segunda-feira, maio 23, 2005

Amor perfeito

Vendo-o percorrer a sala como fera enjaulada à espera da execução; sentindo aquela gana de aproveitar o pretexto mais miserável para lhe cair em cima, qual ave de rapina com discussão no bico; esperando que o relógio trouxesse o alívio – ou a hecatombe… - quando o ponteiro das horas desse volta e meia, mais intervalo e descontos (ao que julgava saber…) – odiou-se, risonha.
Porque considerava o futebol um desporto estúpido e violento, mas, se o apreciasse!, não deixaria de apoiar a equipa da granítica cidade amada que ele – incoerente… - adorava. E no entanto, perante a sua angústia, tão infantil que as costas se lhe dobravam, envelhecidas, deu consigo a murmurar prece inacreditável, por alheia às misérias reais deste mundo,
- Meu Deus, faz com que o Benfica ganhe.
E o Senhor escutou-a, porque os amores felizes se vão tornando raros, para Sua enorme preocupação desgostosa. Mas preferiu manter-se clandestino e oficialmente respeitar a liberdade humana. Sabe Ele que mesmo assim todos Lhe pedem milagres, imaginem o que aconteceria se os distribuísse a eito! Fez o desafio terminar como tinha começado, ungido mas sem espalhafato.
Empatando, o Benfica ganhou.
Ele abraçou-a, com as rugas do medo alisadas por amor liberto, “gosto muito de ti, querida, vamos jantar fora?”. Ela pressentiu a mentira monogâmica. Amava-a; mas também a onze jogadores, mais os suplentes, a equipa técnica, a directiva e catorze milhões de cúmplices por esse mundo fora.
E que importava, se era a ela que sorria?
“Olá se vamos, e toma nota – o campeonato vai-te sair caro!”.
A noite foi tão boa que acariciou a hipótese de se tornar sócia do Benfica. Os regulamentos do clube contemplariam o estatuto de crente não praticante?

23 comentários:

Joao disse...

São catorze ?!?! Ah... deve ser graças ao Senhor! Um abraço e parabéns pelo Benfica.

Olhar disse...

E o festejo, durou..., madrugada dentro :))))

E&E disse...

do çuras so risos e de leites de fut bois aman tes

frosado disse...

Grande festança Professor! Parabéns, apesar de eu ser do Sporting! Mas enfim, tenhamos esperança, talvez para o ano!

andorinha disse...

Júlio,
Ainda na ressaca?:)))))
Sofreu muito, não sofreu?
Eu também mas a vitória no campeonato arrancada a ferros tornou-se ainda mais saborosa.
E é tão bom pertencermos a um clã de 14 milhões de almas! Ser benfiquista é um estado de alma, sem dúvida.
No sábado no Jamor a vitória não nos escapa.
Viva o Benfica, sempre.:)

Anónimo disse...

Está perdoado:)), e que o Benfica ganhe no próximo Sábado, se Deus quiser.
Para que o Amor seja mais que perfeito!
Um abraço,

Aristides Dourado disse...

Caro Professor,

Como desportista: os meus parabéns, imerecidos talvez...

Quanto a este seu post apreciei a intrusão pelos caminhos da religião. De facto o futebol quase se tornou uma parareligião tão repleto está de paraliturgias. Mas, vá lá, condescende-se esse atrevimento pela excelente prosa com que foi feito.

Já agora uma sugestão: não seria interessante procurar ler o fenómeno desportivo à luz das teorias freudianas? Onze homens (os falos), uma bola (o eterno feminino), quatro árbitros (Super-Egos), uma multidão (devaneios de um Id) … etc.

Abraço.

jotakapa disse...

E depois os azuis e brancos é que têm a fama de serem violentos! :)

Pronto... pronto... era só uma brincadeira!

Engraçado como o futebol tem tanta força por estas bandas, de tal modo que podem tornar possível o que parece complicado: fazer renascer o amor (ou algo parecidoa que se chama "amor").
O pior de tudo, é quando o clube (qualquer que ele seja) perde, e acontece o que não deveria ser possível neste mundo!

p.s.: logo hoje que eu também escrevi sobre o amor...

sofia disse...

Estou certa que o clube de "crentes-não-praticantes-solidários-com-as-feras-enjauladas-à-espera-de-execução" é o clube com mais adeptos no nosso país.
Só para poder usufruir de um sorriso no final dos jogos!

Obrigada pela visita.

sofia disse...

