domingo, maio 29, 2005

Ontem adormeci:(

Jacob, prémio Nobel da Medicina em 1965: “A Biologia perdeu hoje muitas das suas ilusões. Já não procura a verdade. Constrói a sua. A realidade aparece então como um equilíbrio sempre instável. No estudo dos seres vivos, a História evidencia uma sucessão de oscilações, um movimento de pêndulo entre o contínuo e o descontínuo, entre a estrutura e a função, entre a identidade dos fenómenos e a diversidade dos seres”. (Em Laqueur, La Fabrique du Sexe).
Durante milénios a hierarquia dos sexos pertenceu à Ordem divina: Deus, o homem à Sua imagem e para O honrar; a mulher, homem incompleto de Aristóteles e filha de Eva da Igreja, um degrau abaixo na Criação. Com as Revoluções Francesa e Científica assistimos a um processo fascinante de manutenção da assimetria, agora baseada na Ciência, que iniciou um longo discurso sobre as diferenças “essenciais” entre os sexos. As mulheres já não são homens imperfeitos, mas seres radicalmente diversos, inferiores por respeitáveis razões “científicas”.
Exemplo: “O corpo masculino traduz força positiva, a aguda compreensão do homem e a sua independência, assim o preparando para a vida do Estado, as Artes e as Ciências. O corpo feminino traduz a moleza e o sentimento das mulheres. A pelve espaçosa destina-as à maternidade. Os membros fracos e macios e a pele delicada são testemunhas da esfera mais restrita das actividades das mulheres, da sua ligação ao lar e à calma vida familiar”. (Sachs, 1830, sobre a complementaridade dos corpos masculino e feminino). Foi a Ciência a construir a base onde assenta a extraordinária ideia dos “sexos opostos”. Mas não no mesmo plano…
A vontade do Senhor foi substituída pela normalidade científica, contra a qual também se pode “pecar”. Vejamos como existe hoje em dia um discurso médico que nos torna responsáveis por tudo o que de mau possa acontecer se não seguirmos o “correcto” estilo de vida. Da salvação eterna da alma passámos ao prolongamento da vida do corpo e em verdade vos digo que alguns médicos assistentes estão menos dispostos a perdoar do que muitos confessores, seguros como estão das suas verdades:).
Por agora chega, amanhã regressarei ao tema. Talvez com algumas palavras sobre a relação entre emigração e diagnóstico psiquiátrico.

100 comentários:

Anónimo disse...

Este post está sem comentários? É deveras incrível!

Onde se encontram os "habituées" deste Murcon?

a minha escolha disse...

She

She may be the face I can't forget
A trace of pleasure or regret
May be my treasure or the price I have to pay
She may be the song that summer sings
May be the children autumn brings
May be a hundred different things
Within the measure of a day

She may be the beauty or the beast
May be the famine or the feast
May turn each day into a Heaven or a Hell
She may be the mirror of my dream
A smile reflected in a stream
She may not be what she may seem
Inside her shell

She, who always seems so happy in a crowd
Whose eyes can be so private and so proud
No one's allowed to see them when they cry
She may be the love that cannot hope to last
May come to leap from shadows of the past
That I'll remember 'till the day I die

She may be the reason I survive
The why and wherefore I'm alive
The one I'll care for through the rough and ready years

Me, I'll take the laughter and her tears
And make them all my souvenirs
For where she goes I've got to be
The meaning of my life is
She, She
Oh, She

Charles Aznavour e Herbert Kretzmer
e maravilhosamente cantada por Elvis Costello

PortoCroft disse...

Boa tarde, caro Prof. m8,

Amanhã, por maioria de razão, serei seu 'cliente' mais do que habitual.;)

“A Biologia perdeu hoje muitas das suas ilusões. Já não procura a verdade. Constrói a sua. A realidade aparece então como um equilíbrio sempre instável. No estudo dos seres vivos, a História evidencia uma sucessão de oscilações, um movimento de pêndulo entre o contínuo e o descontínuo, entre a estrutura e a função, entre a identidade dos fenómenos e a diversidade dos seres”.

A medicina como nova religião? Como fonte de novos constrangimentos? Absolutamente de acordo.

Dá-me a ideia que o Homem não consegue, duma maneira geral, ser feliz sem viver limitado por dogmas ou conceitos, transientes, exteriores a si próprio e que se tornam, na prática, na moral vigente.

th disse...

professor, com sua licença vou colocar este post num grupo que frequento, este: http://groups.msn.com/ceuo4bk01r78ugvjasno8fgi83.
com link para aqui.
Uma mulher que de fraca não tem nada, th

nikita disse...

O pior é que a felicidade das pessoas passa por estas estreitas malhas das regras sociais...
Porque não podemos ser como somos?

lobices disse...

...agora não tenho "tempo" para reflectir sobre o post
...está na hora da minha "sagrada" sesta: sentado num sofá e com as pernas estendidas sobre um outro em plano mais alto... durmo cerca de uma horita, o suficiente para me dar as forças necessárias para o reequilíbrio físico e mental!...
...eheheheheh
...quanto ao post, reflectirei depois e deixarei o meu comentário
...porém e para já, não há diferenças de sexo, há somente complementaridade
...qual "físico" macho, qual quê, não há nada melhor que um corpo de mulher!...
...bendita seja ela!...
AVÉ....
:)

Luis disse...

emigracao e diagnotico psiqiatrico? isto promete (desculpem a falta de acentos e patologia do tecado ingles)

Raquel V. disse...

peço desculpa por trazer algo do post anterior:

"Na lista das doenças incuráveis não constam a depressão, a bipolaridade"
circe

"O transtorno de humor bipolar (THB) é uma doença
grave, incurável (...). É considerada uma doença complexa"
http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol32/s1/28.html


Estarei errada ou muitas depresões degeneram em depressões que acabam por se suceder umas às outras... ou mais tarde degeneram em bipolaridade?

