sexta-feira, novembro 11, 2005

O conforto do silêncio.

Vou para Cantelães, já tenho saudades do silêncio:).


O silêncio


Quando a ternura
parece já do seu ofício fatigada,

e o sono, a mais incerta barca,
inda demora,

quando azuis irrompem
os teus olhos

e procuram
nos meus navegação segura,

é que eu te falo das palavras
desamparadas e desertas,

pelo silêncio fascinadas.

Eugénio de Andrade, Obscuro Domínio.

Bom fds, maralhal:).

50 comentários:

Anónimo disse...

Belissimo.

Juliana disse...

prof....leve-me consigo....isto sem segundas intenções, atenção. é que depois de ver a foto da sua casa, e com o corre corre do dia a dia, só me apetece o silêncio em boa companhia e rodeada pela natureza...confesso, estou com inveja sua....

mas, como se deve dançar conforme a musica, este fds vou-me refugiar na CORUNA!!! também não está mal....lol

o poema é, para não variar, uma delícia...

beijo, bom fim de semana

Julio Machado Vaz disse...

Juliana,
Você era lá capaz de ter segundas intenções!:))))))). E eu nem primeiras! Corunha? Boa ideia. Vento, marquises, boa comida e o inevitável farol de Hércules. Desça pela costa da Morte, é agreste mas bonito.

Anónimo disse...

Bom fim de semana, meu querido.
M.

ginha disse...

Júlio,
Bonito poema.
Sabes uam coisa? Quando se pensa bem nisso, para onde quer que se vá, já se está lá.
Se Seja oa que for que decidas fazer, foi o que decidiste fazer.
Seja o que for que estejas a pensar agora mesmo, é iso que está na tua mente.
Seja o que for que te tenha acontecido, já aconteceu.
A pergunta é: "Então, e agora?
Muitas vezes esquecemo-nos por algum momento que estamos aqui, onde realmente estamos non que já estamos.
Para permitir estar verdadeiramente em contacto com e onde se está , tem-se de fazer uma pausa n anossa experiência durante o tempo suficiente para permitir que o momento se instale;

o tempo suficiente para na verdade sentir o momento presente , o ver na totalidade, o manter em consciência e assim a percebê-lo melhor.(Zin)
Por isto tudo, qundo pensas em Cantelães já lá estás, quando pensas no silêncio já o sentes.
Então, aproveita o teu fds. Bjs.

Anónimo disse...

I enjoyed reading some of your posts. I have a
harley davidson site. You can find everything from harley davidson to Harley Davidson custom paint, aftermarket parts, clothing, t-shirts, patches and more. Come and check it out if you get time :-)
Rod

FAD disse...

Há momentos em que o silêncio é o melhor remédio...
Eu tambem penso isso, como o professor...Bom fim de semana...
Faça o favor de ser feliz...
Eu tambem vou tentar fazer o mesmo

Sical disse...

Sem computador deve ser suficientemente silencioso. Usufrua. Bom FdS

Anónimo disse...

"Havia, em algum lugar, um parque cheio de pinheiros e tílias, e uma velha casa que eu amava. Pouco importava que ela estivesse distante ou próxima, que não pudesse cercar de calor o meu corpo, nem me abrigar; reduzida apenas a um sonho, bastava que ela existisse para que a minha noite fosse cheia de sua presença. Eu não era mais um corpo de homem perdido no areal. Eu me orientava. Era o menino daquela casa, cheio da lembrança de seus perfumes, cheio da fragrância dos seus vestíbulos, cheio das vozes que a haviam animado."

(Antoine de Saint-Exupéry)

Bom fim de semana Prof.! :)

smooth_word disse...

Peço desculpas por não ter assinado o post das 6:16PM. Dentro do anonimato, não sou tão anónima quanto isso. :)
Continuação de bom fim de semana!

Anónimo disse...

DESCULPE LÁ, PROFESSOR, PELO ABUSO NO TEMPO (ESPAÇO...) DE ANTENA.

NÃO TEM NADA A VER COM CANTELÃES, MAS NÃO É BONITO?!?!


