quarta-feira, junho 07, 2006

Para que não digam que sou um anti-Bush primário:).

Voos CIA começaram durante a presidência Clinton
Condoleezza Rice afirmou que os EUA não autorizam a tortura e que todas as acções da CIA no estrangeiro se enquadram na luta contra o terrorismo e são feitas em coordenação com os países envolvidos




O controverso envio pelos Estados Unidos de prisioneiros para países terceiros, devido à suspeita de torturas, começou ainda no tempo do Presidente Bill Clinton, afirma um antigo responsável da CIA em entrevista ao Die Zeit.

Questionado pelo semanário alemão sobre o início do "sistema" de "entregas" de prisioneiros suspeitos de terrorismo a outros países para serem interrogados, Michael Scheuer, antigo chefe da "Unidade Bin Laden" da CIA, diz que o "presidente Clinton, o seu conselheiro de segurança Sandy Pastor e o conselheiro para as questões do terrorismo Richard Clarke, pediram no Outono de 1995 à CIA para destruir a Al- Qaida.

Perguntámos ao Presidente o que devíamos fazer com os detidos e ele disse-nos que o problema era nosso, acrescenta numa entrevista a ser publicada quinta-feira.

"Sabíamos perfeitamente que os países não libertariam ninguém. E não podiam ficar nos Estados Unidos, porque o Presidente Bill Clinton não queria", salienta Michael Scheuer, precisando que se concentraram em membros da Al-Qaida que eram procurados nos seus países de origem ou já tinham sido julgados à revelia.

"Estabelecemos uma lista. Depois era só encontrar a pessoa e um país pronto para cooperar connosco. Por último, a pessoa devia ser de origem de um país que estivesse disposto a aceitá-la de volta", sublinha Schleuer.

"Foi um processo incrivelmente complicado para um grupo muito limitado", acrescenta, dizendo que a "operação teve 90 por cento de êxito".

Os agentes da CIA são, por exemplo, suspeitos de terem organizado o envio para Milão, em Fevereiro de 2003, de um antigo imã conhecido por Abu Omar, que depois terá sido entregue ao Egipto.

O escândalo sobre os alegados voos da CIA rebentou em meados de Novembro com notícias divulgadas em vários jornais de referência da imprensa norte-americana e europeia.

Jornais de vários países noticiaram a passagem de aviões ao serviço da CIA por dezenas de aeroportos europeus, transportando detidos para alegadas prisões secretas, onde seriam submetidos a práticas ilegais segundo as convenções internacionais sobre direitos humanos.

10 comentários:

Isabel Pietri disse...

:-)))

A mim tb não... só de anti-Americanismo primário!!!... ;-)))


Hehehehehehe...


Estou a brincar, estou a brincar, mas...

... engraçado, não gosto NADA da ideia que tenho do Americano médio (a ideia que eu tenho, atenção!!!), mas até agora gostei de quase todos os Americanos que conheci. :-)
E já conheço alguns.

Interessante, não é?


Isabel

Manolo Heredia disse...

ProfMurcon lava mais branco! A culpa do que está a acontecer ainda vai ser da Mónica!

fiury disse...

é caso para dizer que a cowboyada lhes está nos gen(io)e(s). mesmo assim o bush saiu mais "puro" dentro da raça "marca pistola".

Aspásia disse...

Carlota Joaquina

Para poder comentar aqui no Murcon, tem de ser utilizadora (user) do Blogger, mesmo que não tenha um Blog.
Entre, em qualquer Blog, no canto superior esquerdo onde diz Blogger num botão vermelho. Há-de aparecer uma frase Criar um Blog, em português ou Create a Blog. Clique e depois pedem-lhe um username e uma password. Tamb. pode dar um titulo a um blog,por ex. "O Gato da Carlota" (e teria de dar um endereço de URL por exemplo http://carlota.blogspot.com), mas não é obrigatório ter blog.

Beijinhos e boa sorte:)

Aspásia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Aspásia disse...

Carlota

Ah, é verdade também tem de ter e-mail, que lhe será pedido onrigatoriamente, mesmo que não seja divulgado publicamente.

Deixei-lhe mais notícias no "Olho Seco".

Beijinhos e boa sorte:))

andorinha disse...

Boa tarde.

Está com receio dos serviços secretos americanos???:)))))))))

noiseformind disse...

E não é que isto não deu para comentar durante um bom par de horas? Mete-te com o bush, mete-te, depois não te queixes...

thorazine disse...

Pelos vistos eles raptaram os blogs para interrogatório por umas horas.. :)

Em relação ao tema,
penso que o problema de os norte-americanos terem como premissa que tudo o que se faz para a segurança do povo Americano ão é ilegal. A pena de morte não deixa de ser um crime tão violento só por ao olhos da lei ser "legal". Aliás, na minha opinião ainda é pior pois é feito pelo consentimento da "sociedade". Uma má lição para quem afirma que é um dever moral, cívico e judicial nunca "pagar" um com a mesma moeda qualquer afronta à nossa pessoa. As cortes que condenam à morte não deixam de ser diferentes do Jeffrey Dahmer, a única diferença é que fazem tudo na "legalidade"!

Acho acho que está ai, as pessoas põe sempre (ou quase sempre) a segurança à frente da liberdade, dos direitos.

anna_li disse...

ola!
pois é, o governo americano nao autoriza a tortura, nao inventa falsos relatorios para justificar as suas acções injustificaveis, nao invade países por interresse economico... NAO! o governo americano é um bem-feitor!
e nós (leia-se cidadãos do mundo) comemos e calamos as suas bem-feitorias...
será porque os EUA são o país com maior armamento?