domingo, novembro 20, 2005

Sem querer ofender a Pamina e o Viktor:).

... fiquei tão pasmado com a hipótese de manipulação dos comentários que também fui pedir opinião especializada. Mesma resposta - nem que quisesse! Acontece que jamais quereria, há princípios envolvidos. Vou repetir: de início nem sabia que os podia impedir, depois tive de tomar uma (fácil) decisão - liberdade total. Tem custos? Tem, às vezes leio coisas que preferiria não ler. Mas a alternativa, para um tipo da minha idade, soa perigosamente a censura.
Os que não acreditarem nestas palavras deixarão seguramente o Murcon. E acrescento que com toda a razão, há suspeitas insuportáveis. Aos outros, não posso deixar de fazer notar que 250 comentários ao fim-de-semana é, no mínimo, peculiar. Sinal que o tema continua longe de ser pacífico e propicia um estilo de discussão muitas vezes a descambar - ainda no mínimo:) - para a deselegância. A (falsa) chaveta hetero/homo não é a única, neste mundo que adora as dicotomias. Nem sequer a mais precoce!, como, no fundo, dizia o Miguel: a bem educado/mal educado, que conduz à outra, discussão civilizada/javardice estéril, antecede-a. E pergunto-me se não será mais rígida...

105 comentários:

apenas atento e menos indignado disse...

Professor JMV
Agradeço o esclarecimento - queira fazer-me o favor de acreditar que nunca duvidei de si - apenas da gestão deste sistema que supus não ser da sua autoria.
Considere-me em paz com o blog.
Cumprimentos cordiais

fora-de-lusco :) disse...

De facto não é possível fazer semelhante... Curioso como a "ignorância" (sem ofensa) informática serve de desculpa para tanta coisa inclusivé para se fazerem, levemente, acusações graves.

Boa noite a todos

Cê Tê disse...

Pensei erguer um muro para conter as águas revoltas mas elas derrubaram-no não antes de numa provocação graciosa o terem contornado...
Pensei gritar mais alto mas parecia dizer o mesmo que a multidão e calei-me!

Impossível travar o que em acelaração segue as leis da natureza e da vida.
Subi para margem convexa e pude apreciar o desespero de quem procura a tranquilidade, ainda que efémera, na diferença.

Quem dera que soubessem que quanto mais lutam por ela mais a acentuam Por ventura é essa a diferença que menos importa e interessa!

andorinha disse...

Júlio,

Quanto à primeira parte do post nem preciso de dizer nada, já disse no anterior.
Quanto ao resto, lá terei mais uma vez que concordar consigo.:)))
A dicotomia mais rígida é, sem dúvida, a discussão civilizada/javardice estéril.
Lá fora como aqui...

Nuno disse...

Houve um nitido problema no blogger com um comentário no post anterior, até porque mistura texto que não faz sentido, não percebo porque é tanta celeuma em torno deste pormenor.
Como a minha área é precisamente os computadores e sua programação permitam-me dizer bem alto:
-NÃO SÃO APENAS OS HUMANOS QUE FAZEM ASNEIRA, OS COMPUTADORES TAMBÉM TÊM ESSE DIREITO E USAM-NO COM MUITA FREQUÊNCIA:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D

Carneiro of a different cor disse...

Acho que em questões de nível a coisa funciona como certas pessoas (entre as quais me incluo) fizeram a partir de certo ponto lá atrás. Virar costas e seguir para outra. Só mesmo pessoas sem outra alternativa na sua vida social que não seja a expectativa de serem insultadas online para provarem a si mesmas que insistem é que perdem tempo com javardices estéreis. Naquele magote de comentários de variados indicadores fiquei a conhecer coisas fantásticas sobre o meu país em termos de sexualidade e gostaria de neste ambiente partilhá-las com todas e abri-las à discussão. As conclusões do Durex Sex Survy em http://www.durex.com/nl/gss2005result.pdf que avre imensas portas para discutirem-se retratos do sexo entreportas.

Carneiro of a different cor disse...

"si mesmas que existem" e não insistem ok? UPS!

interrogação disse...

Eu já li 3 vezes este a conclusão do post e parece-me que o que diz é:
MAIS RÍGIDO CENSURAR A "MÁ EDUCAÇÃO", DO QUE ATURAR ALGUMA JAVARDICE, EM NOME DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E DO CONFRONTO DE IDEIAS, SEM PAROQUIALISMOS ASSÉPTICOS.


Professor:

Felicitações comovidas. E com a da "chaveta", respondeu à minha dúvida.
I.

andorinha disse...

Concordo com o carneiro of a different cor.
Quando se passa de uma discussão civilizada para a javardice pura e dura o que temos a fazer é partir para outra, como muita gente fez.
Deixam-se os palermas a falarem uns com os outros. A mim dá-me a sensação de que eles estão ao despique a ver quem diz a maior bacorada. É triste, mas como já disse, é um espelho do país que somos e do qual tantas vezes me envergonho.
E a javardice lá atrás continua...

a disse...

concordo 100% com andorinha.
página virada, venha mais!

Carneiro of a different cor disse...

E prossegue dentro de momentos por estas bandas tb Andorinha, dá-lhes tempo de se fartarem por lá ;)
Que é que acham de nos últimos 5 anos naquele estudo da Durex a idade média do início da actividade sexual ter descido em média em todo o mundo um ano? E andam aí a falar de leis para a tornar legalmente mais tardia? A Lei Judicial contra a Lei da Sociedade não me parece que vá ter grande valor hihihi

Lusco_Fusco disse...

REPITO O COMENTÁRIO QUE FIZ no post anterior já que este estava já activo. Naquele post
Um leitor atento e indignado disse...
6.52
"SÓ AGORA VEJO ESTE CASO GRAVÍSSIMO DE HOJE APARECER UM TEXTO (4:31PM) A QUE SE SEGUE, IMEDIATAMENTE (4:31PM) UM IGUAL ASSINADO COM OUTRO NICK, SEGUINDO-SE A ESTES DUAS RECLAMAÇÕES DO ÚLTIMO AUTOR SOBRE A APROPRIAÇÃO PIDESCA DA GESTÃO DO BLOG QUE DEVERIA PERTENCER APENAS A JMV !!!(...)"

Só agora li o que escreveu. Agradeço a simpatia, sinceramente. Mas não vamos empolar a situação. Este blog merece o meu carinho, respeito e simpatia(para não dizer o Mahatma que admiro apesar de nem sempre estar 100% de acordo com as ideias que tem).
Fiquei realmente estupefacta e magoada na hora que vi duplicado o que escrevi. Culpei de imediato, como viram nos comentários seguintes, o anónimus, a quem peço desde já a minhas desculpas. Senti-me nua.
Respondendo á Pamina não é possível ter o meu PC vigiado já que tenho um antivírus activo e actualizado como convém. Erros informáticos acontecem. Como o filho da Pamina a minha filha deu a mesma razão :).
Nunca me passaria pela cabeça que o nosso anfitrião pudesse mudar o comentário, até porque tenho blogs e sei que isso não é possível.
A minhas desculpas ao Professor JMV já que sem querer pus pessoas a responsabilizar o blog.
MJ

amok_she disse...