Ou afinal nisto tudo contam tb as teorias de cada um e nada é uma ciência exacta? Afinal chegamos à conclusão de que são só uma data de médicos a testar medicamentos para que a indústria da área ganhe o seu?

Afinal se tudo não passa de uma questão de muletas ficamos em quê...?

university of california disse...

raquel vasconcelos

Infelizmente tem razão relativamente á doença bipolar pois ela é crónica...

Quanto a ser incurável é algo em estudo tendo em conta que é genéticamente transmitida.

http://ucsdnews.ucsd.edu/newsrel/health/Mol%20Psy%20GRK3.htm

CrazyJo disse...

Sinceramente... Não há condições!... :o/

andorinha disse...

Ora viva!
Não percebo o título deste post!
Não corresponde ao seu conteúdo.
Ou é uma desculpa "esfarrapada" para a sua ausência de ontem?:)))

Mais logo comento; agora estou apenas na minha "coffee break".

Portocroft,
Amanhã, por maioria de razão, serei seu "cliente" mais do que habitual:)
Loooooooooooooooooool!!!

Até mais logo, depois da Taça ser nossa.)

Rómulo de Carvalho disse...

..."e em verdade vos digo"..."seguros como estão das suas verdades:)."

Poema para Galileo

Estou olhando o teu retrato, meu velho pisano,
aquele teu retrato que toda a gente conhece,
em que a tua bela cabeça desabrocha e floresce
sobre um modesto cabeção de pano.
Aquele retrato da Galeria dos Ofícios da tua velha Florença.
(Não, não, Galileo! Eu não disse Santo Ofício.
Disse Galeria dos Ofícios.)
Aquele retrato da Galeria dos Ofícios da requintada Florença.
Lembras-te? A Ponte Vecchio, a Loggia, a Piazza della Signoria…
Eu sei… eu sei…
As margens doces do Arno às horas pardas da melancolia.
Ai que saudade, Galileo Galilei!
Olha. Sabes? Lá em Florença
está guardado um dedo da tua mão direita num relicário.
Palavra de honra que está!
As voltas que o mundo dá!
Se calhar até há gente que pensa
que entraste no calendário.
Eu queria agradecer-te, Galileo,
a inteligência das coisas que me deste.
Eu,
e quantos milhões de homens como eu
a quem tu esclareceste,
ia jurar- que disparate, Galileo!
- e jurava a pés juntos e apostava a cabeça
sem a menor hesitação-
que os corpos caem tanto mais depressa
quanto mais pesados são.
Pois não é evidente, Galileo?
Quem acredita que um penedo caia
com a mesma rapidez que um botão de camisa ou que um seixo da praia?
Esta era a inteligência que Deus nos deu.
Estava agora a lembrar-me, Galileo,
daquela cena em que tu estavas sentado num escabelo
e tinhas à tua frente
um friso de homens doutos, hirtos, de toga e de capelo
a olharem-te severamente.
Estavam todos a ralhar contigo,
que parecia impossível que um homem da tua idade
e da tua condição,
se tivesse tornado num perigo
para a Humanidade
e para a Civilização.
Tu, embaraçado e comprometido, em silêncio mordiscavas os lábios,
e percorrias, cheio de piedade,
os rostos impenetráveis daquela fila de sábios.
Teus olhos habituados à observação dos satélites e das estrelas,
desceram lá das suas alturas
e poisaram, como aves aturdidas- parece-me que estou a vê-las -,
nas faces grávidas daquelas reverendíssimas criaturas.
E tu foste dizendo a tudo que sim, que sim senhor, que era tudo tal qual
conforme suas eminências desejavam,
e dirias que o Sol era quadrado e a Lua pentagonal
e que os astros bailavam e entoavam
à meia-noite louvores à harmonia universal.
E juraste que nunca mais repetirias
nem a ti mesmo, na própria intimidade do teu pensamento, livre e calma,
aquelas abomináveis heresias
que ensinavas e descrevias
para eterna perdição da tua alma.
Ai Galileo!
Mal sabem os teus doutos juízes, grandes senhores deste pequeno mundo
que assim mesmo, empertigados nos seus cadeirões de braços,
andavam a correr e a rolar pelos espaços
à razão de trinta quilómetros por segundo.
Tu é que sabias, Galileo Galilei.
Por isso eram teus olhos misericordiosos,
por isso era teu coração cheio de piedade,
piedade pelos homens que não precisam de sofrer, homens ditosos
a quem Deus dispensou de buscar a verdade.
Por isso estoicamente, mansamente,
resististe a todas as torturas,
a todas as angústias, a todos os contratempos,
enquanto eles, do alto inacessível das suas alturas,
foram caindo,
caindo,
caindo,
caindo,
caindo sempre,
e sempre,
ininterruptamente,
na razão directa do quadrado dos tempos.

PortoCroft disse...

Andorinha,

Claro.;) Tu ris-te... mas olha que também és uma migrante aí dentro. ;)))))))))))))))))))))))))

circe disse...

Caríssimo Murcon,

Sinceramente envergonhada pelos disparates, a raiar pró insulto, que tardiamente removi, venho encarecidamente pedir-lhe desculpas
:(
A arrogância que tive em, sem apoio
médico e/ou psicológico, privar-me
de tabaco, ontem, levou-me a beber
demais, a perder o controle da situação, e ai, ainda bem que adormeceu - se eu tivera aterrado a
dormir - não faria tão tristes figuras...
E com que desplante falei práqui em
doenças e problemas da adição, é preciso muita lata, irra, foram 4
latas de cerveja a 8,5% de álcool!

Sim, a sugestão de um Disclaimer fez-me o click!