Reflexão sobre os limites

é bem sabido
que em santorini,
a mais meridional
das cíclades,
um vulcão explodiu
há muito,

e que desde então
o azul foi de novo
invadindo
as cicatrizes da
inimaginável tragédia,

lá onde os grandes navios
pousam hoje
como atentas aves,
esticadas na sua
expectativa.

santorini
é assim uma espécie
de lago suspenso
entre o céu e o mar,

serenidade intranquila
entre apavorantes
e maternais
arribas.

lá existe
um restaurante
debruçado
no alto da falésia,
por cima
de multicoloridos estratos
que se alçam em altura
desde as águas.

tudo aliás está ali
em permanente
movimento de ascensão,

como se o próprio
quotidiano replicasse,
em modo lentíssimo,
as forças vulcânicas.

nem todos conhecem
essa casa, silenciosa
quando a luz forte
lhe bate à porta,
mas que à noite se abre
e com uma certa volúpia
se anima.

chama-se "alexandria",
e fica
(diz o seu anúncio
e eu confirmo)
ao fundo da rua

(tanto quanto aqui
se pode falar de ruas,
neste emaranhado de casas
que é como um corpo
dobrado múltiplas vezes
sobre si próprio),

mesmo por baixo
do "hotel atlantis".

as várias raparigas
que tomam conta
do serviço de mesas,

e vêm trazer uns aperitivos
que adormecem os lábios,

têm, cada uma delas,
um perfume diverso,

e no conjunto -

entre luzes acesas
(que em santorini são como
lampiões
contra o negrume do mar),

os últimos brilhos do dia
entrevistos em janelas,

os odores, um indeciso som
que parece servir de intróito
a qualquer coisa,

o vai-vem dos corpos
revelando aqui e ali
lampejos de nudez,

- cria-se uma atmosfera ambígua,

uma espécie de antecipação
ao que ali pode ocorrer durante
as horas seguintes,

e é tão indefinido
como o que se deve esperar
da presença enegrecida do vulcão
mesmo por baixo.

quanto a mim,
ensombrado não sei por que
pressentimento extremo,

o qual, pelo menos desde então,
me acompanha,

fui ali de facto infeliz contigo

(quem quer que tu sejas,
porque permaneces
até hoje de costas
como num quadro de magritte,

e eu já perdi a esperança
de te ver rodar cento e oitenta graus
sobre ti própria,
e de te conhecer o rosto),

naquele balcão do "atlantis",
exposto à imensidão do mar enorme,
como um capitão na proa
de um barco desamparado.

foi como se as minhas cicatrizes
tivessem ganho a textura e a luz
de uma lava incandescente,
irrompendo do passado;

isto é, como se debaixo delas
olvidadas feridas se tivessem
reacendido,
numa erupção
inesperada como qualquer outra,

com a sua dor persistente
e incoagulável.

lado a lado, impotentes
para conter um tipo de abismo
jamais antes visionado,

ali assistimos
(eu, e a tua imagem
indefinível)

a um pôr do sol

tão interminável como os cânticos
que vinham da igreja ortodoxa
ao lado.

e ao regresso torturante
das imagens fugidias.

um gato de olhos azuis
(demasiado grandes e abertos)
esgueirou-se por detrás
da parede branca;

o vento fortíssimo do convés
levou-me o chapéu
para as águas do egeu,
qual oferenda involuntária
àquele mar

já de restos tão sobrecarregado
que o seu azul
é escuro e denso,
como se acumulasse
todo o sangue pisado da história;

a visão total, perturbante,
da rapariga
que apanhava, no restaurante,
uma faca deixada cair ao chão,
e nada tinha vestido
sob as saias;

o sol final do dia,
encarniçado, como uma expressão
do terror
daquele que percebe ir morrer
por asfixia;

a colcha fulva, desalinhada
e inútil;

a berma em ferro trabalhado
de uma varanda
pendurada no vazio,
único destroço sobrevivente
de um terramoto antigo;

a tenacidade com que as mãos
procuravam dirigir-se
à garganta, como que a segurar
algo que desde sempre lhes fugia.

assim, em santorini,
com a mesma leveza grácil
com que as figuras levitam
em marc chagall,

tive a sensação de ver uma alma
abandonando o corpo
que desde sempre nos unira;

aspirada para o passado,
para o mar borbulhante,

para a cratera

de novo, e sempre,
incansavelmente,
em fatigante começo
de ebulição.

passados agora tantos anos,
sei hoje que te podia dedicar
agora este texto, mas ignoro
que nome assim desenterraria;

quem, usando-me como
primeira pessoa do singular,
praticaria tal acção;
e de que modo se iria
depois reinumar
tão extremo enigma.

pois toda a questão é:
será alguma vez possível regressar
da verdadeira viagem,

entreabrindo uma fresta
por onde possam
escoar-se até nós

algumas poalhas de sentido,
certos brilhos, certos odores
inebriantes
do mediterrâneo mar,

das ervas que sempre voltam
a crescer nas bermas
brilhantes da lava,
nas arestas objectivas
da obsidiana?