...o problema é velho: toda a gente sabe e diz q ñ merece, sequer, o esforço de leitura certo tipo de comentários, mas...o q é certo é q se eles existem é, precisamente, pq alguns dos q tanto os atacam, os alimentam!...está mais q provado q a indiferença acalma estas febres provocatórias, por vezes mais q ignorantes, mas...insistem em dar-lhes a atenção q ñ merecem por múltiplas razões...o ignorar certos comentários ñ só nos pouparia à sua multiplicação como nos poupa o tempo perdido na leitura...a partir do primeiro parágrafo, às vezes da primeira meia dúzia de palavras, já se sabe o q vai sair dali, logo...é partir pra outra!, mas tb há quem precise destas coisas...sempre ajuda...:->

Julio Machado Vaz disse...

Lusco_Fusco,

No problemo:):

mariana disse...

na parte que me compete peço (as possiveis) desculpas. fui rude e contribui para o descarrilamento da discussão.

Lusco_Fusco disse...

Obrigada Professor. Sinto-me até mal de "criar" esta confusão. Tanto quanto apurei é erro do bug.

fora-de-lei disse...

Mas a alternativa, para um tipo da minha idade, soa perigosamente a censura.

E ainda bem ! Mas olhe que há por aí certos "blogueiros" da sua idade idade, ou até mais velhos, que não têm essa mesma abertura de espírito. Alguns até nem é pelo facto de sentirem pouco apego aos valores da liberdade de expressão. É apenas por serem uns convencidos do caraças e não gostarem de se ver contrariados nas suas verdades absolutas.

amok_she disse...

...curioso foi ter-se sentido a nessessidade de arrastar o assunto ao longo de 3 posts...por mim dava por concluido no antepenúltimo onde começou, mas...com este lançar de dúvidas até desatei a testar a configuração dos comentários do meu blog...ñ fosse o diabo tecê-las!:->

amok_she disse...

fora-de-lei disse...
(...)
É apenas por serem uns convencidos do caraças e não gostarem de se ver contrariados nas suas verdades absolutas.

11:35 PM


..ele a dar-lhe e a burra a fugir!, ó pá, então e depois? pq raio ñ pode uma pessoa ser convencida?!?...e de ñ gostar de se ver contrariada, seja nas verdades seja nas patacoadas!?

...e depois, pq raio tens de atirar com essa ao homem, se ele até te deixa dizer o q queres?...querias era poder dizer isso lá no Abrupto, não era?!? eheheh

...mt se dana esta gente por o outro ñ ir em tangas de dar voz ao povinho...:->

Anónimo disse...

mariana 11:27 PM

"fui rude e contribui para o descarrilamento da discussão."

Tu não foste nada rude, marianinha. Eu é que fui rude. Tu apenas mostraste ter um orelho rude. Ou antes, um orelho duro de roer!

amok_she disse...

O Citador de hoje tem uma muito boa!:->

Agradar ao Vulgo é Mau Sinal

«Nunca pretendi agradar ao vulgo; daquilo que eu sei o vulgo não gosta, daquilo que o vulgo gosta não quero eu saber.» Quem é o autor? Pareces pensar que eu ignoro que pessoa é o meu discípulo!... É Epicuro; mas o mesmo te dirão os mestres de todas as outras escolas, peripatéticos, académicos, estóicos, cínicos. Como pode de facto agradar ao vulgo alguém a quem só a virtude agrada? Não se conquista o favor popular por processos limpos. Terás de igualar-te primeiro ao vulgo, que só te aprovará quando te considerar um dos seus. Ora para a tua formação a opinião que tenhas sobre ti mesmo importa muito mais do que a dos outros. A amizade de pessoas dúbias só se concilia por processos dúbios.(...)»Séneca, in 'Cartas a Lucílio'


http://citador.weblog.com.pt/arquivo/
214375.html


:->

Angie disse...

Professor:
Acabei mesmo agora de o ouvir na RTPN e como cá não vinha há eras, vim espreitar.
Grandes confusões se passaram!
Só lamento vê-lo agastado, e com razão de sobra
Parece que o que torto nasce...
As ditas''cenas'', montadas nos comentários ao post anterior, cheiraram-me imenso a esturro. Serei conspirativa?!
Frequento bastantes blogs, nunca tal vi nestes anos! !!!
Penso que alguém tinha pouco que fazer e se divertiu a criar 1 "facto informático" que não existiu. Ou digamos que existiu um outro diferente, fabricado para passar por outra coisa.
Há gente para tudo, voltamos à velha história.

Por mim, acabei por abandonar a certa altura a quente questão em apreço no fds.
Desandei porque, embora não perfilhasse a sua opinião sobre o ânimo do MST ao escrever o artigo, estava curiosa, chegando a pensar que o tema contasse com achegas construtivas.
Claro que esta questão é (e refiro-me à questão de fundo) fascinante. Confesso-lhe que tem na minha vida uma actualidade muito especial,embora me toque de forma indirecta. Mas toca a fundo, como tanta coisa "indirecta" da vida.
(acho que vou borrifar nos voyeuristas..)

Penso que ao fundar 1 blog sabia que nem sempre iria recolher unanimidade, mas para mim é essa a mais valia deste simpático sítio.
Ao ler certos posts, e apesar de sobre cada assunto termos as nossas opiniões, admito que possamos pensar mais, e portanto melhor, acerca da matéria. Também se "cresce" a conversar, e tendo eu atingido a maioridade biológica, recuso-me a pensar que cristalizei em absoluto nas perspectivas que tenho, parando de crescer...
Estava, portanto, animada com a perspectiva.
Desilusão absoluta!
Na verdade, o tom desceu tanto que achei que quem quisesse mandar melhor e mais elevado palpite perderia concerteza a vontade.
E desandei.

A minha maior pena sabe qual foi? É que afinal não deu para o ''ouvir'' mais sobre o assunto, que até ficou limitado à história dos santos e dos pecadores (as meninas, o MST e agora o JAS).

E agora?!
Volta a isto, ou desiste, derrotado com a salazarenta mentalidade portuguesa? (decerto incluindo a minha?!)

Professor: não se zangue.
A maioria das pessoas opina sem espírito castigador, nem instintos javardos. Mesmo quando discorda.
Portanto...dê lá o desconto e não deixe de voltar ao tema.
Pessoalmnte, estou em pulgas (e não me estreei nestas relexões desde ontem)para perceber a razão porque fala de "falsa chaveta homo-hetero".
Adivinho + ou - em que sentido pode ir seu o pensamento, claro, mas como o tema me interessa (e humildemente declaro não considerar- até hoje e prova em contrário -, falsa chaveta coisa nenhuma), gostaria de perceber onde quer chegar.

Era um grande favor que me (nos ) fazia.

E repito: resista às investidas e esqueça as pedradas nas janelas e os vidros partidos.

O seu blog faz bem a muita gente, só por existir.

Pamina disse...

JMV,

No problemo também.:)

Quanto a toda esta "discussão" à volta dos 2 posts anteriores, ficou mais uma vez provado que não é possível, aqui e agora, falar séria e educadamente sobre certas questões. Já acontecera o mesmo anteriormente, se bem que o nível não tivesse descido a este ponto. Alguns argumentos, quando não são simplesmente reles e grosseiros, lembraram-me crendices do tipo "uma rapariga pode ficar grávida se se sentar numa sanita suja." Quero acreditar que seja ignorância e não pura má-fé.

E, como já disseram outros comentadores, "let's move on".

Uma noite descansada.

Nuno Furtado disse...

discordo totalmente da edição de comentários. no entanto remover determinados comentários mais exagerados para mim não é censura mas sim civismo! é preciso saber debater um assunto com civilidade e consciencia, e não deixar descanbar em discussões de peixaria

Nuno disse...

