sábado, outubro 15, 2005

Stardust memories:).

Stardust,

Essa população é "só" contituída pela maioria das pessoas que acorrem a uma consulta de medicina geral. O sofrimento é muitas vezes "traduzido" em queixas corporais sem base orgânica. Por outro lado, a globalização da informação, interesses comerciais e o stress vêm gerando uma sociedade cada vez mais hipocondríaca. Junte-lhe o evidente discurso "moral" da medicina: se pecas no estilo de vida..., quinas! O que levanta problemas de liberdade individual e responsabilidade "colectiva": tenho ou não o direito de me marimbar nos estilos de vida saudáveis e viver como me apetece?; quem poderá sofrer com uma opção que talvez convide a grande ceifeira a visitar-me mais cedo?
Outro ponto - a dificuldade da medicina em lidar com o sofrimento é uma das razões que explicam o florescer de alternativas que vão do absolutamente respeitável ao charlatanismo puro. Se a instituição médica recusar a priori tudo o que não jorra da medicina ocidental perderá recursos terapêuticos. E agravará o fosso com abordagens que lhe levam a palma na escuta do doente. Que só por isso, voltará. E, às vezes, só por isso melhorará...

54 comentários:

Anónimo disse...

Arise, Citizen Journalist
It is customary to thank the reader profusely. Without you, we wouldn't be here, etc, etc, etc.
Hi, what a great blog.
I enjoyed it very much.
Take a look at my corporate gifts related site.

Orange disse...

Professor JMV,
A verdade é que deixei de precisar do Omeprazol em duas semanas e já lá vão 6 meses. E nem digo que método "estupidamente simples" pus em prática, em que apenas usei o que tenho naturalmente porque corro o risco de cair no rídiculo. E há coisas que não devem ser profanadas.
Quando se vai só ao orgânico é o mesmo que fazer "scuba diving" com uma prancha de surf.
Um beijinho, professor.

-Stardust- disse...

Caro Prof,

deixou-me sem palavras... calou-me... dirigiu-me um post!!! :))))

Fora-de-Lei disse...

"Essa população é "só" contituída pela maioria das pessoas que acorrem a uma consulta de medicina geral. O sofrimento é muitas vezes "traduzido" em queixas corporais sem base orgânica."

E essa é apenas uma "verdade" para os psicólogos e/ou psiquiatras ou é uma constatação percepcionada pela classe médica, no seu todo ?

É que se fôr apenas uma "verdade" para os psis, nada feito... penso eu de que.

-Stardust- disse...

Bem, agora que já recuperei da surpresa agradável com que me presenteou :) ... comento:

Concordo consigo quando diz que a sociedade está mais hipocondríaca... a globalização da informação é talvez o ponto chave: a internet pode ser um instrumento enganador quando leigos consultam informação especializada que coincida com os seus sintomas... e os maiores disparates podem ser a resposta!
Mas o nosso estilo de vida é realmente desgastante... e o que de outro modo não se detectaria surge engrandecido pelo stress, muitas vezes até com uma base orgânica que, há um século atrás podia ser assintomática! E a medicina tem de começar a aperceber-se disso e a sensibilizar os profissionais desde a sua formação. Veja a quantidade de pessoal de saúde que sofre dessas queixas, muitas vezes sem se aperceber de onde vêm... tantas vezes ignorando-as. E se não são capazes de se ouvir... com que (des)crédito vão ouvir o paciente?
Quanto aos problemas de liberdade individual e responsabilidade "colectiva": cada um tem o direito de se marimbar no estilo de vida, quanto mais por si mesmo... mas o dever de não o fazer, por si E pelos tais que poderão sofrer com as opções tomadas.

Mas Professor... os médicos que realmente ouvem o paciente (aquele cujo objectivo de vida não é moer-lhe o juízo)... esses são bestialmente bons! :) (e muitos já estiveram do outro lado da secretária!!!)

Anónimo disse...

Elsa Curado 2:58 PM

Elsa CuradA, deixe-se lá de apelos à "feitiçaria" e não se esqueça do Konpensam. :)

Anónimo disse...

