenho de ir fazer o almoço porque, na verdade, a minha vida não é só aqui nem na gaveta das cuecas...

Ester disse...

Olá Lobices

Não querendo interromper os seus ovos estrelados, sempre lhe digo que somos mesmo essas bolas que fenecem lentamente dentro de gavetas quando podiamos evaporar ao ar livre, só um pouquinho mais depressa.

Ester quase evaporada

Katz disse...

Vou fazer minhas as suas palavras: "Bem dito, Carago!"

Ana disse...

Será que quando o professor diz que não sacrifica a sua vida util e gostosa quererá dizer que isto não é gostoso e não é util ? Pessoalmente sinto muito gosto( daparte dele) naquilo que aqui escreve e embora a utilidade das coisas seja muito relativa ....aposto que é util também.....

bye bye

Marta disse...

E "mai'nada"!!!!

Até pq se esses comentários têm surgido por cá, quem os faz tb por gasta pelo menos alguns minutos do seu tempo.

E já se sabe: "Quem tem telhados de vidro, não atira pedras".

Um abraço,
Marta

Nemésio disse...

Olá a todos,
o importante é gerir as nossas vidas sem radicalismos.
Apesar de estarmos cada vez mais tempo em frente destas caixas tecnologicas , não podemos deixar de sentir o Sol, o Vento (adoro), o Mar,... os Livros, as Personalidades deliciosas dos nossos Amigos...

Vou dar um passeio...

yulunga disse...

Dr. Murcon, pessoalmente sempre defendi e partilho a opinão que (aproveitando as suas palavras)"seria um óbvio exagero definir os que por aqui aparecem, opinam e estabelecem entre si laços mais ou menos profundos e gratificantes como "falhados relacionais".
Também já li, incluindo aqui, a opinião contrária igualmente defendida por quem partilha dela, e tão bem mas, tão bem defendida e tão fundamentada que por vezes parecia mais um perfil psicológico dos utilizadores, com certezas obtidas através de um estudo longo e profundo.
Espero continuar a ler essas mesmas opiniões porque as pessoas assim o acham e não por se tratar do Dr. a afirmar o contrário.

RAM disse...

Caríssima Ester,

Estou sempre pronto para novos e velhos debate.
A falar é que a gente se entende, carago!:))
Um criado ao seu dispor...

JMV e demais (como sou novo aqui não me sinto à vontade para me referir a vós como Maralhal :)),

É obvio que não podemos tomar a nuvem por Juno.
Quem o faz, fá-lo por desconhecimento ou pura má fé.

Já o escrevi aqui uma vez: não vejo qualquer problema na participação em blogs ou outras formas virtuais - ou se preferirem menos ortodoxas - de comunicação.
Afinal... o que é que eu estou a fazer (certo Marta?).

O problema, "penso eu de que", é quando o "virtual" passa a assumir o papel de "unicidade no relacionamento inter-pessoal", ou quando mantemos vivências paralelas em 2 dimensões distintas.

Mas no fundo, cada um sabe de si e Deus sabe de todos (perdoem-me os agnósticos e ateus)!

Fiquem bem... a hora exige outro tipo de ruminações :)))

yulunga disse...

Claro que gerir um blog requer tanto equilibrismo quanto ocupada fôr a vida de cada um.
Mas também não nos podemos esquecer do equilibrio.

RAM disse...

Prezada Ester,

A discussão está a prosseguir...

andorinha disse...

Olá Júlio e maralhal,

Totalmente de acordo.
A blogosfera é mesmo como a botica.:)

Lobices(11.52)

Essa aposta vais ganhar, de certeza.:)

Até mais logo.

yulunga disse...

(Aqui, como "lá fora", há de tudo como na botica.)

Aqui, por vezes, tem-se uma falta de respeito não pelo uso mas pelo abuso do anonimato e de todas as suas rasteiras, o que leva muitas pessoas a desconfiarem deste tipo de comunicação.
"Lá fora" podemos confiar mais?
Aqui como "lá fora" todos os dias nos surgem "monstros" que não vemos e com os quais temos que lutar, sem saber de que lado vem o ataque.
Porque nos preocupamos mais com os "monstros" invisiveis daqui?