Está a ver as consequências do encerramento das Urgências no Magalhães Lemos? Uma pessoa, para
tentar evitar estigmas e umas picas
de haloperidol, rapidamente se transforma num perigo público...:(

Ele há cada maluco/a!
E todos sabemos que o vento solta os malucos, eu devia ter fechado as janelas do terraço durante a noite, que estupidez, pois se não
havia fumo do maldito cigarro!

Pois, apercebo-me da necessidade de, humildemente, recorrer à consulta de Tabagismo, que é gratuita e já acessível nos Centros de Saúde.

Reiterando o meu pedido de desculpas, felicito-o pelo oportuno
post, e pelo belíssimo comment do
Rómulo de Carvalho ;)

E agora vou lanchar com o Gedeão :)

eh eh eh empate aos 26 minutos...

amok_she disse...

(...)normalidade científica, contra a qual também se pode “pecar”
(...)alguns médicos assistentes estão menos dispostos a perdoar do que muitos confessores, seguros como estão das suas verdades:)


...pois, esta é uma boa questão... ainda longe de se pensar nela a sério - pq toda a gente tem medo da morte (eu tenho mais medo da vida... degenerada!) e vive dependente dessa ideia (mt lucrativa p a classe médica e farmacêutica)de q para td é preciso tratamento medicamentoso - a questão de se saber o q é a vida, realmente!?!...eu ñ sei se é vida adormecer com comprimidos e acordar com mais comprimidos e rir com comprimidos e chorar qd o psi diz q se deve chorar pq chorar faz bem, blá, blá, blá!...mas sei q ñ é vida qd se dorme eternamente(?) ligado a uma máquina!...ora, parece-me q a tal ciência (exacta, ñ é?!?) médica está a falhar-nos demais!...evoluiu-se?, claro q sim!, a esperança de "vida" está cada vez mais alongada (à custa de artifícios,mas enfim!)e...com q custos perante a dignidade humana??? ...q me interessa viver mais se vivo mal?...q me interessa viver agarrada a rotinas de dor aqui e ali adormecidas momentâneamente!?...q interesse tem para o meu ente querido q eu o agarre a uma máquina só pq eu(!) tenho medo da morte e me recuso a enfrentá-la?... balelas,muitas balelas,vivemos nós nestes dias q correm...e eu recuso a engrenagem, sim!...eu pecadora me confesso: não vou ao médico!, ñ faço prevenção!, ñ admito q me liguem a uma máquina...e quero ter direito à eutanásia se dela precisar!...quem é "o médico", seja ele qual fôr, para dizer o q é melhor para mim!?!

...já se vamos para o campo da medicina psiquiátrica...oh, q os deuses me livrem!!!...a coisa fica negra, mais negra ainda!

...em resumo, evoluiu-se mt nos vários campos da medicina, é certo, mas...tb se regrediu mt no campo da ética!... veja-se o caso do acesso aos cuidados médicos essenciais aos doentes com sida!...e em especial nos paises mais pobres!...como td na vida: quem pode, tem!, quem ñ pode... arreia!:->

...queria só deixar mais um reparo no q toca ao ponto focado pela Circe: a ajuda a pessoas com doenças do foro psiquiátrico. Essa ajuda,em certos casos mais graves, por muito q seja a boa vontade pode ser mais prejudicial q benéfica se ñ fôr orientada de forma adequada!... podemos dar o nosso ombro, ouvir qd a necessidade é mesmo a de falar, mas...nem sempre resulta de forma positiva e o desgaste (principalmente o emocional) q se junta à frustração de ñ se ver resultados pode ter efeitos perversos junto do "doente"...tanto mais qt mais seja a ligação afectiva...e recuar numa ajuda q se ofereceu é bem mais nefasto q nunca ter feito nada...

...é claro q isto sou eu a pensar alto com vc.s sem qq necessidade de respostas!

...menos ainda do Prof, como alguns parecem andar por aqui "ó-tio-ó-tio" ...é q a "função" dele,aqui, ñ é essa, gentes!!!:->

(bem, hj alonguei-me, caraças!, até pareço o lobo...:->)

amok_she disse...

Afinal se tudo não passa de uma questão de muletas ficamos em quê...?

...ficamos q há sempre uns quantos (muitosssss) a ganhar balúrdios à conta da venda das...muletas, né?!?:->

Maite disse...

"A realidade aparece então como um equilíbrio sempre instável." - Para não cairmos nem num extremo nem noutro, teremos, inevitavelmente, de aceitar que a realidade é feita de equilibrios e desiquilibrios. Tiremos, então prazer daqueles momentos que consideramos bons e que os maus sejam vistos como momentos de aprendizagem úteis e necessários à nossa formação enquanto indivíduos e não os encaremos numa perspectiva de vitimas das circunstâncias.
Ora aí está a "normalidade científica" a tirar-nos o livre-arbítrio;) A possibilidade de escolhermos o nosso próprio destino. Se escolhemos morrer cedo, porque há-de haver alguém a dizer-nos que devemos fazer prevenção, não é? e quem tem o direito de me alertar para o facto de eu não estar correcta em relação àquele ponto? que a vida faz sentido, apesar de, às vezes, me parecer que não. Ninguém, não é?
Pois eu acho que sim, cada um de nós é responsável também pelos outros, como na história do "Principezinho".
Amok_she, sempre igual a si própria, sempre radical ;)

amok_she disse...

Maite, Maite...e nem o fui tanto como me apetecia!:->...é q me faz sempre muitas cócegas quem acha q "a vida é bela e nós e q damos cabo dela" ...beletas!, tretas! bahhhh:->

Maite disse...

Amok_she, Amok_she...reserve-se o direito de acreditar que a vida é bela...dê-lhe uma chance...bolas!
Quais "tretas" qual "carapuça".

