segunda-feira, janeiro 23, 2006

Velharia a propósito da dúvida sobre mim que angustia Cêtê:).

Ultimato


- Senta-te, precisamos falar.
(Pigarreou.)
- Olha, a conversa chega com dez anos de atraso, mas foi o que se pôde arranjar - atrapalhado como estou aos vinte e cinco, nem quero imaginar como seria aos quinze, dava-me um treco! Bom. Lembras-te de me pedir no liceu para entregar um bilhete ao Mário? Quando te vi atravessar o recreio na minha direcção cheguei a acreditar num milagre, ias dizer que não tinhas pachorra para tanta timidez e declarar oficial o namoro.
(Vermelho como um tomate.)
- Por favor, não interrompas! Claro que estava apaixonado por ti. E nunca me passaria pela cabeça que o não notasses, sentia-me tão incompetente a escondê-lo! Mas não, sua excelência ia responder ao Mário. Que sabia de tudo pela minha boca, o sacana... Mas não se descaiu, jurou apoio moral e correu a antecipar-se na declaração. Traste, ainda bem que com a mudança de governo perdeu o tacho. Adiante. Far-me-ás a justiça de reconhecer que lhe entreguei a maldita resposta sem um ai, não foi difícil perceber que aceitaras a ida ao cinema, ele babou-se de gozo. Antes de me pedir, com os olhos em alvo, que a tua escolha não comprometesse a nossa amizade. Mas qual escolha, porra? Se eu não me chegara à frente!
(Respirou fundo.)
- Depois fui chorar para o colo da minha mãe. Palavra! Ri-te, anda, diz que sou o menino da mamã. Com ela podia fazê-lo, ao velho só gostava de aparecer triunfante, de rabo entre as pernas nem morto. Ela deu largas à costela feminista, disse que felizmente passara o tempo de as mulheres ficarem caladas e serem escolhidas como jumentos ou camelos, conforme a sociedade. Mas a seguir previu que o mais provável era o namorico não dar em nada, se tu fosses inteligente descobririas rapidamente que ele era bonitinho mas de neurónios anémicos. Respondi-lhe que não me importava de trocar o meu QI pelos olhos azuis do Mário e ela afiançou que havia medidas menos radicais a tomar – deveria passar a ser o teu melhor amigo e não dele (com a osga que lhe tinha, a segunda parte não me pareceu difícil). Sugeriu que aproveitasse o estatuto de padrinho do namoro conferido pelo bilhete e assumisse o de confidente. Quando a paixoneta desse para o torto, compreenderias a importância do meu ombro. E nesse momento eu esboçaria um recuo estratégico, abrindo espaço à tua saudade, que acarretaria uma nova compreensão do que sentias e por quem. Lembro-me de ficar estarrecido e lhe dizer que era maquiavélica. Respondeu que às vezes é preciso dar um empurrãozinho ao destino. Acertou em quase tudo. Quase... Mal saí de cena, fizeste um escândalo por te deixar sozinha quando mais precisavas de apoio. Não para chorares o cínico do Mário!; para te aconselhar sobre o candidato seguinte. Para variar, não era eu... Devia ter-te mandado à merda. Exactamente – à merda! Mas cortei-me, quis permanecer a teu lado, ao menos como amigo. Ela jurou que se tratava de grossas asneira e fez bingo outra vez.
(Com um suspiro.)
- E assim fui teu confessor ao longo dos anos, vendo-te cortar cabeças e lamber nódoas negras. E eu ali, criado para todo o serviço. Sim, criado; a tua desfaçatez!... De vez em quando acordavas desse egoísmo cego e perguntavas por que não tinha namorada, prometias apresentar-me uma fulana qualquer e logo mudavas de opinião – “não merece o meu melhor amigo” Numa noite de copos chegaste ao desplante de perguntar se era gay. Toda abespinhada, “não confias em mim?”. Houve alturas em que me perguntei se não teria sido mais feliz... Já te disse que não interrompesses!, falaste dez anos seguidos, agora ouves.
(Martelando as palavras.)
- Desta vez foste longe demais. Ou a minha paciência esgotou-se. Aturei a enésima paixão, o noivado, ser escolhido para padrinho, dar opinião sobre electrodomésticos e tintas de parede. Resisti à base de álcool e pensamentos cristãos do género “o importante é que ela esteja bem”, fiz uma lavagem ao meu próprio cérebro. E tu mudas de ideias uma semana antes do casamento por descobrires não estar preparada para assumir um compromisso!? Muito menos com um tipo “amoroso”, mas que não te faz ferver o sangue nas veias… Chega!, a ferver estou eu. Ficas avisada - não vais chorar no meu ombro, vais chorar com saudades dele. Porque tenciono desaparecer da circulação e procurar alguém que me deseje para amante e não capacho. Adeus.
(Olhar de esguelha.)
- A não ser que reconheças imediatamente ser eu o homem da tua vida e não o tanso a quem falas dos homens na tua vida.
(Silêncio.)
Desarvorou porta fora para lhe fazer o ultimato. O ensaio ao espelho não correra nada mal!


