terça-feira, novembro 07, 2006

Tributo a Roy Orbison.

NÃO VÁ O CORAÇÃO TECÊ-LAS…

Bruce,

Escrevo-te “just in case”. Vim dar um beijo à velhota – queixava-se de não me ver há muito tempo – e não resisti a uma tarde com os aeromodelos. Imagino o teu sorriso, coisas de putos, não é? Passei grande parte da vida em aviões e sem ponta de prazer, quando a porta se fechava o destino do velho Otis fazia-me chamar a hospedeira e emborcar rapidamente o primeiro whisky de uma longa série terapêutica. Ah, mas estes são diferentes, é fascinante premir um botão e vê-los revolutear, pássaros que brincam uma última vez antes de partir rumo ao sul. Quando aterram, gingam sobre a relva como marinheiros saudosos de mar, gosto de os trazer até mim e pegar-lhes devagar, acaricio-os como aos cachorrinhos da minha infância. A nossa cabeça é engraçada - aqui estou eu a falar do princípio e preocupado com o fim, a máquina lançou o primeiro aviso. Um senhor apertão no peito, como um torno, o médico rosnou qualquer coisa acerca de provável isquemia, deve estar por aí a chegar a ambulância para me levar ao hospital, conheces o paleio dos queridos doutores, “mera precaução”.
Talvez, mas não é o meu palpite. E seria injusto partir sem dizer obrigado, sei que nunca o fiz, embora tenhas tido a amabilidade de não tomar conhecimento oficial do facto. Durante muitos anos sobrevivi à custa de um orgulho feroz, agressivo, quanto mais baixo descia de mais alto olhava as pessoas, e nestes últimos tempos, quando quis soltar a ternura, descobri que era tarde - as palavras não saíam e eu refugiava-me em frases como “eles sabem” ou “entre nós essas coisas são desnecessárias”.Cortinas de fumo para esconder pontes levadiças que já não sabia baixar… A gratidão é um sentimento estranho, o rancor segue-o a curta distância, ansioso por liquidar a imagem dos credores, suspiro de alívio, “estamos quites”.
Enternece-me poder garantir que tal nunca se verificou no que te diz respeito. Quando me deste a mão no Hall of Fame e depois na Califórnia, a dúvida nem sequer surgiu - acreditei que o fazias por amizade. Talvez esse físico de camionista tenha ajudado, joga mal com hipocrisias, lembro-me de um dos roadies – não direi o nome – afirmar que a alcunha de Boss te calhava às mil maravilhas, só era necessário um sindicato para proteger os que contigo trabalham. Disse-o furioso, mas ao ver-me soltou uma gargalhada e admitiu que não lhe apetecia trabalhar para outro patrão. Sabes bem como esses dois espectáculos mudaram a minha vida, e não estou a falar só do aspecto material, foi bom ver o George de novo - sempre avaro de palavras, tímido, balançando-se à minha frente, hipnotizado pelas biqueiras dos sapatos, qualquer coisa acerca de uma ideia que tivera e da qual falara a Bob e Tom. Se eu estivesse interessado e não interpretasse mal o convite… Dos quatro Beatles, George foi sempre o meu favorito, costumava assistir à minha parte do espectáculo nos bastidores, noite após noite, antes de me crivar de perguntas sobre o sucesso, como lidar com ele, o penúltimo acorde daquela canção, a razão dos óculos escuros, que considerava uma descoberta genial da minha parte destinada a construir uma imagem misteriosa. Ele era um perfeccionista, o seu talento cheirava a suor, ia até ao fim das coisas com uma teimosia pacífica. Não me surpreendeu que depois de todo aquele barulho se virasse para dentro e partisse em busca de Deus. Quando O encontrar, os ensaios lá em cima serão mais obsessivos, com a perfeição promovida a mero ponto de partida.
Naquela noite, tu e eu tocando juntos, vinte anos da minha vida atravessaram a sala com o brilho desses laser que vocês tanto usam. Lembras-te da frase de Tyrone Power sobre James Dean? – “Teve sorte, morreu sem conhecer a decadência”. Cruel, mas verdadeiro. Bruce…, não podes imaginar! Os clubes cada vez mais rascas, camarins minúsculos que fediam, patrões arrogantes, nunca perdendo a oportunidade e lembrar que me estavam a dar uma chance, o velho Roy já não enchia salas como em 63 ou 64. O barulho distraído dos copos, risos, horríveis por nem sequer maldosos, a completa indiferença pelas canções novas que ninguém queria gravar. Gente de meia-idade exigindo Pretty Woman para recuperar o fascínio de bailes longínquos, cinturas estreitas, cabelos fartos, promessas ao fim da noite, “amanhã telefono…” Hotéis de estrelas raras e pouco brilhantes, anúncios intermitentes pela janela, muito álcool, toneladas de recordações.