Raquel V. disse...

university of california
Tks pelo url...


"ficamos q há sempre uns quantos (muitosssss) a ganhar balúrdios à conta da venda das...muletas"
ahhhhh... mas isso eu nem coloco em causa... Muito se ganha.

Mas o que eu "tento combater" é a noção de que com uma palmada vai tudo ao lugar... pq socialmente isso ainda tem muito peso e deixa muitas pessoas perfeitamente bloqueadas em termos de procura de apoio médico.

andorinha disse...

Portocroft,
Tens toda a razão - sou uma migrante, sou, e às vezes até me sinto estrangeira no meu próprio país. Parece que provenho duma cultura diferente e por vezes (tal como os emigrantes) tenho dificuldades de integração. A minha mentalidade e os valores que defendo dificilmente se encaixam aqui.
Mas isso fica para outra conversa.:)

lobices disse...

...deixem-se disso; consolem o Profe que ele está triste com a derrota da Taça...
:)
(mauzinho)

Rui disse...

Primeiro, os médicos não sabem, realmente não sabem. Eu compreendo: os doentes exigem-lhes que eles mostrem saber e é difícil resistir a essa forma de exibição de poder.
Segundo, tem toda a razão: a culpa é nossa se não temos um estilo de vida perfeito ("perfeição" que varia de época para época, aliás!); e se temos, a culpa é da genética. Pergunto: poderá não haver culpa, pura e simplesmente?

andorinha disse...

to Lobices,
Eu também estou, mas a vida continua.:)

amok_she disse...

Exacto, Maite...tem toda a razão, mas repare: eu aceito q me alertem, q me digam, até, q neste meu radicalismo anti-panaceias de sobrevivência estou a ser auto-destrutiva, mas...depois deixem-me ser eu a decidir, ok!?...só isso, cara...

...qt a eu ter, tb, de aceitar q (alguns) outros achem a vida bela...é claro q sim!, todos os q acham a vida bela...q fiquem com ela!:-> mas...ñ tentem impingir essa balela a quem está doente sem horizontes de melhoras e/ou cura, por exemplo!, a quem se vê atirado para o desemprego ao fim de decadas de trabalho e com limites de idade para ter direito a voltar a fazê-lo, por exemplo!, a quem se vê dependente de medicamentos e outras "virtuosidades" da medicina moderna q mais ñ fazem q meter-nos numa engrenagem de fazer lucros!

Ag repara numa coisa: sabes donde me vem esta radicalidade toda???...de olhar à minha volta!, de sentir o sofrer dos outros e não me bastar a sorte de ser saudável, de ter emprego (e de fazer o q gosto!), de não precisar de muletas - ñ fumo, ñ bebo, ñ me drogo, ñ tomo nada para dormir e menos ainda para acordar! - para olhar (e sentir intensamente!) os momentos felizes...e tb. ñ preciso de andar a cantar loas à vida bela, ao amor eterno, à humanidade q em todos nós existe (oh se existe, mas q feia está!) porque sei q tudo isso existe, mas tudo isso é fado...e futebol, já agora!:->

PortoCroft disse...

Andorinha,

Pois és.;) Prepara-te para o diagnóstico.;)))))))))))))))

amok_she disse...

«Mas o que eu "tento combater" é a noção de que com uma palmada vai tudo ao lugar...»

...no q diz respeito a doenças mentais é assim e ainda q se funciona nesta nossa sociedadezinha... depressão??? qual depressão, qual carapuça!,estás é com uma ganda dose de calanzice!...vai mas é trabalhar, arranja um trabalho (em vez de emprego!) e verás onde te vai parar a depressãozinha...(isto td misturado com uns risinhos sarcásticos!) ...e no entanto ñ deixa de ser certo q a ociosidade deprime, mas essa é das menores...

...e até nós,os mais próximos do "doente", temos por vezes dificuldades em entender certas atitudes como fazendo parte da doença, até pq muitas vezes demoramos tempo a aceitar este tipo de doença, qt mais entendê-la qd ela nos agride...

Maite disse...

Amok_she, já agora... tão preocupada que parece estar com o mundo à sua volta que está tão "feio", como contribui para que ele seja melhor?
"Better to light a candle than curse the darkness" é um dos meus lemas.

andorinha disse...

Júlio,

"Vejamos como existe hoje em dia um discurso médico que nos torna responsáveis por tudo o que de mau possa acontecer se não seguirmos o "correcto" estilo de vida"

Pois, quando os médicos se acham detentores da verdade absoluta e não têm a humildade de reconhecer que o que é verdade hoje já não o é amanhã, estamos conversados.
Essa do "correcto" estilo de vida é engraçada. O que é isso?!
É um médico ou outra pessoa qualquer que me vai dizer?

"As mulheres já não são homens imperfeitos, mas seres radicalmente diversos, inferiores por respeitáveis razões científicas."
Sob a capa da ciência quantas teorias absurdas teremos ainda que suportar?
Pois,......a vontade do Senhor foi substituída pela normalidade científica. Não sei qual será mais difícil de combater...

andorinha disse...

Portocroft,
Não tenho medo do diagnóstico. Já me diagnostiquei a mim mesma há muito tempo. :))))))))))))))))

andorinha disse...

Amok_she (6.01)

Concordo com algumas coisas que dizes mas penso que não se devem confundir as coisas.
Penso que a atitude sensata a tomar não será não ir ao médico, e não fazer prevenção; não se vai cair no extremo oposto - nem endeusar a medicina, nem pô-la pura e simplesmente de lado.
Tão prejudicial é, quanto a mim, uma atitude como outra.