P.S. Para demonstrar definitivamente a força do maralhal como lobby, sugiro um abaixo-assinado a propor o Noise para Chefe da Casa Civil do Presidente da República!

45 comentários:

O Sical disse...

O Noise?
Pois, Pois. O Sexo ao Poder.
APOIADO.

O Sical disse...

E quando só conseguimos falar com o espelho, perdemos vida e desperdiçamos a de outros.

fora-de-lei disse...

Para demonstrar definitivamente a força do maralhal como lobby, sugiro um abaixo-assinado a propor o Noise para Chefe da Casa Civil do Presidente da República!

Eu recuso-me a contribuir para esse abaixo-assinado. Não pode ser... o Noise levava o Cavaco Silva todas as noites para o 'Elefante Branco', mas sempre naquela de também lhe tocar uma "abébia"... ainda por cima à pala dos contribuintes.

Todos conhecem a frugalidade de Cavaco, mas estou desconfiado que - passadas algumas semanas - não tínhamos Presidente da República nem Chefe da Casa Civil. Lá iam os dois parar ao Sanatório do Caramulo... ;-))

superapiiiita disse...

Eu sugiro a Cêtê para tratar do guarda-roupa da 1ª Dama. Acreditem!!, ela tem um "jeitaço" pró ponto cruz. Olhe prof, a sua Maria que se cuide!!!, ela que lhe peça umas lições senão...

(jitus, Cêtê, há muito que conquistaste lugar nos meus ventrículos, esquerdo e direito, que eu nestas coisas sou apartidária :))))

CêTê disse...

Que bonito professor! Sério, sério. Valeu a pena a provocação!

Ufa! ;]]]] Pensava que o professor não gostava do Quino! ;]



Não são racionais, o amor e a paixão. São emoções vectoriais raramente convergentes, não? E quando o são..... alguma coisa de errado está para acontecer!
LOOOOL

(Como pode o professor ser do Benfica????)

Fique(m) bem!

superapiiiita disse...

Voltei à carga, para dizer que este texto tem as "proporções aúreas": o tamanho está para a qualidade assim como o ouro está para o azul.
Enfatizo o azul...que eu, tal como a CêTê, não consigo perceber como é que alguém da invicta pode cair em vermelhices :(

e, em jeito, de despedida, prof, o seu texto é, de facto, lindo!!!, lindo!!!...bué!!!

andorinha disse...

Júlio,
Já lhe disse uma vez - traga-nos mais destas velharias.:)
O texto é soberbo!!!
Abençoadas provocações!:)))
"Respondeu que às vezes é preciso dar um empurrãozinho ao destino." É, mas às vezes falta a coragem...

Quanto a esse abaixo-assinado também me recuso a contribuir. Quero ver se ainda consigo levar o Noise para o bom caminho.:))))))))

Cêtê e superapiiiita,
"Como pode o professor ser do Benfica?????"
As paixões não se explicam e ser-se benfiquista é uma paixão.:)

lena b disse...

Pois é, professor:

Numa perspectiva tradicional, quando as mulheres "elegem" o melhor amigo para desempenhar o cargo de muro das lamentações, ele fica, irremediavelmente, "tramado". Por isso, há muitos homens que dispensam essa "honra", preferindo o papel do "crápula"...lol.
Hoje em dia, com a "invenção" das "amizades coloridas", o muro terá ruído, ou ainda existe?


Quanto à petição, é caso para reflectir... Será que o PR ficava bem de gabardina sem nada por baixo? ;)

Lena b

River disse...

Essa "proposta"... huummm... bem a política neste país está de tal modo! Só falta mesmo isso...! ;)

Boas noites.
PS. o texto é fantástico.

Pamina disse...

O texto fez-me lembrar o que dizem muitas vezes os participantes em concursos de televisão:"em casa, sentado no sofá, é muito mais fácil."
Depois o "ele" que diga se correu tudo bem.:)

Concordo com a Andorinha(11.18)relativamente ao Noise. Temos que lhe dar uns conselhos. Isto só podem ser as más companhias. É mesmo uma pena, um mocinho tão simpático.:)

(Piada à parte, as últimas palavras SÃO sentidas. Aliás, se não gostássemos dele, não brincaríamos assim.)

Ana Afonso disse...

Bom dia a todos
O texto está soberbo uma verdadeira preciosidade !! quanto á proposta politica do Professor porque não?? não é que tenhamos muito a perder certo??
Abraços e sorrisos
Ana Afonso

lobices disse...

