sexta-feira, janeiro 19, 2007

Nós, os mais velhos, que nunca estudámos...

Quem votar 'sim' fica sem funeral religioso Hugo Teixeiraem Portalegre

"Os cristãos que vão votar 'sim' no referendo serão alvo de excomunhão automática, a mais pesada das censuras eclesiásticas", garante o cónego Tarcísio Alves, pároco há cinco anos em Castelo de Vide (Portalegre). A excomunhão automática atinge ainda "todos os intervenientes na execução do crime, como, por exemplo, médicos e enfermeiros", sublinha, enquanto consulta página a página o Código Canónico."Se um católico aceitar a liberalização do aborto incorre na censura da excomunhão e não poderá ser reintegrado na comunidade cristã sem intervenção do bispo", sustenta ainda. Doutorado pela Universidade Católica de Salamanca em Direito Canónico, Tarcísio Alves tem distribuído nos últimos tempos, pelos paroquianos, um boletim informativo em que adverte os devotos para os "perigos" de votar "sim" no próximo referendo e as consequências, junto da Igreja, que poderão sobrevir. "Não fui eu que inventei estas regras, está tudo bem explícito no Cânone 1398" sublinha.Mas o vigário judicial da diocese de Portalegre e Castelo Branco vai mais longe ao alertar os fiéis para "outros perigos" que podem surgir, se no próximo referendo o voto recair no "sim". "Se votar no 'sim' ou se se abstiver, poderá estar também a cometer um pecado mortal gravíssimo. No referendo até as irmãs vão sair dos conventos porque senão também incorrem num pecado de omissão", adverte.Para o clérigo trata-se de "um caso grave", porque todos aqueles católicos que violarem as leis da Igreja sobre este ponto "não podem casar, baptizar-se e nem poderão ter um funeral religioso - Cânone 1331."Tarcísio Alves garantiu ao DN que "não faz política nem fala do caso durante as missas de domingo, mas no seu boletim paroquial e através de e-mails". O cónego promete continuar a "esclarecer a população e a prova disso passa pela edição, ainda hoje, de mais um boletim que no último parágrafo apela mais uma vez ao voto no 'não'".A comunidade católica de Castelo de Vide encara estes "avisos" de forma natural e aplaude a atitude do cónego. "Acho bem que expliquem os perigos do aborto às pessoas, principalmente a nós, os mais velhos, que nunca estudámos. O que sabemos é através daquilo que vemos na televisão", diz Piedade Godinho à entrada da igreja.

19 comentários:

Andreia disse...

Por essas e por outras é que as pessoas que conseguem pensar por si cada vez mais se afastam da Igreja Católica. Não há pachorra para tanta hipocrisia e para tanta acção inquisidora. Eu sou uma pessoa de fé, mas a igreja, a missa e os padres há muito que nada me dizem...

Fora-de-Lei disse...

É pena que a hierarquia da Igreja Católica não se insurja contra muitos daqueles que andam a bater com a mão no peito enquanto exploram os outros, tal como o faz agora - de forma cobardemente ameaçadora - com os cristãos que votarem SIM. Isto apesar de Jesus ter dito que "é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no Reino dos Céus"...

PS: se o voto é secreto, quais são afinal os mecanismos que estes senhores da Igreja Católica detêm para poderem saber se fulano ou sicrano votou sim ou votou não ?

Ameninadalua disse...

bom dia!

Penso que a argumentação deste padre é absolutamente inconsequente; uma coisa é votar de modo a que os outros possam a um nível cívico (e especialmente para os que não sejam católicos), ter liberdade de decisão perante o aborto, outra coisa é praticá-lo.

Perante a Igreja e visto numa perspectiva de "incriminação" individual, apenas a segunda situação pode ser imputada ao crente; uma coisa é a sua postura de liberdade perante os outros, outra é a sua pratica de vida que pode ser ou não norteada pela linha de orientação religiosa.