Para pessoas com doenças graves do foro psiquiátrico é evidente que um ombro amigo não chega, aí será necessário recorrer mesmo a ajuda especializada. Tem é que se saber procurar a ajuda adequada, para não se cair nas mãos dos tais charlatães da medicina.

amok_she disse...

Maite disse...

Amok_she, já agora... tão preocupada que parece estar com o mundo à sua volta que está tão "feio", como contribui para que ele seja melhor?


...já cá faltava uma dessas!:->...minha cara, essa é uma pergunta retórica, ñ é?!?...pois, só pode ser!... pq a menina sabe mt bem q nem aqui é o lugar,nem eu sou gaja de andar a publicitar as minhas acções cívicas...:->

...ah!, já agora...eu, por acaso, nem tenho lemas de vida...gosto demasiado de viver para me deixar balizar por frases feitas, nem minhas qt mais...:->

PortoCroft disse...

"Better to light a candle than curse the darkness"

Maite,

Tiro-lhe o chapéu.;) Fácil é falar mal da escuridão. O difícil é escancarar um sorriso e iluminar a noite.

PortoCroft disse...

Andorinha,

Nunca se sabe. Nunca ouviste falar de dores reflexas?;)))))))))))))))

Acima, estás a analisar as citações colocadas no texto pelo Prof., não o seu próprio pensamento, moçoila. São citações que servem para sustentar o que vem a seguir. Acalma-te. O melhor ainda está para vir.;))))))))))))))))))))

Maite disse...

Andorinha acho que um ombro amigo é importantissimo, mas não só para fazer festas...isso muita vezes apenas ajuda as pessoas a vitimizarem-se mais. Claro que a ajuda especializada, como último recurso, é essencial. (e desculpe lá Professor se estou a tirar clientes aos psis ;)

Já agora como se põe bold? ensinem-me por favor (prometo que não escreverei tudo a bold ;)

amok_she disse...

As mulheres já não são homens imperfeitos, mas seres radicalmente diversos, inferiores por respeitáveis razões científicas."
Sob a capa da ciência quantas teorias absurdas teremos ainda que suportar?


...esta teoria está ultrapassada, haja deuses!...por mim apenas a li no contexto histórico q o Prof quis dar... li mal???

PortoCroft disse...

Maite,

Fácil a letra 'B' é o significante de BOLD dentro de <>espaco para texto<> (aqui antes da letra 'B' coloca /). Já está.

PortoCroft disse...

Maite = Bold simples

Maite = Itálico simples

Maite = Bold+Itálico (neste caso, repete o procedimento, colocando a letra i de itálico).

Maite disse...

Amok_she, claro que é uma pergunta de retórica, não estava à espera que publicitasse aqui as suas boas acções. Mas as boas acções e dar ânimo às pessoas e dar-lhe umas palmadas de vez em quando também é importante.

Portocroft, acho que todos contribuimos, de uma forma ou de outra :)

PortoCroft disse...

Correcção:

Maite = Assim é que é itálico simples.

andorinha disse...

Amok_she,

A vida às vezes é bela, outra vezes não, até por muitas das razões que apontas.

No meio disto tudo existem profissionais de saúde extremamente competentes, não podemos tomar a parte pelo todo.
Quanto à questão de se tomarem comprimidos para isto e comprimidos para aquilo (às vezes fica-se com a sensação de que quantos mais, melhor), reconheço que há médicos que prescrevem em catadupa. Acontece que também há pessoas, e eu conheço algumas, que saem extremamente perplexas e até desmotivadas do consultório por não trazerem a respectiva receita.
É uma mentalidade já tão enraizada de parte a parte que é dificil aceitar que as coisas possam funcionar de outra maneira.

Vou-te contar um caso que se passou comigo um dia destes: fui a uma consulta e à saída dirigi-me à recepcionista para pagar, claro, e para marcar nova consulta. Perguntou-me logo pela receita, para carimbar.
Quando eu disse que não tinha, olhou-me com tal espanto como se perguntasse - se não leva receita, para que veio à consulta?!
É esta a mentalidade reinante.:(

amok_she disse...

(Andorinha)

....é evidente q esta minha teoria é minha e mt minha! e é tb. evidente, para mim, q ñ a tento "vender" a ninguém!, aliás sou das primeiras a insurgir-me contra a auto medicação e tento sempre levar, quem me rodeia, a procurar o medico em vez de andar a tomar isto ou aquilo só pq fez bem à tia do irmão da vizinha do chefe...

...mas comigo, médicos, farmaceutcos e psis...iriram à falência!:->

PortoCroft disse...

Maite,

Claro que sim. ;)

PortoCroft disse...

Andorinha,

Tens razão, pronto. Admito que leste tudo o que havia para ler do Fernando Namora.;)

Maite disse...

obrigada Portocroft

Maite disse...

uau consegui :))))

PortoCroft disse...

Maite,

Um seu criado.;)

andorinha disse...

Amok_she (8.26)

Não, não leste mal. Claro que essa teoria está ultrapassada, teve o seu contexto histórico.
O que eu perguntei foi - quantas teorias absurdas teremos ainda que suportar, é diferente.
Ultrapassa-se uma e eles "inventam" logo outra que também provarão"cientificamente" se for do seu interesse.

amok_she disse...

Cara Maite,

pnto um - boas acções é coisa de anjinhos e anjinhas e eu disso quero milhas de distância!:->

ponto dois - é claro q o apoio afectivo é essencial e importantíssimo! para quem sofre de problemas do foro q temos vindo a falar.

ponto três - ñ se preocupe com certas bocas mais iluminadas q eu tb ñ!; assim como assim "os cães ladram e a caravana passa", sempre assim foi e sempre assim será!:->

andorinha disse...