Sabes, nunca fui um rocker na verdadeira acepção da palavra e os primeiros tempos foram difíceis, as baladas na gaveta e esta voz lamentosa a tentar desesperadamente imitar Elvis. Como lhe invejei os quadris saltitantes que a TV considerava obscenos! Em 1956 já estava arrependido de ter deixado a Universidade e a gravidez de Claudette não melhorou as coisas, a grande dúvida residia em que papel falharia mais miseravelmente, cantor ou pai de família. Valeu-me o Phil, fez de Claudette o lado B de All I Have To do Is Dream, durante quatro anos escrevi para outros o que a editora não considerava adequado para mim, os desígnios dos senhores do vinil são realmente imperscrutáveis. Quando em 1960 me permitiram gravar Only The Lonely, senti que o futuro dependia daquele single, a porta já estava entreaberta e o pontapé armado. Lixei-os. Naquele tempo havia espaço para baladas, Elvis perdera o fôlego e os velhos rockers eram respeitáveis mas não imperialistas. Foram quatro anos bons e não deixa de ser engraçado ter sido eu a apadrinhar na estrada os meus coveiros. Não fui apanhado de surpresa, a primeira vez que os vi, numa qualquer cidadezita inglesa, dei-me conta de que eram especiais e arrasariam tudo o resto, os putos tinham encontrado os sacerdotes de fúria e candura.
Os Beatles foram os mestres dos equilíbrios impossíveis entre duas gerações e- como eu! – muitos outros passaram a viver no arame. É verdade que nunca fui um tipo alegre, os óculos escuros pareciam-me filhos legítimos dos neurónios, mas há pessoas abençoadas que nos fazem explodir o riso e enternecer o olhar. Claudette aceitava a minha melancolia, mas nunca se rendeu a ela, metia-me a vida pela boca abaixo à força, não existem piores tiranos do que os amados. “Roy”, dizia ela, “a depressão pertence ao palco – e ainda bem! -, alimenta-nos a conta bancária, mas eu e os miúdos queremos fazer um piquenique com relva, sol e formigas, vais ter de dar o braço a torcer e admitir que somos felizes”. E éramos.
Quando teve o acidente tudo se desmoronou, a força vinha dela, costumava chamar ao declínio “esta fase mazita por que estamos a passar”. Em 68 os miúdos morreram no incêndio e o meu primeiro pensamento foi “se ela estivesse aqui nada disto teria acontecido”. Sabes tu, os filhos chegam em vantagem, são nossos, foram desejados – às vezes! -, parecem-se connosco na opinião das avós, toda a sociedade vela para que sintamos bem como seria desnaturado não os amar. São paixões inevitáveis, pequenos favoritismos não alteram a placidez do quadro familiar, até quando os punimos o fazemos para seu bem, o amor parental aspira à condição de instinto. Mas uma mulher… Tanta gente por aí, escolher e ser escolhido, razões bem pouco respeitáveis, um riso, o ajeitar do cabelo, silêncios consonantes, a descoberta surpresa de pequenos-almoços sem relógio, uma forma diversa de nos rezar o desejo ao ouvido. Um amor divinamente livre, casual, a necessitar de paciência mas sem nunca se esgotar nela, duas pessoas na corda bamba, recusando a rede dos laços sanguíneos, um amanhã de cada vez. Perdoa a palavra megalómana, mas foram dez anos de felicidade, quando olho à minha volta chego a pensar que perdi mulher e dois filhos e mesmo assim fui um privilegiado.
Também agora, dor e ambulância chegam juntas, e contudo esperaram o tempo necessário. Desculpa os gatafunhos, creio ter escrito em contagem decrescente, ainda bem que não sou canhoto, o braço esquerdo aderiu à revolta do peito. Se acontecer o que pressinto, agradece aos outros por mim, sobretudo pelo prazer imenso de nos reunirmos de novo em palco, holofotes pesados e sorrisos cúmplices, o pivete dos charros de Bob, a voz cambaleante de George. Tomem conta de vocês e não fiquem tristes, no Céu ou no Inferno Claudette espera, cabelo curto e Harley-Davidson impaciente, vai-me obrigar a desistir para sempre dos óculos escuros. E seja qual for a estrada, vou percorrê-la de cara ao vento e olhos nus, mesmo próximos de mais. Um do outro e dos dela…

