segunda-feira, junho 09, 2014

Boa noite, gente.

11 comentários:

João Pedro Barbosa disse...

É Legitimo Mentir Para Manter Alguma Verdade

bea disse...

Bom Dia:)
espero que a indisposição do senhor presidente não voa afecte demais e tenham um bom feriado.

João Pedro vou pensar se tens razão.ah, ah, ah...estive a ouvir uma coisa tão engraçada...irresistível.

Bom, vou a passeio como a andorinha. Porém, sem asas.A fazer joging, talvez. Andando.
Inté . Fiquem BEM

Impio Blasfemo disse...

Vivam
Recebi um email de um amigo que me dava a seguinte “boa notícia”:
Portaria 20/2014, de 29 de Maio

Artigo 15º
Consulta Externa
1. O valor a faturar pelas consultas é o seguinte:
a) Instituições que integram o Serviço Nacional de
Saúde, bem como as que a este estejam associados através
de contrato de gestão e ainda o Instituto Português do
Sangue, IP:
Consultas médicas — 31 €;


Art.º 16º

Urgência
1. O preço do episódio de urgência para os hospitais
do SNS é de:
a) Serviço de Urgência Polivalente — 112,07€;
b) Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica — 85,91 €;
c) Serviço de Urgência Básica — 51,00 €.

Fiquei emocionado e confesso feliz, como devem imaginar. Finalmente temos um Governo que vai transformar, provavelmente, o SNS num negócio rentável. O empreendedorismo tem destas maravilhas, transforma o que não dá lucro em algo rentável, com produtividade e alto desempenho económico; bato palmas à portaria. Vamos todos poder pagar mais impostos, para amortizar a dívida galopante e o País finalmente vai ter viabilidade futura; que maravilha que boa promessa de futuro para os portugueses, estou emocionado
À semelhança do Prof. às vezes também rumino ideias com a minha Manuela e antes de escrever este breve apontamento, mandei-lhe um bilhetinho que dizia uma frase simples.

Manuela, finalmente Portugal está a sair do buraco e vê-se uma luz ao fundo do túnel…
Ela não me deixou continuar e do Além, mandou-me uma caixa de Paracetamol acompanhada de um bilhetinho que dizia “querido filho, toma urgentemente dois de uma só vez….e guarda a caixa à cabeceira da cama, não vás ter uma recaída”

Saravá
IMPIO

Anfitrite disse...

Ímpio,

Cuidado!

O Paracetamol faz mal ao fígado.

Não me chegou a dizer se viu o esclarecimento que eu fiz uns andares abaixo.

Mas hoje eu estou exaltada, tanto ou mais do que tivesse recebido uma condecoração. Viva o Dia da Raça! E vivam os emigrantes que tanto ajudaram a nossa balança de pagamentos ao longo de dezenas de anos. Apetece-me cantar:

"Hino da Mocidade Portuguesa (Portugal)
Letra por Mário Beirão
Melodia por Rui Correia Leite


Hino da Mocidade Portuguesa (Portugal)
1.
Lá vamos, cantando e rindo
Levados, levados, sim
Pela voz de som tremendo
Das tubas, clamor sem fim.

2.
Lá vamos, que o sonho é lindo!
Torres e torres erguendo.
Rasgões, clareiras, abrindo!

3.
Alva da Luz imortal,
Roxas névoas despedaça
Doira o céu de Portugal!

4.
Querer! Querer! E lá vamos!
Tronco em flor, estende os ramos
À Mocidade que passa.

5.
Cale-se a voz que, turbada,
De si mesma se espanta,
Cesse dos ventos a insânia,
Ante a clara madrugada,
Em nossas almas nascida.
E, por nós, oh! Lusitânia,
-- Corpo de Amor, terra santa --
Pátria! Serás celebrada,
E por nós serás erguida,
Erguida ao alto da Vida!