...texto delicioso
...quanto ao Noise, assino mas com uma declaração de que não me responsabilizo pelas consequências
:)

a sul disse...

vou-me e venho-me sempre pelos empurrões, pelos que dou e pelos que recebo
e ao destino, que é assim como um gajo que não f nem sai de cima, faz-se-lhe uma espera à esquina e afinfa-se-lhe com um acelerador de partículas...
qt ao ps, faz-se-lhe uma espera à esquina e ...

CêTê disse...

Professor: atrevo-me aqui a colar uma reflexão que fiz sobre o texto delicioso que ontem publicou. Não é (passo a expressão) para me "armar aos cucus" mas porque conheço alguém que poderia contar a mesma história. Como acho que me excedi nas linhas e não acho nada agradável, "comentários" muito extensos, faça o que enteder com ele, só me preocupo com o que outros seus amigos com lugar cativo possam pensar desta paraquedista "cêtê". Alias tenho pena de ter deixado de aqui ler ilustres amigos seus que me cativaram. (Cadê eles?)Então cá vai: Deduzo que quando não está naquela mesa daquele café, esteja numa qualquer biblioteca ou a caminho de uma qualquer estreia, por norma pouco mediática, num qualquer ponto do país. No estrangeiro não! Não porque não o possa fazer mas por comodismo e falta de mestria em viagens que exijam ordem.
Tem um olhar sobranceiro e perspicaz que fala por si e que fotografa por cima das revistas o meio que o cerca. De porte altaneiro, roupa de marca, mas a denunciar falta de ditadura feminina na combinação de padrões e cores, deixa um discreto aroma na passagem. Há muito que não passo pelo café mas são deliciosas as memórias que tenho das poucas conversas que tivemos. Era amigo do meu irmão e por isso ele me prestava alguma atenção e eu me atrevia a aproximar. È um intelectual de humor corrosivo e certeiro – implacável mesmo. A sua sabedoria silenciava-me e inibia-me. Quando conversava-mos esforçava-me por ser inteligente mas a coisa derrapava sempre. Acho que ele se divertia com isso mas tratava de aliviava sempre a tensão com histórias que ainda hoje me fazem rebentar de riso Nessa altura perdia ele a pose, e sobressaíam, gestos “maricas” que lhe ficaram de tanto os imitar nas brincadeiras de grupo. È, claro que um homem assim, ainda por cima rodeado de mais amigos homens do que mulheres passa por homossexual. Mas que raio pode isso importar? Gosto dele e pronto. Não querendo ir para a cama com ele, nem temendo que ele me engate o homem ou queira seduzir os meus filhos, quero eu lá saber se o é ou não. Contudo gostava que o não fosse. Não me perguntem porquê. Mas também não lhe desejo mal - isto é – uma mulher por encomenda. Deduzo que ame a mulher que ele persegue na sua vida cultural. Uma obsessão que o acompanhará até à morte. Ela, aos seus olhos, uma deusa ela uma comum mortal que decerto gostaria que ele a tratasse como tal. Ter-lhe-ão passado ao lado mulheres fantásticas mas que não despertaram em si a explosão que sente quando se masturba pensando nela. O rótulo que outros lhe põem, deve ele tê-lo visto nos olhos dos outros, de forma amarga, mas nunca de forma tão cruel como nos olhos dela. Mas ele nunca entenderá que essa terá sida a derradeira provocação para retirar dele a declaração que dele sempre esperou e temeu.

Anónimo disse...

Fora da lei 9:43 h

Tem que arranjar outro lugar.
Os sanatórios do Caramulo estão desactivados.
Deles só restam os edifícios, fantasmas de um passado que ainda não se conseguiu reconverter aos tempos modernos.
Mas que os ares são bons...lá isso são; E a paisagem soberba!

Saudações,

AL

CêTê disse...

Caro Noise:
Se alguma influência tiver sobre o nosso Homem, convença-o simplesmente a mudar a Ministra da Educação. Não precisa dissolver o governo, nem mandar o Sócrates, embora. Com os tiques de autoritarismo e culto pelo corpo que o sr. Eng. apresenta o tempo se encarregará dele sem o Sr. Dr Cavaco Silva se incomodar. Então se ele deixa-se crescer um bigode quadradito...

Mas há algo que está ao seu alcance, caro noise, é convencer o anfitrião a publicar o que ele chama de venharias. (é que nem a nafta cheiram!!!)


Respeitosamente: CêTê

amiga do Vê disse...

Prof, descuple usar o seu espaço para...
Parabéns Vê!!

LLUAR disse...

Prof Julio Machado Vaz quero fazer amor consigo mas com classe e educacao.

blogico disse...

