domingo, janeiro 01, 2006

Boa noite.

1.45. Roger Waters ao vivo em Portland, Oregon. Wish You Here, a minha canção favorita. Boa noite, maralhal.

14 comentários:

Lusco_Fusco disse...

OLá Prof.
Já deve dormir.Mas passei aqui para deixar a primeira mensagem deste ano. E não resisti. Estou a ouvir a sua canção :)
Continuação de BOM ANO
Um beijo
MJ

Sical disse...

Uma Boa Noite. Não é agoiro, é constatação. Prova dos nove: em casa de quem se passa a consoada? Na dos meus ou dos teus? Ah! pergunta fatal.

Mas continuaremos cá, rijos e hirtos. 2006 vai ter de se haver connosco.
Um Bom Primeiro dia até 31 de Dezembro para todos.

Débora disse...

Prof. JMV,

Tenho andado arredada deste convívio por motivos de força maior.
“Wish you were here” era o que queria mesmo neste momento, relativamente ao meu irmão doente nos E.U.A.
Não quero deixar de lhe desejar um excelente 2006, assim como a todos os que gravitam à sua volta, neste blog.
Saudações,
Débora

O Sical disse...

Hoje, às duas da manhã, já na cama, e antes de dormir escassas e miseráveis 4 horas antes de vit trabalhar, li um artigo da Inês Pedrosa muito bom, do último Expresso. Donde destaco "A crise que nos devora as entranhas é de imaginação e de ousadia"; "E espera-se sempre a desgraça, para não se ser desacreditado."
Dá para uma boa reflexão no primeiro dia do ano. Isto não dispensa a leitura do artigo todo.

Este ano façam o favor de ser felizes. Um Bom Ano a TODOS. É promissor o estar um dia bom aqui no meio do Atlântico.

O Sical disse...

Fui levado até este enderço da Biblioteca Nacional, sobre o jornal «A Benificência» do século XIX:

http://purl.pt/764/1/P1.html

A BENIFICÊNCIA

“Num paiz, onde a civilização começa apenas a raiar, onde as mulheres não encontram nas authoridades a protecção, que em países mais civilizados se lhes ministra, facultando lhes os precisos meios d’ instrucção e de engrandecimento, por acções, que constituem a glória de um povo; todos os esforços da intelligência neste sexo são prodígios, onde o poder divino claro se manifesta.”

Vale a pena espreitar. E para reflectir no 1º dia do ano.

moon disse...

Débora,

do fundo do coração as melhoras para o seu irmão. Tudo de bom para si :).
Beijinhos

moon disse...

Hello!

Em 2006 desejo a todos nós (entre outras coisas) AMOR!

E como disse o Sical, um destes dias, que nos tornemos melhores pessoas.

"Wish you were here"...
Pois... É precisamente nas festas (ou grandes ocasiões) que se sente a falta de ALGUÉM (se não está lá)...

Para mim 2005 foi o ano de "The dark side of the moon" que afinal revelou um lado nada dark e do qual me orgulho muito!

Meus amigos, um brinde:

ÀS DESCOBERTAS!
De nós, dos outros e do Mundo!

Saudações virtuais :))))) - Beijos, abraços... Sirvam-se!:))))

CêTê disse...

Red bull ;]
(§£@@£€)--> comentário censurado pela própria! ;]]]

best wishes disse...

EROS E PSIQUE

Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
De além do muro da estrada.

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

A Princesa Adormecida,
Se espera dormindo espera.
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado.
Ele dela é ignorado.
Ela para ele é ninguém.

Mas cada um cumpre o Destino –
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E, vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora.

E, inda tonto do que houvera,
A cabeça, em maresia,
Ergue a mão, e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.

Fernando Pessoa

CêTê disse...

CefalóNÃOpodes
Agora pedincha o corpo, depois de se ter obrigado bruscamente a ignorar, memórias de toques e campainhas, gestos previdentes a sinais multicolores, mais mimos! Agora recusa ele… a obrigação de interiorizar e acertar múltiplos ritmos dentados, impedido de fazer o que lhe exigem os mais espontâneos desejos. Terá de tricotar saberes de consumíveis e apetecíveis … ignorando velas brancas de embarcações fantásticas, e histórias de adivinhar… Num gesto de boa vontade ser-lhe-á permitida a vinda à escotilha e a leitura das gordas dos diários abandonados à sua sorte ;]

Não se livram pois das minhas "anotações".

CêTê disse...

EROS E PSIQUE?
Psique e eros?
Eros ou somente psique?

Heterónimos, pseudônimos, "noms de plume", anonimato que seja. Retórica, clandestina, pornografia, sátira, insegurança. E se for distúrbio... que seja pois que estes não matem nem morrem, criam!

Boa noite a todos e até amanhã!

André disse...

Eu também adoro Roger Waters, especialmente à noite. Mas de manhã gosto de acordar com qualquer coisa mais pujante: rock?
Hoje acordei (mal e porcamente) consigo a falar. Devo-lhe dizer que gosto de ouvi-lo, mas não de manhã...não de manhã!
Por favor, se tem mesmo que falar de manhã mude o tom e intensidade da sua voz, mande um berro. É que assim ainda fico mais embalado no sono.
Abraços

André disse...

Parece-me que hoje falou com mais intensidade. De qualquer maneira já estava acordado e levantado por isso não serviu de nada...continue!
Sem querer ser desagradável, essa do update no casamento (conversa 2.0; romance 5.0, etc.) já é um pouco antiga...mas valeu a ideia e intenção.

Cêtê disse...

Bolas! Quando é que as crónicas da manhã vêm para aqui? Assim poderíamos discuti-las em pé de igualdade. Snift!