Um blog é um espaço pessoal, que por acaso até aceita comentários...

m&m disse...

Hoje ao ouvi-lo na rádio ganhei o dia: «machão é o homem que não deixa a mulher colocar-lhe o dedo no anûs, mesmo que goste...»

:))

Anónimo disse...

E depois o cheirinho a merda é altamente afrodfsíaco!

noiseformind disse...

Fico contente pela "voz do dono" ter (ainda e, espera-se, por muitos anos) o condão de controlar a fauna e flora que por vezes se descontrolam. Mas até a penicilina já não é o que era, resta esperar que os vírus não desenvolvam novas estirpes ; ))))))))))))

carneiro of a different cor (nome do caraças homem),
Repara que a ligação entre insatisfação sexual e desejo de maior nro de actos sexuais é constante ao longo da lista de países ; ))))))))))))) resumindo meu caro, andámos todos chateados com a nossa vida sexual ; ))))))))))))))

Um dos livros que primeiro li no Google Books (que em breve se tornará na maior bibioteca do mundo depois da de Alexandria) foi o afamado "Are we 'person's yet?" por Kathleen A. Lahey. Não pelo interesse geral na temático homossexual, o meu interesse era mais mórbido. Tenho para mim uma teoria de que um grupo minoritário na sociedade pára a sua convergÊncia de direitos com a sociedade em geral no preciso momento em que deixa de os reinvidicar. E os grupos com mais direitos normalmente são os mais activos e que têm consciência de que ter direitos é importante. Entrei em contacto com esta teoria durante a leitura de algumas auto-biografias de activistas dos direitos cívicos americanos e fui, através desta e outras diversas leituras, estendendo-a a outras minorias. Por exemplo, no mesmo Canadá e nos países nórdicos, onde as mulheres possuem uma maior participação cívica, política e económica, é nestes países em que as mulheres mais têm consciência que nada lhes será dado por pedido mas sim por reinvidicação. E esta noção de que o equílibrio é periclitante é que parece manter os movimentos activos. Já os afro-americanos sofreram uma subsidiarização que lhes tirou "motivos" de reinvidicação directos mas que dilacerou as suas estruturas familiares, factor de que os respectivos movimentos de apoio se ressentem ;(
O facto de cerca de 60% dos americanos acharem que os homossexuais não deviam dar pura e simplesmente aulas mostra a cegueira de que a questão está ainda envolvida. A dicotomia é usada apenas para benefício do enunciador e não para benífício da comunidade. A sociedade não concede direitos aos homossexuais, a sociedade permite sim que o tecido social passe a ter restrições legais que antes não tinha. Por exemplo, a questão da discriminação de identidade sexual é uma questão presente neste livro. Uma pessoa em portugal pode recorrer aos tribunais por uma descriminação de raça, mas não por uma descriminação de identidade sexual. Uma agressão com motivações racistas é agravada em direito mas não uma agressão por motivações homofóbicas. O percurso rumo aos direitos de uma comunidade faz-se através da visibilidade dessa mesma comunidade. O próprio direito de uniões civis homossexuais só passou a ser uma questão premente nas sociedades canadianas e americanas quando os homossexuais passaram, em meados dos anos 70, a dirigirem-se em conjunto aos notários para efectivarem as uniões. "ESTÁMOS AQUI" parece ser o grito devido a qq comunidade homossexual do mundo. Existir não apenas em termos de afectos mas em termos de cidadania. E essa cidadania assenta em manifestações de cidadania. O ponto de ebulição dos movimentos cívis relativos ao fim de segregação nos EUA foi quando uma mulher se recusou a ceder o seu lugar no autocarro. Em Portugal poderia ser quando um casal homossexual se recusasse a ter "comportamentos correctos" na via pública ou num restaurante. O facto de as situações começarem a vir nos jornais já é de si um sinal de que alguma coisa está a mudar. É sinal não que a heterossexualidade está em risco (pensamento absurdo por definição, até a Austrália em que 30% das pessoas admitem ter parceiros do mesmo sexo as pessoas que se identificam como homossexuais se mantêm nos 10%) mas que começa a haver ums consciência pública de que os homossexuais são pessoas como os outros. Exemplos considerados outrora aberrantes (como o de José Castelo Branco) tornaram-se possuidores de uma empatia com grandes públicos que faz com que aos poucos seja definivel a sexualidade identificada com pessoas do mesmo sexo como um direito constitucional real e não apenas uma garantia abstracta. Mas sou o primeiro a lançar uma pequena acha para a fogueira. O movimento de defesa dos direitos dos homossexuais entrincheirou-se numa postura de igualitarismo que não poderá acontecer sem uma luta pública. Ao utilizarem a simpatia de um conjunto de figuras públicas heterossexuais com cargos políticos, jornalísticos e sociais estão a colocar ênfase numa postura de lobbying nada concomitante com a realidade de organização dos poderes nacionais. Primeiro o combate pela igualdade pública, pela visibilidade, pela expressão, e depois, num ambiente de maior exposição e generalização, partir para o debate de questões de direitos específicos. Quando figuras públicas como José Carlos Malato, José Luís Goucha, Paulo Portas, José Sócrates e outros tiverem diante de si audiências e públicos contrastados com a realidade de uma comunidade homossexual presente e tiverem a certeza de o facto de que serem homossexuais não determina a perda dessas audiências terão certamente maior á-vontade de se exporem como tal e não apenas como figuras públicas desassexuadas. Pq quando se organiza um fórum e um debate sobre a homossexualidade fica-se com a impressão que mal saem daquele auditório aquelas pessoas deixam todas de ser homossexuais para passarem a ser "cidadãos cumpridores" e não deve ser assim. Esta ideia de que o Estado vai conceder direitos por conceder, a uma comunidade que vive ainda sob a simples opressão de dar as mãos em público só aumenta o factor de utopia das próprias inicitivas. Aquelas duas miúdas em Gaia vão ser mais recordadas em termos de direitos homossexuais do que todas as mesas redondas "formativas" mas profundamente viradas para dentro, das associações que lutam pelos direitos da comunidade lgbt, e podem escrever isso ; )))))))))))))))))))

; ))))))))))))))))))

mythos disse...

Só que a Afrodite, equivalente grega da Vénus romana, patrocinadora das célebres camisas, e mãe do menino Cupido, não gostava de meter o dedo no cú dos parceiros.

Estes paladinos do bom comportamento do blog, que querem a "verdade" e a conclusividade em assuntos de sexo e afectividade, fazem-me rir. E são chatos e enfadonhos. Porque não vão fazer de amanuenses para a casa deles?
Eu prefiro ler uma "javardice" criativa e inteligente, que vira a mesa, do que ler os vossos copy-paste, e yes prof.
A vida a sério é imprevisto, criação, fantasia, dinamismo e não o cinzentismo dos "bons" sentimentos carneirais, que estão na moda.

noiseformind disse...

Aliás, há qq coisa de catársico em relação à figura de José Castelo Branco. Muitas pessoas acham que ele existir publicamente como existe é por si só um factor de abertura na nossa sociedade. Será? ; )))))))))) Ou será um sinal que a política do espelho invisível está mais aperfeiçoada que nunca e a transparência mais gritante reforça apenas o vidro estar mais endurecido que nunca?

noiseformind disse...

Uma grande parte das jurisprudências mais lesivas dos direitos das minorias foram aprovadas do debalde do reconhecimento dos seus direitos. O caso das duas jovens mostra que ainda falta muita luta pela frente ; ))))

Anónimo disse...