(v.o.j.
2005)
Não conheço o autor.
Apreciem, merece fundo musical!
A única excepção permitida ao silêncio...
Teresa

Angie disse...

Por oposição à sua ''casa aberta'' então aqui fica, de Vitorino Nemésio:

A CASA FECHADA

A minha casa é uma concha. Como os bichos
Segreguei-a de mim com paciência:
Fachada de marés, a sonho e lixos,
O horto e os muros só areia e ausência.

(...)

A minha casa... Mas é outra a história:
Sou eu ao vento e à chuva, aqui descalço,
Sentado numa pedra da memória.
.............

Muitos de nós ainda têm casas fechadas. Certo?!

noiseformind disse...

Professor Júlio Guilherme Machado Vaz (isto é que é solenidade), faça-nos um favor e a si também ; ) Em vez de "subir" até Cantelães meta rodas ao caminho e desça até Lisboa e junte-se ao Maralhal que celebra este fds este seu cantinho como "ponto de encontro" ; )))))))
; ) era uma surpresa tão boa, e garanto que se ia sentir um verdadeiro Beatle, com as adolescentes dos anos 60 histéricas com a sua presença ; )

andorinha disse...

Júlio,

Mais um delicioso poema!
Bela companhia para o fim de semana.:)

Quanto a este, o meu não vai ser nada silencioso.:)))
Vai ser tagarelice e copos até às tantas no 2ºJMSM.

Bom fim de semana.
Um abraço.
Fique bem.:)

e&e disse...

O mesmo poema aqui colocado há seis meses num post intitulado 'Boa noite, maralhal', que mereceu então 79 comentários;

a 'laura' encontrou-lhe estes lapsos que aparecem novamente:)):

-deve ser do seu ofício fatigada e incerta barca;

eu dirigi-me a quem desapareceu desta cena, arriscando esta prosa: as palavras são ricas de significado, para alguns sábios, enquanto que, para outros, são pobres. Isto parece significar q ninguém se entende. Significará?

Hoje acrescentar-lhe-ia, para JMV: As pessoas pensam que são as palavras que as fazem entender-se ou desentender-se, mas parece-me serem antes os silêncios.

amok_she disse...

ponto um - mt bem (re)vinda...e&e!!!:-))))

ponto dois - se alguém ME garantir q o Prof aparece no jantar...eu prometo q tb. o farei!!!...façamos assim: logo q ele apareça... telefonem-me!...a qq hora!:->

ponto três - para quem ñ vai atrás do Prof, lá pró meio do bosque, nem se perde em comezainas e outras lérias...;-)...façam o favor de não perder(!) O Fiel Jardineiro!!!...ñ sei até q ponto o "fiel" é fiel tradução para "constant", o meu inglês é dp mais rudimentar q existe, ou então é esta minha aversão a... fidelidades!:->...seja como fôr... o filme é sublime!...do Meireles da Cidade de Deus, com argumento inspirado em John Le Carre...filme q fala do amor sem lamechices!; q refere o suicído (ou será, antes, entanásia já q tb existem dores/sofrimentos da mente q são incuráveis...e o amor pode ser uma delas); e faz tb uma belíssima referência a estes jogos sujos do poder económico das farmacêuticas...sendo um belo "recado" para todos os q acham q se devia "mandar a escória lá pra terra deles!"...:->

...não percam, p.f.!

sulista mas não trôpego disse...

