quinta-feira, maio 26, 2005

Só mentiroso?

Já sei, já sei, não cumpro a promessa de acabar com o blog:(. Serei um simples mentiroso ou um grave dependente dessa sinistra droga chamada "maralhal"?:)



"Hoje o homem não se sente um pecador, crê que é uma engrenagem, o que é tragicamente pior".

Ernesto Sabato.

Uma engrenagem inteira? Não será optimismo?:)

34 comentários:

jotakapa disse...

E quantas vezes é que decidimos fazer alguma coisa ou acabar com uma situação... e depois somos incapazes por uma qualquer razão que não compreendemos?

Bruxinha disse...

O "maralhal" não é "uma droga sinistra". Pelo contrário: é dextra... É (como muito bem sabe!)uma ponte de si para os outros e dos outros para si. A mão invisível que se dá e se aperta. O olhar invísivel que toca no seu ombro. Um outro nome para dizer "presente":)

andorinha disse...

Júlio,
Inclino-me, muito mais, para a segunda hipótese.:)
Mentiroso não acho, porque aquilo foi dito na brincadeira e por isso não pode ser considerado uma mentira.
Dependência sim, nitidamente!!!
Já não pode passar sem nós, já lhe disse isso aqui há tempos.:)
A inversa também é verdadeira, é um facto.:)
Agora chamar-nos "sinistra droga"?:((
Somos uma droga saudável, isso sim!

A frase de Ernesto Sabato dá novamente pano para mangas.
Um pecador é alguém que ainda tem consciência dos seus actos e se sente responsável por eles. Uma engrenagem limita-se a ser uma peça dum enorme puzzle - não tem emoções nem sentimentos. É a desresponsabilização do indivíduo enquanto tal com as graves consequências que daí advêm.

andorinha disse...

O que a bruxinha diz está ternurento.:)

Carlota disse...

Passo por cá muitas vezes...no entanto nunca deixei mensagem, como se gostasse de ver sem ser vista, sentido que isto é um "maralhal"...mas um maralhal que depende de si, que volta não volta abre o mail para ver se há um post novo... é engraçado perceber que afinal a dependencia se calhar é mútua, se calhar também passa por cá muitas vezes para ler os comentários...acho que isso o aproxima mais dos "comuns mortais"...mas como dizia Freud, se um charuto às vezes é só um charuto, se calhar um blog também é só um blog... um abraço virtual professor.

Anónimo disse...

Que Adorável Mentiroso!

Bruxinha disse...

Andorinha,
É porque há pessoas ternurentas como o Júlio, ou como tu, que eu, Bruxinha, posso escrever ternurentamente...
Somos também o que os outros nos fazem ser. E, como vês, nem sempre para mal:) Um beijinho da Bruxinha

andorinha disse...

Oh Bruxinha!
Agora conseguiste mesmo comover-me.:)
Houvesse mais bruxinhas como tu...
Um beijinho grande

PortoCroft disse...

Caro Prof. m8,

Trata-se duma interdependência saudável. O maralhal gosta de si e o Prof., sentindo isso, também já ganhou alguma afeição ao maralhal e procura corresponder.

É esse sentir-se, embora sabendo-se influente e decisivo, peça da engrenagem, que o maralhal mais admira em si.

Pela parte que me toca, é bom tê-lo como ídolo. Na certeza de que não tem pés de barro.

(Se até se sujeita a cair do escadote (alias de escada) no Castelo da Póvoa do Lanhoso.);)

Bruxinha disse...

Andorinha,
Como sou Bruxinha, posso adivinhar que te mandaram um e-mail mesmo agora. Ternura gera ternura:)
Grande beijinho

andorinha disse...

Bruxinha,

Acertaste em cheio!
E é como dizes - ternura gera ternura.:)
Beijinho grande

amok_she disse...

O pecador é alguém que transgride e para transgredir há q fazer parte de algo, nem q seja algo estupidamente regulamentador...fazer parte duma engrenagem é pior, pois é sinal de q se foi banido...e ser banido é mais trágico q ser pecador...

...é claro q há sempre quem,ñ se integrando bem em rebanhos, prefira de longe o pecado... é, pelo menos mais saudável mentalmente ...preserva(nos) da engrenagem...:->

Nortada disse...

Aposto que o Júlio já pensou que se calhar a maralhada vem aqui por ser quem é.Ou seja desafio-o a criar um blog com outro nome e vai ver que surgirão outros comentadores bem mais interessantes e genuínos.

Abraço :)

Elsa disse...

Ficamos dependentes das coisas mais estranhas, já o deveria saber.
O carinho que aqui recebe de todos aqueles que de uma forma ou de outra o deixam expresso, comove-o. E aquilo que nos aquece o coração não é assim tão fácil de deixar, não é verdade!

***

Anónimo disse...