Pamina disse...

Boa tarde a todos,

JMV: Bem dito, carago!:)

Ester disse...

Prezado ram

Sem querer sair da botica de hoje, mas relembrando o que o(a) caro(a) amigo(a) disse no seu profundo e 'frágil' blog sobre o facto da luta contra a pobreza extrema ser apenas o PRIMEIRO dos 8 "Objectivos do Milénio" definidos pela ONU, terei que virar a agulha para este lado para lhe dizer que este sim, este é que é um tema que atravessa a blogosfera e a esfacela e estilhaça, sendo que nele não debitam os interessados e espoliados porque não sabem nem podem mexer no teclado nem no rato, nem sequer para os comer.

Directamente de uma horta que me dá mt que fazer e acabando de apanhar umas nabiças, daqui lhe envio
Lembranças

Ester disse...

Prezado ram
A minha amiga E&E, q é boa pessoa mas mto armada em esperta, cumprimenta-o tb pela qualidade do seu blog.
Aqui no Sul faz um calor danado e não há chuva no nabal.

Ester disse...

Sr(a) ram

Por hoje e só mais desta vez, aqui me tem a maçá-lo.
Não terá acompanhado o percurso desta velhota de Bragança que trabalha numa horta - é que qd há pouco falava do Sul referia-me às terras mouras onde estou a passar férias com a amiga E&E e a ajudá-la no seu nabal.

Explico tudo isto bem para não me acusarem de desonestidade virtual e pq desejo que ninguém duvide das minhas boas intenções - é que eu sou das pouquíssimas pessoas aqui de quem não se conhece a vida pessoal e receio mt que me ponham à margem por isso. Só tenho que lhe agradecer ter dirigido a palavra a esta criatura que, acredite, lhe quer mt bem.

lobices disse...

...to Ester at 12.06 PM:
...cito:
Não querendo interromper os seus ovos estrelados...
...se eu só soubesse fazer ovos estrelados não me sentiria bem já que a gastronomia é uma das minhas paixões...
...quando me atiro para a cozinha, na actual situação, é para resolver o problema diário da alimentação mas... quando de tal não se trata, os pratos que faço são um pleno gozo para mim e não só
...por isso, Senhora Minha, estai descansada que para além do resto também estrelo ovos (e não quebram)
...acabei de dormir a minha sestinha
...também a faço diariamente
...mas não só
:)

frosado disse...

Ainda bem que avisa!

São Rosas disse...

Professor, no Salão Erótico ainda há mais que na botica.
Se quiser notícias fresquinhas encontra-as aqui!
(PortoCroft, podes interromper a abstinência e ir lá também)

PortoCroft disse...

Caro Prof. m8,

Num 'post' anterior, em resposta a alguém que anda por aí com dúvidas, disse: "Por experiência própria, lhe digo: Aqui, o potêncial de se fazerem amigos é muito maior que na vida real. E, aqui como lá, basta apenas que o sejam." Dá-me ideia que tenho que cuidar mais dos meus direitos autorais.;)))

PortoCroft disse...

São Rosas,

Abstinência? Eu? Nem tanto. Apenas, esperava arrefeceres. Tem dó não é mulher? Como diriam os nossos amigos brasileiros, mulher com fogo, é pior que homem bêbado.;)

yulunga disse...

Portocroft, já reparaste a avaria lá no blog?

na dúvida disse...

Boa tarde Prof. JMV e maralhal:

Quando referi a questão de possibilidade de amizades aqui neste mundo virtual não quis de forma alguma dar a entender que se tratavam de "falhados relacionais".
O que eu só quis referir é que, na minha opinião, acho que as pessoas hoje vivem numa "solidão" imensa e talvez prefiram contactar com pessoas que não conehcem pessoalmente do que fazer amigos ou darem-se (falarem, abrirem-se) mais com as pessoas do mundo real.
Será que estou a pensar de forma exagerada?
Acho muito interessante a partilha de opiniões e diversos assuntos aqui...mas acho que as pessoas talvez se abram mais aqui do que lá fora. É esse o mundo em que vivemos, ou não?