Portocroft (8.24)

Claro que eu sei que estou a analisar as citações colocadas no texto pelo Prof., e não o seu próprio pensamento.
Mas de onde te surgiu tão estranha análise????????
Se o Júlio penssasse aquilo eu já não participava aqui no blog há muito tempo.:)))))))))))))))

PortoCroft disse...

Andorinha,

Surgiu do uso deslocado das citações.;)

Mas, como disse, acalma-te que o melhor está para vir.

Maite disse...

Amok_she, não me diga que também não acredita no "anjo da guarda"?
Mas olhe que ele existe! ;)
(acho que vou fugir...com tantos ateus, isto é uma heresia) :)))))

PortoCroft disse...

Maite, ;)

Ponto Primeiro - Quando lhe respondo, não tenciono nem permito, dar ou receber réplica de terceiros. Sobretudo dos que, desde sempre, ignoro.

Ponto Segundo - Tem toda a razão. No seguimento aliás das opiniões que expressámos ontem.;)

Ponto Terceiro - Os ateus, não comem criancinhas indefesas ao pequeno almoço. Esses são doutra seita.;)))))))))))

andorinha disse...

Portocroft(8.35)

Estás a implicar muito comigo, hoje.:)))))))))))))
Dizes - "tens razão, pronto". Devo ter, mas já não sei em quê.:)))
Os diálogos estão muito rápidos!

E claro que li Fernando Namora e muitos outros, estás a pôr em causa a minha cultura geral?:(

PortoCroft disse...

Andorinha,

Claro que não, moçoila. Estou só a brincar contigo.;)

Raquel V. disse...

Ora bolinhas... o "anjinho da guarda" dá jeito... ateu ou não ;)

Maite disse...

Portocroft, prontus assim fico mais descansada (não comem criancinhas, já é mto bom ;)
Andorinha acho melhor acabarmos com o chat, senão daqui a pouco temos aí alguém a cair-nos em cima ;)

amok_she disse...

...já ag, para o iluminado cá do pedaço - é assim!, hj estou generosa, apetece-me uma boa acção, o fds correu-me às mil maravilhas (mas ñ esperem ver-me cantar q a vida é bela!:->) - como ia dizendo em especial para o iluminado!:->... falar mal da escuridão é fácil...para quem a renega!...já os iluminados ñ falam mal dela...ofuscados q vivem pela iluminação própria nada mais são capazes de ver para lá de si mesmos... um bocadinho assim a modos como os habitantes da caverna mal se apanharam cá fora...:->

PortoCroft disse...

Maite,

Pois...Quanto ao resto não me responsabilizo.;)))))))))))))

Anónimo disse...

Com que leveza se fazem julgamentos!.....


Ana

amok_she disse...

Ponto Primeiro - Quando lhe respondo, não tenciono nem permito, dar ou receber réplica de terceiros. Sobretudo dos que, desde sempre, ignoro.


...AHAHAHAHAHAHAHAHAH...essa 'tá muita boa, ai 'tá mesmo!!!:->...então aquela do 'nem permito, (...) receber réplica de terceiros' é de morte!!!:->...como se fosse um vinhozito de terceira categoria q me impedisse de replicar o q mt bem me apetece!... ah! e a do 'ignorar'tb 'tá boa!:->...tal qual a raposa e as uvas verdes...AH! AH! AH!...ele há luzes q cegam!:->

Maite disse...

Sabe, Amok_she
Ainda a hei-de ver mudar de opinião aqui.

Maite disse...

Boa noite maralhal e Professor

PortoCroft disse...

Maite,

Boa noite. Bom descanso.;)

amok_she disse...

Maite, ñ te conhecia essa veia para pomba correio, mas...fica-te bem!:->

Raquel- "anjinho da guarda", quem é este???...se dizes q dá jeito fico curiosa...desde q ñ seja nenhum iluminado chato e sonso...:->

amok_she disse...

...ai, ai, ai, Maite!...qual é o problema em mudar-se de opinião???... depende é do assunto da opinião, né!? ...e de como se faz a gestão dos argumentos pró e contra...mas se estes forem do calibre dos q acompanharam a discussão do OUI e do NON, 'tamos feitas!!!:->

andorinha disse...

Maite (9.07)

"Andorinha acho melhor acabarmos com o chat, senão daqui a pouco temos aí alguém a cair-nos em cima:)

Eu estou a conversar normal e educadamente com as pessoas; quem quiser falar comigo, fala, quem não quiser, não fala, é tão simples quanto isso.
Acabar com a conversa porquê?
Não vejo motivo e sou eu que decido quando termino.
Continuo a não perceber porque não se pode conversar sem as coisas azedarem, mas isso deve ser devido à minha proverbial ingenuidade.:)

PortoCroft disse...

Andorinha,

E por falar em saudade
onde anda você
onde andam seus olhos que a gente não vê,
onde anda esse corpo
que me deixou louco de tanto prazer.
E por falar em beleza
onde anda a canção
que se ouvia
na noite dos bares de então,
onde a gente ficava,
onde a gente se amava,
em total solidão.
Hoje saio da noite vazia,
numa boemia sem razão de ser.
Da rotina dos bares,
que apesar dos pesares,
me trazem você.
E por falar em paixão
da razão de viver,
você bem que podia me aparecer
Nesses mesmos lugares,
na noite nos bares,
onde anda você.
E por falar em saudade
onde anda você
onde andam seus olhos que a gente não vê,
onde anda esse corpo
que me deixou louco de tanto prazer.
E por falar em beleza
onde anda a canção
que se ouvia
na noite dos bares de então,
onde a gente ficava,
onde a gente se amava,
em total solidão.
Hoje saio da noite vazia,
numa boemia sem razão de ser.
Da rotina dos bares,
que apesar dos pesares,
me trazem você.
E por falar em paixão,
da razão de viver,
você bem que podia me aparecer
Nesses mesmos lugares,
na noite nos bares, onde anda você.