Ainda mal refeito do (esperado) choque deste fim de semana, não posso deixar de encontrar neste belo texto uma analogia ao triângulo Alegre-Socrates-Soares, ainda para mais com uma personagem chamada Mário (como o nome lhe assenta bem)... :)

se calhar já toda a gente já tinha visto isto e é tão óbvio que ninguém comentou, mas não resisti a apontá-lo.

cumprimentos murcónicos

noiseformind disse...

Logo à primeira fiquei a pensar nesses machos latinos, espécie sempre em vias de extinção mas sempre em renovação das suas fileiras. Esses “10 anos de atraso” não serão optimistas? Pergunto eu, que sou casto e manso ; ) é que o “atraso” não se faz só de palavras, faz-se de distâncias. Com mais 10 anos em cima de treino de sedução será que esse miúdo tímido de liceu manterá essa capacidade para a sinceridade actualmente? Por demais optimista, Ju, portanto ; ))))))))))))))

E depois pensei no segundo parágrafo, historicamente deslocado. As frat-parties dos nossos adolescentes urbanos, a escolha aleatória de parceiros na escola, nos escuteiros, seja onde for, tão tranquilo quando existia um crescendo, uma cadência. A ida ao cinema, com uns beijos mais ou menos arrancados a frio, o medo e a expectativa de a casa dos pais vagar por via da sua profissão, perdes de virgindade em tendas de campismo, rituais cadenciais que a emergência de uma nova acelaração de vida impede de se realizarem…


As palavras da mãe foram sábias, o ganapo (uma das palavras raras mais usadas nos textos do Boss) deveria aguardar a sua vez. Mas assim como A miúda e o Mário viviam em tempo real paixão o rapaz ficava preso, suspenso, imerso no passado, prisioneiro. Enquanto a miúda viveu e os outros viveram com ela, o jovme ia-se aguentando no passado, numa virgindade afectiva que se foi desconstruindo em afecto moldado a saudades do futuro que poderia ter sido.


Mantermo-nos demasiado perto do queremos (e de quem queremos) sem efectivamente ter quem queremos é cristalizador de afectos. E assim o rapaz que se confessa foi-se mantendo adormecido, como a Princesa que espera o beijo da Princesa designada para fazer o milagre desabrochar. Adormecido pelo amor primievo, entorpecido pela certeza de ser aquela a mulher designada

E no fim, limita-se a tirar o que sempre deu. Nada é inocente entre seres humanos. Entre a paciência para se ter quem se quer e o desespero de que o tempo está a contar para todos, o sentimento de que o vazio se instala em nós próprios, por descobrirmos em cada gesto que quem amámos não existe.

E a solução final, mandar à merda a pessoa que ainda se ama, porque não sabemos que a mulher por quem desesperámos afinal é o nosso próprio desespero de no fim da música todas as cadeiras estarem ocupadas, e então dançamos a nossa própria De Profundis – Valsa Lenta ; ))))))))))))))

noiseformind disse...

Em relação À proposta apresentada pelo Boss e para apaziguar os receios do fora-de-lei, passo desde já a apresentar o meu manifesto como Chefe da Casa Civil:


1- Todos os actos sexuais de Sua Excelência o Presidente da República deverão acabar com o orgasmo da Primeira Dama independentemente ou não do extâse de sua Excelência.

2- Estão desde já proibidas todas as drogas indutoras de alteração de comportamento fabricadas por empresas farmaceuticas. Como tal só se poderá consumir em Belém Cocaína ou MDMA (vulgo ecstasy)

3- A Presidência da Républica deverá lutar ao lado (e em cima, e por baixo) das prostitutas para a total legalização da sua actividade e assim acabar com baixa cobertura legal (não confundir com cobertura por polícias e advogados) dada a estas profissionais

4- É importante acrescentar no BI a orientação sexual do indivíduo. E a partir do momento em que uma orientação for escolhida deverá ser seriamente penalizada qualquer transgressão (por exemplo, uma pessoa que esteja assinalada como homossexual que seja apanhada num strip-club deverá ser enviada para um comboio realizado numa sub-cave do Moinho)

5- O Presidente da República fará ao longo do mandato várias Presidências Abertas a partir de um dos locais onde ocorrem mais atentados À igualdade entre géneros: o leito do casal médio português. Assim, será obrigação do Presidente da República garantir igual tratamento na cama para mulheres e homens. Passará a ser permitido à mulher dizer "isto nunca me tinha acontecido" caso pare o acto sexual ao fim de 30 segundos e "tu excitas-me muito" caso isso aconteça no momento seguinte ao homem penetrá-la.

6- A todos os portugueses a Presidência garantirá o exílio político num país onde possam através de trabalho honesto (a keyword aqui é mesmo honesto) obter conforto, sem ser através de endividamento em que fiquem a pagar a casa até aos trinetos.

