quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Última hora.

Um estudo levado a cabo no Murconic Institute for Sex Research pelos investigadores Moon, Pamina, Angie, Noise, CêTê and al. provou, sem margem para dúvidas, que os guarda-redes das equipas que defrontam o Benfica praticam sexo - com penetração! - antes dos jogos.

14 comentários:

fora-de-lei disse...

Esse mesmo estudo também revela que, neste momento, a equipa do Benfica dá muito pouco prazer aos adeptos do Glorioso...

Thiago Forrest Gump disse...

Coitados! :D

Aspásia disse...

Será então que quanto mais se penetra... menos se deixa os outros penetrar? (neste caso na baliza...)

andorinha disse...

Por acaso também já tinha pensado nisso; o Costinha, agora o Hilário...Loooooooooooool

O Moretto é que deve estar a precisar de fazer mais sexo.:))))

Fora de lei,

Essa não percebi, explica-me melhor.:)

E agora tenho mesmo que ir dormir, senão amanhã é o bom e o bonito.:)))

mat. disse...

Para além das piadas futebolísticas, sempre quero dizer que acho a palavra "penetração um mau achado longuístico. Dá assim ideia de "obras públicas", manobra de grua ou outra máquina de qualquer indústroia pesada. Ninguém diz, que quando mete alguma coisa à boca, para comer ou beber, está a fazer a penetração do tinto ou da bifana. Nem sequer quando lava os dentes, ou mete o dedo no cú para o mais honesto curatibo da zona hemorróidária, pensa em tal foleira semântica. Pessoalmente, sempre peguei no entusiasmado pirolau do meu parceiro, para facilitar e me divertir . Na realidade sou eu que comungo na introdução e não sou objecto de qualquer "penetração". Uma coisa que nunca vejo contestada neste blog é a artilharia semântica profundamente falocrata que atravessa o discurso médico-científico. Não são os pobres dos tugas machões e as suas galináceas sofredoras, os mais responsáveis. A coisa vem de muito longe....

Mat.

noiseformind disse...

A sigla do Instituto é MISERE dado o estado do interlúdio sexual na Tuga ; ))))))))))
Quanto ao Benfica, é certo que o acto golístico (vulgo golo) entronca de forma absoluta no imediatismo que medeia entre o orgasmo masculino e a polução correspondente.
Até ao fim do campeonato será analisada a interacção entre a posiçao relativa do Benfica na tabela classificativa e o comportamento sexual dos infectados com a Benfiquite na sua forma ligeira (adeptos), pesada (sócios) e plena (agentes da Brigada de Intervenção da PSP). Como grupo de teste o FCP terá a amabilidade de se manter em primeiro lugar e analisaremos se a aproximação do fim do campeonato e o não alcance do título influenciam positivamente ou negativamente quer a performance d@s benfiquistas quer a percepção dessa mesma performance pel@s respectiv@s parceir@s.

cartoons disse...

Assinem * Divulguem

Como uma liberdade.

Antonio Almeida Felizes disse...

Este Estudo também concluiu que os elementos da claque dos "Super Dragões" que atacaram o Sr Adriansen praticavam sexo sem penetração.

Cumprimentos,

Antonio Felizes
http://regioes.blogspot.com
..

pp disse...

LOLOLOLOLOL....(gargalhada monumental em frente ao monitor)...

Manolo Heredia disse...

Pai e filho (aonde é que eu já vi isto ?) penetrando na Portugal Telecom! Isso é que me está a interessar agora: O Plano Tecnológico.
Com ele (O Plano) vai ser possível ver os frangos do Benfica todos, no telemóvel... e as escutas ficam mais fáceis (dos jogos, claro está!)

moon disse...

Notícia extraída de um Jornal sensacionalista - Portugal: Ano 2010 -

"Descoberto o mistério das sucessivas vitórias do SLB.
Veio agora a público, por quebra do segredo de justiça, que o "Sex consultant" Noise, conhecido pelos seus excelentes dons oratórios em público, interpôs, no Tribunal do Trabalho, uma providência cautelar para pôr termo a determinadas cláusulas penais, constantes de um contrato antigo firmado com o SLB e que, segundo o mandatário do ilustre consultor, são inconstitucionais.
Contactado por este jornal, o "sex consultante" explicou que pretendia a quebra de exclusividade com o SLB a fim de poder participar em colóquios, Work shop's e de prestar serviço de consultadoria a outros clubes, dada a enorme procura.
Interrrogado sobre o facto de, paralelamente às sucessivas vitórias do clube, os seus jogadores apresentarem índices elevados de sucesso no casamento, respondeu entre outras coisas que um dos erros mais frequentes no casamento é assumir-se à partida que não há vida para além do sexo com penetração.
Esta redacção teve agora conhecimento de que se encontra em Portugal um representante do Chelsea para contratar o conhecido consultor. Interrogado sobre isto o Sr. Noise disse não ter comentários a fazer."

Anónimo disse...

Se o estudo tivesse ido mais longe concluíria igualmente que, no caso dos avançados, a actividade sexual não ocorre apenas antes dos jogos mas, de igual modo, no decorrer da partida... no que ao juízo dos benfiquistas diz respeito...
no entanto, como no caso dos atletas daquela agremiação é "peito até ao cotovelo", não surpreende que o que penetra acabe penetra(í)do...

Pamina disse...

Na sequência do estudo do MISR, e sendo o Director do referido instituto benfiquista, tenho estado a pensar como resolver o problema. Sugiro uma joint-venture entre o instituto e um empresa de metalo-mecânica com o fim de desenvolver um cinto de castidade especial para guarda-redes. Agora como é que se vai colocar o dito nos "guarda-redes adversários do Benfica" no dia antes dos jogos, POR MEIOS LEGAIS (nós somos todos law abiding citizens), é que ainda não descobri, mas a "necessidade é mãe da invenção", portanto lá chegaremos...

A propósito do comentário de Mat (2.03), lembrei-me que se chama às pessoas que vão a uma festa sem serem convidadas "penetras". É capaz de haver realmente uma ideia subjacente de forçar a entrada.

Bruno Inglês disse...

Professor, dê uma palavrinha ao Koeman para que este começe a dar aulas práticas ao Moretto... Visto que do Quim ele não gosta... não faz o género.