ANDORINHA, vamos à terceira???!!!
"os meus pais sempre me disseram para não falar com desconhecidos.:)))))

Pois é querida!
Mas os tempos mudam e agora os "estranhos" já não são o problema devia começar a preocupar-se mesmo é com a "gripe das aves".:)))))

Festinhas nessas penas.
Do seu anónimo secreto.......

de© disse...

Sobre o que pensa JMV: “Por outro lado, a globalização da informação, interesses comerciais e o stress vêm gerando uma sociedade cada vez mais hipocondríaca.”,

ocorre-me aquilo que, sendo questionado por Agamben, recebe deste autor esta resposta ambiciosa *:

“Como é possível ‘politizar’ a ‘doçura natural’ da ‘zôê’ **? E, sobretudo, terá esta verdadeira necessidade de ser politizada ou o político já faz parte dela como o seu núcleo mais precioso? A biopolítica do totalitarismo moderno, por um lado, e a sociedade de consumo e do hedonismo de massa, por outro, constituem certamente, cada uma da sua maneira, uma resposta a esta pergunta. Porém, enquanto não surgir uma política integralmente nova – isto é, já não fundada na ‘exceptio’ da vida nua -, toda a teoria e toda a ‘praxis’ permanecerão prisioneiras de uma ausência de vida, e o ‘belo dia’ da vida só alcançará cidadania política através do sangue e da morte ou na perfeita insensatez a que o condena a sociedade do espectáculo”

* Agamben, Giorgio ‘O Poder Soberano e a vida Nua’, Presença, 1998, p 20
** zôê – palavra grega que exprime a vida natural, o simples facto de viver, comum a todos os seres vivos (animais homens ou deuses) [Agamben, 1998, p 11]

de©

eubozeno disse...

Ainda que na pastilha esteja a chave da cura, é preciso confiança para a tomar. Ora, não não se tomam pastilhas para se ter confiança. A escuta e a conversa valem pouco para uns, para outros fundamentam saberes e práticas. Gostei Júlio.

Orange disse...

Anonymous das 3,45
Feitiçaria??? LOL :D

Os médicos arrumam com a concorrência quando chamam charlatães e fraudulentas a determinadas pessoas que fazem mais pelos outros num dia que alguns médicos fazem por uma pessoa num ano.
Além disso:
1.º Há muitas pessoas que vão ao consultório e que não se querem curar verdadeiramente.
2.º Se os médicos curassem verdadeiramente as pessoas ficavam sem clientes.
Agora... chateia-me que os médicos sejam uma classe rica com ostentações várias, regra geral, amealhando com o sofrimento alheio.
Depois... Eu acho que o verdadeiro "medicamento" não pode ter efeitos colaterais. E ai daquele que tomar algo sem ler as contra-indicações.
Agora digam-me lá se não há algo de profundamente errado nisto tudo?

de© disse...

Mas parece-me ainda mt mais curioso o que JMV diz sobre a atracção do paciente por quem o escutar melhor, situação que poderá conduzi-lo a um estado de confiança que, ao melhorar a sua ansiedade, possa apaziguar a causa do seu 'sofrimento'.

E, afinal, todos sabemos como e quanto buscamos gente confiável para nos acompanhar e para cuidar de nós.

de©

de© disse...

eubozeno

afinal depositamos ambos mt confiança na 'confiança' - só o li depois de já ter comentado e estou inteiramente de acordo consigo qd diz q até para tomar a pastilha é preciso confiança.

de©

de© disse...

Elsa Curado
Viva
Também me parece haver ‘algo de profundamente errado nisto tudo’ mas, quando me dirijo a um profissional de saúde, acredito que estou fazendo um contrato com um homem e não com um deus, situação com riscos e consequências por todos bem conhecidas.

1 abraço de de© s/deuses

andorinha disse...

Boa tarde a todos.