E pronto, são estas as minhas premissas fundamentais!!! Espero que ter ultrapassado os receios do FDL ; ))))))))

moon disse...

Ora viva!

Velharias deliciosas...
Compiladas, davam um excelente livro. Era a primeira coisa que ofereceria aos meus adolescentes e para lerem, apreciarem, reflectirem, relerem (anos mais tarde e compreenderem...)
:)))))))

moon disse...

P.S. Professor, tenha dó do Cavaco! O Noise fazia cá uma revolução em Lisboa e naquela cabeça... Noise e Cavaco que mistura explosiva, uf....!

Anónimo disse...

yulunga cade voçê
Elizabeth

MT disse...

Continuando o discurso de CêTê, já agora a ministra da Cultura também podia ir, e um puxaozinho de orelhas ao Mariano Gago pelo caso MIT, também não fazia mal nenhum, muito pelo contrário.

Com um movimento assim o Noise ainda acaba mesmo por ser convidado para Chefe da Casa Civil.

noiseformind disse...

"LLUAR disse...

Prof Julio Machado Vaz quero fazer amor consigo mas com classe e educacao."

looooooooooooooooool looooooooooooooooooooool loooooooooooooooooooooooooooooooooooool looooooooooooooooooooooooooool

O comentário mais delirante escrito nesta caixa de comentários até agora.

Uma fã disse...

Mas que cantinho aqui tem o Professor. Estou neste momento a ouvir George Moustaki a cantar Les Eau de March e antes estavam a cantar Muddy Waters, Edith Piaf e o vocalista dos Dire Straits a solo. Tão bonito!!! Lá no emprego há meses que torturo os meus subordinados com as suas rádios Professor, e a única pergunta que me fazem é: "onde é que arranjaste esse cd?". Um CD com toda a música boa do mundo ; ) Bjs

Anónimo disse...

Gostava de fazer uma pergunta inocente. Sendo o Noiseformind o único utilizador regular do Murcon a usar o Jazzfree, pq é que a identificação dele é Alcantara e não Porto? Não estou a insinuar nada, é que eu tb sou de Gaia e não apareço como visitante de Gaia mas sim da Amadora. Porque será que isto acontece??? Alguém me sabe responder?

Palaio disse...

Sou culpado, sim culpado de me identificar plenamente com este texto porque eu, sim, eu sou o tal rapaz que passou por tudo isso com uma precisão quase milimétrica, felizmente não durante tanto tempo. São coisas que aprendemos... :)

Palaio disse...

Culpado! Sim, culpado! Sim, também eu passei por aí. O travo amargo da assexualidade numa relação de confidente, conselheiro e ombro de choro sem ter nada em troca. É sábio e belo o dito texto. Cumps. ;)

noiseformind disse...

Como se pode ler aqui em baixo há rapazes com muito menos capacidade de lidar com a rejeição feminina... e desde muito mais tenras idades!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Police: Boy shoots girl at day care center

GERMANTOWN, Maryland (AP) -- A gun brought to a day care center by an 8-year-old boy accidentally went off Tuesday, wounding a 7-year-old girl in the arm, police said.

andorinha disse...

Noise,
O teu manifesto até não está mal, tem umas ideias engraçadas, mas não te metas por esse caminho, miúdo.:)
Não leste as minhas palavras e as da Pamina? Ai, ai, ai.....só lês as do Fora da lei?
Não são muito mais ajuizadas as palavras das mulheres???
Vê no que te metes, depois não digas que não te avisámos.:)))))

matilde disse...

Manifestos de mau gosto sobre orgasmos cavaquistas -coisa horrorosa!!!- só se for para apelar ao não boicote da Lei da Interrupção Voluntária da Gravidez, pois consta que a luminar figura é, como se calcula, refractária ao assunto.

Ser filho ou filha de um Silva ou de um Sousa ou até de uma mãe solteira pobre,(não estou a falar da avô da Filomena Mónica), não significa, antes pelo contrário, que as pessoas não sejam capazes de distinguir justiça social e ética pessoal e até apreciar e praticar artes, em vez de copiarem cabotinismos e cretinismos de meninos de jotas ou de claques de futebol ou outros rebanhos acéfalos congéneres.

Parodiando Hamlet:
Há mais "orgasmos" na Terra,Horácio, do que os que sonha a tua vã sexologia.

Mat.

Su disse...

noise, deverias ser o vero PR
jocas maradas de marar contigo

Su disse...

pssttttt prof não devia ter postado um texto seu e ao mm tpo pedir um mafinesto pró noise:)))) entende ? ehehe .. claro q sim!
isto significa q terei de voltar para lê.lo com atenção
jocs maradas

JoanicaPuff! disse...