Estes Socialistas de merda gostam todos de levar no cu mas fingem que não.

Anónimo disse...

Agora temos um psi gay a fazer campanha. Olhe vá aprender a ortografia da Língua Portuguesa!
DISCRIMINAÇÃO e não descriminação.
ASSEXUADO e não dessexuado.
CATÁRTICO e não catársico. Além disso tenho reparado que o seu verbo haver, nunca tem "H".
O seu carneiro desbotado deve estar a dormir.....
Quanto ao CB é uma pessoa repulsiva, não por ser uma bicha casada, mas por ser um ser cheio de malevolência e defeitos de personalidade. Digno de pena.

Anónimo disse...

anónimo das 3 e 54:

Olhe que há muitos mais de direita e do centro a levar no cú! Até porque têm sempre a Igreja a cobri-los. Já se esqueceram do Padre Frederico?

haja vergonha disse...

Não temos um psi gay, temos dois psis gay sem vergonha que não se assumem.
Gostava de ver as caras do galinhame se vissem os dois a levar no cú, ih, ih...

Anónimo disse...

Tem razão. Deviam ter vergonha e honestidade e assumirem os dois que estão a defender os da sua laia mas é uma coisa que os maricas não têm. Quem é que conhece um maricas com caracter? Digam-me só um.

someone who knows you disse...

Peter, aka NOISEFORMIND,

Yesterday you wrote that you had graduated from John Hopkins College with a Major in Human Sexual Behaviour.
From what I know from the American Educational System, I can only consider that, in fact, you've only completed the first part of the Terciary Education level as defined by the UNESCO.
In so being, how can you possibly practice psychology in Portugal without having an University diploma.
The thing is, there is a difference between College and University. 4 years for College + 4 years for University...
You're just a fucking flop...

s disse...

Correction:
4 Years of liberal arts education with a major in a specific area, plus 4 years in a University School of Psychology for graduation.
You only have a major in human sexual behaviour, as would could have one in spanish studies, you fucking nerd...
By the way: stop with the damn copy-past.
Just because the others don't know your sources, that doesn't give you the right to use other people's words as they were your own.

someone who knows you disse...

The last comment was mine!

Anónimo disse...

In American parlance, a college is a four-year institution of higher learning that offers courses in related subjects. A liberal arts college, for example, offers courses in literature, languages, history, philosophy, and the sciences, while a business college offers courses in accounting, investment, and marketing. Many colleges are independent and award bachelor's degrees to those completing a program of instruction that typically takes four years. But colleges can also be components of universities. A large university typically comprises several colleges, graduate programs in various fields, one or more professional schools (for example, a law school or a medical school), and one or more research facilities. (Americans often use the word "college" as shorthand for either a college or a university.)

tangas disse...

jasus, professor júlio machado vaz... nem consegui responder-lhe na anterior, com a minha máquina a patinar para processar os comments todos.
eu confesso que desconfiei da ironia, mas depois não me pareceu tão irónico assim e depois, adiante...
é claro que fico radiante por ser ironia (baccione).
ora agora quanto à manipulação, tenho a impressão que foi coisa dos senhores que não acreditam na inocência, pronto!

Noise: clap-clap-clap!

andorinha disse...

E continuamos a ter que gramar comentários do mesmo estilo, ou seja, a javardice continua.
Não há pachorra para aturar tanto disparate.
Júlio, permito-me deixar aqui uma sugestão. Porque não vedar o acesso a anónimos? As pessoas se quiserem participar e comentar podem continuar a fazê-lo, registando-se. Isso não é, na minha opinião, censura. Censura seria apagar comentários. Mas também chamar comentários a certas coisas que aqui se lêem é uma força de expressão.
Porque temos todos ( o Júlio e nós) que aturar esta gente?
Se estivermos lá fora numa amena cavaqueira e de repente a conversa descambar para patamares inaceitáveis, com grosserias de toda a espécie, será que continuamos a conversar ou levantamo-nos e vamos embora?
Se lá fora não pactuamos com certas "conversas" por que teremos que o fazer aqui?

Fica aqui o desabafo e a sugestão de alguém que continua atenta e indignada.

Conserto disse...

Glup, enganei-me no blog. Desculpem lá, não queria incomodar a confusão. :-$

noiseformind disse...

Tangas,
Merci ; ))))))))))))))))

Someone,
Por falar em copy paste ; ))))

Andorinha,
Acho que te estás a indignar demasiado facilmente. Não vais deixar de receber o salário por causa desta situação pois não? Nem te custa dinheiro pois não? ; ))))))))) então pq levar este fio de comentários lá de trás a insultar tão a sério. Sempre achei (e acho) que o Maralhal é que decide o que existe quando comenta o post do Jú ou outros comentários ; ) o que não interessa pode ser lido mas não precisa de ser comentado. Reparem se ontem todos os comentadores não tivessem mais nada que fazer na vida que se envolver naquela discussão azeda e estéril? Era tramado. Então é que o PC da Tangas dava Crash ; ))))))))) Está na ponta dos nossos dedos decidir o que vai ser esta caixa de comentários. Lembro-me que em Junho tivemos um Boom deste tipo de comentários e foi quando os passámos a ignorar que eles desapareceram, quando deixou de haver uma audiência sensível aos seus insultos. Sem deixar de ter em conta que os anónimos podem perfeitamente ser pessoas que postam com nicks "oficiais", mas quanto mais arreigadamente nos agarrarmos a um tema mais facilmente eles passarão. Portanto, controla a tua indignação e agarra-te do Post do Júlio (e pq não, ao Júlio em pessoa daqui a uns dias?) looooooooooooooooool looooooooooooooool looooooool looooooooooooooooool loooooooooooooooool loooooooooooooooooooooooooool looooooooooooooooooooooool

ai ai disse...

andorinha
ai ai tanta censura aos 'maus' e tanta censura aos 'bons' - ai esse maniqueísmo...

náutica disse...

Mas afinal o que é que se disse ontem que pudesse ferir susceptibilidades de adultos? coc., cac., assim, assado - ora meninos deixem-se de esquisitices.

Siga o baile ou

~~~~~~~la NAVE va ~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

andorinha disse...

Noise (11.16)

Sempre brincalhão.
Já não se pode ter um desabafo????
Os anónimos irritam-me, que queres?
E quanto aos "agarranços" eu é que decido a quem e quando, ok?:))))))

náutica disse...

andorinha

assim o desenho fica melhor...

~~~~~~~~~~ e la NAVE va ~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Anica disse...

Antes de mais, parabéns Professor pelo seu texto. Parece-me que realmente está-se num ponto de viragem deste "cantinho" que me habituei a visitar e adorar. Se um javardo inculto pode chegar aqui e ter tanta atenção como uma pessoa que se dá ao trabalho de reflectir sobre um tema e fazer uma análise lúcida então a tendência será, como em tantos outros blogs, para que a pessoa que está a tentar iniciar um debate se cale, afinal mais ninguém está a partilhar a sua vontade em debater ideias. Ainda ontem estava a teclar com um amigo e ele dizia-me "olha, encontrei um site giro e estou a avacalhá-lo". Como se avacalhar fosse uma espécie de missão ou tarefa que alguém possa empreender.