Trata-se apenas de um expediente de argumentação, a fazer lembrar passados,em que um padre se serve de abordagens de medo e de sentimentos de culpa para induzir a comportamentos integradores da Igreja...

Tal como o Fora-de-Lei diz:

" se o voto é secreto, quais são afinal os mecanismos que estes senhores da Igreja Católica detêm para poderem saber se fulano ou sicrano votou sim ou votou não ?"

Por isso só os aceita quem se sente fragilizado das suas convicções e se deixa levar por tais argumentos...

Compreendo, no entanto que a Igreja por uma questão de coerência condene e incrimine todos os católicos que sejam alvo de prática de aborto...

Juanna disse...

Bom dia,
É de uma falta de inteligencia total recorrer a Ameaças e Hipocrisia. Primeiro, quem foi que disse que o voto SIM é a favor do ABORTO? Eu pensava que era a favor da DESPENALIZAÇÂO.... lol. a meu ver (ideia pessoal) o SIM pode pelo contrário diminuir o numero de abortos, (que neste momento não se sabem quantos são porque não existe nenhum control sobre isso, visto ser ilegal) ajudando muitas mulheres mal INformadas a repensar a sua decisão. E quanto à igreja catolica.... Ja tou como diz o outro "que Deus nos Livre dela" lol sim eu fui baptizada na iogreja católica... Mas quando uma Religião/Igreija sustenta a ignorancia da sua comunidade perde todos os valores...

Fiquem todos na PAZ DOS ANJOS! :D:D
Beijinhos

Ameninadalua disse...

Gostaria ainda de acrescentar que campanhas e argumentos destes, infelizmente ainda funcionam nas cabeças e mentalidades de muitas pessoas em Portugal...

A ignorância, a intolerância e principalmente a pouca abertura para a mudança, leva muita gente a pensar e a deixar-se levar pela cabeça dos outros, o que não quer dizer que pessoas humildes e até com poucos estudos, não sejam bem mais lúcidas que outros e por isso capazes de decidir em consciencia e maturidade ...

Álex disse...

Que a argumentação deste senhor é inconsenquente, que o voto é secreto, etc, etc, é óbvio, nem vale a pena comentar mais. Estou com o fora-da-lei: porquê a hierarquia da Igreja não se insurge contra estes senhores que mais fazem mal que bem? Ou será que, apesar de tudo, vão conseguir angariar uns votos à conta deste métodos e são então um mal menor...

lobices disse...

...perdoai-lhes Senhor que eles não sabem o que fazem (dizem)
...tu, Jesus, que pregaste o amor, a paz, o perdão
permites
que estes teus representantes façam de ti um déspota?
...não és capaz, meu Deus, de dizeres a estes teus (maus) representantes que devem pregar a harmonia e não a ameaça, que devem dizer que tu amas tudo e todos e que tudo perdoas?
...QUE FOI POR ISSO que permististe a tua própria morte?
...que foi por isso, pela salvação dos pecadores (se é que existe pecado) que permitiste a tua própria morte, o teu próprio "suicídio" (pois, como Deus poderias ter evitado isso)?
...NÃO PODES dizer a estes teus maus representantes que não é assim que se ensina a tua palavra de amor?
...NÃO PODES dizer a estes teus maus representantes que o cerne do bem está no amor e não no castigo?
...NÃO PODES dizer a estes teus maus representantes que todo TU és Amor e que, no teu coração, só existe o perdão?
...que amas teus os teus irmãos, que somos todos nós?
...não podes?

alquimista disse...