64 comentários:

MJ disse...

Xiii, Professor! Não pode postar isto em capítulos?
Queria tanto ler mas estou tão cansada :-(
Vou tentar amanhã.
Boa noite
Fique bem *

Olhar disse...

Fica excelente quando dá assim espaço às palavras Professor.

Obrigado pela partilha:)

Fora-de-Lei disse...

As duas primeiras opiniões:

- mj: ingenuamente sincera
- olhar: palavras da tanga

Terceira opinião:

- Fora-de-Lei: o Professor que me perdoe, mas não estou mesmo com paxorra para ler !

Sousa disse...

OLhe, patrãozinho, por falar no diabo... não se esqueça da dieta e da medicação- pronto ok o sr. é forte como um...- mas se a mim me manda tomar a porcaria da aspirina porque não a toma o sr. também?
Ainda aparece a menina sem aviso e dá consigo a metade!

Vá lá, vá lá. "BÁ buscar"

MJ disse...

Fora-da-lei:
Mas eu sou sempre assim... :-( ingenuamente sincera...
E tu foste humoristicamente directo :-)

Abraço

MJ disse...

Professsor:
Estava eu refastelada no meu sofá a descansar o corpo e a mente quando, como que por magia, fez-se luz! Não! Não foi nenhuma Aparição... Foi uma ideia bri-lhan-te! Quando tiver assim posts tão grandes não os escreva. Leia-os cá prá gente. Ficamos com as suas palavras e com a sua voz.
Não dá para fazer isso?! Claro que dá! Pergunte ao Noise.

Vá lá... Pense nisso

Um beijinho (Não se despede assim na Nova Gente? Então...)

Aspásia disse...

OH PROF...

ESTOU COM A MJ... E ENTÃO A MIM ATÉ ME GASTA O LEITOR DE ECRAN "JAWS", POIS CLARO QUE EU NÃO POSSO LER POSTS TÃO GRANDES EM DIRECTO...

VOTO NA IDEIA DOS CAPÍTULOS... EMBORA JÁ CONHEÇA O TEXTO, MAS NÃO TENHO OS LIVROS AQUI, PARECE QUE FOI NO DOMINGOS, SÁBADOS E OUTROS DIAS...

BOA NOITE A TODOS

P.S. - NÃO PUDE DE TODO IR BUSCAR A FOTO DO ZÉ GABRIEL... MAS NÃO ESTÁ ESQUECIDO...

PAH, nã sei! disse...

Terrivelmente triste...
Amanhã, talvez melhor, lerei...

Beijis para todos talvez

Professor... (desculpe a passagem rápida...)

Fell me(na) disse...

Que post extenso a drenar-se para as margens :))

Aspásia disse...

OH SANTA MJ!!!!

EU DESSAS MANÊRAS... SE O PROF. LESSE ESTAS PEROLAZINHAS EM VOZ ALTA... ERA PARA MIM O PARAÍSO!!!
A VOZ SUAVE QUENTE E SENSUAL DO BOSS... EM VEZ DA VOZ ME-CÂ-NI-CA DO MEU LEITOR DE ECRAN? QUE É UM SANTO, COITADO, MAS NÃO PODE FAZER MILAGRES...

POIS EU TB. TENHO SOM GRAVADO POR MIM NOS MEUS BLOGS... É SÓ GRAVAR PARA UM GRAVADORZITO MP3 E ÓSPOIS COPIAR PARA O PC...