É mais uma magia, a manhã a nascer,Sintam-na. Júlio, sabe perfeitamente quão difícil ( e por vezes contraproducente) fazer o desmame de qualquer dependência: nada de ameaças, quer ver o povo na ressaca? Ai, Ai, a deformação profissional a espreitar, antes e acima de psi, lida com dependências: não (se) nos abandone,
ai ai,quer ver o povo amotinado à sua porta, é? Se um dia precisar de
mentir, faça-o com estilo !
E não me esqueça ,
Que eu não o esqueço!

Uma
simplesmente Maria

Anónimo disse...

Sinistra?????
Não será optimismo,
talvez realismo!



Se somos ilhas, juntemo-nos num arquipélago. Para que não andemos à deriva, cada um para o seu lado:(

Precisamos uns dos outros.
PRECISO DE SI.

Uma simplesmente Maria

Raquel V. disse...

Seria interessante ver o assunto debatido pelo professor mais longamente... ou está fora do âmbito das conversas possíveis... Porque é um assunto de "hoje"... e "visto de um ponto de vista" mais clínico seria muito... importante...
porque não...?

jotakapa disse...

O pecado é opcional, a engrenagem é a rotina a que não se pode fugir.

Fugir é um sonho... fugir desse mecanismo que nos reduz a uma monotonia da máquina que fazemos parte! Nem que para isso se tenha de cometer um "pecado"!

Falta saber o que é um "pecado"!
Será apenas aquilo que nos permite fugir da engrenagem?

Anónimo disse...

AGRADECIMENTOS
Agradecemos ao povo francês o “NÃO”, porque isso irá significar o fim da dependência de Portugal em relação à França. Os nossos Cavalos de Tróia (Soares & Companhia) tudo vizeram para entregar a Pátria aos Colaboracionistas.
Acabaram-se as Fronteiras Abertas aos Pretos, Muçulmanos, Chineses e Ciganos!
Cada um com o seu país!
Viva a Revolução dos Cravos Pretos
Viva o Comandante Zé Preto

www.blocomeio.blogspot.com

Anónimo disse...

RECORDANDO
"O senhor Paulo Asqueroso ordenou ao Franguinho nº 1 que manipulasse o seu pénis, ao mesmo tempo que ele manipulava o pénis do Franguinho. Quando o seu pénis estava erecto, introduziu-o na boca do Franguinho, aí o tendo friccionado. De seguida introduziu o pénis erecto no ânus do menor aí o tendo friccionado até ejacular".
Toda a Verdade na sua R.I.A.P.A.

Tão só, um pai disse...

Júlio, mas onde foi essa promessa "proferida"?

lobices disse...

...antes de mais, o meu habitual BOM DIA a todo o Maralhal!...
...hoje tá a chover; não sei porquê; não estava previsto, mas enfim sabe-se lá as razões que o s.pedro tem para abrir as portas e deixar vir cá para baixo as lágrimas do seu penar!... (pôrra que tétrico!...)
...bem, amigo Profe:
...quanto ao tema, eu "proclamo" a inocência de quem "aqui" se diz "mentiroso" quando afirma fechar blogs e quejandos e depois não cumpre!...
...não cumpre porque tal acto é de dificil execução...
...o "bichinho" já se instalou e, pior que um vírus, não tem cura(ter, tem... mas...hummm)
..."iniciei-me" em maio de 2000 e nunca mais perdi o vício; foi muito mais fácil deixar de fumar de um dia para o outro e já lá vão 17 anos sem tabaco!...
...começa-se pelos chsts, depois passamos para os fóruns, depois para as homepages e quando surgiu a "praga" dos blogs, tshh, num digo nada... foi de uma aderência total...
...é interessante visitar as estatísticas dos blogratings e dos sitemetters e essas coisas assim para se ter uma ideia do que é o mundo dos blogs
...quem ainda não visitou por exemplo o site do blogshares ficará abismado com a quantidade de informação contida sobre um determinado blog; estamos completamente nús perante a web global... é só ver; interessante ver o "valor" de cada blog pelo share de visitas, pela quantidade de links que tem e pela quantidade de vezes que está linkado... é um mundo incrível... vale a pena uma visita por esse mundo dos shares e dos ratings...
...
...por outro lado, a droga "maralhal" (creio) surgiu com o Murcon; foi ele a introduzir tal termo referindo-se à malta dos comentadores; na verdade, somos uma droga que depende da droga do outro; andamos numa interdependência globalizada e não vejo capacidade dos Psis para resolverem este problema LOL
...
...quanto à citação sobre a questão do pecado: não sei não mas eu penso que não sou um pecador e creio bem fazer parte duma engrenagem (não inteira) para universal... mas não a acho trágica, nem pessimista nem tão pouco o seu contrário, optimista; creio que num universo tão vasto quiçá infinito nada mais somos que simples marionetas a cumprir uma missão; a pôrra toda é que não sabemos qual é essa missão!...
...ou será que sabemos e não a queremos assumir?...
...tá na hora do meu passeio pedestre, mas tá chover... ainda vou decidir; isto de podermos decidir, é bom, não é?... Mas que grande chatice só podemos decidir sobre coisas tão simples...
...e
...quando decidimos ou fazemos escolhas sobre coisas tremendas, de alto gabarito, nunca pensámos que não estamos a mudar apenas o nosso próprio mundo mas sim e completamente, o universo que nos rodeia!...
...até mais logo

amok_she disse...