À medida que a data do referendo se aproxima, e como era previsível, as posições vão-se extremando. Mais posições idênticas a esta vão surgir de ambos os lados(penso que mais deste que do outro). Há que nos abstrair-mos deste ruído de fundo (e naturalmente que nem todos o vão fazer, porque não querem ou porque não conseguem...) e concentramo-nos no essencial.
E não fiquemos à espera que seja a comunicação social ou os tempos de antena a ajudar-nos.A primeira, porque à notícia já não chega dar-se simplesmente a conhecer. Tem de o ser pelo maior número possível de ouvintes, de espectadores ou de leitores. Para isso tem de provocar impacto, tem que nos desviar a atenção do prato da sopa ou do monitor do computador. E só com tiradas do género o vai conseguir.
Quanto aos tempos de antena, por maioria de razão e por ser parte implicada...

jo flow disse...

o fora-da-lei disse: "se o voto é secreto, quais são afinal os mecanismos que estes senhores da Igreja Católica detêm para poderem saber se fulano ou sicrano votou sim ou votou não ?"

os mais novos ainda talvez sejam um pouco inocentes para não lhes ocorrer resposta a esta pergunta.

isto é claramente um anuncio de intenção de prática de crime.

este homem que se faz passar por homem santo o que está dizer é que pretende, sem medo de ser apanhado ou incriminado ou castigado ou impedido, quebrar o segredo do voto protegido pela constituição. e se pensarmos um bocado não é dificil de ver que com a sua influencia, e sem haver alguem no poder central com coragem de tomar medidas preventivas, pode realmente com alguma facilidade saber quem votou em quê. E principalmente os mais velhos locais a quem esta mensagem é dirigida por ele sabem disso tal como ele sabe que eles sabem.

só quem parece não saber nada ou quem tem facilidade em fingir que não sabe é quem deve ter demasiado para fazer e não sabe delegar tarefas ou não tem meios ou tem realmente também medo do dito homem.

CêTê disse...

É muito triste, de facto.

jo flow disse...

(e ainda) em falta de uma medida preventiva eficaz por quem devia ter poder para a realizar o que era interessante era alguém ter meios para mostrar ao resto do pais como se vota naquele lugar e como fácil pode ser quebrar o segredo de voto ou dar a parecer que ele é facilmente quebrado. Sim, porque após este anuncio de intensão de crime, não basta evita-lo, é preciso mesmo mostrar claramente às vitimas que estão seguras para votar em consciência, porque depois da ameaça feita quase nem é preciso praticar realmente o crime pois o receio de que ele seja praticado já é suficiente para conseguir o pretendido.

Eu sugeria que, se não fizerem nada para prevenir este atentado à democracia, ao menos que ajudem o auto declarado criminoso a conseguir o que pretende e retirem o direito de voto a todos os que vão à sua igreja e deixem ser ele a votar por eles e deixemo-nos de tretas.

Paulo disse...

Todos sabemos que apesar do que diz a cúpula e não a igreja no seu todo, as pessoas são livres de seguir a sua consciência, obrigando a cúpula a mudar e a abrir-se ao mundo e não o contrario…
Não sou perito nisto, mas parece-me ser assim… Pelo menos de ouvir os outros falar, é que ainda faço uma coisa, ouço… Pelo que sei as igrejas deste século, não são iguais às igrejas dos séculos passados, chegando mesmo os seus valores a “evoluir”…
Este e outros padrecos que se julgam donos da verdade, não são mais do que homens… E até neste caso chegam a ser mais papistas que o papa, pois segundo o que inclusivamente ouvi numa rádio (se não me engano TSF), as instruções do próprio papa foram de que não se usassem os espaços da igreja para campanhas em relação a este referendo, algo que até já o cardeal patriarca de Lisboa desobedeceu…
São homens e alguns deles por vezes cometem desta barbaridades… Ninguém lhes deu o “poder” de julgar, mas julgam que o têm… Nem sequer o maior mentor do Cristianismo (Jesus Cristo) os ensinou a julgar, bem pelo contrario… Mas esquecem-se muito rápido…

“andreia said...
Por essas e por outras é que as pessoas que conseguem pensar por si cada vez mais se afastam da Igreja Católica…”

