sexta-feira, abril 21, 2006

Passo a passo.

Bélgica aprova adopção de crianças por casais homossexuais
21.04.2006 - 10h13 AFP



O Parlamento da Bélgica aprovou ontem à noite um projecto de lei que autoriza a adopção de crianças por casais homossexuais.

Os senadores belgas estavam divididos quanto à proposta, mas acabaram por aprovar o projecto de lei com 34 votos a favor, 33 contra e duas abstenções. Os senadores socialistas e ecologistas votaram a favor; os liberais flamengos do VLD dividiram-se; e os liberais francófonos, os sociais-cristãos do CDH e do CDV e a extrema-direita votaram contra.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido na Bélgica desde 2003. Desde então já se realizaram mais de 2500 uniões homossexuais.

Depois da entrada em vigor da nova lei, os casais do mesmo sexo - casados ou não - estarão sujeitos às mesmas regras dos casais heterossexuais no processo de adopção de crianças. As crianças belgas e estrangeiras poderão ser adoptadas no país por casais do mesmo sexo.

A Inglaterra e o País de Gales aprovaram, em Dezembro do ano passado, uma lei que autoriza os casais solteiros e os casais homossexuais a adoptar crianças.

Também a Espanha e a Suécia aprovaram uma lei que permite a adopção de crianças sem restrições.

A Holanda - o país pioneiro na matéria - adoptou um texto legal em 2001 que permite aos casais do mesmo sexo a adopção de crianças (apenas de nacionalidade holandesa).

A Dinamarca (que foi o primeiro país a autorizar a união entre homossexuais, em 1985) autoriza a adopção de crianças por casais do mesmo sexo, mas apenas nas situações em que a criança seja filha de um dos membros do casal, nascida de relações anteriores.

Público.

32 comentários:

Fora-de-Lei disse...

Já sei que me vão cair todos em cima (salvo seja), mas cá vai disto.

Tratando-se da Bélgica, acho a medida bastante ajustada. Desta forma, ficam pragmaticamente resolvidos os famigerados casos de pedófilia que fizeram andar a imagem da Bélgica pelas ruas da amargura...

andorinha disse...

Fora de lei,
Eu sou a primeira a cair-te em cima (salvo seja):)))
Só dizes disparates...

Júlio,
É como diz, passo a passo as coisas vão evoluindo, devagarinho mas vão.:)

Até mais logo, gente.

b' disse...

fora-de-lei
looooooooool
isto hoje tá lindo!!!

quanto ao post, fico contente, a orientação sexual não deve pesar na decisão da adopção e sim as qualidades do(s) futuro(s) pai(s)

bom lançamento e bom jantar

@:)

noiseformind disse...

E assim... aos poucos... Portugal vai deslizando para o obscurantismo. Não por recuar, mas simplesmente pela sua inacção face aos outros países, os tais que são desenvolvidos sem comas ; ))))

Manoel das Couves disse...

Desde que não fumem está tudo bem...!!!

Tamia disse...

É por estas e por outras que continuamos na cauda da Europa.
Para quando cá?

Manolo Heredia disse...

Se nas famílias normais há casos de pedofilia, porque ter medo que os haja nas famílias a-normais?
Agora, se eles amam o menino, adoptam, e pagam aos pais mais umas coroas para calar a cumplicidade, e fica tudo no recato do lar. Ganham eles e ganha o País, pois baixa o número de ocorrência de casos de pedofilia por cápita.

CêTê disse...

No máximo, no máximo, "consigo ir até à Dinamarca". E queiram ou não as preocupações do fora-de-lei são partilhadas por muita gente -por mim também. Ignorância? Talvez.

Parece-me uma medida perversa... as crianças, importadas, (ai desculpem) são adoptadas com que idade? Não são ouvidas?
De facto muito se têm aprendido sobre as vantagens da educação monosexuada...(exército, seminários, internatos...lá também há os mais e os menos femininos)
Enfim... prismas.

Friedrich disse...

A Dinamarca, pioneira desta lei, é a meu ver, a mais conscienciosa nesta matéria da adopção de crianças por parte de casais homossexuais! -"Ter convicções é muito mais forte, que ter certezas"

Abraços

Leia-me aqui Dr.
http://ababushka.blogs.sapo.pt/

CêTê disse...

Enquanto isso Portugal insite em importar mão-de-obra(, até senegalesa ;P]! Depois o pessoal especializa-se numa área e é sempre a aviar...

Sim pk problemas de infertilidade (voluntária) não é AINDA alarmante.

[Eu a pensar que aki o café ia começar a assinar o "crime"...] LOL

Pamina disse...

Boa noite.