Stardust (3.38)

Nada a acrescentar ao que dizes.:)))
Subscrevo na íntegra.
"E se não são capazes de se ouvir...com que (des)crédito vão ouvir o paciente?"
Não é preciso dizer mais nada.:)

"...os médicos que realmente ouvem o paciente, esses são bestialmente bons!"
Se são! A capacidade de ouvir o outro é a base de uma relação terapêutica bem sucedida.

elsa curado (6.20)

Discordo da tua visão tão negativista da classe médica.
1º - "Há pessoas que vão ao consultório e que não se querem curar". Se isso acontece é idiotice pura e disso os médicos não têm culpa.
2º -"Se os médicos curassem verdadeiramente as pessoas, ficavam sem clientes."
Ora essa!!!
Esse risco não correm, todos os dias aparecem novos doentes, infelizmente não se consegue erradicar de vez todas as doenças.
Como em tudo , há bons e maus médicos, mais uma vez as generalizações pecam por abusivas.
A tua posição parece-me demasiado fundamentalista.
Tenho uma posição também bastante crítica da classe médica, mas não vou cair no erro de avaliar todos pela mesma bitola. Já me deparei com bons e maus profissionais; como em tudo na vida, as coisas não são a preto e branco e penso que as estás a ver dessa forma.

P.S. Não estou aqui a defender interesses corporativistas.:)
Isto é, apenas, a minha opinião.

dec (6.25)

"Todos buscamos gente confiável para nos acompanhar e para cuidar de nós".
Sem dúvida.:)

tudo tem a ver com tudo disse...

Por várias vezes me tratei com acupunctura -executada por um técnico credenciado- e aquilo funciona mesmo. Não é o efeito placebo, nem a "confiança". É uma terapêutica milenar.
Se é certo que estamos mais "hipocondríacos", esse será o preço a pagar por, actualmente vivermos, em média, quase 80 anos?
Eu ainda me lembro muito bem das proles de 8 e 10 filhos, em que morriam 4 ou 5. E uma breve pesquisa médico-histórica, leva-nos a óbitos de gente jovem,de há algumas décadas, por tifo, apendicite,tuberculose, etc, etc.
Como em tudo, não é possível ter o melhor de dois mundos. Um progresso, acarreta sempre, em alguns níveis, uma espécie de retrocesso, que pode ser a médio ou a longo prazo. É uma espécie de lei cósmica. Como aquela coisa, que ainda ninguém conseguiu explicar convenientemente: nasce-se e cresce-se para a morte...física?

lobices disse...

...para:
tudo tem a ver com tudo at 7.37 PM:
...
...é isso mesmo; tudo tem a ver com tudo, ou seja, nada mais somos que minímas células a cumprirem uma determinada missão no Cosmos
...não sabemos nunca qual é essa missão mas, da mesma forma que as células que formam o meu corpo, cada uma de per si tem uma função, cada um de nós tem também uma função neste Universo
...como cada planeta, como cada estrela, como cada partícula
...o que existe, isso sim é uma Consciência Cósmica da qual fazemos parte e os nosso "corpos" mais não são que "transportadores" momentâneos dessa Consciência
...exactamente: nasce-se e cresce-se para a morte física porque a morte da consciência não existe, ou seja, a Consciência não morre
...Ela, ou o que quer que se lhe chame: Lei, Deus, Alma, Espírito, Força, Ânima, etc.é Eterna e a única Criadora de tudo o que os nossos sentidos se dão conta
...cada um de nós CRIA o seu próprio Universo porque Este é diferente para cada um de nós; alguém tem dúvidas que o Universo que eu "vivencio" não é igual ao que cada um de vós "sente"?
...alguém acredita que o meu universo é o mesmo para um cego?
...o universo para um cego é formado de sons, sabores, texturas e cheiros
...o universo para um surdo é feito de tudo menos de sons
...apenas para exemplificar
...a doença não existe tal como não existe a cura
...então porque vou à Medicina? Para acreditar que nela encontro a razão para o meu mal estar...
...não há nada a fazer: somos meros peões num eterno e gigantesco tabuleiro de xadrez
...e quem quer que seja, ou o que quer que seja, não joga aos dados
...tudo tem de ter uma razão
...apenas temos de aceitar a missão que nos foi dada cumprir, mesmo não sabendo nunca qual é

papu disse...

