quinta-feira, junho 26, 2014

Na ressaca de uma noite carinhosa na Fábrica de Braço de Prata, nunca tinha dito poesia em público :).

6 comentários:

João Pedro Barbosa disse...

Parabéns, professor. A essa hora! Eu? Estava a dormir...

João Pedro Barbosa disse...

Se Soubessem O Que Custa Ser Mandado Preferiam Mandar Uma Vida Toda

andorinha disse...



Há sempre uma primeira vez...:))))))

João Pedro Barbosa disse...

Baunilha, chocolate e morango. Há marcas! Que se derretem? Depressa...

Caidê disse...

Andorinha

Há! Mas costuma dizer-se que ou são "sortes de principiante" ou são inaugurações chatas como a potassa.

Até para se começar é preciso inspiração !

Anfitrite disse...


Hoje um reles pm foi aqui pôr um ramo de flores. Será aqui que está o meu desconhecido avô?

https://www.youtube.com/watch?v=cEwEdmEEk10