(Repete: 1 a 4)

6.
Querer é a nossa divisa.
Querer, palavra que vem
Das mais profundas raízes.
Deslumbra a sombra indecisa
Transcende as nuvens de além...
Querer, palavra da Graça
Grito das almas felizes

7.
Querer! Querer! E lá vamos
Tronco em flor estende os ramos
À Mocidade que passa."


Mário Beirão, poeta, natural de Beja


P.S.- será que este alentejano era latifundiário?


Shalom

Impio Blasfemo disse...

Anfy

Tenho vindo pouco aqui. Tenho tido pouco tempo para comentar. Lamento mas não vi o seu link

Abraço
IMPIO

PS- Em vez do hino da mocidade portuguesa prefiro a musica do Sérgio o Coro das Velhas

Ia eu pelo concelho de Caminha
quando vi sentada ao sol uma velhinha
curioso, uma conversa entabulei
como se diz nuns romances que eu cá sei

Chamo-me Adozinha, disse, e tenho já
os meus 84 anos, feitos há
mês e meio, se a memória não me falha
mas inda vou durar uns anos, Deus me valha

Com esta da austeridade, meu senhor
nem sequer da para ir desta pra melhor
os funerais estão por um preço do outro mundo
dá pra desistir de ser um moribundo

Rabugenta, eu? Não senhor
eu hei-de ir desta pra melhor
mas falo pelos que cá deixo
não é por mim que eu me queixo

Ó Felisbela, ó Felismina
ó Adelaide, ó Amelinha
ó Maria Berta, ó Zulmirinha
vamos cantar o coro das velhas?

Cá se vai andando
c'o a cabeça entre as orelhas

Não sei ler nem escrever mas não me ralo
alguns há que até a caneta lhes faz calo
é só assinar despachos e decretos
p'ra nos dar a ler a nós, analfabetos

E saúde, eu tenho p'ra dar e vender
não preciso de um ministro para ter
tudo o que ele anda a ver se me pode dar
pode ir ele p'ro hospital em meu lugar

E quanto a apertar cinto, sinto muito
Filosofem os que sabem lá do assunto
Mas com esta cinturinha tão delgada
Inda posso ser de muitos namorada

Rabugenta, eu? Não senhor
eu hei-de ir desta pra melhor
mas falo pelos que cá deixo
não é por mim que eu me queixo

Ó Felisbela, ó Felismina
ó Adelaide, ó Amelinha
ó Maria Berta, ó Zulmirinha
vamos cantar o coro das velhas?

Cá se vai andando
c'o a cabeça entre as orelhas

E se a morte mafarrica, mesmo assim
me apartar das outras velhas, logo a mim
digo ao diabo, não te temo, ó camafeu
conheci piores infernos do que o teu

Rabugenta, eu? Não senhor
eu hei-de ir desta pra melhor
mas falo pelos que cá deixo
não é por mim que eu me queixo

Ó Felisbela, ó Felismina
ó Adelaide, ó Amelinha
ó Maria Berta, ó Zulmirinha
vamos cantar o coro das velhas?

Julio Machado Vaz disse...

Anfy,

O hino da Mocidade... Até chorei de saudade! Boa noite, gente.

bea disse...

Não esperava isto da Anphy. O hino da mocidade! pfff...

Então no Dia de Portugal as pessoas não podem mostrar o seu descontentamento?! qualquer dia, tb democraticamente, nos dão um dia anual para manifestações; fica tudo arrumadinho e pronto.

andorinha disse...


Impio,

Obrigada pelo Sérgio. É sempre bem vindo!:)
E gostei do teu sentido de humor mais acima...

Ganda Blasfemo

Abraço


Bea,

Podem, mas não devem...Fica mal :)))))))))))))

João Pedro Barbosa disse...

Antes Da Republica O Dia De Portugal Era Todos Os Dias

bea disse...

Andorinha

Espero bem que não possam. Porque o dever não conta para esta gente. Saltam por cima de todos os portugueses sem pruridos.

andorinha disse...


Bea,


??????????

Tu perguntaste se as pessoas não podiam mostrar o seu descontentamento.
Eu respondi que podem mas não devem:))))))

Esperas que não possam o quê???
Ai, já não tou a perceber nada disto...lol