Dito isto, vou pegar no texto do Noise para dizer que concordo com esta atitude de luta que ele idealiza para o contexto social das comunidades lgbt (escrito com o l à frente do g). Esta ideia de usarem membros mais ou menos distintos para conseguir tempo de antena só serve para que haja uma cultura de segregacionismo de de interpretação de que os homossexuais são pessoas que não são directas e frontais. As primeiras pessoas que têm de exigir respeito para si mesmos são os próprios homossexuais. Não espero, ainda para mais depois do que se passou no fds, que as pessoas mudem de atitude por as leis estarem mudadas. Não adianta encher os homossexuais de direitos e depois deixá-los a viver numa sociedade em que a demonstração pública de afecto está vedada. São eles que têm de empreender a luta, não os seus simpatizantes ou dirigentes associativos. Também concordo que uma política de outing seria uma boa política neste país de aparências bacocas. Reparem que até alguém dizer "eu sou gay" ninguém neste fim de mundo tenta dizer se as pessoas são ou não. Dizer que é uma escolha pessoal em pessoas que abrem a porta das suas casas e da sua intimidade a revistas cor-de-rosa é absurdo. A aceitação não sera voluntária, tenho essa convicção ; )
E PRONTO... BIJOKAS

Ameninadalua disse...

Professor

Estes enganos informáticos confundem-nos, mas como tudo isto se reduz a "0 1" devem-se ter atrapalhado um pouco com a "estravagante" linguagem humana que por vezes aqui se escreve:)))))....

Não quero deixar de referir a minha admiração e respeito por mais uma vez nos ter mostrado e dado o exemplo da sua coerência e verticalidade ao não querer interferir nos post que aqui são colocados, mesmo que ao fazê-lo tivesse a exercer um direito que o assiste como responsável do blog.

lekas disse...

Bom dia Professor,
Realmente é de uma paciência extraordinária. Eu passo-me mais fácilmente:((. É lamentável que utilizem o seu Blog desta forma em vez de simplesmente passarem e, eventualmente, levarem e deixarem algo de 'bom' ou interessante.
Acho que vou deixar de ler comentários e ficar-me pelos seus post's. E claro mantenho-me fiel a vê-lo e ouvi-lo, sempre que posso.
A sua última frase da manhã, em tom de brincadeira:
"Quando o benfica perde tudo é difícil, até o amor!"
dá pano para mangas... Eu conheço colegas que têm verdadeiras ressacas quando o benfica perde.Um deles comporta-se de tal ordem mal que fica um ambiente lá em casa terrível. E isto não é apanágio apenas dos benfiquistas, o mesmo acontece com adeptos de outros clubes. Há casos (documentados)até de violência doméstica. Já para não falar que me está a parecer que a vida sexual de muitos casais se norteia pelos resultados da jornada. Ai Jejus!

Nuno disse...

Só existem 10 tipos de pessoas, as que compreendem binários e as que não:))))
Quando for possivel ensinar as maquinas a ter emoções lá se vai formar mais uma especialidade que vai juntar informáticos e psicólogos!
Tempos tenebrosos vêm aí... :):)

noiseformind disse...

Roxanne said,
"Já para não falar que me está a parecer que a vida sexual de muitos casais se norteia pelos resultados da jornada. Ai Jejus!"
Roxy, mas isso tem solução. Se fores adepta do Chelsea tens gana sexual que dá pano para mangas ; ))))))))))) loooooooool loooooooool loooooooooool loooooooooooooool loooooooooooooooooooool loooooooooooooooooooooooooooool

Anica,
O outting parece-me uma boa ideia para quebrar alguns vidros, o movimento de defesa dos direitos das comunidades lgbt parece ter chegado a um impasse. São representados em termos de classes média altas mas oprimidos em termos de classes médias e médias baixas. E como as mulheres na sociedade em geral ganham menos que os homens é natural que haja mais casais de lésbicas sob essa dupla segregação ; )))))))))

Nuno Gonças,
. ..- / ... --- / --.- ..- . .-. --- / ...- . .-. / --- / -... . -. ..-. .. -.-. .- / . / --- / -... .-. .- --. .- / .- / .--. . .-. -.. . .-. / .-.. --- .-.. / .-.. --- .-.. / .-.. --- .-.. / .-.. --- .-..

Ouve um tempo em que estes pontos, traços e barras eram os 1 e os 0 ; ))))))))))))))))))))

http://www.omnicron.com/~ford/java/NMorse.html
O que até seria uma boa ideia para o pessoal, insultar-se em código Morse. Assim quem não estivesse interessado passava alegremente ao lado ; )))))))))

lekas disse...

Noise, vou já a correr inscrever o meu homem no Chelsea:))))))))))))
Se isso resultasse...Muitos adeptos teris o Mourinho!!!! Bem, é melhor dizer que aqui o jovem é apaixonado desde sempre pelo benfica e nem por isso esmoreceu. Acho que ele não frequenta estas bandas. Mas se cá vieres, salvarguardei-te a "honra" querido, ouviste?

nunompgoncalves disse...

noise,
para já proponho a linguagem sms :))))

Ameninadalua disse...

Noise

Teve muita graça essa do "bom comportamento" dos adeptos do Chelsea:)))
Pode tornar-se num frutuoso e rico campo para a tua área de investigação:)))

Nuno Gonçalves

"Tempos tenebrosos" porquê?
A junção da lógica matemática com a emoção, até me parece um dasafio interessante!!!:)

Nuno disse...

noise,
já agora:
. / --- / ... .--. --- .-. - .. -. --. / .- / --. .- -. .... .- .-. / / -.-. .-.. .- .-. --- / -.--.- -.--.-

Ameninadalua disse...

Nuno Gonçalves

Fui espreitar o SMS e achei um pouco estranho; realmente aqueles exemplos mostram que se perde a beleza e o sentido das palavras em si....o nosso cerebro atribui às palavras muito mais que o seu sentido de comunicação...mas lá que é prático é sem dúvida:)))

Nuno disse...

ameninadalua,
estava apenas a brincar com a possibilidade de passar o dia com psicólogos, claro que é um desafio interessante e que a ciência trabalha nesse sentido todos os dias, faltam é muitos dias/anos para ser uma realidade, e nunca vão ser emoções como nós as conhecemos, nos computadores vai ter de haver sempre uma variavél aleatória para a decisão da emoção e essa variavél será programada por uma pessoa. As nossas emoções são por enquanto de exclusiva decisão do cérebro.

lekas disse...

ameninadalua, disse:
"o nosso cerebro atribui às palavras muito mais que o seu sentido de comunicação"

E eu que o diga! Palavras... Não sei mexem comigo... Words & Poetry...Estou em crer que tudo se joga na cabeça e que o orgão sexual feminino por excelência é o cérebro! E depois desta xau! Antes que pareça uma daquelas meninas tão faladas nos últimos posts, uma descarada...

Ameninadalua disse...

Nuno Gonçalves

É sem dúvida um tema interessante para a sua área.)))
Já estou a imaginar os futuros informáticos a desafiarem-se no sentido de quem melhor consegue recriar as emoções!!! talvez um pouco, como o papel que o artista em arte hoje tem ao utilizar a tela ou o instrumento musical para recriar emoçoes e sentimentos...quem sabe!:)))

someone who knows you disse...

Peter,

Sorry mate, but you haven't answered.
Just because you made a search on the google, that doesn't explain shit.
You are a flop.
What you have is just a 4 years education in a College with a major in Human Sexual Behaviour. Period.
Does that mean that a guy who goes into is liberal arts education or other - well, lets make this simple justb by saying the first 4 years - and gets a major in economics will he be a considered by is ""peers"" as an economit?
Don't think so, old fellow.