A relação terapeutica é talvez o que se passa de mais importante dentro de num consultório - seja de psis ou de não psis. Por relação terapeutica entendo a relação humana, empática e de confiança que se estabelece entre o paciente e o terapeuta - poder-se à chamar de aliança terapeutica. Esta relação é a base de qualquer terapia no campo da psicologia e da psiquiaria (ou devia ser) mas penso que também o é na prática da medicina. Mas infelizmente, alguns médicos (talvez a maioria) ainda não se aperceberam disso... mal para eles e para os doentes deles...

Acho que esta noção devia estar muito mais presente na formação de todos os técnicos de saúde.

monica disse...

fora-de-lei:

essa é uma verdade constatadíssima pela classe médica em geral que, em geral também, não sabe o que fazer com ela. porque ouvir os pacientes é mais que simplesmente ficar escutar as suas palavras. e não basta querer para o conseguir. também é algo que não se aprende na faculdade de medicina.

Menina_marota disse...

Um Rx do estado da Nação... o fio começa a desenrolar-se...merece a pena dizer mais?

Bom fim de semana :)

fora-de-lei disse...

SLB... SLB... SLB... SLB... SLB... GLORIOSO... SLB... GLORIOSO SLB...!
SLB... SLB... SLB... SLB... SLB... GLORIOSO... SLB... GLORIOSO SLB...!
SLB... SLB... SLB... SLB... SLB... GLORIOSO... SLB... GLORIOSO SLB...!
SLB... SLB... SLB... SLB... SLB... GLORIOSO... SLB... GLORIOSO SLB...!
SLB... SLB... SLB... SLB... SLB... GLORIOSO... SLB... GLORIOSO SLB...!

Acabaram-se-me as "queixas funcionais. FCP, 0 - SLB, 2... remédio santo !!!

A.na disse...

Boa noite Dr.
a da ceifeira vir mais cedo por opção...ui,
muito á maneira de meu querido pai(desculpe a comparação)...
Quem sofrerá?
Nós...os que vos amamos!
Bem,
e agora para
não fugir á ruminação,
estou inteiramente de acordo Dr.,
tenho uma profissão que me leva naturalmente a optar por uma vida daquelas"saudáveis",qb,
nada de exageros...
porque quem não gosta de coisinhas picantes e fora de horas?Eu gosto!
(e o que se entender por coisinhas picantes...)
Complectamente a favor das medicinas alternativas,
praticadas por bons especialistas,
posso afirmar,
como tantos meus
colegas bailarinos,
que fomos e somos tratados
tantas e tantas vezes por tais práticas,
mas não esquecendo que
terá de existir,
obviamente e se possivel,
união com a medicina tradicional,
porque sem este TODO,
perderemos tempo de saude e vida!
Por ser grande amiga
de um dos impulsionadores da legalisação das medicinas alternativas em Portugal,
deixo aqui o maior apoio
e agrado por esta
sua ruminação tão certeira!
Um abraço Dr.julio.

Su disse...

concordo com o que disse Eubozeno (6.18)

"Ainda que na pastilha esteja a chave da cura, é preciso confiança para a tomar"

confiar, é isso mesmo

o pior é que cada vez mais desconfiamos dos médicos dum modo geral e passamos a confiar em qualquer pastilha que melhore o nosso estado de ansiedade
...liberdade individual? nop necessidade de confiar...

jocas maradas e pastilhadas

-Stardust- disse...

Ninguém pára o Benfica... ninguém pára o Benfica... :)

andorinha disse...

Ninguém pára mesmo!:)
Somos os maiores!

Ameninadalua disse...

"...a dificuldade da medicina em lidar com o sofrimento é uma das razões que explicam o florescer de alternativas que vão do absolutamente respeitável ao charlatanismo puro."
A prepósito, acabei de ver um documentário no canal 2 feito por um médico que visitou a "Casa do João" no Brasil para onde se concentram doentes de todo o lado do mundo. Nesta casa tratam-se e curam-se as doenças mais improváveis de cura, através de forte concentração espiritual e tambem através de cirurgias directas sem anestesias e sem quaisquer cuidados de higiene.
No documentário foram filmadas essas impressionantes cirrurgias, assim como foram igualmente confirmados por meios de diagnóstico as várias curas das pessoas que foram seguidas ao londo de todo o tempo das filmagens.
Francamente impressionante; víam-se por exemplo cirugias directas ao cerebro, ao coração com as pessoas acordadas e a falar sem qualquer perturbação.
Estranho...muito estranho.

fora-de-lei disse...