RAPARIGA TU ÉS CÁ DE UMA ESPERTEZA... ORA ASI ME GUSTA... ESPERTA, ENGENHOSA, SEM PAPAS (NEM BISPOS) NA LÍNGUA E SEM MAQUILHAGEM NA FACHA!

O QUE É NATURAL É BOM...

BOM SONINHO PA TI, A GIGI E A LICAS (AS MENTES PERVERSAS JÁ ESTÃO IMAGINANDO COISAS... MAS CLARO QUE TU NÃO TE RALAS NADA... ÉS COM´AMIM...)

A DOMANI

BACI ;))

MJ disse...

This is my funny and dear Aspásia!:-)

Aspásia disse...

PAH

ENTÃO QU É LÁ ISSO PEQUENA?...

ISSO É MAS É SONINHO...

OU ENTÃO PORQUE NÃO VAIS AO MEU JARDIM E OUVES UMA LIÇÃO DO TONECAS??? DAS PRÁTICAS DE PREFERÊNCIA...

TALVEZ A LIÇÃO DE ANATOMIA... LEMRAS-TE DE ONDE ELE TINHA METIDO O....... PERÓNIO???

ANIMA-TE MUJER!!!
AMANHÃ ESTÁS COMO NOVA "GENTE"... VAIS VER!!!

JINHOS

MJ disse...

Professor, dê lá um ar da sua graça e diga qualquer coisita à gente. Está tudo a precisar de um miminho seu... vá lá :-)

Aspásia disse...

MJ

VOU AO TEU CANTO POR CAUSA DA CARLOTA JOAQUINA.

ATÉ JÁ

Aspásia disse...

MJ

Ó PEQUENA... A ESTAS HORAS O PROF. JÁ ESTÁ EM VALES DE EDREDON... A SONHAR COM A MARIA!!!!

E EU TAMBÉM TENHO QUE IR A OUTRAS TAREFITAS...

BOA NOITE PARA TODOS... E BONS SONHOS... NA ESCURIDÃO, CLARO...

;))

andorinha disse...

Boa noite.

Mais um belíssimo "testamento".:)
E sobre Roy Orbison um dos ídolos da minha adolescência.
Li-o há dois dias no livro e reli-o agora aqui e a sensação foi a mesma, é daquelas leituras que se fazem sempre com prazer.

E isto é verdade, não é só publicidade. Looooooooooool

2...quanto mais baixo descia de mais alto olhava as pessoas, e nestes últimos tempos, quando quis soltar a ternura, descobri que era tarde - as palavras não saíam (...) Cortinas de fumo para esconder pontes levadiças que já não sabia baixar..."
Belo e triste ao mesmo tempo.
E deve-nos fazer pensar.
Quanto mais não fosse, obrigada por isso, Júlio:)

andorinha disse...

Fora de lei(10.27)

O teu comentário só vem confirmar que se perdeu o salutar hábito da leitura.:(

E explica-me só por que razão a sinceridade é ingénua, não percebi.:)))

Pamina disse...

Boa noite.

Eu confesso que também não conhecia este, portanto, ainda bem, para mim, que de vez em quando alguns textos mais antigos apareçam aqui.
Embora tenha gostado menos do que o dedicado ao Ferré (mas esse é mesmo muito especial), gostei bastante desta última carta imaginária, onde estão muito bem "metidos" o percurso do R.O. e vários aspectos da sua vida pessoal (até o hobby), mas não de um modo forçado, só para debitar acontecimentos. Acho que se nota uma grande compreensão e carinho pelo cantor. Mas o texto é "mais" do que isto: às vezes, os "eus" fundem-se e poderemos perguntar-nos quem faz realmente certas considerações, por ex., sobre a expressão da amizade, o sentimento paternal, a relação conjugal...
E agora toca a ouvir o Crying, para recordar (ou outra que prefiram)!:)

Julio Machado Vaz disse...

mj,
Estou a ver as eleições americanas. Lá se vão umas horas de sono:(. Boa noite para vocês, maralhal:).

noiseformind disse...

Porcaria da CNN, dá os democratas a dois tons de azul ; (((((((((((( para já os Reps só ganharam no Connecticut... waiting... waitint... waiting... para ver se há mudanças na sede do Império!

noiseformind disse...