"A serra de Cantelães é realmente, para quem sabe ver e estudar, uma maravilha. Não deitemos conta apenas às belezas naturais que a alindam e fazem tão graciosa, mas também à sua riqueza florestal. Das suas cumiadas avistam-se estupendos panoramas, o vale do Cávado, o vale de Montalegre, o vale do Merouço (Rossas e Guilhofrei), o vale de rio Longo, o resto da Cabreira; mas o que melhormente se aprecia é o Gerez. Quem a percorrer (a serra de Cantelães) nos seus recôncavos, nas suas grutas, nos seus alti-baixos, não verá só as belezas de fora, verá também as que são próprias dela. Sobretudo no Verão, que encanto passar alguns momentos à sombra das densas carvalheiras que matizam toda a longa encosta, do monte de Santa Cecília até à parte consagrada à exploração florestal!"

nortista e trôpego disse...

amok_she 7:47 PM

"ponto dois - se alguém ME garantir q o Prof aparece no jantar...eu prometo q tb. o farei!!!...façamos assim: logo q ele apareça... telefonem-me!...a qq hora!:->

Assiim eue já non boue...!

amok_she disse...

...átão pq carago de razão ñ irias..assim!?, oh trôpego!???... na gostas do Prof, porra????!???:->

Pamina disse...

Boa noite,

JMV: Vejo que está a fim de um pouco de dépaysement para retemperar energias. Boas cobreadas (é isto não é?).:)

Quanto ao poema, é um momento mágico esse. Depois do amor e antes do sono, braços e pernas confundidos, o silêncio entrecortado por confidências ou pequenas banalidades, nesse espaço e tempo é possível os amantes sentirem-se verdadeiramente um só corpo e um só espírito.
Como diz a E&E, o poema já tinha sido aqui colocado. É para este momento que ele me remeteu hoje.

Bom fds para todos e boa viagem para os comensais do 2ºJSM que vêm de longe.

Lusco_Fusco disse...

Cantelães é freguesia do concelho com este Hino

Merouço, Castro e Gerês
La ri ló lá
Terra de monte mais montes
Pasmada da embriegues
La ri lo lá
Dos extensos horizontes

Eis a minha terra amada
Que vai de Ave a Parada
De Soutelo a Vilarchão
Desde Rossas á Ribeira
Trago a terra de Vieira
Gravada no Coração

Terra do pão e do vinho
Óh terra dos meus amores
Bendito seja este ninho
De rudes trabalhadores

Eis a minha terra amada
Que vai do Agra a Parada
de Soutelo a Vilarchão,
Desde Rossas á Ribeira
Trago a terra de Vieira
Gravada no coração

Vieira...
Senhora da Fé e Orada
Vieira...
Da Lapa mais romarias
De ranchos em desgarrada
Fica a alma inebriada
Com a graça das Marias

Eis a minha terra amada
Que vais do Ave a Parada
De Soutelo a Vilarchão
Desde Rossas á Ribeira
Trago a terra de Vieira
Gravada no Coração

Pelas ermidas isoladas
La ri lo lá
Eu ouço os santos rezar
Dançam mouras encantadas
La ri lo lá
No castro á luz do luar
Verduras por sobre a terra
Cantigas ao desafio
Cotovias pela serra
Rouxinóis á beira rio

Que podem ouvir
http://www.cm-vminho.pt/
Lá ta um pouco deturpado. O original da letra é só este que escrevi :)

Bom fim de semana Mahatma. Espero que o silêncio do Turio o preencha. Em miúda passava muito tempo por essas bandas... :)Hoje tenho pena de não o fazer mais vezes... Castanhas aí é como areia bom mesmo para colhe-las e fazer um magusto :o)
Bom S. Martinho!
Tudo de bom e um fim de semana cheio de silêncio verde e são.

MJ
P.S. Um destes dias vai punir-me de tanto o chamar de Mahatma, mas que é "Gandi" é sim senhor! Basta ver os posts ;-)

moon disse...

"It is, also, a dangerous world for sweet women..."

O dia amanheceu claro e ensolarado (S. Pedro foi generoso com ela), calmamente largou amarras e rumou para o horizonte. À medida que se afastava (ao som de um "This never happened before") recordou a hospitalidade, o carinho, a sensação de estar em casa... Ao longe avistava o "Porto" e com um sorriso no olhar e uma força que antes não conhecia prometeu voltar. Mas, agora, era tempo de "fix" the chaos in the backyard of her life...

Professor, encantada com o seu sorriso tão acolhedor. Tudo de bom para si:)))).

Deslumbrada com o poema (do Eugénio) que, confesso, não conhecia.

Um sorriso para todos.
Bom fim de semana

yulunga disse...

Amok se o Dr. Murcon fôr, telefonamos??????????