A mim acabaram-se-me as "queixas funcionais" e ao mister Co vão-se-lhe começar as "queixas orgânicas".

Quanto ao Pintinho, quem apresenta "queixas" é a namorada... ;-))

-Stardust- disse...

Professor,

Parabéééééééééééééns!!!!!

:))))))))))))))))

Ameninadalua disse...

Professor!
Parabens....parabens...parabens...parabens...parabens...parabens...parabens....Parabens....parabens...parabens...parabens...parabens...parabens...parabens....Parabens....parabens...parabens...parabens...parabens...parabens...parabens....Parabens....parabens...parabens...parabens...parabens...parabens...parabens...

e um grande abraço

mtc disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
melquíades disse...

Parabéns prof muitas felicidades, muitos e bons anos de vida ;).

viktor disse...

No blog das fotos estão algumas lembranças para o Professor.
PARABÉNS!!

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Parabéns Senhor Professor!

Nia disse...

"Parabéns a você nesta data querida muitas felicidades
muitos anos de vida..."

moon disse...

"Will you still need me will you still feed me when I'm sixty four?"

Sem dúvida professor!
I, at least.
Muitos parabéns!
Beijinhos

Orange disse...

O professor é balança... :)
Parabéns.
:)

Débora disse...

Prof. JMV,

PARABÉNS!!!
E que melhor prenda, do que a vitória do Benfica?
Será um bom presságio para mais um ano? Faço votos!

Agora dedico-lhe um excerto do poema "O Tempo" do "Profeta":

"...E sabe que o hoje
é só memória do dia de ontem
e que o amanhã é sonho de hoje ...

...Mas, se no vosso pensamento
tiverdes de medir o tempo em estações,
deixai que cada estação
abrace as outras.
E deixai que o dia de hoje,
abrace com saudade o passado e o futuro com ansiosa esperança."

Khalil Gibran

Um beijinho de parabéns.
Débora

alfinete de peito disse...

Parabéns Professor! Que o tempo lhe continue a proporcionar a sapiência que se manifesta a cada palavra!

Um grande bem-haja!

Abraços sinceros dos seus assíduos leitores - Alfinetes de Peito.

Su disse...

prof, parabéns e seja feliz

de mim para si uma joca marada cheia de tempo e de espaço para toda a sua coerencia, lucidez, trabalho, para a sua partilha, ... obrigada por existir assim como é,
sinceramente

tudo tem a ver com tudo disse...

"Ainda se os desfizesse,
Mas fazê-los não parece
De quem tem muito miolo"

Lembra-se deste poema do nosso João de Deus, professor?

E que chegue aos 100, mesmo "sem ter muito ......", como dizia o poeta.Ai deuses, que as fãs, rogam-me alguma praga!

Lobices,

Gostei da sua consciência da energia cósmica. Mas a nossa dissolução nela, acredito, será tão completa, que pouco restará de taxinomias , laboriosos sistemas filosóficos e identidades terrenas. "Spiritu" (e convém sempre lembrar que o Latim é muito anterior ao cristianismo) significa "sopro vital". E quem já viu um ser vivo expirar,reconhece a partida desse sopro.

Saudações.

Ruiva disse...

Parabens professor, que venham mais, muitos e bons...Ah! E tudo o mais!

yulunga disse...

Dr. Murcon
Muitos Parabéns!!!
Com estima.
Yulunga

lobices disse...

...Prezado Profe:
...um enorme abraço de amizade e de parabéns
...felicidades

noiseformind disse...

EU SABIA, EU SABIA. ESTES DOIS AINDA IAM DAR MUITAS ALEGRIAS AQUI AO PESSOAL ALÉM DAS NOITES DE SEXO DESCONTRAÍDO

MILAGRE 1

A synthetic cannabinoid -- similar to the compounds found in marijuana, but substantially stronger -- causes the growth of new neurons and reduces anxiety and depression, investigators at the University of Saskatchewan here reported.