Desculpe, a Sofia é a Jezbell.

Anónimo disse...

Simplesmente delicioso. Parece que as situações mais inesperadas servem para reacender a paixão num amor, já calmo.
Um abraço*
www.childrenofglamour.blogs.sapo.pt

circe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

E se o clube perdesse? Onde ficaria o sorriso? Porque é que o amor escraviza? E porque é que os seus alvos gostam?
Desculpe-me, s.f.f., o título é "Amor Perfeito". Como as histórias dos contos de fadas, foram felizes para sempre...
Ou apenas fingiram?! E o fingimento não acaba por se tornar real? E por quê?
"Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão." (Vinicius de Moraes). Será?
Abraço,

PortoCroft disse...

Caro Prof. m8,

Um texto que é uma delícia.;) É evidente que não caio na asneira de acreditar que seja um 'auto-retrato'. Embora até possa ser.;)

E porque não? Não terão as mulheres, entre outras funções, o dever de manter a cerveja gelada e a cama quente?;) Ora bolas, que mal tem um tipo partilhar, com a companheira, os humores provocados pelos bons ou maus resultados do nosso primeiro, eterno e mais que perfeito amor?;)

(Espero que o jantar não lhe tenha saído caro.) ;))))))

Tão só, um pai disse...

... mentira monogâmica ... partilha de paixões, atrever-se em terrenos antes guardados, descoberta do outro "outros".

Julio Machado Vaz disse...

Meu caro Portocroft,
E eu seria lá capaz de sujeitar alguém às minhas angústias?:). Ts, ts... Fui para o cinema sozinho e saí em tromba - e não de trombas! - quando o abençoado SMS chegou!

lobices disse...

...não consigo "visionar" o amigo Profe dentro do texto...
...mas está excelente; um perfeito retrato de um benfiquista e do seu amor querido que até pede a Deus que o Benfica ganhe pois sabe, tal qual amor-perfeito que se o Benfica não ganhar esse amor se transformará nos espinhos das rosas
...mas o Benfica lá ganhou e o personagem até achou que o seu amor era perfeito!...
...o seu amor afinal vive sob o terror...
...mas, no fim... acabou tudo em bem e viveram felizes para sempre
...lol
...gostei do texto
abraço

Raquel V. disse...

Fantástica visão do que pode ser o football... Dolorosa...



Alguém não estava por ali... A Sportv fica mais barata no café... ainda bem, há uma série na Tv para se ver e assim fica a dita só para ela.
O jogo deve ter acabado... os comentários entediantes de todos os jogadores, adeptos, árbitros e sabe-se lá de quem mais ainda devem continuar noite adentro, a par e passo com os gritos das pessoas que saíram às ruas.
Essa alegria não a atinge, não a demove da raiva. Sabe-se lá porquê. Até é benfiquista. Ganhou. Que se lixem todos.
Em casa não há Sportv mas ainda há canais de sobra para que ele continue a ser absorvido pelo ecrã.
Explode. Pergunta-lhe se ele ainda precisa de saber todas as lesões com que o jogador x jogou, se usou boxers, se tinha meias...
Disse tudo e continuou por outros caminho. Não restou nada por dizer. Ele fixou-a calado e apagou a TV. Deu-lhe a mão… e levou-a dali.

Dellfuzzz disse...

pois é professor, pois é !!! é por estas coisas, que o SLB não ganha mais vezes... podia lá alguma vez o Senhor, "milagrar" todos os anos, ao ponto de banalizar tamanho Amor !?!??!? ( e eu até sei que ele é do Benfica, o Senhor...


(excelente a simplicidade com que fala de coisas grandiosas!!!)

PortoCroft disse...

Caro Prof., m8,

Longe de mim pensar tal coisa.;)

Comecei, aliás, por dizer que não caía na asneira de acreditar que fosse um 'auto-retrato'. Mas, nem seria nada de extraordinário se assim fosse.

Afinal, se nós, tantas vezes, temos que suportar as angústias do-periodo-que-não-chegou, porque não hão-de elas aturar a nossa devoção ao nosso Amor perfeito? ;)

ND disse...

Bravo!

Um Bravo ao SLB!
... e outro ao Professor por mais esta pérola.

Um abraço,

adesenhar disse...

Biba o Benfica

Portugal no seu melhor

Mais comentários !

Loopy disse...

lolololololololololololol! lol... E ainda nios falam de monogamia... realmente... lolololol *