PortoCroft disse...

Lord of The Number ataca de novo. ;)))

Raquel V. disse...

Raquel- "anjinho da guarda", quem é este???...se dizes q dá jeito fico curiosa...desde q ñ seja nenhum iluminado chato e sonso...:->

lol
não sei da parte de sonsos ou iluminados que já tive as minhas chatices q.b hoje ;)

Mas esta aqui acredita em "anjinho da guarda" desde miúda... tem vindo a mudar é de aspecto... já foi assim a modos que com ar de cupido e hoje em dia anda mais numa de "energia" ou algo por aí...
E ele faz-me muito jeito e vai dando um help... pq eu sou um bocadinho despistada...

andorinha disse...

Pois, a Maite já foi embora, já não me irá responder.:(
Ela é que quer decidir quando começam e terminam as conversas.
Que mania a dela!

amok_she disse...

Andorinha, acho q a Maite ñ se referia ao azedar...embora eu tb. ñ entenda pq razão algumas pessoas ñ são capazes de assumir as suas opiniões pessoalizantes e as emitem através de outros...por mim td bem pq, como já tantas vezes repeti, a única pessoa q aqui tem poder para me calar é o "dono" do blog!

No entanto acho q a Maite se referia ao facto de alguns "anónimos" já aqui terem criticado o ar de chat q isto apresenta com as respostas e contra respostas quase instantâneas...

amok_she disse...

Raquel, essa do acreditar em algo seja lá o q fôr!, por vezes acho q sim, q (me) daria jeito, mas...irrrrrra! sou descrente de todo!... q fazer?;-)

andorinha disse...

Portocroft (9.07)

Lindo o poema!
Eu ando sempre por perto e vou aparecer.:)
Noutro tempo e noutro local. ok?:)

PortoCroft disse...

;)))))

Andorinha,

Optimo. Aproveita antes que chegue o inverno.;)))))))))))))))))))))))

Raquel V. disse...

Amok... heheheh... eu sou "qs crente de todo", uma mistura de convicções, dúvidas, razões e sabe-se lá que mais... ;)





Mas tb tenho uns momentos em q a mim é que n me dava jeito nenhum acreditar em coisa alguma... Já viste a trabalheira que dá viver uma data de vidas e ainda por cima tentar ser bem comportada? ;)

andorinha disse...

Amok_she,
Também penso que a Maite não se referia ao azedar, mas se já tem havido o ar de chat outras vezes, qual é o mal deste agora?
Ela também estava no chat e se decide ir embora está no seu pleníssimo direito, não pode é dizer às outras pessoas para fazerem o mesmo, era o que faltava.

andorinha disse...

Portocroft,
Porquê? Tu hibernas no Inverno? :)))))))))))))))

PortoCroft disse...

Andorinha,

Claro, moçoila. Apenas para que a pele te seja mais macia. ;))))))))))))))))))))))))))))

amok_she disse...

ai,ai,ai...estás sensível demais,hj, rapariga!...eu ñ tenho procuração da Maite para a defender, nem ela o precisa ...verás q amanhã te dirá o mesmo q eu: ela estava apenas a ironizar com a catadupa de respostas q estavamos a trocar ao mesmo tempo e com o facto de algumas cabecinhas bem pensantes por vezes aqui largarem umas criticazitas por usarmos isto mais q o normal noutros blogs...verás!, ñ teve nada a ver contigo e tb. acho q se foi por ser a hora dela, ou outra coisa qq, sei lá...ñ leias isso como algo de pessoal...eu q estou sempre pronta a ler mil e uma coisas nas entrelinhas te juro q agora ñ li nada mais q isto q te disse...

andorinha disse...

Portocroft,
Fiquemos por aqui antes que o chat acabe mal.:)

PortoCroft disse...

;)))))))))

Andorinha,

Não há problema. Desde que o Prof. instalou aqui um fio de terra... estás a ver...;))))))))))))))))))

andorinha disse...

Amok_she,
Pode ser que tenha sido só isso e que não seja nada de pessoal. Se tiveres razão, dou a mão à palmatória, não me custa nada.
Mas como já tivemos uma "discussãozita" as duas, se calhar por isso estou mais de pé atrás...

amok_she disse...

Já viste a trabalheira que dá viver uma data de vidas e ainda por cima tentar ser bem comportada? ;)

...mas pq raio é q terás de ser bem comportada, ora essa!???...qt a "viver outras vidas", bem... nem entro por aí!...céptica como sou desatavamos à batatada e eu de inimigos,por aqui, já tenho a minha conta...depois há aquela coisa da solidariedade feminina, né!?;-),lá teria q me conter um pouco e isso ñ me agrada nada...nunca!;-)


[Andorinha, eu ñ preciso q dês a mão pra nada, rapariga!;-)...mas verás q ñ teve nada de mais, desta vez ñ teve!!!;-)]

andorinha disse...

Amok_she,
Se eu quiser dar a mão é por mim, não é por ti, rapariga.:)
Aguardemos.....

andorinha disse...

Júlio,
Agora o "Difíceis Amores" já não passa na RTPN aos domingos às 23h?
A semana passada não deram e hoje vai pelo mesmo caminho.:(
Continua a não haver respeito nenhum, nem por si nem pelos inúmeros telespectadores.
Altera-se a grelha e não se dá cavaco a ninguém.
Isto é demais

circe disse...

Ó Andorinha,
No outro domingo foi a vitória do
Benfica/SIM e hoje é a derrota do
Traité/NON : não chegam os factos?!

Ó Amok_she,
se passares pela minha casota, talvez possas julgar, sem encazinar com a Raquel, o conceito
de Anjo da Guarda sob outros prismas, rapariga!