And researchers at the University of Calgary said they've found evidence that the brain contains so-called CB2 cannabinoid receptors, previously seen in immune tissue but thought not to exist in brain tissue. The discovery, they added, could lead to new drugs to treat nausea associated with cancer or AIDS.

Most so-called drugs of abuse -- such as alcohol or cocaine -- inhibit the growth of new neurons, according to Xia Zhang, M.D., Ph.D., of the University of Saskatchewan.

"Only marijuana promotes neurogenesis," Dr. Zhang said.

The finding -- reported in the current issue of the Journal of Clinical Investigation -- does not involve smoked or ingested marijuana, but rather a synthetic compound dubbed HU-210, which Dr. Zhang said is 100 times as powerful as tetrahydrocannabinol (THC), the compound responsible for the highs experienced by recreational users.


MILAGRE 2

WASHINGTON, Oct. 13 - A small black mushroom found in the woods of northern Europe contains the first of what may be a powerful new class of antibiotics and antivirals, a researcher here says.

"I think we are looking at a whole new world of antibiotics," said Michael Zasloff, M.D., Ph.D., of Georgetown University Medical Center.

Plectasin, a peptide derived from a fungus called Pseudoplectania nigrella, is as effective as penicillin and vancomycin in combating experimental peritonitis and pneumonia in mice, Dr. Zasloff and colleagues reported in the Oct. 13 issue of Nature.


in Nature & CNN

Claro que estas publicações chegarem até ao público no aniversário do Grande Mestre, Supremo ARquitecto, não podem ser vistas como meros acasos. De facto, o pessoal que se anda para aí a embebedar não está apenas a dar cabo dos neurónios, tá a ser estúpido pq podia apanhar uma pedrada com muito mais utilidade. Não esquecer que só a forma ultra-conctrada de marijuana é que resulta. Nada dessas mariquices de fumar que andam por aí ; ))))))))))))

Alé disso, cá fica um pequeno texto que mostra o nosso atraso (e feudalismo) em relação aos cuidados médicos:
Time-squeezed patients can now get a strep throat culture, a flu shot, or even urinary tract infection treatment at some Wal-Mart or Target stores, CVS pharmacies, and local supermarkets. But don't ask for the doctor.

Across the country, a small but rapidly growing number of convenience medical clinics staffed by nurse practitioners are sharing space in supermarkets, discount retail chains, malls, corporate offices, and pharmacies. They offer an array of basic primary-care services from immunizations to tests and treatments for common infections.

These mini-clinics are designed to treat the minor everyday ailments that often clog the waiting rooms and calendars of time-crunched primary-care physicians. The clinics promote themselves as the fast solution to the harried working parent whose child has a bad cough or the go-go professional who wants to have a sinus infection checked out during the lunch hour.

However, these quickie clinic companies will be the first to say they are no substitute for an established relationship with a primary-care physician or for hospital emergency rooms. For instance, they do not treat chronic conditions like hypertension, asthma, or diabetes.

in MedPage Today


Portanto, andámos a fazer isto num plano teórico, quase etéreo, em que o médico cria uma relação assim e assado e afinal o que as pessoas precisam é de mais medicina no ceste de compras. Acho as ideias de aproximação entre doente e médico uma boa ideia num mundo ideal, em que leão e carneirinho comem juntos, mas não estámos nesse mundo, estámos no mundo em que os médicos receitam medicamentos aos pacientes baseado no nro de pontos mínimos que vão precisar para aquela viagem à Tailândia para um "congresso". São teorias muito interessantes mas totalmente desfazadas e irrealistas em termos de SNS.

VIVAM OS PSIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

gonçalo disse...

Prof.JMV,

Parabéns pelo seu aniversário e pela vitória do Benfica no Dragão. Que Deus Nosso Senhor conserve o romântico Adrianse no FCP por muitos e longos anos para nos ensinar as maravilhas do futebol de ataque:(((.

-Stardust- disse...

Portocroft,

obrigada pela selecção "Especial Aniversário Mahatma"!!! :))))

Olhar disse...

