sexta-feira, maio 02, 2014

Boa noite, gente.

9 comentários:

João Pedro Barbosa disse...

Amanhã... Também. É! Dia?

João Pedro Barbosa disse...

Esperemos Que A Noite Seja Boa Para Todos

João Pedro Barbosa disse...

"Segunda Vai Haver Mais Sol"

https://www.youtube.com/watch?v=ll90vpeeA4c

bea disse...

Bom Dia de sábado:)

Vamos curtir o sol, amá-lo devagarinho e perpetuamente, empurrar a chuva de manso, até que não haja onde pingue, esvaneça em claridade.
Que mal se dorme nas noites da primavera! Deve ser dos borbotões dos caules que emergem,da força dos botões ainda em nó, da dor no desdobrar das pétalas, dos caudais de seiva atormentada ...é assim a violência da primavera, toda beleza nos olhos.

E pronto. Vou-me ao sol.

andorinha disse...


Bom dia:)))

Vamos, Bea. Quem também quiser que se junte a nós. Será bem vindo:)

rainbow disse...

Boa tarde:)


Às vezes precisamos de alguma "futilidade" pontual para combatermos um desânimo crescente, numa sociedade cada vez mais fria, egocêntrica, deprimida e empobrecida.
Precisamos urgentemente de sorrisos, gargalhadas, uns "portem-se bem ou mal".
Mas isso não nos retira a capacidade de análise e aprofundamento das questões essenciais.
E, em vez de fazermos juízos de valor, não será melhor trazer ao blogue um saquinho de sementes de alguns assuntos ou temas para saudável discussão?
E como ultimamente os posts são canções, é difícil fazer comentários sobre os mesmos.


Poderia hoje falar aqui do filme "O feiticeiro de Oz", de Judy Garland, da voz da Judy Garland, das inúmeras versões desta canção, dos arco-íris, dos sonhos, e da busca de quimeras e utopias, mas prefiro deixar outra canção:


https://www.youtube.com/watch?v=99MWtKCTLnM

:)

bea disse...

É bem certo, Rain. A vida está-se tornando fétida em demasia. E por vezes as ditas futilidades abrandam-nos o visceral sentir da desgraça.
Tão bonito o arco íris! E mais por ele não haver em nenhum lugar. Seguro que existe: é visto e tem nome, é alguma coisa - luz separada, efeito de raio do sol no minúsculo das gotas de água - mesmo que não a três dimensões. Parménides dizia, "o que não é não pode sequer ser nomeado"; tendo a crer que tenha razão. Tudo que aparece, pode não ser como aparece, mas é. Ou não poderia aparecer.

hummm...o sol atacou-me a moleirinha. Vou ali à procura de um chapéu. Para amanhã:)

andorinha disse...

Rainbow e Bea,

Em sintonia com vocelências :)))

andorinha disse...


P.S. As "futilidades são necessárias para a nossa saúde mental.