PS - I know that the Universities can include a lot of different colleges. In facto who could actually have gone to the JHU, mas that doesn't mean, mate, that you're CV only grants you a 4 years higher education with a MAJOR, son.
So, gives as a break with all your stupid and arrogant sexual knowledge.
The only think you know about sex is what you read on the books that you bought on Amazon.

PS - Next time don't ask you alter-ego friends to give the answers that YOU, AND YOU ALONE were meant to give.

PS 2 - Anonymous 6:59 was I talking to you, by any chance?

someone who knows you disse...

...his ""peers"" as an economist...

-Stardust- disse...

Caros Prof. e Maralhal,

ói ói ói... Isto andou quentinho no fim de semana!
Mas realmente... razão dada à Amok_she (11:23)... é ignorar os comentários que não merecem ser lidos, pela falta de tudo que demonstram!

Move on...

Manolo Heredia disse...

Noise, 3:19,
Ao ler-te fiquei com a impressão que tomas os teus desejos por realidades. A realidade é bem diferente daquilo que nos tentas impingir neste texto.
Não existe tanta intolerância assim, até porque a maior parte da população portuguesa tinha mais de 18 anos quando ocorreu o Maio 68.
Quanto às meninas exibicionistas é obvio que houve mãozinha de homossexual militante no empolamento que foi feito da situação. Isto é PUBLICIDADE DE BORLA aos militantes-recrutadores de jovens para a causa gay.
De pequenino é que se torce o pepino. É mais fácil recrutar adeptos junto de crianças, que ainda não têm a sexualidade bem definida, do que junto de quem já saboreou a excelência dos contactos heterossexuais. Exceptuando, é claro, os miúdos que já vieram este mundo com tendências homossexuais inatas.
Se a minoria gay se alimantassa só destes últimos estou certo que não tinha crescido tanto em número como creceu nestes últimos 20 anos. O Almodover ao emitir a mensagem contida no filme "Má Educação", está precisamente a assumir esta realidade. O Filme "Tutsi" aspas, aspas.

Anónimo disse...

Manolo sem dúvida. É moda ser gay. Ainda bem que há pessoas que alertam os jovens mais incautos. Vemos os lugares de topo da comunicação social e o que são? São gays. Vemos os lugares da assembleia ocupados por quem? Por gays e outros que passam os dias a rondar a avenida luisa todi. Neste momento ser gay é garantia de um lugar de tacho.
Salvemos os jovens deste pais. Basta ler qualquer revista internacional para ver que portugal é um país de gays e pedofilos.

tangas disse...

Manolo amigo, o povo não está contigo.
Não foi a minoria gay que cresceu nos últimos 20 anos. Foi a informação (aquela que o senhor descartou para escrever o comment acima).

Someone: que grande porrada resolveu o menino dar em língua bifa ao menino Peter.
É verdade: anos e anos de universidade não nos dão muito mais do que isso mesmo - anos e anos de universidade.
Sendo que há que contar com o senso comum das pessoas + a esperança de que a agressão gratuita provoque febre e dores de garganta aos cosncienciosos...

ó senhor professor júlio machado vaz: não são os psicopatas que não adoecem por incapacidade de somatizar os seus pecados? (lembrei-me logo dos confessionários - serão seguros agora com esta coisa da gripe das aves?)

Ooops... desculpe o 'nonsense' ;)

tangas disse...

anonymous 2:49pm
olhe que não, olhe que não...
Portugal é o país dos bissexuais nos roteiros gays internacionais.
O que quer dizer que há muito respeitável pai de família a mandar tatebitates aqui e noutros sítios, a polir os joelhos na missa de domingo e a passar as febres de sábado à noite no Brique e no Boys.
Chocante, hã?
:) :D ;)

Manolo Heredia disse...

Tangas,
Não duvido. Mas uma coisa não invalida a outra. O Noise e tu bem podem levantar poeira, eu tenho óculos de mota-todo-o-terreno. São os óculos que uso para não chorar quando corto cebola!!!lol

Débora disse...

Olá a todos,

Ausentei-me um pouco e eis que me deparo com um alvoroço, na minha ausência.
O blog do respeitável Prof., merece ser respeitado!
Estas aparentes intolerâncias, apenas traduzem, na minha humilde óptica, uma enorme falta de respeito pelo semelhante, seja ele diferente ou não, independentemente da diferença.
No que concerne à homossexualidade em particular, hoje sabemos o suficiente para não a encarar como doença, mas apenas como uma orientação sexual diferente. Que diabo, respeitemos o outro! Não o fazer é uma falta de cultura acima de tudo, considerando que “A cultura um conjunto de padrões coerentes de pensamento e acção, uma organização coerente da conduta que inclui a totalidade duma sociedade. A cultura é hereditária e aprendida, não genética; tende à integração e à coerência, constitui configurações articuladas, e tem a função de unir aos seres humanos” Ruth Benedict.
Faz parte do processo de socialização. Será que temos que andar sempre “em guerra”?

Saudações
Débora

Anónimo disse...

Chocante é ter que ler esta treta toda. Santo professor! Embora agnóstico, de certeza que algum santo já lhe reservou lá em cima o seu lugarzinho. Papudinho com asas, estou a imaginar... Que revolução de mentalidades vai ser lá no sítio. Os anjos ainda vão acabar por descobrir o que andaram todo este tempo a perder (por não terem sexo)... Ou se calhar essa dos anjos, supostamente, não terem sexo já era uma maroteira do divino... Afinal de contas parece que a bissexualidade é a tendência a acentuar nos próximos tempos:)))

gonçalo disse...

Prof JMV,

Sugiro-lhe o seguinte: publique novo post, por exemplo sobre o tema de hoje do "Amor é...", e recupere o título mais adequado para os momentos de crise ou de agitação emocional - ADIANTE...

Anónimo disse...

Muito bem dito Gonçalo!
Adiante...

Manolo Heredia disse...

Deborá,
O Mundo não é assim tão côr-de-rosa e tão linear! Há por aí muito menino que que levou grandes cargas de porrada do namorado (aquele que lhe arranjou emprego na empresa do amigo) por este se andar a encontrar com a namorada às escondidas.

fora-de-lei disse...

Manolo Heredia 3:26 PM

"Há por aí muito menino que que levou grandes cargas de porrada do namorado (aquele que lhe arranjou emprego na empresa do amigo) por este se andar a encontrar com a namorada às escondidas."

Bolas, o Manolo enquadra as coisas num panorama ainda mais desgraçado do que aquele que eu imagino... Não haverá aí algum exagero ?

Manolo Heredia disse...

fora-de-lei,
Se pensa que lhe direi nomes e moradas está muito enganado!

yulunga disse...

Boooooom dia maralhal.

Anda tudo maluco está visto.
No outro dia alguém chamou fadista ao Dr. Murcon (pessoalmente até acho que fadistola tem “muinta” mais pinta), agora até insinuam muito indignados que alguém manipula comentários. Oh, meu Deus… que mais estará para vir?

