segunda-feira, junho 02, 2014

Boa noite, gente.

19 comentários:

andorinha disse...



Gosto muito.
A ouvir...a a trautear:)


Fique bem.

Anfitrite disse...

Aqui está uma CACHOPA extraordinária. Tem feito de tudo na vida e bem feito. Mas a música e o filme "The way we were" nunca me saiu da cabeça.

Impio Blasfemo disse...

Perdi a missa; o prior vai-me marcar penitência! A Barbra Streisand é outra música e o seu timbre de voz sempre me fascinou . Mas não resisto ao tema das missas do andar de baixo, porque, lá diz o povo, na sua sabedoria, que “missa e pimento, são fraco alimento. Sou pouco de missas, mas já de pimentos gosto deles assados com batatas e sardinhas, por exemplo. Missa para mim , nem mesmo breve……..
Mas há povo para missas; por exemplo penso que o governo, antes de apresentar um orçamento, podia ir à missa, enfim mal não lhe fazia, talvez ajudasse pedir ajuda divina, pois com tanto chumbo no lastro governativo é difícil manter-se á tona de água. E o chumbo, tal como o mercúrio, faz mal à saúde. O Constitucional deve ser o seu maior pesadelo; um verdadeiro ogre para ele. E vejo o Durão a dar recados a Portugal lá por Bruxelas: isto não lhe anda a correr bem, belisca-lhe a imagem austerativa prussiana; talvez ajude ir à missa, mas não pode ser uma missa breve, tem de ser longa e com todos os sacramentos, para que lá do Altíssimo, surja uma lufada, uma mudança de ares, ou um sono profundo para o Constitucional, estilo Bela Adormecida, e a chumbaria deixe de soprar pelos canos de caçadeira dos acórdãos, como quem abate coelhos a saltar na mata. Os juízes tomaram-lhe o gosto e agora, quando sai um orçamento, carregam chumbo grosso e entoam “um coelho, dois coelhos, três coelhos a saltar, um é meu, o outro é teu , e no terceiro vamos atirar” e já está, lá foi mais um. E agora que resta ao governo? Bem, virar Costa(s) é perigoso, melhor será jogar pelo Seguro, daí a “boca” do Prof. Marcelo quando antevê o Portas de bigode, barba e óculos escuros a votar como simpatizante do PS, no Seguro, nas “eleições abertas”. LOL))))))))))
A política tem destas gargalhadas, de vez em quando……….

Saravá
IMPIO

Moon disse...

Senhora Dona Andorinha,
vá chamar "velhota" a outra..., viu?! :))))))))

Júlio,
Yes Sir! :)

Moon disse...

Woman in love...

Hum...
Não tinha pensado.
Deve ser isso...:)

Anfitrite disse...


Este ano as construções na areia começaram mais cedo na Praia da Luz.

João Pedro Barbosa disse...

Bea? Agora estou a escrever! Não vai dar. Para falar...

bea disse...

Bom Dia a quem ainda não li:)

Anphy

onde é a praia da luz? penso que lhe deixei qualquer coisa ali no patamar.

Ora, João Pedro, deixa-te de parvidades. a escrita é um modo de dizer cuidadoso. Porta-te mas é.

Ímpio

a missa brevis é tão bonita! deixa as outras pálidas de raiva, digo-to eu.Não sei se Cristo não preferiria reviver nesta. Tenho dúvidas acesas acerca do assunto.

Quanto à política...no meio de tanta coisa estúpida e um ror de lapas a engordar e agarradas ao poder, estou à espera que apareça uma pessoa a agarrar o que tem de ser agarrado, que não assolape e tenha o aval dos portugueses. Sei que é difícil convencer este povo que deveio incréu. Mas não é impossível. E tem que haver alguém capaz no Portugal dos políticos. Tem que haver. Ora essa!


bea disse...

Mil perdões, esqueci-me de agradecer a Barbra ao professor.

Anphy

Que filme é esse? acho que vi todos dela e não me lembro de tal título...Ou está muito diferente em português. Logo verei no google. Está na minha hora de expediente.

Té mais, pessoal.

João Pedro Barbosa disse...

Bea? Tanta gente! Intelectualmente honesta. E logo eu para a aceitar...

Impio Blasfemo disse...

Bea
Quando escrevi “perdi a missa, o prior vai marcar-me penitência” estava a pensar no prior da igreja da minha freguesia, que encontro às vezes na rua e com quem tenho agradáveis conversas sobre os mais variados assuntos. No final delas ele, com um sorriso aberto pergunta-me sempre “então quando é que vem à missa? Ando-lhe a marcar muitas faltas…”. E terminamos, invariavelmente, a rirmo-nos os dois.

Quanto à política, tenho a mesma esperança que tu, mas tarda a chegar esse alguém….E quando há um que deita a cabeça de fora, apanha com um rol de estatutos em cima da cabeça que fica soterrado com o peso dos mesmos. Andar na política virou emprego e quando se sai que resta para fazer? Escrever as memórias? Dar conferências? Ir para a Administração de uma empresa? Bom, isso não dá para todos e dai se perceber que uma vez ganho o lugar, quem o ganha não o queira perder.

Abraço

IMPIO

João Pedro Barbosa disse...

Ímpio... Uma boa missa é suficiente. Nem que seja à mesa! Pergunto-me eu nos últimos dias que o juízo tem sido o alvo fácil deste país e no entanto o juízo da constituição de 1976 parece mentira?

andorinha disse...


Moon,

"Velhotas" aqui no blogue, porra!:)


Hoje não me apetece política, apetece-me poesia

O Amor

Estou a amar-te como o frio
corta os lábios.

A arrancar a raiz
ao mais diminuto dos rios.

A inundar-te de facas,
de saliva esperma lume.

Estou a rodear de agulhas
a boca mais vulnerável

A marcar sobre os teus flancos
o itinerário da espuma

Assim é o amor: mortal e navegável.

Eugénio de Andrade, in "Obscuro Domínio"


Até mais ver...:)

João Pedro Barbosa disse...

"Se o amor estivesse como o blogue era caso de virar pelas ruas da amargura"

https://www.youtube.com/watch?v=-VVp-tKqFNY

João Pedro Barbosa disse...

"Se o amor estivesse como o blogue era caso de virar pelas ruas da amargura"

https://www.youtube.com/watch?v=-VVp-tKqFNY

Anfitrite disse...


Bea,

Você anda sempre para Sotavento.
Então não sabe que os ingleses andam a revolver a areia da praia da Luz, para ver se encontram alguma coisa?
Consigo nem o humor negro resulta.
Biépi

Anfitrite disse...

Andorinha,

Não acredito que prefiras esse amor.

Ou então és mesmo masoquista, ou já perdeste a sensibilidade à dor.

bea disse...

Oh, pois é, Anphy, que cabeça a minha; bem me parecia que já tinha ouvido esse nome em qualquer lado. Sorry.

Andorinha

se não houvesse poesia a vida era uma grande de uma chatice. Ainda bem que ela há. Montes de gente a dizer que Eugénio de Andrade é um tanto doce, que a sua poesia não agride, que sei lá... e amo nele o que desgosta tanta gente. Desvaneço no leve das metáforas.
Como gosto de Sophya pela limpeza, Sophya é espaço de ar puro.
Enfim...

andorinha disse...

Anfy,

Não sou masoquista nem perdi a sensibilidade à dor...:)
Gostei do poema.


Bea,

"se não houvesse poesia a vida era uma grande de uma chatice"

Era.
Também desvaneço no leve das metáforas.

Beijinhos, cachopas:)