...amok, amok, tu toma-me juizo, rapariga!!!!;-))))))

nortista e trôpego disse...

amok_she at 7:58 PM

"...átão pq carago de razão ñ irias..assim!?, oh trôpego!???... na gostas do Prof, porra????!???:->"

Do professor eu até nem desgosto. De ti é que poderia gostar um pouco mais!

É que tu és um ser inconstante. Deixa-me cá explicar-te:

- A esta hora, depois de virem aqui estas lambesgoias todas dizer coisas e loisas só porque o professor vai de fds para Cantelães, já era tempo de teres destilado o teu benenoso beneno.

- Mas hoje deves estar a atravessar um período difícil (se é que ainda passas por isso) e, por essa razão, não estás a fim de...

Anónimo disse...

Nortista e...
Chama-se SPM, mas mesmo que a Amok ainda esteja em tempo disso, com aquele humor não deve haver Sindroma que aguente, ela espanta-o. E pronto lá vai ele "pousar" sobre outra alma.....

RAM disse...

Car@ Anica,

Tem resposta ao seu comentario no post respectivo.

yulunga disse...

Ram
Boa noite!!!
Bons olhos te vejam.
Muito feliz com a publicação do livro?

RAM disse...

Boa tarde.
Nem tenho tido tempo para pensar nisso...
Mas sim, claro que sim.
Obrigado pela pergunta. :)

Anónimo disse...

Ram,
Eu cá gostei muito de ler aquilo que trouxe à liça. Mostra-o conhecedor (e é) e as ideias não são feitas só de originalidade. Dá bem para perceber que ao publicar o seu comentário está mais do que por dentro do tema e para mim foi muito esclarecedor. Aprecio muito o seu contributo neste blog.

Anónimo disse...

"O DOMUS ANTIQUA QUAM DISPARI
DOMINO DOMINARIS"


Este sonho é uma brasa
Que arde, queimando assim:
Eu não sou dono da casa,
Ela é que é dona de mim!

pois pois disse...

POIS POIS ....

in 'Blasfémias'

ÂNSIAS "CONTROLEIRAS"

O que é isto? Será que o Estado está a entreabrir a nesga da porta para poder vir a controlar a blogosfera?

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

Lei n.º 53/2005
de 8 de Novembro

Cria a ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social,
extinguindo a Alta Autoridade para a Comunicação Social

Artigo 6.º
Âmbito de intervenção
Estão sujeitas à supervisão e intervenção do conselho regulador todas as entidades que, sob jurisdição do Estado Português, prossigam actividades de comunicação social, designadamente:

a) As agências noticiosas;
...
e) As pessoas singulares ou colectivas que disponibilizem regularmente ao público, através de redes de comunicações electrónicas, conteúdos submetidos a tratamento editorial e organizados como um todo coerente.

amok_she disse...

nortista e trôpego disse...

Do professor eu até nem desgosto. De ti é que poderia gostar um pouco mais!

É que tu és um ser inconstante. Deixa-me cá explicar-te:

- A esta hora, depois de virem aqui estas lambesgoias todas dizer coisas e loisas só porque o professor vai de fds para Cantelães, já era tempo de teres destilado o teu benenoso beneno.

- Mas hoje deves estar a atravessar um período difícil (se é que ainda passas por isso) e, por essa razão, não estás a fim de...

10:31 PM


...olha-m'este!, 'tá a querer festa, ai 'tá mesmo!

...vamos lá por partes:
De ti é que poderia gostar um pouco mais!

É que tu és um ser inconstante.


...tesss,tesss...gostar mais???deixa-t'estar q 'tás bem assim!...e...eu???...inconstante????...ora essa!, eu sou a pessoa mais constante deste mundo!...desde q isso ñ me faça...fiel!:->

...qt ao resto, pra q se saiba...ñ atravessei período nenhum difícil, antes pelo contrário...foi um dia em cheio!!!:-))))...aquelas entradas da tarde foram uma escapadela a um cybercafé!;-))))...e o tal do período...pois, esse!:->, ainda faltam uns oito dias +ou-:->...mas, felizmente nc fui dessas frecuras, nc me incomodou, mas...ñ vejo a hora de acabar...assim, com'ássim sempre dá um bocadinho mais de liberdade...:->

...qt ao derramar o meu veneno sobre as gajas assanhadas cá do burgo, bahhhhh...hj ñ me apetece!...hj estive no céu....:-))))

amok_she disse...