...é pá, JK q lufada de ar fresco!:-)...há alturas q me parece estar nos pastéis de belém, tal a quantidade de lambuzice q por aqui anda...:->

...bem, ñ há q saber o q é "o pecado"...o pecado é o q cada um quiser!;-)...cada um quer dizer, cada uma das ovelhas do rebanho... olha por exemplo: desperdiçar este espaço com "pasteís de belém" é um pecado,pá... mas,ñ tarda mt e isto fica feito numa engrenagem do caraças, verás...:->

...bom fim de samana, gentes!!!...q me vou pró Cartaxo!:->

amok_she disse...

ah,já ag...obrigada Lobo!,tenho reparado q te tens deixado de bolds desnecessários... assim já tevou lendo...kisssssss ;-)

lobices disse...

...to amok:
...eu só escrevo em bold quando estou para aí virado!...
...mas se só assim me lês é porque tens boa visão, porque eu preciso de umas boas dioptrias para ler o que aqui escrevo (só que não parece)
...e
...bom Cartaxo
...aqui, chove imenso

jotakapa disse...

amok_she, é verdade que pecado é o que quisermos!
Embora para uma maioria (nada silenciosa) seja aquilo que os outros querem que a gente pense que é! Acho que é mais isso que outra coisa! Pecado é o que os outros fazem, e nós não gostamos (que eles façam)!

A menos que tenhamos conseguido começar a pensar que mais vale o quentinho do Inferno do que ficar a tocar harpa numa qualquer núvem do céu! Aí, que se dane lá o pecado mau, e somos assumidamente pecador com vontade de viver a vida! :)

Mitsou disse...

Subscrevo em absoluto as palavras do jotakapa :)
Bom fim-de-semana para todos.

du disse...

Não sei quando fez essa promessa mas espero q não a cumpra. Foi o primeiro blog q comecei a visitar e espero continuar. Quanto à presente citação de Sabato e às anteriores, já me está a roer o bichinho e já ando à procura do livro. Neste blog aprendem-se sempre umas coisas interessantes...
Continue por favor que o "maralhal" agradece!!

Tão só, um pai disse...

... por falar em mentirosos e em peças de engrenagem, ele há com cada inteligência que me deixa boquiaberto. Já nem me lembrava que, tal como o resto do nosso povo, costumo ir ao supermercado e à mercearia. Estarei educado para tal?

Mais, aqui:

http://causa-nossa.blogspot.com/2005/05/educao-financeira.html

PortoCroft disse...

Caro Prof. m8,

Com a devida vénia...

Aqui diante de mim,
Eu, pecador, me confesso
De ser assim como sou.
Me confesso o bom e o mau
Que vão ao leme da nau
Nesta deriva em que vou.

Me confesso
Possesso
Das virtudes teologais,
Que são três,

E dos pecados mortais,
Que são sete,
Quando a terra não repete
Que são mais.

Me confesso
O dono das minhas horas
O dos facadas cegas e raivosas,
E o das ternuras lúcidas e mansas.

E de ser de qualquer modo
Andanças
Do mesmo todo.

Me confesso de ser charco
E luar de charco, à mistura.
De ser a corda do arco
Que atira setas acima
E abaixo da minha altura.

Me confesso de ser tudo
Que possa nascer em mim.
De ter raízes no chão
Desta minha condição.
Me confesso de Abel e de Caim.

Me confesso de ser Homem.
De ser um anjo caído
Do tal céu que Deus governa;
De ser um monstro saído
Do buraco mais fundo da caverna.

Me confesso de ser eu.
Eu, tal e qual como vim
Para dizer que sou eu
Aqui, diante de mim!

Miguel Torga (in Livro de Horas)

Agoa vou 'veber' uma 'Stella' que hoje está aqui um calor Portucalense.;)

Tão só, um pai disse...

Stella Artois? Coisa belga. Bebe-se bem a primeira. Tem corpo para o resto do dia. A segunda, já enjoa, tem um travo muito doce. Há que mudar para a Trapiste.

PortoCroft disse...

tsup,

Acho que não há aqui há venda. Se encontrar hei-de experimentar.

(Já há outro 'post' no blogue, maralhal)

jb disse...

bebam chimay,não se vão arrepender jb

PortoCroft disse...

jb,

Também nunca bebi. Mas, não é a primeira pessoa a referir-se a ela. E aos queijos... ;))))