Fora de lei (2.56),
:((((((((((((((((((


A ideia de que é mais perigoso para uma criança, em termos de abuso sexual, ser adoptada por um casal homossexual, especialmente masculino, é naturalmente preconceituosa. Aliás, se é este o medo dos que são contra a adopção, não há razão para a rejeitarem completamente, pois bastaria que as crianças do sexo masculino só pudessem ser adoptadas por casais homossexuais femininos e vice-versa.
Se o argumento contra é o dos danos psicológicos devido à falta de um dos modelos, etc., etc., no orfanato as crianças devem ter um óptimo modelo de vida familiar...

Quanto à adopção de crianças estrangeiras (esp. asiáticas, africanas e sul-americanas), acho que deverá haver uma verificação muito cuidadosa para eliminar a possibilidade de que se trate de redes de pedofilia camufladas, mas isto também é válido para a adopção por casais heterossexuais.

yulunga disse...

Bom dia, bom dia maralhal.

A Dinamarca (que foi o primeiro país a autorizar a união entre homossexuais, em 1985) autoriza a adopção de crianças por casais do mesmo sexo, mas apenas nas situações em que a criança seja filha de um dos membros do casal, nascida de relações anteriores.
Palavra que não percebo esta… (devo ser muito estúpida, mas…)
Se a criança já tem pais vai ser adoptada / readoptada? Não percebo, mas também não interessa.

Bem sei que há imensas crianças que mais valia terem um lar (com amor, carinho e essas coisas todas a que tem direito) do que estar numa instituição, mas… por casais homossexuais? Sou contra! Sem explicações!

Boas blogadas.

yulunga disse...

E já agora permitam-me colocar aqui a referência a um post onde podem constatar como um grupo de pessoas que tanto se queixa de falta de tolerância e de discriminação, age em relação a exigências de outro grupo com uma tendência sexual diametralmente oposta.
http://o-microbioii.blogspot.com/2006/03/poligamia-porque-no.html

blogico disse...

Subscrevo a 100% o post da Pamina.

_____________

"...os liberais flamengos do VLD dividiram-se..."
- Afinal não é só por cá que um tipo de queijo dá confusão no parlamento :)

ulkyi disse...

experiencia

CêTê disse...

O que diz mesmo a lei Belga sobre a idade das crianças a adoptar?
"Desculpem lá" insistir no assunto: mas não vos parece que não sendo o modelo.padrão um casal homossexual antes de satisfazer o desejo do casal deveria ser acautelado o desejo da criança? E aí sim ela teria o direito de escolher entre semelhantes condições em que a diferença fosse mesmo a que os distingue. Porque vos garanto que há muuuuuuito casal heterossexual à espera h´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´a anos. Depois dessa o que fazem? estabelecem cotas?
E há restrições quanto à proveniência das crianças?

Se legislassem mas é em favor das crianças...

ulkyi disse...

cá há muitos preconceitos até se chegar lá. os nossos filhos ou netos ainda vão ironizar que são do tempo que só casavam homens com mulheres e que as crianças eram educadas só por casais hetero como nós agora com as nossas turmas passadas só de meninas.passo apasso.. tem mesmo de ser, não pelos pais. porque esses sendo solteiros, pode adoptar um deles, (independentemente de com quem dorme), mas pelas crianças e pela descrimação social de que seriam alvo num país com o nosso desenvolvimento. Felizmente que as crianças estão mais tolerantes mas enquanto ouvirem pais e educadores a desrespeitarem as diferenças... o caminho vai ser longo...

yulunga disse...

Pamina 8:39
Quanto à adopção de crianças estrangeiras (esp. asiáticas, africanas e sul-americanas), acho que deverá haver uma verificação muito cuidadosa para eliminar a possibilidade de que se trate de redes de pedofilia camufladas, mas isto também é válido para a adopção por casais heterossexuais.

Apesar de ser contra a adopção por parte de casais homossexuais, mas num caso em que estejamos perante a hipótese de adopção por parte dos dois grupos onde se lê mas isto também é válido se calhar dever-se-ia ler ser válido principalmente.
Não sei se há dados relativamente a isso, mas parece-me que os pedófilos são maioritariamente heterossexuais, bem casados e pais de filhos.
Pelo menos no caso “Casa Pia” não me parece que haja algum homossexual.

Na adopção seja ela efectuada por quem for todo o cuidado é pouco sem dúvida, tanto numa eventual situação de redes de pedofilia, como numa provável hipótese das crianças virem a ser vitimas de maus tratos, como ainda na situação de exploração de trabalho infantil.

Fora-de-Lei disse...

Pamina 8:39 PM

"Se o argumento contra é o dos danos psicológicos devido à falta de um dos modelos, etc., etc., no orfanato as crianças devem ter um óptimo modelo de vida familiar..."