"Até hoje pensava que a pior frase que podia ouvir de uma
rapariga era "Temos que falar...". Mas não! A pior frase de
todas é:
"Eu tambem gosto de ti... mas como amigo."
Isto significa que para ela tu es o mais simpatico do mundo,
aquele que melhor a compreende, o mais dedicado...
mas nunca vai sair contigo.
Vai sair com um gajo nojento que apenas quer ir para a cama
com ela. Aí sim, quando o outro lhe faça alguma das dele, ela
chamar-te-á para pedir-te conselhos.
É como se fosses a uma entrevista de trabalho e te dissessem:
"Voce é a pessoa ideal para o posto, tem o melhor curriculo, e
o que está melhor preparado... mas nao vamos contrata-lo. Vamos
contratar um incompetente.
Só lhe pedimos uma coisa, quando esse gajo fizer asneira,
podemos chama-lo para tirar-nos da embrulhada em que ele nos
meteu?"
Eu pergunto: o que é que fiz mal? Fomos ao cinema, rimo-nos,
passamos horas em cafés... e depois de quantos cafés ficamos
amigos de verdade? Depois de cinco? Seis? Com um café menos e
tinha ido para a cama com ela !!
Para as mulheres, um amigo rege-se pelas mesmas normas de um Tampax:
podem ir para a piscina com ele; podem montar a cavalo;
dancar..., mas, a unica coisa que nao podem fazer com ele e ter
relações sexuais.
Bem vistas as coisas... se para uma mulher considerar-te "seu amigo" consiste em arruinar a tua vida sexual, o que fará ela com os inimigos?
A mim parece-me muito bem que sejamos amigos, o que não percebo
é porque e que não podemos "ir para a cama como amigos".
Eu penso que a amizade entre homens e mulheres não existe,
porque se existisse saber-se-ia. O que acontece é que quando ela
te diz que gosta de ti como amigo, para ela significa isso e ponto.
Mas para ti não. Para ti quer dizer que se numa noite estão na praia, ela já com uns copos, está lua cheia, os planetas estão alinhados e um meteorito ameaça a Terra... podias muito bem ir para a cama com ela!!
Por isso engoles... Por isso nunca perdes a esperança. Ela sai com o Joe? Isso vai acabar. E quando isso acontecer, tu atacas com a técnica de consolador: "Nao chores, o Joe era um chulo.
Tu mereces muito melhor, alguem que te compreenda, alguem que esteja no sitio certo quando tu precisas, que seja baixito, que seja moreno, que não seja muito bonito, que se chame John...COMO EU!!"
Pelo menos, sendo amigo podes meter nojo para eliminar concorrencia.
E a tecnica da "lagarta nojenta". Quando ela te diz:
* Que simpatico é o Paul, nao é?
* O Paul? É muito simpatico... só é pena ser um pouco estrabico.
* Ele nao é estrabico, o que tem e um olhar muito ternurento.
* Sim, tens razao. No outro dia reparei nisso quando olhava para a
Marta.
* Nao estava a olhar para a Marta, estava a olhar para mim!
* Ves como é estrabico?
O cumulo dos cumulos é o facto dela considerar ter uma relação
"super especial" contigo quando pode dormir na mesma cama sem
que se passe nada. COMO É QUE É??!! Então o "super especial" não seria que se passasse algo?! Um dia depois de uma festa, tu ficas a ajuda-la a limpar, como fazes SEMPRE, e quando acabam ela diz:
* UH! Que tarde. Porque é que não ficas cá a dormir?
* E onde é que durmo?
* Na minha cama.

Ai, até te tremem as pernas. "Esta é a minha noite, alinharam-se os
planetas!".
Passados uns minutos, dás-te conta que não são precisamente os planetas que se alinharam, porque ela, como são amigos, com toda a confianca fica em roupa interior e tu, pelo que ves, pensas: "Vou ter que ficar de boxers. Com todo o
alinhamento de planetas que tenho em cima..." E, assim que te metes na cama, dobras os joelhos para dissimular. Ela mete-se na cama, dá-te uma palmada no rabo e diz-te "Ate amanha".
E poe-se a dormir! "COMO É QUE É??!! Como é que se pode por no ronco tão cedo? E esta fulana não reza nem nada?"