Desculpe, mas aqui tenho que fazer justiça aos que são diferentes… Devido à minha actividade profissional contacto e contactei com alguns padres que não se revêem nestas atitudes, nem nestas acções… Alguns deles decidindo mesmo a manter-se à margem destas quezílias…

“fora-de-lei said...
É pena que a hierarquia da Igreja Católica não se insurja contra muitos daqueles que andam a bater com a mão no peito enquanto exploram os outros, tal como o faz agora - de forma cobardemente ameaçadora…”

Assino em baixo

“fora-de-lei said...
… Isto apesar de Jesus ter dito que "é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no Reino dos Céus"...”

Isso é algo que a maioria das diferentes igrejas cristas se esquece… (para não dizer mesmo, Todas…)

“fora-de-lei said...
… PS: se o voto é secreto, quais são afinal os mecanismos que estes senhores da Igreja Católica detêm para poderem saber se fulano ou sicrano votou sim ou votou não ?”

Boa pergunta… LOLOLOLOLOLOLOLOLOL
Tal como já disse “as pessoas são livres de seguir a sua consciência”… E isso a Igreja(s) não domina…

“ameninadalua said...
Compreendo, no entanto que a Igreja por uma questão de coerência condene e incrimine todos os católicos que sejam alvo de prática de aborto...”

Desculpe… Mas isso nem eu compreendo… Como já disse, ninguém lhes deu poder para condenar quem quer que seja… Nem sequer o seu maior mentor…

“juanna said...
Bom dia,
É de uma falta de inteligencia total recorrer a Ameaças e Hipocrisia. Primeiro, quem foi que disse que o voto SIM é a favor do ABORTO? Eu pensava que era a favor da DESPENALIZAÇÂO...”

Desculpe… Mas aqui e tal como já disse é que eu acho que há uma valente hipocrisia…
Concordo os termos despenalização e liberalização são diferentes… Mas as atitudes e o que se pretende não é diferente… Pergunta-se uma coisa já pensando na outra... Quando o ministro da saúde anda a averiguar se os hospitais vão ter capacidade de responder atempadamente à procura das mulheres/casais que pretendam um aborto, estamos a falar de quê???

“lobices said...
...perdoai-lhes Senhor que eles não sabem o que fazem (dizem)
...tu, Jesus, que pregaste o amor, a paz, o perdão
permites que estes teus representantes façam de ti um déspota?
...não és capaz, meu Deus, de dizeres a estes teus (maus) representantes que devem pregar a harmonia e não a ameaça, que devem dizer que tu amas tudo e todos e que tudo perdoas?
...QUE FOI POR ISSO que permitiste a tua própria morte?...que foi por isso, pela salvação dos pecadores (se é que existe pecado) que permitiste a tua própria morte, o teu próprio "suicídio" (pois, como Deus poderias ter evitado isso)?
...NÃO PODES dizer a estes teus maus representantes que não é assim que se ensina a tua palavra de amor?
...NÃO PODES dizer a estes teus maus representantes que o cerne do bem está no amor e não no castigo?
...NÃO PODES dizer a estes teus maus representantes que todo TU és Amor e que, no teu coração, só existe o perdão?
...que amas teus os teus irmãos, que somos todos nós?
...não podes?”

Sem comentários... Acho que se diz tudo, pelo menos para quem acredita…

Cumprimentos...
Paulo

goncalo disse...

Esta sanção canónica de não haver funeral religioso, recordou-me esta passagem das "Farpas", em que se discutia se os dissidentes da igreja ou os ateus teriam direito a ser enterrados nos cemitérios municipais). A igreja entendia que não. Delicioso, como sempre.

"Agradecemos ao sr. ministro do reino a sua portaria, resolvendo o enterramento dos ímpios nos cemitérios públicos. E dizemos - agradecemos - porque foram as Farpas a primeira voz que teve contra os escrúpulos e as resistências dos srs. eclesiásticos perante o cadáver dos imbeatos e dos indevotos, - um acento hostil.