...ainda ontem se falava nisto...estes gajos ñ descansam enquanto ñ meterem freios na net...também!rai'os parta!!!

noiseformind disse...

SJSM EM LISBOA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
MARALHAL MOURO, FAÇAM-SE A WWW.JANTARDOMURCON.BLOGSPOT.COM, VEJAM AS INDICAÇÕES PARA CHEGAR LÁ E METAM-SE AO CAMINHO!!!!!!!!!!!!
ANÓNIMOS WELCOMES ; ))))))))))))))))))))))))))))))))))))
GARANTIMOS A NÃO-PRESENÇA DO BOSS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Maria João disse...

É curioso, há pouco tempo tinha citado tb este poema. Sinto implícito um tipo de silêncio neste poema. O silÊncio partilhado, sinto falta de silÊncios partilhados, os outros são fáceis de provocar...

Anónimo disse...

«.»

Pólux disse...

Teresa,

Obrigado por trazeres aqui o poema de Victor Oliveira Jorge, na sua serena "Reflexão sobre os limites".

Acho-o extraordinariamente belo.

noiseformind disse...

Ao Segundo Jantar Sem Murcon,
Vai toda a naçoum murcunita,
Vai o boy, também vai a girl,
Vai o Straight e o Sodomita!

; )))))))))))

Bem pessoal, vemo-nos por lá, té loguinho!

Mahatma, os teus fiéis presentes em Lisboa esperam em oblação de ti benção Urbi et Orbi (tb conhecida como "Comam e Bebam"). E também que baixes o défice para menos de 3%, que acabes com o perigo que paira sob as reformas de alguns de nós, que acabes com o SIDA, com o Co Adriananse (pedido de um murcunita identificado do Porto) e todas aquelas pequenas coisas que fazem a vida de um murcunita ter sentido ; )))))))))))

noiseformind disse...

Errata: um murcunita membro do PNR pede que acabes com o SIDA mas só para as pessoas heterossexuais que têm sido (usando as suas próprias palavras) "mortas por engano por essa peste que merecidamente está a acabar com os paneleiros, panascas e outros pedófilos que por aí andam"

Anónimo disse...

blah, blah, blah.

Anónimo disse...

k cambada, transformaram um blog num chat-room! e mau. sao um bocado ridículos.

trobadora disse...

Fui visitar o último lugar do Eugénio um dia destes. Lá continua numa anónima gaveta, no sombrio mausoléu da Câmara Municipal, rodeado de senhores e senhoras com nomes muito compridos, certamente familiares de edis e outras "natas". Para além de uma orquídea já murcha, tinha um plástico colado no azulejo da gaveta com o poema do "sorriso" e uma foto.
O Eugénio gostava tanto de sol! E para ali sombrio e quase anónimo, não fora o plástico.

Anónimo disse...

ILGA Portugal atribui prémios contra a homofobia

«A ILGA Portugal, associação de defesa dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transsexuais, atribuiu ontem, pela terceira vez, os Prémios Arco-Íris, que se destinam a reconhecer o contributo de pessoas ou instituições contra a homofobia.

A edição deste ano galardoou a WPortugal, pela campanha "Pelo direito à indiferença". A agência de publicidade, que realizou a campanha pro-bono, "veio provar que há empresas que estão dispostas a oferecer o seu trabalho e os seus meios pela causa da igualdade", salientou a ILGA.

A novela Ninguém Como Tu, que inclui personagens homossexuais, foi considerada pela ILGA como "histórica", pois faz uma "representação realista e não estereotipante ou sensacionalista da homossexualidade". Em declarações ao PÚBLICO, Frederico Barata, o actor que interpreta a personagem João, um jovem que descobre a sua homossexualidade, reconheceu que, "a princípio houve um choque por parte das pessoas", mas que hoje já o abordam na rua para o felicitar pela interpretação e elogiar a inclusão da homossexualidade na novela, que passa em horário nobre na TVI.

O grupo de música The Gift foi homenageado pelo teledisco de Driving You Slow, em que a figura central é o transsexual Luna. Em nome da banda, cujos elementos estiveram todos presentes na cerimónia de entrega dos prémios, Sónia Tavares considerou que a luta contra a homofobia é "uma causa nobre".