Estás na cama com a rapariga dos teus sonhos. No inicio nem te atreves a mexer, para não tocar em nada. Sabes que se nesse momento fizessem um concurso, ninguem te podia ganhar: és o gajo mais quente do mundo.
E como é longa a noite! Vem-te à cabeca um monte de perguntas:
"Tocar uma mama com o ombro será de mau amigo? E se é a mama que toca em mim?" Mas depois de muitas horas, ja só fazes uma pergunta:
"SEREI REALMENTE UM MANSO?!" Nao podes acreditar que estás na mesma cama e não se vai passar nada. Confias que, a qualquer altura, ela vai dar a volta e dizer "Anda lorpa, que já sofreste bastante. Possui-me!" Mas nao.
Para as mulheres parece que nunca sofremos o suficiente. E como sofres...
Porque tens todo o sangue do corpo acumulado no mesmo sitio.
Ja houve mesmo casos de homens que rebentaram.

Mas ainda nao acabou a tua humilhação. Às 7 da manha tocam à campainha:
* AH! É o Joe!
* O Joe? Mas ele não te tinha deixado?
* Depois conto-te tudo. Estou com pressa. Esqueci-me de dizer-te que o Joe ía trazer o cão.
Como vamos à praia eu disse-lhe que ficando contigo o cao não podia estar em melhores mãos. Porque tu és um amigo!
UH?! Estas com má cara. Dormiste bem?

E aí ficas tu com o cão, que esse sim é o melhor amigo do homem."

JERRY SEINFELD

Anónimo disse...

Perfil de um português típico

- NOME: Carlos Manuel (Camané)
- PROFISSÃO: Funcionário público
- IDADE: 43 anos
- ALTURA: 1,62 m (sem sapatos, porque com sapatos, que é o que interessa, 1.66 m)
- PESO: 83,4 Kg
- OLHOS: Castanhos (verdes no verão)
- SINAIS PARTICULARES: Bigode
- NOME DA MULHER: "A minha esposa chama-se JÚLIA e é uma senhora que se dá ao respeito, por isso nada de porcarias ao pé dela..."
- SINAIS PARTICULARES DA MULHER: 123-96-148 (mas era cá um avião quando era nova... agora, realmente, está um bocadinho gasta...)
- FILHOS: 1,5 (1 legitimo, mais 0,5 a dividir com o marido da amante)
- CLUBE: Benfica
- ÍDOLO: Luis Filipe Vieira. (se o homem fosse desonesto, já o tinham prendido... vocês têm é dor de corno !!!)
- ÓDIO: Sport TV (não a vejo, porque é dos andrades.)
- DESPORTO PREFERIDO: Morfar
- PRATO FAVORITO: Pezinhos de coentrada e pudim Molotof
- RECORD PESSOAL: Cuspidela de 4,4 m (vento regular), (Foi lindo pá, a verdinha parecia que tinha asas...)
- SITUAÇÃO IDEAL PARA FAZER AMOR: O que é isso ?
- SITUAÇÃO IDEAL PARA FAZER AMOR: Ah... já entendi! Como eu gosto mesmo é ao Domingo... a ver o Domingo Desportivo.
- FRASE PREFERIDA PARA A COMPANHEIRA: "Mas a conversa já chegou à cozinha ?"
- PERFORMANCE SEXUAL: 3,84 minutos no acto (record alcançado duas vezes, a primeira em 3-07-1975 e a segunda no dia 4-05-1996, e não precisei para nada dessa porcaria do Viagra !"
- DIMINUTIVO DA SOGRA: Cabra
- PENSAMENTO SOBRE O SOGRO: "Até que era um gajo porreiro..."
- PENSAMENTO SOBRE A VIDA: "Desde que haja comidinha na mesa e que o Benfica não perca (sinais dos tempos...), estou-me a cagar para o resto...
- POSIÇÃO SOBRE OS BOMBARDEAMENTOS NO IRAQUE: "Rebentem os cornos a esses monhés!"
- MUSEU FAVORITO: Elefante Branco (Trombinhas para os conhecedores, vou lá para ver as estátuas... não sei se tás a ver !!!)
- HOBBY PREFERIDO: "adoro encontrar-me com uns amigos para podermos conversar sobre gajas e futebol" (enquanto isso coço a minha "tomatada" ou então afasto as cuecas de um pintelho que se entalou no elástico... que sensação !)
- O QUE MAIS GOSTA EM PORTUGAL: Amália (sempre), Salazar (se o homem cá tivesse andavam todos na linha, Cavaco Silva (é dos nossos pá, ainda volta, desta vez pra Presidente), Bárbara Guimarães (viste-me aquela tranca, pá ?!)
- O QUE MENOS GOSTA EM PORTUGAL: "Esta merda está a ficar cheia de pretos pá... deviam mas era mandar os gajos para a terra deles."
- JORNAL PREFERIDO: A Bola ("Ao Sábado, na sanita, a ler A Bola, eh pá... isso é que é viver !!!)
- LOCAL DE FÉRIAS IDEAL: "O Correia foi a Cuba de ferias, sem a patroa e diz que aquilo é à fartazana..."
- LOCAL DE FÉRIAS: "Havias de ver a roulote que tenho no parque da Costa, aquilo é um luxo, e no Verão com o adiantado para as sardinhadas fica um mimo, se não fosse no ano passado, uns "manjericos" a refilar com o cheiro, aquilo era o Paraíso... e ainda há gajos que vão para as Caraibas, tansos ...!"
- GRANDES ASPIRAÇÕES NA VIDA: "Benfica campeão, um jipe, uma mota-de-água e um telemóvel dos que tiram fotografias."