Mas para já vão com dois senadores de vantagem. Imagino os gajos Amanhã a gritarem no modelo luso: NEM MAIS UM SOLDADO PARA O IRAQUE!!! ; ))))))))))

Ameninadalua disse...

Bom dia

Noise:))

É verdade: NEM MAIS UM SOLDADO PARA O IRAQUE:)))))

Grande vitória dos democratas nas camaras do Senado nos EUA...

Já estava a ficar com "trauma":))

Por coincidência eu estava nos Estados Unidos nas vésperas das duas ultimas eleições americanas em que ganharam os republicanos, concretamente durante as duas eleições do presidente Busch... mas desta vez não estava:)))

Nunca mais lá vou durante as eleições...:))))

Fora-de-Lei disse...

andorinha 11:48 PM

"O teu comentário só vem confirmar que se perdeu o salutar hábito da leitura."

Mas quem te disse isso ?! Por acaso, eu até sou daqueles que lê a Bola todos os dias... ;-))


"E explica-me só por que razão a sinceridade é ingénua, não percebi."

Então um dia destes faço-te um desenho ingenuamente sincero. Ok ?!

noiseformind disse...

Malta,
É hora de ir para a caminha. Neste momento faltam dois estados que estão quase empatadados, Virginia e Montana. Em ambos o candidato democrata vai à frente com cerca de 90% dos votos apurados e se ambos forem ganhos pelos democratas serão totalizados os 6 estados que separavam os democratas do controlo do Senado. Como bom murcónico que sou acho que isto merece uma festa. Pq n organizarmos um grande Jantar da Tomada do Senado Americano no Tapas e Papas esta Sexta-Feira????? Se houver interessados suficientes, faz-se a coisa ; ))))))))))) looooooooooooooooooooooooooool

noiseformind disse...

A VIRGÍNIA ESTÁ NO PAPO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! (já só falta o Montana...)

Fora-de-Lei disse...

Na terra do Tio Sam há que mudar qualquer coisa para que tudo fique sempre na mesma.

E aqui em Portugal, para lá caminhamos. Depois, há quem tem a lata de chamar a isso "alternância democrática".

Alternância democrática ? Mas qual alternância democrática ? Sinceramente, se vamos por aí então prefiro o 'alterne' na verdadeira acepção da palavra...

noiseformind disse...

E já agora, a confirmação de algo que eu sabia à muito. Se ganharem no Montana, os Democratas vão ganhar com o voto feminino, dado que os homens votaram maioritariamente nos republicanos.

Mais uma estafada confirmação da superioridade do intelecto das mulheres em relação aos homens. Abençoadas sejam ; )))))

noiseformind disse...

FDL,
Desculpa(Isto do sono torna-me demasiado educado, desculpa-me) mas acho que isso n é tão linear. Os anos Clinton foram de imenso progresso, alteração de política energética, apaziguação de conflitos, a primeira vez que os EUA tiveram um superavit nas contas públicas e petróleo barato com crescimento apreciável das outras tecnologias de produção de electricidade. Os anos Bush bem... mais vale confirmares pelo Daily Show ; )))))))))))))))

noiseformind disse...

E ESTÁ CONFIRMADO!!!!!!!!!!!!!!!!!! COM CERCA DE 3.000 VOTOS POR APURAR NO MONTANA TESTER LEVA 5300 VOTOS DE VANTAGEM SOBRE BURNS E ROUBA-LHE O LUGAR NO SENADO, BEM COMO OS DEMOCRATAS ROUBAM AOS REPUBLICANOS A MAIORIA DO SENADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

noiseformind disse...

"a razão dos óculos escuros, que considerava uma descoberta genial da minha parte destinada a construir uma imagem misteriosa. Ele era um perfeccionista, o seu talento cheirava a suor, ia até ao fim das coisas com uma teimosia pacífica. Não me surpreendeu que depois de todo aquele barulho se virasse para dentro e partisse em busca de Deus. Quando O encontrar, os ensaios lá em cima serão mais obsessivos, com a perfeição promovida a mero ponto de partida."