Gosto muito de vir aqui e é tudo novidade para mim.
Até logo

PortoCroft disse...

Yulunga,

Já vi, sim. Vai ter que ficar assim por agora.

l f disse...

Pois é, de nada valeram os autocarros cheios, psicólogos de luxo ou discursos clericais exaltados. Em Espanha gays e lésbicas já podem casar e adoptar.

E viva a liberdade sexual!!!

Pamina disse...

Olá de novo,

Estive a ler os comentários da tarde.
Lobices, quando eu fôr ao Porto tens que me fazer um desses cozinhados:)

Quanto a este assunto, também eu já expressei a minha opinião anteontem, portanto não tenho muito mais a dizer. Só gostaria de destacar a frase do post: "...não lhe sacrifico um minuto de vida útil ou gostosa..." Acho que este é um ponto fulcral, pois, na minha opinião, é aqui que se joga a diferença entre obsessão e hobby.

Um resto de boa tarde, tenham um óptimo jantar e uma boa noite e Lobices não te esqueças que hoje há CSI.

P.S. Portocroft, se foi avaria, espero que consiga resolver rapidamente.

Anónimo disse...

Caro Professor,
Curioso que diga que o blog faz parte importante da sua vida para depois dizer que não lhe sacrifica um minuto de vida útil ou gostosa.
Contraditório( não acha?) para quem toca a flauta e ao som dela seguem umas quantas pessoas.
A propósito .... Boa Música.
Hey,will you please, please play a song for me?
AML

Raquel V. disse...

BOLAS... tinha escrito algumas coisas e pimbas...

Por isso vou dizer algo resumido, simples e parece-me, óbvio:

Quem aqui comenta, querendo o aqui significar Murcon, vem a uma espécie de mesa redonda, a um debate aberto a todos ;)

O restante, meus caros... É que já é passível de estudos muitíssimo interessantes :)

ester disse...

To Lobices 3:33

Ora então lá terei de o cumprimentar pela eloquência gastrónómica, eu que estava preparada para lhe aconselhar as 'eloquências gastronómicas transcendentais' no http://blogdasabedoria.blogspot.com/

Lucília disse...

Não sei se será 'um óbvio exagero definir os que por aqui aparecem, opinam e estabelecem entre si laços mais ou menos profundos e gratificantes como "falhados relacionais"',Professor!
Tem idéia da quantidade de pessoas para quem o final do dia de trabalho de 6ª feira (para nem falar dos outros dias!) parte para uma depressão e não para um fim-de-semana,pela simples razão de em casa não existir esta 'caixinha milagrosa'??
Olhe que até já se fazem anúncios publicitários só para este 'target'!
Eu não abdico do que me dá prazer para estar aqui,mas assumo que,sim senhor,isto faz parte da minha vida.
Boa tarde a todos

RAM disse...

Jacques Brel...
Ne me quitte pas...
Delicioso!

RAM disse...

Cara Ester (e E&E),

Obrigado pela vossa amável visita e comentário.
Grato pela simpatia.

Quanto ao facto de me maçar, longe disso. É um prazer... :)))

Quanto ao agradecimento por lhe dirigir a palavra... quem sou eu...
Silly you... :))))

Se alguém tem que agradecer alguma coisa, sou eu a si/vós por aturarem as minhas ruminações e ocasionais diatribes sobre os posts do Big-Chefe Indio :))))

Um abraço a todos.

RAM disse...

na dúvida,

Que bom voltar a ver-te por cá, apesar das dúvidas...
... ou será, por causa das dúvidas????
;)))

Tão só, um pai disse...

Muitas vezes, é gostoso vir aqui ler e dialogar. E pensar. É bom. Principalmente quando o tema que se debate (não necessáriamente o proposto no "post") nos envolve, e é participado de forma aberta e franca. Nessas alturas, encaro as minhas andanças por esta região como parte da minha vida "gostosa", pois permite adicionar mais um sabor à vida das obrigações profissionais e dos outros relacionamentos sociais.