Perfil (emergente) de um americano típico

Dois cowboys paneleiros...!

Anónimo disse...

Noisy boy

Porque trata o Prof. por Ju?

noiseformind disse...

Oh anónimo das 10h31, estás-te a esquecer de outra característica do português típico. Conta sempre uma piada como se fosse dele. O que escreveste está há muito tempo em
http://portalol.no.sapo.pt/varios/o_tipico_portugues.htm Just for the record.

Matilde,
Não leves a mal, depois do exemplo do Presidente da República, a medida será extensível a todos os cidadãos, não fiques com inveja miúda, fica-te mal.

Anónimo da localização,
Tem a ver com os IP's serem flutuantes ou fixos e com as ligações serem dedicadas ou não ; ))))))) mistérios informáticos

Menina da rádio,
Sem me querer meter ao barulho entre ti e o teu ídolo actualmente já todas as músicas de todas as rádios do Murcon se encontram gravadas. São cerca de 2300 ; ))) um verdadeiro iPOD (ou como diz uma amiga minha, "iPod, Pod!" loooooooooooooool loooooooooooooooooooooooool looooooooooooooooooooool loooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooool loooooooool

Andorinha (e Pamina),
Tu realmente rapariga, dizes que inveja não é bicho que te morda mas um rapaz falha em reconhecer-te as palavras e logo começa a música do Tubarão (tã, tã, tã, tã, tã, tã, tã, tã, tã). Mas pronto, pronto, sabes que todas estas medidas eram para proporcionar ás tugalesas uma nova normalidade, com um gajo bom e competente em cada esquina, uma espécie de padaria móvel disponível em cada nro de porta de gajo solteiro (ou casado). Sabes que eu procuro sempre apaziguar os seres humanos na sua busca pelo bem maior (ou seja, o bem com 35cm) da comunidade loooooooooooooool looooooooooooooooooooooool looooooooooooooooool e sendo tu tugalesa, serias beneficiada, como não poderia deixar de ser. Só eu é que vivo nesta solidão, há tão poucas eslandesas a viver em Portugal, temo que a minha linhagem se perca ; ))))))))))))))))

a disse...

eu apoio o noise...

quanto ao pobre rapaz, compreendo-o até certo ponto...mas 10 anos!!!!!!! Nem eu!

CêTê disse...

Sei que foi ao espelho que aprendeu a tocar viola. Provavelmente ensaiou lá também outras artes. Não sei, nunca mo dirá, se lá ensaiou o que quer fosse que me tenha dito. Mas deve ter procurado nele "a resposta". Não a encontrou: nem ele "a resposta" nem eu "a pergunta" porque o espelho, à excepção do tempo, tudo devolve.

Anónimo disse...

Ok, o nosso professor é um tímido.
Isso é o tal tabu? É que se nota...

andorinha disse...

Noise,
Sabes que eu só quero o teu bem-estar e vens-me falar de inveja?!!:)
Mas és livre de escolher o teu caminho, não quero condicionar ninguém, apenas aconselhar. Não é para isso (entre outras coisas) que servem os amigos?:))))))))))
E eu concordei com as medidas que apresentaste no teu manifesto; tudo o que tenha em vista o bem-estar das tugalesas tem o meu apoio, como sabes.:)
Quanto a ti, não desesperes, miúdo.
Com a tua idade ainda te vão aparecer muitas islandesas pela frente.
Procura-as, não fiques quietinho. Looooooooooool

superapiiiita disse...

Boa noite!!
Epá não me vou, sem antes dizer que aquele perfil está de gritos LOOOOOOOOOOOOL

Lusco_Fusco disse...

Boa noite a todos!
Mahatma
Um belo texto, como jà nos habituou, o baú tem jóias preciosas.Esta é uma delas :)

A ideia relativa ao Noise, tenha dó, Mahatama, atendendo á frase mais popular do recém eleito presidente "Nunca erro e raramente tenho dúvidas", acho que o Noise está em desvantagem :) até hoje ainda não acertou na Maria :oo) Depois, temos a da tantriquice que também é famosa "Resta-nos esperar que eles morram" Ele VAI FICAR DE PÉ á espera! Está para durar, usa pilhas duracell:oo)
Noise! Não aceites o desafio do Mahatma! ;-)
Beijo a todos.
MJ