De facto este blog atrai; atrai por tudo. Pelo conteúdo, por ser de quem é, por se poder dizer livremente o que se deve e até o que não se deve.
Este blog atrai quem “bajula” e discorda do Dr. Murcon. Abertamente, escarrapachado e aos olhos de todos. Pois é… Aqui não se discorda nem se bajula por e-mail.
Atrai também quem bajula outros bloggers por e-mail, e isso sim é bajular o mais rente do chão possível.
Atrai também quem tem intenção de discordar por e-mail, mas cujas intenções não passam disso mesmo pois ao primeiro e-mail vêem o IP banido e mainada.
Atrai quem acha os jantares com o Dr. Murcon motivo de gozo, coisa pirosa e coisa demasiado popularucha.
Atrai quem critica estas idas as jantarzecos, mas “papa” todos os colóquios onde estão os donos de blogs XPTO numa mesa de destaque com a distância devida do resto dos bajuladores que riem de piadas que não têm piada nenhuma; que fazem perguntas estúpidas e que vão para casa satisfeitos com respostas estúpidas e dizem: Eu hoje estive num colóquio com fulano e sicrano e trocámos uma série de impressões interessantes. Ficámos amigos!
Atrai os que criticam quem está a favor do Dr. Murcon; atrai os que criticam quem está contra o Dr. Murcon; atrai os que criticam por criticar, que não sabem bem para que lado cair a não ser cair no ridículo.
Atrai quem diz “Vão ao Murcon, mas não entrem na caixa de comentários”, mas depois em outros blogs com quem têm uma determinada empatia fazem a mesma figura ridícula que nós “vassalos do Dr. Murcon” fazemos aqui.
Atrai quem critica um comentário menos erudito, mas depois comentam noutros blogs, com longos comentários, posts do género “Hoje acordei com vontade de comer pastéis de bacalhau” ou outras porras do género.
Atrai quem critica que isto não passa de um chat, mas que noutros blogs tem o mesmo tipo de comportamento.
Atrai quem é cinzento e detesta ver gente bem disposta apenas porque está bem disposta.

E acho que me fico por aqui.

Conserto disse...

Caro Manolo
E Portugal começou com o Henriques a prender a mãe. Terá sido um bom começo em nome da moral dos costumes?

fora-de-lei disse...

Longe de mim tal pretensão. Não pretendo alcandorar-me ao seu grau de conhecimento do meio... ;-))

yulunga disse...

Ah... Não fica nada por aqui.

Muitas das pessoas que por aqui passam com esse tipo de disparates quer pela forma como escrevem quer por alguns termos que usam não me parecem que sejam nem adolescentes nem tão broncos quanto aparentam, por isso um pouco de respeito pelo dono do blog não vos ficava nada mal.
Uma vez o fora da lei disse, salvo erro ao Gonçalo, isto não é para ser levado a sério; Concordo!
Mas é para ser levado com seriedade o que é completamente diferente, já que estamos entre adultos...

Conserto disse...

Para falar verdade só conheço a parte de cima

Manolo Heredia disse...

yulunga,
Os homo fazem militancia a torto e a direito, e ficam todos chateados quando aparece um hetero a fazer o mesmo. Má consciência...
Eu até acho piada à fragilidade dos argumentos que eles usam. É a consciência que têm dessa fragilidade que faz com que decambem para a foleirice em menos de um fósforo!

River disse...

Boa tarde,

pois concordo com a ANDORINHA, e com o NOISE, e com JMV, e... e... etc... Mas nem vale a pena dar a importância que eles coitados, tanto reclamam, esses que escrevem barbaridades atrás de barbaridades...(e atenção, ñ tem nada a ver com direito de expressão, com liberdade!).

O que sempre digo, é que tudo na vida só tem a importância que lhe damos... por isso "Os cães ladram e a caravana passa..."

Professor (e demais Maranhal); que me dizem à proibição de os miudos se agarrarem, abraçarem (seja de q sexo forem), na escola EB-Fazendas de Almeirim (Distrito de Santarém)? Atenção, ñ falo de beijos (nem sei como seria numa situação dessas!); falo de um abraço, de dar as mãos, etc...

este é o país que temos, e provavelmente temos que aprender a viver nele e "pronto"... (???será???)

yulunga disse...

Manolo
O que postei não tem nada a ver com isso.
Tem a ver com indignados e outros que tais, que mais valia irem-se encher de moscas.

Sobre os homos e os heteros, descambamos quase todos quando o tema é aceso e controverso.

Anónimo disse...

Uma mulher-a-dias ganha 7,5 euros à hora, um homem-a-dias (que é potencialmente muito mais eficiente que a mulher) ganha ZERO euros à hora, porque ninguém lhe dá trabalho.
Então isto não é discrimunação sexual?
Fiquei desempregado na semana passada e... nicles! só nas obras! Ora eu não tenho físico para trabalhar nas obras e estou perfeitamente à vontade a aspirar, fazer camas, cozinhar. Já fiz apostas com a minha mulher, e ganhei, em como lavo o dobro dos vidros que ela, no mesmo intervalo de tempo.
Dantes ainda havia os mordomos...

Manolo Heredia disse...

mas voltando ao tema do "post" tenho a dizer o seguinte:
É possível fazer escutas a telemóveis usando virus apropriados. Não é só a CIA ou a PJ que têm acesso a esses virus.
Portanto, por analogia, julgo que também deve ser possível fazer toda a espécie de ilegalidades na blogosfera. Não é para todos... e muito menos para o nosso patrono JMV!

yulunga disse...

Manolo
Sobre computadores, erros informáticos, hackers e virus não percebo muito, mas sei que tudo é possivel de acontecer.
Pode ter sido um virus ou um erro pura e simplesmente.
Tenho uma prima que trabalha numa multinacional enormissima e ela juntamente com mais 2 colegas a única coisa que fazem na empresa é detectar novos virus e tentativas de entrada no sistema de hackers, isto ao longo de todo o dia.
Agora imagina o quão complexa é essa área. E se uma multinacional que tem provavelmente um anti-virus e uma firewall feitos especificamente para eles precisa de estar a controlar diariamente, imagina de que forma serão vulneráveis os que se vendem para uso doméstico.
Eu acho que por mais que actualizemos entra sempre um "bichito" ou outro.
A/O Lusco-Fusco indignou-se e com razão, pois isto de virus e erros é meio dificil de entender, mas não tardou que viesse um indignado da trampa com uma teoria da conspiração parola apenas por maldade pôr em causa a gestão do blog.
Sinceramente passo-me com estas atitudes maldosas epouco transparentes.
Mas acho que já passou.

vate disse...

SONETO HETEROFÓBICO


Ser "normal" é uma chatice!
Ser pai ou mãe, uma seca...
Sou agora, já vos disse,
Activista da homo-queca.


Eu gosto de raso peito!
Mamas de gaja, detesto!
Broches e rabos dão jeito,
Fama, proveito e...o resto.

Dou erros no Português
Mas gosto de ser poeta
Sexólogo, bloguista e talvez

Marquês de Sade. E é vê-lo
A suar, feito Genet e pateta
Com o punho no "retro",
A tentar introduzi-lo
Mesmo até ao cotovelo!

Vate

PS- Informa-se a ignorância literária geral do blog, que esta cena, de enfiamento de braço, no ânus, existe num livro de Jean Genet, do qual foi feito o conhecido fjlme "Querelle", se não me engano realizado por Fassbinder.

vate disse...

O título será "POEMA HETERÒFÓBICO""
e não soneto.

andorinha disse...

Yulunga(4.02)

Estavas inspirada, rapariga.:)
Concordo totalmente com o que dizes às 4.15. Respeito e seriedade seriam aqui bem vindos.

Semiramis disse...

Professor,

o Senhor é um Homem bom, vaidoso... mas tem muita classe!

Gostei muito do que li.

amok_she disse...

