sexta-feira, novembro 24, 2006

E o Carteiro de Pablo Neruda, e, e, e...:(.

Óbito: actor francês Philippe Noiret

O actor francês Philippe Noiret faleceu ontem vítima de cancro, informou o seu agente.

Nascido em Lille em 1930, o actor era um dos mais conhecidos do cinema francês, em especial devido ao filme ‘Cinema Paraíso’.

18 comentários:

lobices disse...

...na verdade, um grande actor
...

Aspásia disse...

ADEUS, PHILIPPE NOIRET.

DEIXAS-ME MUITA SAUDADE.

O Legado de Alfredo a Totó... e a todos nós.

Aspásia disse...

Uma Vida dedicada ao Cinema e ao Teatro. Parabéns, Philippe.

ariana luna disse...

Actor sublime.
Dois dos filmes da minha vida.

Bajoulo disse...

Abaixo a Filarmónica de Berlim a cantar "Let it Snow" !
"O "Jingóbele, Jingóbele, Tlim-Tlim, é do povo"


www.riapa.pt.to

thorazine disse...

Sei que O carteiro de pablo neruda era um dos filmes preferidos do meu pai. Eu, por acaso (ou não) nunca o vi..mas lembro-me de adormecer no colo dele enquanto ele fazia horas para a transmissão na rtp2..

Ameninadalua disse...

Thora

"nunca o vi..mas lembro-me de adormecer no colo dele enquanto ele fazia horas para a transmissão na rtp2.."


Bela maneira de se aperceber da importância e interesse do filme; para o seu pai que em expectativa o tinha ao colo e para si que se aproveitava do mimo...:)

Julio Machado Vaz disse...

Thora,
Aí está uma recordação a "encaixilhar":).

Julio Machado Vaz disse...

Thora,
Aí está uma recordação a "encaixilhar":).

Rosario Andrade disse...

... o Alfredo!... Doce. No embalo da música de Morricone. Para sempre.
Bjicos

PAH, nã sei! disse...

Boa noite...

Qualquer morte é de lamentar... mas algumas "deixam" marcas de vida suficientemente grandes para não deixar esquecer a vida.

Mas, querendo afastar-me (conscientemente) do tema,

THORA,

fizeste-me recordar o doce colo do meu pai, em situações parecidas... já para não falar nas HORAS que o desgraçado do homem passava, pacientemente, sentado no sofá, comigo a fazer-lhe "penteados" :)) coitado... penso que a sua "calvície" começou nessa altura :))
Recordações "encaixilhadas" (tal como o professor disse) cá dentro... no coração, alma, ou seja onde for... momentos simples e magníficos!!
Como algumas vidas!!!

andorinha disse...

Boa noite.

Subscrevo o que diz o Lobices, um grande actor e belos filmes.

Thora,
Gostei da recordação encaixilhada.
Vê se a "encaixilhas" bem:)

marialascas disse...

Professor, vi o filme Cinema Paraíso várias vezes, a primeira a conselho de um conhecido seu Dr F.A.G.
Visto agora é um autêntico Vintage!

alquimista disse...

Boa noite

Philippe Noiret juntar-se-à a Jean Gabin, Yves Montand, Lino Ventura... Mas ficamos ainda com Michel Piccoli, Jean-Pierre Léaud, Gerard Depardieu...

E quando falamos de cinema francês lembro-me de Jean Renoir (La Régle du Jeu), Claude Chabrol (La femme Infideli) , François Truffaut (Le bon suavage), Jean-Luc Godard (Vivre sa vie), Robert Bresson (Quatre nuits d'un reveur; Une femme douce), e que mais...realizadores que me ajudaram a crescer voltado para o lado belo das coisas.

alquimista disse...

errata: Le bon sauvage

Pamina disse...

Boa noite.

Li que andava em tournée com a peça "Love Letters". Que bom para ele, e para o público, apesar da doença, ter conseguido trabalhar quase até ao fim.
Muitos dos seus filmes ficarão na história do cinema e os dois talvez mais conhecidos dentro do coração de muita gente.

CêTê disse...

(É uma sensação de hiato sentirmos nos outros-de quem gostamos- a perda profunda de coisa que desconhecemos o valor) ;/

thorazine disse...

;))
Há recordações que nem de caixilho precisam.. :)


Vejam a cumplicidade: http://www.youtube.com/watch?v=fpZFfzDg5nQ

Sei que é um animal de cativeiro..e que só por isso não deve ser dos mais felizes. Mas é fantástico a ligação com um ser humano para o animal fazer isto..