Precies ! Pamina, pense um pouco melhor nisso e vai ver que chega lá. Mas não pense através de uma vivência mais ou menos livresca... tente pensar - se lhe for possível (!) - por via da experiência de vida. Acredito que seja, para si, um difícil exercício "académico". Até porque nunca conseguirá "encarnar" o sentir de um homem... Mas quem percebe de "idades cinzentas" não sou eu, são os "psis" !

CêTê disse...

"Não sei se há dados relativamente a isso, mas parece-me que os pedófilos são maioritariamente heterossexuais, bem casados e pais de filhos.
Pelo menos no caso “Casa Pia” não me parece que haja algum homossexual."

????? ??? Acha?ou está a ironizar?

Em tom de despedida (e com o café quase vazio) ocorre-me dizer o seguinte: enquanto os homossexuais não se assumirem com a naturalidade com que desejam ser acolhidos serão sempre identificados com a personagem-tipo do excêntrico transformista que viola o filho da mulher com quem casou para passar por heterossexual. Que bom seria para todos que esta concepção pudesse ser mudada usando como referenciais pessoas que achamos íntegras, bem formadas, equilibradas, responsáveis, etc,etc. Agora embandeirarem o acto (que muitos de nós -hetero já achamos demodée foclor)do casamento de grinalda e veú? Se me falasem de outros direitos fundamentais... Lembram-me a guerra dos sindicatos que só reclamam aumento de vencimento! Tenham uma boa noite.
jinhs

CêTê disse...

(VAMOS FAZER UM MOTIM?????) looooooooooooooooooooooooooooool



Era bem feita!

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Que tal dizer mal de todos os ausentes?


;]
(zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz)

Paula disse...

Parece-me que quem se declara 'furiosamente' contra as adopções por homossexuais fala sobre o desconhecido, baseado/a no precoceito. Quantos desses conhecem pessoalmente casais homossexuais com ou sem crianças?!!

CêTê disse...

Booooooooooooooooooom dia!
A digestão dos "bolitos de bacalhau" está dificil... ;]]]]]
inté!;*

( $;] - b´hoje estou penteadinha LOL como a @;))

Carlos Sampaio disse...

Bom....
Não está esclarecido se será necessário definir qual é o pai e qual é a mãe! Ou serão ambos pai ou ambas mãe? Numa família há pai e há mãe e têm papeis diferentes, acho eu ...
Sinceramente, uma criança orfã não é um como um cão abandonado que, tudo o que receba, só tem que agradecer.

Aspásia disse...

KaliMera! (Bom dia)

Então a noitada do lançamento foi hasta las quantas??? Sobreviveu alguém? Galculo que ainda esteja tudo no RRRRROOOOOOOOOONNNNNNNNNNNFFFFFFFFFFFFF !o aí pelo Setentrião... ou foram presos por alguma perturbação murcónica da ordem pública???

Prof. espero é que tenha corrido muito bem e tenha sido animado!!!:))))

Aspásia disse...

E hoje no CCB, Festa da Música, para quem esteja nestes arredores... Mas estou a ouvir pela A2, não gosto de muita gente e confusões... e tenho blogs esfomeados...

O Sole Mio... onde estás?

CêTê disse...

Já telefonei para os hospitais, morgues, hoteis, moteis, esquadras (até verifiquei se o tal agente tinha sido destacado em serviço externo e tudo) e nada! Absolutamente NADA!

Pessssssssssssssoooooooooooooooooooallllllllllllllllllllllllll


Devem estar todos arrebanhados algures por aí...


Houve um assalto a uma garrafeira e a uma farmácia (não quiseram dizer o que roubaram) mas não deve ter qualquer relação... ;]]]]]


Cá para mim isto é para nos deixarem de dor cotovenal!

andorinha disse...

Boa tarde.

ACORDEI!:)
Obrigada pela vossa peocupação, mas não houve nenhum incidente, nem assaltámos nada.:)))
Houve apenas noitada até às tantas.
Correu tudo muito bem, começando pelo lançamento e prolongando-se noite fora.
Ainda estou zonza.:))))))

FOI ÓPTIMO!

Prazeres Proibidos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Su disse...

eu não quero saber quais as preferencias sexuais dos pais adoptivos eu gostaria que confirmassem como serão tratados..
e que vissem que não é importante primeiro conferir as medidas e a cor dos quartos e.... cretinos....
jocas maradas

CêTê disse...

ainda bem que estão "bibinhos" LOL

coxi disse...

olá!
Sempre fui um fã incondicional do programa que "apresentava"!! Pelos assuntos, e acima de tudo a forma de como eram abordados! Este comentário talvez não se enquadre minimamente com toda esta acesa discussão e por isso peço desculpa! Apenas um parabéns pela escrita pelo blog(que acabei de descobrir), pelo programa..
Vou-me tornar um visitante assiduo deste espaço!
Coxi