quinta-feira, junho 12, 2014

Boa noite, gente.

11 comentários:

andorinha disse...



Listening...and enjoying.

Gosto do Franky:)



Texto de Pedro Santos Guerreiro sobre os despedimentos no grupo Controlinveste

leitor.expresso.pt/#library/expressodiario/11-06-2014/caderno-1/opiniao/04_pedro-santos-guerreiro_altosbaixos-2?ath=


Doeu-me ler! Pqp esta gente!
Revolta! Revolta! Revolta! É o que sinto...


Fiquem bem.

Anfitrite disse...

Qualquer maneira é válida para atingir os os seus objectivos.

Andorinha,O Pedro Santos Guerreiro está preocupadíssimo com os colegas. Ele que deixou o lugar de director do Jornal de Negócios, do grupo Cofina, por causa duma proposta irrecusável. Vantagem de ser jornalista e ter aprendido a sensibilizar as pessoas.

http://www.publico.pt/politica/noticia/expresso-vai-lancar-edicao-diaria-digital-em-2014-para-assinantes-1612546

Que se pode esperar dum empresário que depois de muito deambular enriqueceu com o futebol e ligações perigosas

http://estadio.no.sapo.pt/o_imperio_de_oliveira.htm

Bartolomeu disse...

Pois... a porra resume-se a essa palavrinha que escreveste, Anphy; "enriqueceu".
Mas o problema não reside no termo, reside nos pressupostos que ele encerra, reside também na inveja, no desejo de uma maioria, encontrar a fórmula de enriquecer também, nem que para tanto, precise vender a alma ao diabo.
Desde há um bom tempo atrás, deixámos de orientar os nossos quereres, por ideais nobres, compostos por princípios éticos, morais e humanistas; substituímo-los por ganancias, por impulsivos desejos de obter a glória e o lucro imediatos, deixamos de conhecer o significado de sustentabilidade e de consistência. Agora, só queremos ser ricos, bonitos e famosos, nem que para isso, tenhamos de hipotecar o olho do cu.
(e este Bartolomeuzinho da treta que não se saísse com uma aleivosia qualquer...)

andorinha disse...



Não sei que vos diga, Anfy e Bart.
Descreio cada vez mais dos homens, da maior parte deles, pelo menos.

Já disse isto mil vezes, mas nunca pensei viver tempos como estes...:(

Anfitrite disse...

Bartolo,

Faz bem desabafar com as palavras que nos vão na alma(?). Para o dicionário têm todas o mesmo valor. Agora o significado é que pode ser diferente, conforme aquele que as lê e os interesses com que se identifica. O Ímpio usou umas alegorias, há dois dias, próprias para o caso. Sempre ouve muita merd@, mas eu acho que isto há-de levar uma volta. Nem que o rei Hades venha tomar conta disto.

Andy,
E por aquilo que constato não sabes da missa a metade. Bem sei que não és católica. Mas já te disse que perdes muito tempo a voar dum lado para outro. Se isso te faz bem continua. Eu gosto mesmo de escarafunchar na...

Bartolomeu disse...

Na realidade, os tempos que se vive, são o culminar do resultado das ações de tempos passados. Tanto os passados recentemente, com os mais "passados". Daí, penso que não devemos atribuir ao Homem de hoje, a totalidade da responsabilidade pelo mal que faz a si próprio e aos que com ele partilham esta esfera que doidamente roda sobre si mesma e em torno de um astro que é composto por gases que explodem sucessivamente e a que pomposamente chamamos rei.
Vá-se lá entender a mecânica desta treta.
Como se não bastasse e para confundir mais a carola ao pessoal, veio esse gajo, o Einstein com a teoria da relatividade e o outro, Hugh Everett com a teoria dos mundos paralelos... ora porra para isto!

andorinha disse...

Anfy,

Não sei da missa a metade, posso concordar. Mas tu também não. Nenhum de nós aqui sabe. Vamos sabendo umas coisas...

Eu voo para os ramos dos amigos. São sítios bons para se estar:)

Se gostas de escarafunchar na merda, vê se tomas um bom banho antes de vires para aqui. Não empestes o ambiente:))))))))

João Pedro Barbosa disse...

Bartolomeu... Se Poder Fazer Alguma Coisa Pela tua Felicidade. Saber-me-a bem! Se estiver o bem estar dos dois em risco?

João Pedro Barbosa disse...

"Bea? Lá me endireitei! Sem paninhos. Quentes..."

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=3970947&utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter

Anfitrite disse...

Andorinha, Eu da missa não sei nada.
Só soube enquanto foi em latim. Não te esqueças que eu tive uma bisavó, que era catequista, mas que eu não cheguei a conhecer e, nem ela soube da minha existência. Mas imagina o que são as coisas. Deu catequese à minha mãe, quando era criança, e gostava muito dela, mas não chegou a saber que ela casou com o neto. Ainda hoje guardo um crucifixo, que era dela, que por sorte, a minha avó me deu em vida, senão não tinha nenhuma lembrança. É uma peça que eu guardo como se fosse um rico tesouro e que está pendurado, na parede, à minha cabeceira, com o latão sempre muito bonito, mas que eu até tenho medo de lhe mexer, não vá a madeira escaqueirar-se de tão antigo que é.
Da missa do nosso dia a dia, sei um bocadinho mais porque gosto de chafurdar na desgraça, enquanto tu foges para te protegeres, e ligas-te aos mafiosos do futebol. Eu gosto de desporto, mas não gosto de competição. Até tenho histórias giras sobre isso, mas não vale a pena contar. No entanto digo-te que sou uma perfeccionista dum raio. Ou faço bem, ou não faço. Mas não é para agradar aos outros.
BFS

Bartolomeu disse...

Lá estão vocês, a Morder como quem beija!
A confrontar opiniões como quem seja.
Rainhas do esbardalhanço, sempre a mandar,
Piadas uma à outra, achadas numa carta de marear.