Ao receber a distinção, a jornalista do "Diário de Notícias" Fernanda Câncio afirmou que continua a existir um "silenciamento" por parte da comunicação social no tratamento da igualdade e que as questões de género ainda são vistas como "uma curiosidade, um fait-divers".

A "carreira de desmistificação de preconceitos" do sexólogo Júlio Machado Vaz também foi distinguida. "Num país em que a educação sexual é inexistente e em que a política que a regula é sempre tímida e inibida (...), Júlio Machado Vaz é um oásis", considerou a ILGA.»

manta retalhada disse...

Vou começar a trata-lo por Julio, que para mim tem grande significado, o facto. Ouvi o seu programa de hoje domingo na Antena 1. Obrigado pela sua lucidez de vida.

Pamina disse...

Boa tarde,

Queria fazer uma correcção muito importante ao meu comentário anterior (falou-se nisso ontem no jantar). JMV, peço desculpa por ter trocado o nome ao bicho, mas cobras e jibóias é tudo da mesma família.

NOTÍCIAS DO 2º JSM:
O maralhal que se reuniu ontem comeu muito bem (nota máxima para o chef) e esteve em são e ameno cumbíbio até quase de madrugada, apenas, aqui e ali, perturbado por alguns vendedores ambulantes que insistiram em tentar vender ao Noise flores e vários objectos movidos a pilhas (não eram desses, só bichos de peluche).
Por vezes, a conversa adquiriu um tom mais sério e discutimos questões de grande importância e actualidade, tais como:
-"Corporiza a blogoesfera uma pluralidade de vozes no espaço da Internet?" (tema recentemente tratado no 2º Encontro de Weblogs na Universidade da Beira Interior)

-"Comunidades virtuais: aspectos particulares da sua identidade."(palestra lida por TODOS os participantes em simultâneo, o que permitiu efectuar também um estudo adicional sobre "A Cacofonia Afectiva")

-Análise do artigo do psicanalista R.F. Gomes "Namoro na Internet" e (aceso, voaram alguns pratos) debate da sua teoria:"o vínculo que se estabelece através da Internet é um vínculo narcísico".
(www.existencialismo.org.br/jornalexistencial/ricardonamoro.htm)

-Last, but not least, foi ainda abordada a questão: "Onde raio é que se pode ir comer qualquer coisa quente depois das 3 da manhã em Lisboa?" Este foi o ponto mais consensual, tendo os participantes votado por unanimidade uma imediata visita de estudo ao local denominado "Pão com Chouriço".

A Acta e Conclusões do Encontro estão a ser elaboradas pela mais jovem participante (Raquel, 8 anos) e o texto, assim como algumas fotos, encontrar-se-ão brevemente disponíveis na Internet, no local habitual.

Bom resto de domingo para todos e boa viagem para os conferencistas murcónicos que estão a regressar a casa.

Anónimo disse...

E "Adeus"...

Lembram, como diria Torga,"anjos a veranear numa nuvem de clorofila..."
"... O vinho é verde, o caldo é verde ..."

Bom domingo:)

amok_she disse...

Pamina, Pamina...a menina está a soltar a escrita...'tou gostando!...'tá perdendo esse ar so(m)brio que a caracterizava...pra mim, claro!;-)

...hummmm, ñ tarda e, a continuar assim, terá direito a bicadas, tb...;-)...ah! e espero q "algumas" se lembrem bem do jantar, durante a semana e ñ se atirem áqueles pratos de massa...q horror!!!!!grrrrrr

[sádicos!!!]

Pamina disse...

Amok (5.36),
Os comentários de outro estilo serão retomados sempre que a ocasião o requeira e eu deixe de estar "under the influence".

P.S. (Mentira, o consumo de substâncias contendo álcool etílico foi mínimo e o de alucinogénios foi nihil).

Uma boa semana.

amok_she disse...

ohhhhhhh, ñ posso!!!...q devo fazer para te subornar...e continuares assim???... nem q seja "entremeada"...;-)))

motorcycle disse...

Hi there Julio Machado Vaz, I was just browsing, looking for harley davidson chopper parts related information and found your blog. Very Nice! I have a harley davidson chopper parts site. You can find everything from Harley Davidson custom paint, aftermarket parts, clothing, t-shirts, patches and more. Please visit, check it out and enjoy!