Boss,
Ou a razão do dress code do Man in Black, também tão mal interpretada ; ))) ele tb teve a sua parte difícil de lidar com o sucesso, de lidar com a falta de uma aprovação paterna e a falta de um amor que o seu sorriso inocente esperava um dia cativar. De facto, Johnny Cash ainda hoje tem 3 albums na Billboard americana. E nunca perdeu uma ponta do seu estilo, e nem uma grama desse estilo ficou datada por movimentos posteriores. Se calhar a diferença entre permanecer cool ou ficar datado é a alma das canções que escrevemos. Como o louco Syd Barret que continua vivo por tantos guitarristas, apesar de esquecido do público. Na minha opinião almas complexas de canções originam públicos mais pequenos, mas tb podem dar aos interpretes imortalidade ; ))))))))))))))

Fora-de-Lei disse...

noiseformind 9:55 AM

Tens alguma razão nessa tua abordagem. No entanto, a mesma peca por te teres esquecido de um pormenor(maior) essencial do mandato de Clinton: a chamada para Tóquio da Mónica !

Agora vai lá dormir e tem cuidado com as poluções, neste caso diurnas... ;-))

MJ disse...

Bom dia (ou boa noite, para quem fez uma directa a ver TV).

Professor:

Fui dormir sem o seu "miminho". Só esta manhã o tive mas valeu...
Vou encarar, mais conformada, as aulas de substituição :-).

Veja lá se dorme uma sestazita.

Abraço

Maria João

Mitsou disse...

Belíssimo texto, Professor.

E por falar em Tributo, não resisto a deixar aqui outro:

http://www.youtube.com/watch?v=SU-icp3tePk

Um abraço para si e saudações ao maralhal :)

CêTê disse...

A Mónica era uma visionária! O que ela fez... para passar a mensagem ao Presidente sobre os atentados e foi tão mal interpretada, coitada!;(

andorinha disse...

Bom dia.

Fora de lei(9.43)
E isso lá é desculpa?!
Eu também leio a Bola quase todos os dias.

(9.49)
Estou praticamente como tu; estas mudanças já pouco entusiamo me provocam:(

Noise,
"A Virginia está no papo"
Coitada da rapariga. Quem é que a comeu???:))))))))))))))))))))))

(9.51)
"Abençoadas sejam." Amén.

Cêtê,
AS mulheres normalmente são mal interpretadas; é a nossa sina, que podemos nós fazer? Loooooooool

Até mais logo, gente:)

lobices disse...

...li tudo; excelente texto
...e fui ver o video do Youtube que a Mitsou deixou ali
...Roy Orbison no seu Prety Woman e os seus óculos escuros

lobices disse...

...e, já agora, vejam este:
...
http://www.youtube.com/watch?v=P6iF76XGFBU&mode=related&search=

MJ disse...

Consegui ler o texto, carago! :-)
Se disser que está lindo, vou ser repetitiva, não é? Mas nunca escreve mal... Que chatice! Pronto. Está super!

Segui o conselho sempre sábio do Lobices e cliquei no link :-)

Um Abraço

Olhar disse...

FDL - 10,27PM

Parece-me que já conhecia o texto de há muito..., sabe?, não tenho a certeza se teve ou não alterações,(agora por curiosidade e, logo que tenha tempo..., irei confirmar), mas, de facto, por vários motivos até..., ontem, àquela hora, gostei bastante de o reler. Por outro lado..., acho que, na prosa, salvo algumas e raras excepções, o escritor tem que se "esticar" bastante, às vezes até fazer sangue..., para nos agraciar com..., frases pérolas.:)
Dizer de algo feito ao autor ou aos afectos que se gosta..., muitas e muitas vezes, todas aquelas que no momento sentirmos apetecerem, parece-me sempre preferível ao silêncio do: " não dizemos nada..., mas sabemos que eles sabem!..."
Compreendo que, calhando por não me conhecer..., possa ter interpretado nua frase curta.
Francamente.
Sem tangas.:)))))))))))

CD disse...

Como diria o velho George T:
I make a rich woman beg, I'll make a good woman steal
I'll make an old woman blush, and make a young woman squeal
I wanna be yours pretty baby, yours and yours alone
I'm here to tell ya honey, that I'm bad to the bone

thorazine disse...