Não é fácil juntar estes comentadores a uma mesa de café.

na dúvida disse...

ram:

Qualquer dia...

sem dúvida :)))

Até amanhã e uma Boa Noite para todos

@zul disse...

Podemos pois concluir das suas sempre doutas palavras que este blog, apesar de ser importante, faz da parte do lado inútil e sem gosto da sua vida?

Ora essa, Prof.!

Nemésio disse...

if:
viva a liberdade sexual e a liberdade de espirito!

lobices disse...

...vou jantar...alguém me acompanha?

Tão só, um pai disse...

Hum ... bom proveito, lobo, o meu já está ao lume ...

Maite disse...

Boa tarde Maralhal e Professor

Tão só, um pai, não se diz bom proveito...diz-se bom jantar ;)
Bom proveito vem a propósito de quê? De se aproveitar da asinha do frango?

Prontus, peço desculpa...esta foi infeliz ;)

RAM disse...

Bom jantar????
... eu vou continuar a trabalhar :((((

lobices disse...

...to Ester at 5.53 PM:
...
...fui lá espreitar
...um bom blog
...e, na verdade, a gastronomia pode ser trancendental... :)

Maite disse...

Ram, faz bem...este país precisa que todos trabalhemos mais...mas veja lá, coma qualquer coisita...isso de andar com a barriga a dar horas não é nada bom ;)

Bom trabalho Ram

Boa tarde lobices

lobices disse...

...to Pamina at 5.42 PM:
...cito
Lobices, quando eu fôr ao Porto tens que me fazer um desses cozinhados:)
...
...e tem de ser por encomenda!...
:)**

lobices disse...

...andam todos por aqui, mas
...já se dignaram visitar o meu humilde covil para verem uma das mais belas imagens que eu consegui obter hoje no meu quintal?
...já?
...então, rápido

Vampiria disse...

Certamente que tem razão. Dedicar um bocadinho do nosso tempo a cada coisa que nos dá prazer é o melhor. Um abraço*

Lucília disse...

Lobices,
Até comentei e tudo!Mau feitio tenho eu e não dizia a coisa dessa maneira.
Beijinho

Lua disse...

Ou não fpssemos nós uma simples amostra daquele (outro) universo.

adesenhar disse...

eu apenas digo

... nim

:)

Anónimo disse...

Ainda bem, falo por mim, que o Professor tem alguns momentos de vida inúteis e desgostosos:)
Conseguimos torná-los mais válidos?
Que
bom!
Um
beijo,

circe disse...

Na dúvida,

subscrevo integralmente a sua opinão das 5.06pm.


Por falar em cuecas, bem: eu prefiro as de gola alta (já que vem aí a gripe) embora reconhecendo que a moda, este verão, é o fio dental...LOL

andorinha disse...

Olá de novo,

Como o prometido é devido, cá estou.

Como diz a Pamina, desde que isto não se torne numa obssessão...

Não me considero nenhuma "falhada relacional", no entanto, venho aqui todos os dias. Porquê?
Como já disse, gosto de falar de assuntos que me interessam com pessoas que me interessam.
Este também já é o meu cantinho - quase como o café da esquina onde se vai tomar a "bica"pela manhã e se pôe a conversa em dia.

TsuP (7.01)

"Muitas vezes, é gostoso vir aqui ler e dialogar. E pensar. Principalmente quando o tema que se debate nos envolve e é participado de forma franca e aberta."
É isso, sem dúvida.:)

RAM disse...

Cada caso é um caso...

andorinha disse...

Ram,
Claro...

Didas disse...

Enganei-me!!! Afinal sou uma alface e vou saltar para dentro duma salada de tomate! Só que primeiro tenho que tomar banho por causa do cheiro da naftalina.

th disse...