Um bom resto de dia recheado de bons bocados de felicidade e embrulhado em mimos dos que lhe são queridos e lhe querem bem Professor.Muitos Parabéns e delicie-se com o sabor da prendinha que seu clube já lhe ofereceu ontem(ao fim de 14 anos!)mas fresca, acabadinha de colher :))))

Bem Haja de ser, como é.

Manolo Heredia disse...

Enquanto o Estado criar mecanismos que tornam necessário ter média de 19 valores no liceu para poder entrar em Medicina, grande parte dos médicos serão puros mercenários. Portanto, não podemos esperar deles a dimensão humana que é tão necessária às boas práticas na Medicina.
Recusar a priori tudo o que não jorra da medicina ocidental é uma consequência da forma como o Estado vê a Medicina.

Sandra Feliciano disse...

Acredito que o peso das recusas é muito mais institucional e político-económico do que da classe médica em si, em termos humanos.

Mas que o fosso existe, existe. E que para além de ter como consequência não permitir aproveitar o valor acrescentado de intervenções multidisciplinares, mais holísticas e mais bem informadas, tem.

Mas o outro lado também tem culpas no cartório. A medicina convencional vira as costas com o guarda chuva da objectividade e do método ciêntífico; o outro lado reage com indignação por não ser levado a sério e vira também as costas. Cada parte amua para seu lado e o fosso torna-se realidade sem qualquer necessidade.

Construir pontes é preciso e é urgente, para o bem de todos.

Aqui há uns anos tive conhecimento de uma (ponte) curiosa: Uma médica da medicina convencional, zangada com a sua classe por razoes políticas, deixa o hospital de Maputo e dedica-se à jardinagem (não é metáfora) durante uns anos, numa comunidade pequena no centro de Moçambique. Mas porque um médico nunca deixa de o ser, entre os jardins que tem de manter, vai tratando e ganhando o respeito da população local que lhe dá o título de "doutora jardineira". O respeito ganho estende-se aos "medicos" tradicionais, os shamans, feiticeiros, que tratam habitualmente a mesma população. Abre-se o precedente: Eles/elas (shamans) deixam-na contactar com os seus saberes tradicionais. Ela verifica ao longo de mais de uma década, que eles dominam saberes que incluem a cura da asma e da epilepsia infantil. Não apenas o controlo da doença, mas a cura. Ela volta à prática assumida da medicina convencional, faz contactos, consegue que uma produtora Holandesa faça um documentario sobre a medicina tradicional Moçambicana nas suas varias correntes (uma é a Bantu e não me lembro do nome da outra) e que os shamans aceitem partilhar os seus saberes com uma equipa da OMS, que lá se desloca para fazer o levantamento dos princípios activos das plantas e raíses que eles misturam para tratar e curar estas doenças.

Como exemplo de ponte, parece-me excelente. Apenas espero que o resultado seja ético. Que esta ponte dê frutos para o bem comum, e este exemplo não termine em extinção de recursos naturais para a comunidade que acedeu partilhar os seus saberes tradicionais e em lucro fácil para meia dúzia de laboratórios farmaceuticos.

Let's keep our fingers crossed!

(Este comment ficou tão grande e expositivo que é capaz de emigrar para post no meu canto.)

Anónimo disse...

It’s 11:00 in the morning and your energy is waning. Minutes seem to tick by like hours and your mind feels foggy. You’ve still got six more hours to look alert and act productive and get over herbs for anxiety, so how do you cope with the afternoon blahs? Follow these six tips!

1. If you have a job that involves sitting at a desk all day or staring at a computer screen, take five minutes to stand up or lean back, close your eyes and stretch, especially in your shoulder and leg areas. Being seated all the time can make your whole body feel stiff and sleepy. A good stretch session helps limber up your body and gets the blood flowing again.

2. Avoid the tempting lure of caffeine or sugar-laden foods such as coffee, tea or chocolate. Caffeine may perk up your energy levels temporarily, but it also has a bad habit of leaving you sluggish after the effect has worn off. Instead, choose whole grain foods, fruits and vegetables to give your body the fuel it really wants! Eating healthier will boost your mood, elevate your alertness, change herbs for anxiety and make you feel better all day long.