O único defeito do Syd for ter arranjado um mau dealer!! :)))))))))))

Noise,
jantarada econímica de comemoração no tropical burger? :)))

FDL,
a culpa da chamada para bruxelas nunca foi a Mónica mas sim a Hillary!! Esse sim, pôs o mundo em perigo pois não fez os telefonemas neecessários!!

thorazine disse...

Bem não encontro o video do Chirs Rock na HBO para poder partilhar (deixo ao encargo do noise), mas aqui vai o excerto:

"See, this whole Monica Lewinsky scandal,
a lot of this shit is Hillary's fault.

That's right, l said it.

l said it. lt had to be said.
Somebody got to say it.

Everybody's like, ''Hillary's a hero.''
No, she ain't.

Aquaman's a hero.

He can talk to the fishes.
What the fuck can Hillary do?

A lot of this shit is Hillary's fault,
'cause, ladies, you know your man.

You know your man
better than he knows himself.

You know what kind of man you got.

You know if you got the crazy,
need-a-blowjob-all-the-time man.

So sometimes you gotta save your man
from himself.

So you know what happens
if he don't get his medicine.

So Hillary Clinton put us all in danger.

She put the security of the free world
in jeopardy...

and she needs to suffer the consequences
for her actions.

That's right, she's the First Lady.

She's supposed to be the first one
on her knees to suck his dick!

Shit!

That's right. Monica Lewinsky
shouldn't have even stood a chance.

Hillary's supposed to already be down there
like, ''Hey, l got it.

''l've got it. l got the dick.

''Tickle his ass, or something.

''Yeah, grab a ball, make yourself useful.'' "

LOOOLL

É sempre uma questão de prespectiva!! :)))))))))

Katerinna disse...

"Perdoa a palavra megalómana, mas foram dez anos de felicidade, quando olho à minha volta chego a pensar que perdi mulher e dois filhos e mesmo assim fui um privilegiado."

é uma frase com uma lucidez cortante....

Fora-de-Lei disse...

Olhar 5:39 PM

Considere-se redimida... ;-))

Olhar disse...

FDL a minha consideração é toda sua.
Amén!!:)))))))

thorazine disse...

Aqui vai informação útil para os psis (para não continuarem a fazer as mesmas barbaridades de sempre):

Working With Difficult Psychedelic Experiences, with Donna Dryer, M.D.
http://www.maps.org/wwpe_vid/

Fora-de-Lei disse...

andorinha 11:36 AM

"Fora-de-Lei, estou praticamente como tu; estas mudanças já pouco entusiamo me provocam."

Olha, para ser sincero estou muito mais "entusiasmado" com a possível vitória do Daniel Ortega na Nicarágua do que com a derrota dos Republicanos nos EUA. O entusiasmo vai entre-aspas porque também me entusiasmei com a primeira vitória do Lula no Brasil. Desta vez, fiquei apenas "entusiasmado". E como gato escaldado de água fria tem medo...

andorinha disse...

Fora de lei (9.50)

Continuo a estar como tu...:)))

E agora já dás a absolvição e tudo?
Homem, estou "banzada" contigo.Looooool

Fora-de-Lei disse...

andorinha 10:29 PM

"E agora já dás a absolvição e tudo? Homem, estou 'banzada' contigo."

Estás banzada ou estás benzida ?

moon disse...

Confissão:

Esta é a minha parte preferida do Murcon: textos escritos pelo próprio. E como escreve!

Tenho andado a pensar e cheguei à conclusão que por muito que o entusiasmo inicial se tenha desvanecido a passagem pelo Murcon é quase inevitável.
Porque é divertido, irreverente e tremendamente humano...
Par homem não está nada mal...:))))
E pronto quando tudo isto falha pode-se sempre ouvir "O Amor é..." e acabar com um sorriso na cara.

moon disse...

P.S. A voz doce da Ana Mesquita aliada à boa disposição dos dois é uma combinação perfeita. O António Macedo acabou muito bem substituído.:))))

andorinha disse...

Fora de lei (10.34)
Estou banzada, siderada, estupefacta,...espera aí que vou buscar o dicionário:)))
Benzida já fui, agora não sei se estou...
Sei que estou estafada depois de ter estado praticamente toda a tarde a corrigir testes.
Havia de ser inventada uma máquina para correcção:)))

MJ disse...