A portaria estatui:

Que haja no cemitério público, jazigo civil dos cidadãos mortos - um lugar para os corpos daqueles que, ou por dissidência de igreja como os protestantes, ou hostilidade de religião como os israelitas, ou por princípios filosóficos como os racionalistas - sejam incatólicos.

Fazer recolher estes cadáveres aos cemitério - que o clero quereria afastar para as estrumeiras - é já um progresso moral, de bom senso, de dignidade civil e de positivismo higiénico.

A câmara municipal não vê almas, vê corpos: ora perante a morte nem todas as almas se celestiam, mas o que sabemos de positivo é que todos os corpos apodrecem - e os cemitério são a supressão administrativa desta infecção fatal. Portanto, cumpre à câmara vigiar que o transeunte, o vivo, o eleitor, o contribuinte, não seja prejudicado pelas miasmas - nem do ateu nem do devoto. E a sua obrigação civil é enterrar a putrefacção - sem indagar quais sejam as suas crenças religiosas ou as suas opiniões filosóficas. A Deus o que é de Deus, à câmara o que é da câmara. Deus escolherá e distinguirá as almas: a câmara dará igualmente aos corpos ateus e aos corpos beatos uma cova higiénica. Isto é o legítimo bom senso.

goncalo disse...

Agora mais a sério. E bom não subestimar o poder que a igreja católica ainda detêm neste país. Tenho a ideia de que foi importante no referendo de 1998.

E olhem que é muito fácil transferir a essência da questão do aborto para o plano moral e inculcar nas pessoas a ideia do que está em causa é responder se estamos a favor ou contra o aborto. Assim, a intervenção da Maria José Morgado num seminário organizado pelo PS, toda ela jurídica, foi muito válida.

thorazine disse...

FDL,
"PS: se o voto é secreto, quais são afinal os mecanismos que estes senhores da Igreja Católica detêm para poderem saber se fulano ou sicrano votou sim ou votou não ?"

O nome corrente é "xibadela"! Na igreja tb há concorrencias...e amizades que se tornam mais sólidas com dois ou três nomes escritos num papelzito! ;))))

Mas a minha questão é: como é que eu posso NÂO TER um funeral católico? Como é que eu posso, quando morrer, NÃO ir parar a um cemitério? Isso sim, é que eu gostava de saber! (ahhh..não vale dizer votar no "sim"..:))

andorinha disse...

Boa noite.

Cá temos mais do mesmo!
Subscrevo o que diz o Fora de lei (10.54)
Quando li o post, também coloquei a mesma questão: se o voto é secreto como é que a Igreja vem a saber quem votou no sim ou no não?
Ameaças que vêm a surtir os seus frutos em mentes pouco esclarecidas como ainda há tantas por esse país fora:(

Isto é manipulação da mais ignóbil!

É pertinente a opinião do Gonçalo. A Igreja sabe o poder que tem e abusa despudoradamente desse poder.
Por essas aldeolas fora quantas pessoas se atrevem a contrariar a douta opinião do padre lá do sítio?

E a culpa de andarmos a assistir a todo este folclore é do PS:(

maria estrela disse...

Deus estád e facto em todo o lado...até na cabine de voto...não havia nexxxxessidade...

Marx disse...

O cónego Tarcísio antecipa, assim, que os votantes do Sim não têm quaisquer hipóteses de irem para o Céu. Uma desilusão, certamente, para os católicos. Principalmente para aqueles que almejavam lá encontrar uma qualquer réplica das setenta virgens prometidas pela concorrência.

Paulo disse...

"Marx said...
… Principalmente para aqueles que almejavam lá encontrar uma qualquer réplica das setenta virgens prometidas pela concorrência…"

Pois… Essa é mesmo da concorrência… Os católicos preferem mulheres experientes… Huuummmm… ;-)