Bem dizia o Lord que o melhor estava para vir, ganda maluco, teve
que regressar à sua obsessiva e diária posição69, que é o ID que melhor combina com a foto, não é?
LOL

Estão todos tensos, é previsível -
o tema predispõe (mas só em parte)
mas isto também é terapia de grupo... outro LOL

Agora a sério: eu pecadora me confesso - mas não estamos a conseguir comunicar com a Ana - e fui eu a mandar as primeiras bojardas!
Fui bruta, estava com os copos, quero reformular a minha opinião,
a) quantos casos de cancro deixam de ser incuráveis, quando o doente
o encara como um desafio e, aliando
a sua vontade e forças de viver à
Medicina, vencem-no e melhoram a sua qualidade de vida?
E aí é que eu frisei à Ana: se ela, mais do que especialistas ou pessoas circundantes se convence
de ter uma doença incurável, está a bloquear tanto a sua melhoria como o tratamento médico em si!
E os diagnósticos, a evolução dos
métodos de tratamento estão em contínuo aperfeiçoamento, caramba,
estejamos + abertos e - cépticos.

´Há mais doentes que doenças, ou seja, a moderna psiquiatria já trata a pessoa em causa combinando
e ensaiando vários métodos, não se ficam pela velha escola de sacar um
rótulo do calhamaço e deixar práli
num internamento simplista. E o mesmo se passa com o ambulatório.

Quero com isto dizer que todos os fundamentalismos são perigosos. P.exemplo - faço uma alimentação tradicional, mas uma vez por outra
como fast-food: não é por comer um hamburguer de longe a longe que me
vão disparar os brios e o colesterol! Enfim, espero ter explicado a minha opinião, que de facto ontem foi precipitada e tosca

E por hoje, não tenho mais tempo, mas este assunto é-me essencial, amanhã volto. Fiquem bem ;)

Raquel V. disse...

Amok_she
:) mas eu nem entraria por aí... sou mais de dizer... "olha, acredito e pronto", e fica cada um na sua que isto é como gostar do benfica ou sporting e às tantas n há conversa q resista :)

sem encazinar com a Raquel, o conceito de Anjo da Guarda sob outros prismas, rapariga!
Pois eu passei e fiquei foi a sentir-me burra pq me passou algo ao lado... :( não percebi foi se era suposto ter link...



Bonas noches :)

Maite disse...

Bom dia maralhal e Professor
Este comentário ainda a propósito do "chat" de ontem.
1º Amok_she, eu não tenho vocação para "pomba correio". O que eu escrevo é da minha inteira e exclusiva responsabilidade.
2º Andorinha, eu dirigi-me a você como o poderia ter feito a qualquer dos outros elementos do "chat" sobre o facto de não continuarmos com o chat. Como disse a Amok_she, muitas vezes, já tenho reparado que alguns anónimos ficam incomodados por isto às vezes se tornar um chat. Não era nada de pessoal contra si. Penso que ontem você estava um pouco sensível, o que é compreensivel, porque o seu clube perdeu. Aliás acho que o benfica tem dado mais tristezas do que alegrias aos seus adeptos.

amok_she disse...

Maite, menina, essa foi forte!...associar-se a derrota do glorioso (um bocado afanada, é certo,essa glória... mas enfim, as fidelidades têm destas coisas,né!? benfiquista é-o até à morte!!!:->) dizia eu: associar-se a derrota do dito com uma certa hiper sensibilidade ...é ser mázinha!:->

...qt ao pomba correio...os pombos correio nunca dizem nada de seu nas viagens por onde os enviam ...apenas são usados para "outros" transmitirem mensagens...percebeu querida?:->

...resto de dia bom para vc.s :-* ...acho q tenho a praia lixada, mas enfim...e se assim fôr já sei quem me vai aturar...:->

Maite disse...

Amok_she, afinal quem não percebeu foi você. Um bom dia para si.

andorinha disse...

Maite,

Agora tratas-me por você?!!!
Queria só rebater duas coisas que dizes.
Se os anónimos ficam incomodados pelo facto de isto às vezes se tornar um chat, problema deles, estou-me marimbando.
Como já te disse ontem, se queres sair do chat sais, não tens é o direito de dizer às outras pessoas para sairem.
Eu ontem estava sensível porque o meu clube perdeu?!
Valha-te Deus, Maite.

Maite disse...

Andorinha, isto do bold aprendi ontem, foi o que me pareceu, mas se estava enganada ainda bem que me esclareceste, prontus ;)

andorinha disse...

Maite,
Pensa só numa coisa: quantas vezes aqui já tiraste conclusões precipitadas?
Isso não te deveria levar a reflectir e a mudares certas atitudes?

andorinha disse...

Então Maite? Há perguntas que são incómodas?
Ou vais-me responder amanhã quando eu não estiver aqui?
É o que normalmente fazes.:(
Agora não está aqui mais ninguém, poderíamos conversar, mas não é isso que te interessa, pois não?
Depois não digas que estou zangada...

Maite disse...

Andorinha, respondi-te no teu blog

amok_she disse...

(eu a pensar c'os meus botões:amok!, és uma tonta! meteste-te em guerras de galinheiro, pra quê rapariga!???, nc mais aprendes, caraças!grrrr)

:->

andorinha disse...

Amok_she,
Guerras de galinheiro onde, rapariga?:)
Vês guerra em todo o lado.:)
Por mim, não há guerra nenhuma.
Estou a conversar.

amok_she disse...

eheheh, tu e a Maite têm uma "cumbersas munta giras", ai têm, têm...:->

[bem...por mim dou já por findo o chat, tu ñ sei...;-)]

dmc disse...

Citei parte deste artigo no meu blog, com um link par o original. Espero não haver problemas de direitos de autor...
E agradeço a oportunidade de publicitar o meu espacinho...