...pois é, caríssima yul... levaste tanto tempo a preparar a 'tese' para te sair isso???:->

...pela parte q me toca reafirmo todas as minhas intenções q me trazem aqui...e todas as ideias - preconcebidas ou não, mas q até agora se têm confirmado em pleno - acerca de jantares da molhada!...cada um é pro q nasce e eu, realmente, ñ tenho pachorra para aturar gente q ñ me interessa...se isso te incomoda, mesmo q estejas fora desse grupo, é problema teu!...eu prefiro defender a "escumalha", tu preferes defender os parolos...ambas temos direito às nossas "causas", não???...a direrença é q eu critico os parolos, ñ quem os apoia e tu, neste caso, atacas a "escumalha" e todos os q os defendam...vá-se lá saber quem mais respeita a diferença...:-> ...e eu prefiro respeitar o direito à liberdade de se ser, sem q isso me iniba de criticar quem prefere parecer...:->

...mas ñ vai ser por isso q deixarei de me encontrar contigo...em colóquios!:->

o indignado da trampa disse...

Menina Yulunga

ai que precipitação a sua às 6:08...
bom dia cara yulunga

yulunga disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
yulunga disse...

Bom dia, bom dia maralhal.

Bom dia caro indignado da trampa.
Então já somos dois precipitados.
Primeiro largam-se as atoardas e depois diz-se que não era bem aquilo que se queria insinuar, certo?
Pois... precipitei-me. Ontem estava estuporada.

Maria Amok
Sabes bem ao que me refiro e claro que não disse tudo.
Imagina no próximo colóquio o porradão de entrevistas que teria que dar. Ter que me sentar na mesa e levar na testa com as aviõzinhos de papel que tu costumas mandar assim como quem não quer a coisa.
E este assunto fica para ser aprofundado entre nós na mesa do café.

o indignado da txxxxx disse...

Menina Yulunga ;)) (é q estou mm a rir, sabe ?)

Este tema das atoardas :);) (estou a rir novamente, desculpe) dá pano pra mangas e vou-lho apresentar em colóquio mailesco (não animalesco)

Dá-me licença?

yulunga disse...

Indignado

Be my guest!

agent disse...

Declaração

A partir de hoje, o meu blogue e seu respectivo proprietário, associa-se a causa do bom gosto e das boas maneiras e proíbe qualquer manifestação de afectos e pior ainda... de “afectos”. Exactamente com aspas, para vincar bem as diferenças, pois uma coisa é, num liceu, um jovem garanhão comer, quase literalmente, a sua “gaja”, e outra, são duas moças exibirem-se sexualmente através de beijos e apalpões e pior que tudo isso: tal comportamento afectar todos à sua volta (todos nós sabemos as insónias e os “traumas” que tal imagem causa a tanto homem!). Para quem, mesmo com este claro exemplo, não perceber bem as diferenças, que pergunte directamente ao Miguel Sousa Tavares. Porque de afectos e de “afectos”, de futebol em geral e do F.C. do Porto em especial, de férias judiciais, da situação previlegiada dos professores do nosso país, da diferença traumática (os abalos e os danos) de ser violado por um homem ou por uma mulher e, por um preto ou um branco (acrescento eu, porque me parece lógico pela mesma ordem de pensamento), de TGV´s e aeroportos ele percebe melhor que ninguém!

Assim, como vale mais evitar caír numa ditadura bem-pensante do que entrar em ideologias do que é politicamente correcto e de bom-senso, proponho aos meus visitantes então, que deixemos os abraços e os beijos para momentos mais intímos e que nos comentários se passe a usar só “cumprimentos” ou, talvez, um “aperto de mão” em ocasiões e épocas especiais e só entre pessoas de sexo diferente.
Cordialmente, agradecido.





(Era só o que faltava! ;))

declaração 2 disse...

OUTRA DECLARAÇÃO

1-PRIVUILEGIADO e não previligiado."Boas maneiras" a redigir, precisam-se!

2-O Miguel Sousa Tavares é uma das excelentes personalidades de escriba, que Portugal ainda vai tendo. A crítica luiterária portuguesa ainda não o consagrou totalmente, manifestamente, por inveja.

3- Não sei se sabem que ele é filho da SOPHIA DE MELLO BREYNER, que muitas vezes vi aqui incensada... Pois é, ele herdou de mãe, também o sentido ético da necessária intervenção social dos escritores.

4- Por isso ele verbera as "corporações", os "amiguismos", os "venha a nós" eo farisaísmo das gentes.

5- Os movimentos de defesa gl ou lg -como preferirem, tendem também, muitas vezes, para um corporativismo cego e para um baldismo social "peace and love", que não pode continuar a escudar-se continuamente em vitimações e "orgulhos". Ser pessoa abrange muitos mais campos, que as questões de orientação sexual. A promiscuidade, a promoção na horizontal, o pam-sexualismo pateta, ou oexorcismo beato dele, são atitudes básicas e a-sociais, venham de onde vierem.

E quanto aos "azuis" do blog que querem cuspir nos "pretos", não se preocupem que a gente não desiste de enriquecer os vossos pobrezinhos comentários.
´Só, que muitas vezes, temos MAIS QUE FAZER.

privilegiado disse...

PRIVILEGIADO; PRIVILEGIADO;PRIVILEGIADO.

agent disse...

Somos pela tolerância mas não respondemos a anónimos. Não gostamos da vida como ela é!
Até sempre. :)

amok_she disse...

yulunga disse...
(...)
E este assunto fica para ser aprofundado entre nós na mesa do café.

10:06 AM


...sabes, maria yul?, já em miúda achava uma seca aqueles jantarinhos q as meninas tanto adoravam...fazer de mamãs!...eu preferia 'rénar aos cóbóis'...os meninos eram mt mais giros (e inventivos!) nas brincadeiras...:->

...vai daí, acho q fiquei com trauma: ñ vou a jantarinhos de aglomerados!!!...e uma das razões é precisamente o de ñ continuar em privado algo q começou e está destinado ao público!...quero eu dizer q, se começo uma coisa - discussão ou bojardice! - num espaço público, a ter de terminar vai ter de ser no mesmo espaço...à vista dos q assistiram ao começo...é essa a minha postura q já o era nos fóruns e ñ vejo pq alterar aqui...

...é claro q posso tecer comentários apenas entre nós duas, mas...na sequência do q aqui começa, nada direi em privado q o ñ diga aqui!

...logo, azar o teu se ñ pensavas "atingir-me"...é q parte do q disseste aplica-se-me!...e eu assumo!!!...ora, assume lá tu tb q eu ñ faço parte da pandilha e ñ me vou chatear contigo por dizeres o q pensas...posso é dizer-te q albardaste um grande disparate, mas isso já faz parte da 'interacção' da nossa liberdade...:->

yulunga disse...

Oh Maria Amok
Aprofundar a coisa é assim a modos que descarnar a dita, estás a ver?
E não se trata de terminar ou deixar de terminar.
O que está dito, está dito. Quem entendeu, entendeu.
Por vezes sou um bocadinho trapalhona sim, e saio a disparar por todos os lados. Quem te mandou estar no caminho, oh espigadota?
Albarda-se o burro à vontade do dono...
Sem dúvida. Sendo que um e outro são a mesmissima pessoa.

amok_she disse...

...só tu, maria yul, só tu!!!:-)))

João Pedro Barbosa disse...

Melhores Chapéus do Futebol 2015 ● 2016

https://m.youtube.com/watch?v=giLMw-ua_QU