3. Along with healthier foods, take a quick 10-15 minute walk during your lunch break. Just a few minutes will give you a burst of energy that refreshes you and makes you feel more alert – while burning off your lunch calories in the process!

4. Sometimes, afternoon slumps can be your body’s way of telling you that it needs something. You may be feeling tired if your blood sugar is low (which happens especially after the effect of those caffeine and high sugar foods has worn off!). Packing a low calorie snack like graham crackers, granola, fruit or vegetable slices can give your body a boost and keep you from feeling hungry in the late afternoon and caving in to the urge to devour the entire contents of the vending machine after work!

5. Drowsiness is often a sign that you’re not getting enough water. Drinking more water throughout the day not only helps keep you awake, but also keeps you from feeling those hunger pangs that inevitably creep up in mid-morning. Taking a large sports bottle that you can drink from throughout the day is a great way to get your recommended eight glasses a day as well!

6. If afternoon fatigue is a recurring problem, it may be a side effect of medications you are taking. Allergy pills are well known culprits, as are some blood pressure and anxiety/depression medicines. Don’t try to circumvent these effects with caffeine, otherwise you’ll overload your body with stimulants while it’s already trying to deal with drowsiness, and you’ll feel mentally and physically exhausted. Instead, try a short 15-20 minute catnap. You’ll be surprised how refresh you’ll feel when you wake up! (Don’t try this at work though – I know it’s tempting!)

If you follow these tips on a regular basis, you’ll not only make it through the afternoon blahs, but you’ll also feel better physically and mentally, sleep better at night, and wake up rejuvenated and re-energized the next morning. Make it a GREAT day! herbs for anxiety

Anónimo disse...

Everyone has days when they are down, worn out, depression and anxiety disorder and just not feeling all that happy.

That's OK, you need to have days like this, otherwise how would you know when you are happy. You need to have something to contrast your happiness with. What is black without white?

Even though you know that sadness (depression and anxiety disorder) is a part of life, let's try to make it a small part of life.

With that said, here are a few tips to help you feel better when you are feeling down in the dumps. They are easy to do, easy to practice every day and they work!

1. Stand up straight, sit up straight. When your body is in alignment your energy can flow and when your energy is flowing freely, you can flow.

2. Smile! Yes, just smile. Easy to do and effective.

3. Repeat positive affirmations. Things like "I feel good", "Positive energy flows through my body", "I see the good in all".

4. Listen to some music that you like. It doesn't have to be anything specific, just something you enjoy. Certain types of music work better than others, but experiment and see what works for you. Studies have shown that Classical music and new age music work best.

5. Take some time out for yourself, relax and read a book, do something for yourself.

6. Meditate. Meditation is an excellent habit to develop. It will serve you in all that you do. If you are one who has a hard time sitting still, then try some special meditation CDs that coax your brain into the meditative state. Just search for "Meditation music" on Google or Yahoo and explore.

Our outside work is simply a reflection of our inside world. Remember there is no reality just your perception of it. Use this truth to your advantage. Whenever you are sad, realize that it is all in your mind and you do have the power to change your perception.

These tips will lift you up when you are down, but don't just use them when you are sad or depression and anxiety disorder . Try and practice them everyday, make them a habit. You will be surprised at how these simple exercises will keep the rainy days away.

On a final note, if you are in a deep depression that you can't seem to shake, please go see a doctor. This is your life and don't take any chances. depression and anxiety disorder

websoftware disse...

Hi: Just came across your blog. Intersting post and good looking site. I'm definitely going to visit again! I recently set up a new website just about **San Diego plastic surgery** There are a lot of interesting plastic surgery/cosmetic articles. So, if you have an interest in San Diego cosmetic surgery please stop by and let us know how we can improve the site.

Thanks
Judi

Roberto Iza Valdes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Hey, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you!

I have a anxiety pill site/blog. It pretty much covers ##KEYWORD## related stuff.

Come and check it out if you get time :-)

Anónimo disse...

While surffing I came across your blog. I have software sales site that has a lot of products related to
web site promotion software free A lot of people whos purchase scripts or software having to deal with web site promotion software free ask for more information and I will definatly tell them to check out your site. Do keep up the great work!