É, estes comentários transfomaram-se num forum ou chat, só que mais aliciante, por isso venho cá de vez enquando. A minha dúvida é se eles, os comentários, servem o fim para que foram criados, isto é,serem lidos pelo dono do blog...
ESTE É O MEU COMENTÁRIO...th

café delta disse...

Sr D. th caríssima amiga

Quem poderia responder às suas dúvidas já o fez aqui ultimamente. Se quiser dar-se ao trabalho de ler o atrasado (os posts atrasados do autor, o que haveria de ser?) saberá a resposta à sua dúvida.

Gosto muito do seu blog onde tem sido muito cumprimentada, só por gente de bem. Mas a blogosfera por vezes é assim como este blog, não tão deliciosa mas mais aliciante, como diz.

Um grande kiss, ou 2 ou 3 e o desejo de mais e melhores bicas com queques à mistura.

café sical disse...

Sr D. didas

De alface e tomate tb gosta o ALA e a nova imagem, sei lá, é muito fresca e própria para a época.

Maite disse...

Bom dia Maralhal e Professor
Voltando ao tema do post e ao facto de as pessoas se refugiarem na net fugindo ao mundo real, começaria por dizer que penso que não é por causa da solidão, embora possa haver fases da vida mais complicadas a esse nível,(senão só encontrariamos aqui "falhados relacionais") mas sim por uma vontade imperiosa e quase inefável de "conhecer" pessoas diferentes daquelas com que lidamos diariamente.
Como dizia ontem o Tão só, um pai, não seria fácil sentar estes "comentadores" a uma mesa de café. Com ideias tão diferentes seria uma tarefa árdua e talvez inglória porque ninguém abdica delas e defende-as de uma forma acérrima.
E é claro que se fazem amigos, todos os meios, quer reais quer virtuais, são legítimos para encontrar pessoas com quem temos mais afinidades.
O único senão deste meio, é que cria dependência e isso é que não é saudável. É preciso gerir com muito discernimento o tempo dispendido neste tipo de passatempo. Como diz o Professor "não lhe sacrifico um minuto de vida útil ou gostosa:)."

Já agora, um abraço para o Portocroft que deve estar a dirigir-se para o LIVE 8.

circe disse...

Bom dia, MM
e respectivo maralhal,

É só para dizer que estou, tal como
a Maite e certamente muitos do vós, com o PortoCroft, em Edinburgo, amanhã.


Assim se criam laços brancos e mão na mão, e, para terminar a discussão sobre os benefícios/vícios do mundo nético -
OS AMIGOS NÃO SE FAZEM, NEM SE PROCURAM - ENCONTRAM-SE

bom fim de semana;)

(Chinezzinha) disse...

Quanto ao post da Maite das 12:00 PM
"Voltando ao tema do post e ao facto de as pessoas se refugiarem na net fugindo ao mundo real, começaria por dizer que penso que não é por causa da solidão, embora possa haver fases da vida mais complicadas a esse nível,(senão só encontrariamos aqui "falhados relacionais") mas sim por uma vontade imperiosa e quase inefável de "conhecer" pessoas diferentes daquelas com que lidamos diariamente."

Discordo em parte consigo.
Conhecendo o mundo virtual há uns 6 anos, direi que grande parte das pessoas que vão às salas de chat e comunidades, são pessoas muito sós. Na sua maioria, divorciados, separados ou viúvos. Há também os casados que estão a passar por fases menos boas nos seus casamentos e que mesmo casados se sentem sós.
E esses todos que referi acima são de difícil relacionamento mesmo que virtual.
Obviamente, que há pessoas de bem com a vida também, mas não serão muitos.

Beijos e bom fim-de-semana

PortoCroft disse...

Eu é que sou o Lord of The Number. Que maravilha, o maralhal nem se esqueceu de mim. ;))))

Aguimas disse...

é isso, nem calcula como acertou em cheio. Moi aussi. Mas muitas vezes não resisto à tentação e mesmo no meio de um "trabalhinho" lá um rabo de olho... Abraços

Roberto Iza Valdes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Roberto Iza Valdes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.