segunda-feira, março 05, 2007

Pela mão do Pedro Tamen.

Amigo, temos veias importunas:
não é o sangue que arde, mas nós que o violamos
e trazemos de longe aonde estamos
ausências de vento nas escunas.
Por isso a custo navegamos
quase com raiva ou medo ou até pranto
- que o vento é sempre santo.

20 comentários:

Não pesco nada disto disse...

«...o vento é sempre santo.»
Desacordo parcial. Dizem que os que vêm de Espanha não são lá grande coisa.
;)

Já do Pebro, "tamen" gosto, designadamente de «Um fado, palavras minhas».
;)

Aspásia disse...

BOA NOITE

NÃO HAVENDO VENTO PARA NOS EMPURRAR A ESCUNA... QUE REMÉDIO SENÃO AGARRAR NOS REMOS E REMAR CONTRA A MARÉ...

CONCERTEZA NÃO HAVEMOS DE FICAR "EMBASBACADOS" NO MEIO DO MAR À ESPERA QUE SOPREM BONS VENTOS !

TAMEN GOSTO DESTE "SANTO PEDRO"...
;)

Ameninadalua disse...

Boa Aspásia:)

É assim mesmo: "CONCERTEZA NÃO HAVEMOS DE FICAR "EMBASBACADOS" NO MEIO DO MAR À ESPERA QUE SOPREM BONS VENTOS !"

Mas o futuro traz. Traz sempre...:)

Boa noite.

JFR disse...

Intrigante, para mim, é o facto de o Prof. JMV ter publicado este mesmo poema há mais de um ano! Porquê, agora?

Maria Velho disse...

Prof.JMV

os ventos não correm de feição??

Lembre-se ,sempre, que não há só vento norte!! O Este vem a caminho(:
Um beijinho de quem deseja vê-lo a velejar, continuamente

MJ disse...

jrf:

Será um "déja vue"? :-))) ou uma repentina nostalgia do nosso querido Professor?

Boa noite

Um abraço*

andorinha disse...

Se navegamos a custo ou não, não será o mais importante, interessa é que se navegue e não fiquemos parados no meio do oceano.
Quantas vezes a raiva, o medo ou até o pranto nos dão a força que não imaginávamos ter?
E conseguir algo com esforço é tão reconfortante, reforça o ego!

Em 16 de Outubro de 2005 disse-nos: "Obrigado a todos por serem o vento do Murcon."

Em 06 de Março de 2007 digo: Pode sempre contar connosco:)

lobices disse...

...continuaremos a soprar

JFR disse...

mj:

Pode ser que seja um "déja vue". Mas ele não costuma "dar ponto sem nó".

Até logo.

Ameninadalua disse...

JFR

Muito subtil a sua observação. :)

Mas descobrir a pertinência é que já é mais difícil :)

Será que anda nostálgico?

Será que se quer dar novamente a agradecimentos para ter, quem sabe, iguais retornos?:)

Hum! não sabemos...

Penso que é apenas a ameaça iminente da Primavera:)))

CêTê disse...

"Navegar é preciso, viver não é preciso"-CBH

;]

CêTê disse...

nãopesconadadisso,
Lindo poema desse fado.

fiury disse...

cêtê

quanto a mim são precisas as duas coisas. e preciso também é confiar no equilibrio da natureza.
ventos muito fortes podem fazer grandes estragos.às vezes deviamos optar só por um sopro, mas os ventos fortes (às vezes!) são mais fortes do que nós...que fazer?)))

Marx disse...

Poema lindo. Denso. Simultaneamente físico e com sentimento. Onírico. Livre. Como a posia de Pedro Tamen.

Independentemente das premonições sobre as intenções da escolha...

thorazine disse...

Off topic

Vejam estes TAI (testes da associação implícita).

https://implicit.harvard.edu/implicit/portugal/

Fiz agora o primeiro e o resultado que me deu foi: "Os seus dados sugerem uma fraca associação entre Heterossexuais e Bom e Homossexuais e Mau em comparação de Homossexuais com Bom e de Heterossexuais com Mau."

Até que ponto estes testes se aproximam da realidade? Sempre tive essa dúvida.. :|

lobices disse...

...o Profe no Portugal no Coração, neste momento...
...com o Artur Agostinho e o Prof. J. Hermano Saraiva
...muito bem :))

DarkViolet disse...

Sente-se o vento na pele como se sente a Alma a arder na paixão

me disse...

sim o vento é santo nós é que o transformamos em cilones, e os ciclones das gaijas são os gaijos e vice-versa.

e para quem quiser gargalharm eis uma listagem maravilha do que as gaijas gostam e não gostam nos gaijos:

saltaem a :

http://up30sub40.blogspot.com

me disse...

é verdade! - e hoje vou estar a torcer por todos vocês, "murcões maravilha", e o mourinho que se dane!

:)

fiury disse...

lobices

cada vez mais delicioso o josé hermano saraiva: quanta jovialidade,alegria,graça, inteligência e sabedoria.