Boa noite a todos :-)
Nem me falem em corrigir testes! Tenho resmas! Paletes!
Tem razão o meu filho quando me diz: "Faz tudo de escolha múltipla!Depois até eu te ajudo a corrigir!"

Vou entrar em período de hibernação cibernáutica :-(((

Fiquem bem

herculano da costa disse...

olá
as alunas vêem-se "gregas" pra ler o seu blog
iac iac iac

bom o assunto é o seguinte:


Passei só pra deixar um "desafio"... às vezes é bom aceitarmos desafios, não achas?
Se não aceitares passa no meu blog dizer qualquer coisita, ok?
Vais ver que não doi he he he
abraço
herc


Regulamento:

"Cada bloguista participante tem de enunciar 5 manias suas, hábitos muito pessoais que o diferenciem do comum dos mortais.

E além de dar público conhecimento dessas particularidades, tem de escolher 5 outros bloguistas para entrarem igualmente no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogues o aviso do "recrutamento".

Cada participante deve reproduzir este "regulamento" no seu blog.

Pronto. OK. Já publiquei o “regulamento”.

Importante: Já me estava a esquecer... Aqui vão os nomes dos cinco blogs a quem lanço o desafio:

1) - Murcon

Blog do dr. Júlio Vaz Machado

2) - Política TSF

Blog de um amigo meu, que se quer anónimo

3) - Psicologicamente

Blog muito bem feito. Não sei de quem é

4) - Blog sem título

Blog do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa no portal do semanário "SOL"

5) - Blog da Danni

Ela é de Porto Alegre, no Brasil, e gosta de música flamenca. Olé!




Escrito por herc em 23:21 em literatura wc |Link | Comentário (0)

Imploding Mutant Hysteria disse...

Conhece isto? Não acha interessante?
http://tomatis-portugal.blogspot.com
Gostaria de saber a sua opinião sobre este método?

Lee disse...

A simplicidade com que Grenouille encara a vida é desarmante, e embora saibamos que se trata de uma aberração da natureza, consegue pôr em causa o conceito de vida e o porquê de viver. Enquanto os outros se entretêm em existências superficiais procurando apenas garantias materiais e sociais, ele quer saber quem é, e mesmo a adoração de todos de nada lhe serve quando chega à conclusão de que nunca se poderá descobrir. É a procura infrutífera da razão da existência que é debatida, pondo a nu inconsistências e perguntas por responder.

O Perfume, estreia hoje!

PAH, nã sei! disse...

...Professor...

O AMOR É...
(se puder, passe lá pelo cantinho... e dê uma olhadela...)

noiseformind disse...

Lee,
No teu comentário só falta mesmo "por Levi Lúcio in Jornal de Estudantes do Instituto Superior Técnico" no fim ; ))))

thorazine disse...

Upss..
Ou pelo menos as aspas! :)

Ai jesus, o que vai ser da minha vida..lol

andorinha disse...

Noise,

Tu és um perigo e um alvo a abater.:) Que mania a tua de não deixares as pessoas brilharem. Loooooooooooooooooool

Desmancha-prazeres. Looooooooooooool

Ameninadalua disse...

Thorazine:)))))))))

Se fosse a si fugia para longe:))))))))))))

Agora teve muita graça:)))

Ameninadalua disse...

Boa noite

O perfume é de facto um romance muito perturbador não tanto pela qualidade da escrita mas e principalmente pela sua enorme capacidade de nos pôr completamente a cheirar... através das palavras da sua escrita inovadora...

Lembro-me que após a leitura do livro, já há bastantes anos,reflecti que havia o mundo antes e depois de ler o livro; tudo passou a ter cheiro mesmo o invisível e não palpável:))

Adorei lê-lo que curiosamente o fiz em simultâneo com um outro adorável romance histórico da Marguerite Youcenar "As Memórias de Adriano".

Fora-de-Lei disse...

Ameninadalua 7:32 PM

Ora aqui está um comentário perfurmado...

Ameninadalua disse...

Fora-de-Lei:)))

Sim...

Cheira a violetas:)